Pesquisador em Biologia Ambiental - Salário, piso salarial, o que faz e mercado de trabalho em Ecologia

CBO: 2030-05

Quanto ganha um Pesquisador em Biologia Ambiental em 2024

Hoje um Pesquisador em Biologia Ambiental ganha em média R$ 4.986,87 no mercado de trabalho brasileiro para uma jornada de trabalho de 42 horas semanais.

As informações são de acordo com pesquisa do Salario.com.br junto a dados oficiais do Novo CAGED, que reúne dados do CAGED, eSocial e Empregador Web com um total de 258 salários de profissionais admitidos e desligados pelas empresas nos últimos 12 meses.

Faixa salarial e piso salarial 2024

A faixa salarial do Pesquisador em Biologia Ambiental fica entre R$ 4.137,00 salário mediana da pesquisa e o teto salarial de R$ 11.394,39, sendo que R$ 4.850,67 é a média do piso salarial 2024 de acordos coletivos levando em conta profissionais em regime CLT de todo o Brasil.

O perfil profissional mais recorrente é o de um trabalhador com 29 anos, formação superior em Ecologia, do sexo masculino que trabalha 44h semanais em empresas do segmento de Serviços de engenharia.

A cidade com mais ocorrências de contratações e por consequência com mais vagas de emprego para Pesquisador em Biologia Ambiental é Vitoria - ES.

Salário de Pesquisador em Biologia Ambiental - Série histórica

Salário de Pesquisador em Biologia Ambiental por região do Brasil

Quanto ganha um Pesquisador em Biologia Ambiental nas principais cidades

Clique em uma cidade para ver a pesquisa salarial completa para Pesquisador em Biologia Ambiental na localidade
Cidade Jornada Piso Salarial Média Salarial Teto Salarial Salário/Hora Total
44 4.395,49 4.518,91 6.829,11 20,75 27
42 3.185,71 3.275,16 4.949,52 15,60 24
40 1.950,46 2.005,23 3.030,36 10,12 22
39 7.843,03 8.063,25 12.185,43 41,46 20
43 6.780,60 6.970,98 10.534,75 32,17 18
42 8.662,40 8.905,62 13.458,45 42,86 18
40 5.218,53 5.365,06 8.107,84 26,83 17
Para ver a pesquisa salarial completa para o cargo em cada uma das cidades da tabela, clique nos links das localidades da lista. Para ver o salário em outras cidades além dessas utilize a Busca Salarial.

O que faz um Pesquisador em Biologia Ambiental

  1. analisar aplicabilidade de resultados;
  2. assessorar instituições em formulação de políticas públicas;
  3. tratar dados e informações;
  4. redigir projeto de pesquisa;
  5. proferir palestras;
  6. formular hipóteses de trabalho;
  7. evidenciar criatividade;
  8. ver mais...

Algumas funções no exercício da profissão

  • demonstrar competências pessoais;
  • desenvolver atividades de pesquisa em ciências biológicas;
  • prestar assessoria e consultoria técnica e científica em ciências biológicas;
  • coordenar pesquisas em ciências biológicas;
  • divulgar resultados de pesquisa em ciências biológicas;
  • comunicar-se;
  • elaborar projetos de pesquisa em ciências biológicas;
  • planejar aulas, cursos e eventos científicos;
  • saiba mais...

Cálculo salarial para Pesquisador em Biologia Ambiental

Divisões salariais com base no salário bruto no cargo e na remuneração por períodos
Período Salário Mensal Salário Anual Salário Semanal Salário/Hora
Piso Salarial 4.851 58.208 1.213 23,21
Média Salarial 4.987 59.842 1.247 23,86
1º Quartil 2.086 25.034 522 9,98
Salário Mediana 4.137 49.644 1.034 19,79
3º Quartil 8.690 104.278 2.172 41,58
Teto Salarial 11.394 136.733 2.849 54,52
  • Piso Salarial: Média do salário base de acordos, convenções coletivas e dissídios coletivos com menções ao cargo de Pesquisador em Biologia Ambiental negociados por sindicatos e registrados no MTE;
  • Média Salarial: A soma de todos os salários dividido pelo total de salários de profissionais no cargo de Pesquisador em Biologia Ambiental da amostragem. Cálculo de média aritmética simples;
  • 1° Quartil: Primeiro quartil é o cálculo que separa 25% dos menores salários e obtém a média salarial entre eles;
  • Salário Mediana: Mediana é o valor que mostra o salário bem ao centro da amostragem. o cálculo separa os dados de modo que 50% dos salários informados são superiores a esse nível e 50% são inferiores;
  • 3º Quartil: Cálculo que separa 25% dos maiores salários e obtém a média salarial entre eles;
  • Teto Salarial: Corresponde aos maiores salários no cargo, observando-se ponderações e filtros exclusivos do nosso algoritmo de pesquisa salarial.

Demanda no mercado de trabalho para Ecologia

Pesquisador em Biologia Ambiental é um cargo que está com demanda restrita no mercado de trabalho brasileiro nos últimos meses.

No comparativo entre os meses de Dezembro de 2022 e Dezembro de 2023, tivemos uma queda de 50% nas contratações formais com carteira assinada em regime integral de trabalho.

Dentro da pesquisa, logo abaixo, você pode conferir um gráfico completo mês a mês com o número de contratações e demissões de Pesquisador em Biologia Ambiental pelo mercado de trabalho brasileiro segundo levantamento estatístico do Salario.com.br junto a dados salariais oficiais do Novo CAGED, eSocial e Empregador Web nos últimos 12 meses.

Quanto ganha um Pesquisador em Biologia Ambiental por estado

Clique em um estado para ver a pesquisa salarial completa para Pesquisador em Biologia Ambiental na localidade
UF Jornada Piso Salarial Média Salarial Teto Salarial Salário/Hora Total
43 5.356,19 5.506,58 8.321,71 25,85 50
40 6.641,70 6.828,18 10.318,96 34,55 38
40 2.764,98 2.842,61 4.295,84 14,26 31
44 4.371,85 4.494,60 6.792,38 20,62 29
42 3.185,71 3.275,16 4.949,52 15,60 24
43 6.158,79 6.331,71 9.568,67 29,14 22
44 2.493,25 2.563,25 3.873,66 11,65 12
Para ver a pesquisa salarial completa para o cargo em cada um dos estados da tabela, clique nos links das localidades da lista. Para ver o salário em outros estados além desses utilize a Busca Salarial.

Tipos de empresas que mais contratam

Salários por setores de empresas
CNAE Segmento da Empresa Piso Salarial Média Salarial Teto Salarial
7112-0/00 Serviços de engenharia 4.298,64 4.419,34 6.678,63
7312-2/00 Agenciamento de espaços para publicidade 1.950,46 2.005,23 3.030,36
7210-0/00 Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais 7.206,96 7.409,32 11.197,18
7119-7/02 Atividades de estudos geológicos 5.218,53 5.365,06 8.107,84
9430-8/00 Atividades de associações de defesa de direitos sociais 4.611,33 4.740,81 7.164,45
7490-1/99 Outras atividades profissionais, científicas e técnicas 4.892,36 5.029,73 7.601,08
8640-2/02 Laboratórios clínicos 4.047,13 4.160,77 6.287,88
0230-6/00 Atividades de apoio à produção florestal 2.671,20 2.746,21 4.150,15
4399-1/01 Administração de obras 5.773,56 5.935,67 8.970,16
8599-6/99 Outras atividades de ensino 6.680,91 6.868,50 10.379,88
CNAE (Classificação Nacional das Atividades Econômicas). Para ver a pesquisa salarial completa para o segmento, clique nas empresas da lista. Para ver outros segmentos e pesquisas em estados e cidades específicas, utilize a nossa Pesquisa Salarial e filtre a busca por CNAE.

Quanto ganham profissionais de Ecologia por jornada de trabalho

Relação jornada de trabalho/salário. Filtro de amostragem com 258 profissionais admitidos e desligados. A relação abrange somente Pesquisador em Biologia Ambiental em regime integral de trabalho.

Cálculo de acordo com a carga horária mensal e salário
Total Jornada Ref. Salário Mensal Salário Hora
131 44 220 4.176,67 18,98
85 40 200 5.733,51 28,67
7 42 210 11.816,43 56,27
3 36 180 4.856,33 26,98
2 30 150 1.444,00 9,63
2 20 100 4.379,70 43,80

No Brasil, todo trabalhador contratado com carteira assinada, ou seja, numa relação de emprego, tem a jornada de trabalho estipulada no contrato de trabalho. A lei exige que fique clara, por escrito, a duração do trabalho que esse profissional terá de cumprir.

Salários por porte da empresa e nível profissional

Um Pesquisador em Biologia Ambiental Júnior ganha em média R$ 5.196,19, o nível pleno recebe cerca de R$ 5.878,08, já o Sênior tem uma média salarial de R$ 7.060,93 mensais de acordo com pesquisa do Salario.com.br junto aos dados oficiais do CAGED de profissionais demitidos no mercado de trabalho.

Metodologia: Salários de 131 profissionais demitidos pelas empresas.
Porte da Empresa Júnior Pleno Sênior
Micro 5.480,95 5.821,90 6.413,33
Pequenas 4.451,60 4.792,55 5.383,97
Médias 5.368,76 5.709,71 6.301,13
Grandes Empresas 5.647,68 5.988,62 6.580,05
  • *Pesquisador em Biologia Ambiental Júnior: até 4 anos;
  • *Pesquisador em Biologia Ambiental Pleno: de 4 a 6 anos;
  • *Pesquisador em Biologia Ambiental Sênior: acima de 6 anos na empresa até sua demissão;

Gráficos de pesquisa

Simulador de gastos da empresa com o salário mensal de um Pesquisador em Biologia Ambiental

  • Salário Base: R$ 4.986,87
  • Salário-educação (3%): R$ 149,61
  • Sistema S (2%): R$ 99,74
  • INSS Patronal (20%): R$ 997,37
  • RAT - Risco Ambiental do Trabalho (1%): R$ 49,87
  • FGTS (8%): R$ 398,95
  • Férias 1/12: R$ 415,57
  • Auxílio Transporte: R$ 220,00
  • Auxílio Alimentação: R$ 440,00
  • Adicional Noturno (20%): R$ 997,37
  • Periculosidade (30%): R$ 1.496,06
  • Insalubridade (20%): R$ 288,00
  • Plano de Saúde: R$ 300,00
  • 1/3 de Férias: R$ 138,52
  • 13º Salário: R$ 415,57
  • FGTS sobre Férias: R$ 33,25
  • FGTS sobre 1/3 de Férias: R$ 11,08
  • FGTS sobre 13º: R$ 33,25
  • Aviso Prévio: R$ 415,57
  • FGTS sobre Aviso Prévio: R$ 33,25
  • Multa Rescisória FGTS: R$ 415,57

Os valores referem-se somente a uma simulação de gastos mensais proporcionais e médios do mercado de trabalho. Alguns benefícios não são pagos ao mesmo tempo. Procure seu contador para maiores detalhes.

Fique por dentro dos seus direitos trabalhiistas

Gostou da pesquisa e deseja utilizá-la?

Toda essa pesquisa salarial para Pesquisador em Biologia Ambiental pode ser utilizada para fins acadêmicos, empresariais estratégicos e matérias em portais, sites, blogs e redes sociais desde que seja citada a fonte com um link para o site Salario.com.br.

Ainda tem dúvidas sobre a origem dos dados salariais do Salario.com.br? Leia aqui e veja também onde os dados do Salario.com.br estão sendo utilizados.

Salário e mercado de trabalho para Pesquisador em Biologia Ambiental