CBO 2030-25 - Pesquisador em biologia vegetal - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos pesquisadores das ciências biológicas

O profissional no cargo de Pesquisador em biologia vegetal CBO 2030-25 Desenvolve atividades de pesquisa em biologia vegetal, para identificar, classificar e estudar a estrutura, genética, fisiologia, nutrição, cultura e distribuição de espécies vegetais e os ecossistemas em que estão inseridas Coleta, trata e analisa material biológico, dados e informações, registra resultados de pesquisas.

Gera conhecimentos, aplicando e desenvolvendo métodos e técnicas de medições e observações Elabora, desenvolve e avalia projetos, coordena equipes e divulga os resultados da pesquisa em diferentes meios Pode prestar serviços de assessoria e consultoria técnica e científica e atuar no ensino e extensão universitária, lecionando, planejando cursos e eventos científicos.

Pode especializar-se em áreas específicas da biologia vegetal Cumpre e faz cumprir normas técnicas, normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de proteção ao meio ambiente

CBO 2030-25 é o Código Brasileiro da Ocupação de pesquisadores das ciências biológicas que pertence ao grupo dos pesquisadores e profissionais policientíficos, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Pesquisador em biologia vegetal, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Pesquisadores das ciências biológicas CBO 2030-25 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2030-25

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Pesquisadores das ciências biológicas.
      • Pesquisadores e profissionais policientíficos.

O que faz um Pesquisador em biologia vegetal

O Pesquisador em biologia vegetal CBO 2030-25 desenvolve atividades de pesquisa em biologia vegetal, em meios terrestres e aquáticos, planejando as atividades de pesquisa, definindo metodologia a ser aplicada, coletando material biológico, dados e informações, acondicionando materiais biológicos, armazenando dados e informações, realizando experimentos científicos Programa e usa computadores para registrar, organizar, armazenar, processar e analisar dados e informações, inclusive coletados por sensoriamento remoto.

Analisa resultados de pesquisa científica da diversidade vegetal, formulando hipóteses e avaliando a aplicabilidade de resultados.

Pesquisa diferentes espécies vegetais, para identificar e caracterizar essas espécies e os ecossistemas em que estão inseridas, avaliando as consequências das interações planta-ambiente para a diversidade genética, fisiologia, morfologia, ecologia, origem e diversificação das espécies Descreve a diversidade taxonômica e morfológica das plantas brasileiras e seu potencial para a bioprospecção.

Pesquisa a importância da diversidade vegetal em prover serviços ecossistêmicos, na mitigação de efeitos decorrentes de mudanças climáticas, na contribuição para a produção agrícola, e em como as funções ambientais se recuperam em diferentes sistemas de restauração florestal Elabora projetos de pesquisa em biologia vegetal, identificando o objeto de estudo científico, realizando pesquisa bibliográfica, formulando hipóteses de trabalho, definindo a metodologia a ser aplicada, a equipe de trabalho e os recursos físicos e financeiros.

Avalia a viabilidade técnico-científica do projeto e os preceitos éticos e legais envolvidos e elabora a redação do projeto.

Identifica instituições para financiamento da pesquisa, submetendo o projeto a essas instituições Quando pertinente, obtém licença em instituições governamentais e privadas para a realização do projeto.

Coordena pesquisas em biologia vegetal, selecionando equipe de trabalho, estabelecendo parcerias e colaborações, solicitando e administrando recursos financeiros, organizando atividades de pesquisa, planejando e distribuindo as atividades entre os membros da equipe de trabalho, treinando e orientando a equipe de trabalho.

Pode atuar em equipes multidisciplinares Pode desenvolver pesquisa biológica para governos, empresas de pesquisa, indústrias médicas, farmacêuticas e de alimentos, agronegócio, entre outros Divulga resultados de pesquisa em biologia vegetal, redigindo trabalhos técnicos e científicos para divulgação em meios especializados, inclusive em inglês, submetendo trabalho científico para publicação, apresentando trabalhos em eventos científicos, proferindo palestras, elaborando relatórios técnico-científicos, ministrando cursos e seminários, redigindo e submetendo patentes a registro, escrevendo artigos para sociedade não científica, concedendo entrevistas.

Elabora relatórios técnicos e de pesquisa, comunicando os resultados para as partes interessadas ou para o público em geral Elabora normas e procedimentos técnicos Presta assessoria e consultoria técnica e científica em biologia vegetal, assessorando instituições na solução de problemas técnicos e científicos e na formulação de políticas públicas.

Emite parecer técnico e científico para instituições de fomento à pesquisa, pareceres técnicos e científicos sobre trabalhos submetidos à publicação Avalia monografias, dissertações, teses e cursos.

Desenvolve relações colaborativas entre departamentos ou com organizações externas Pode atuar na área do ensino, planejando aulas, cursos e eventos científicos, elaborando material didático e multimeios, preparando atividades práticas em campo e laboratório, avaliando o desempenho de alunos, divulgando cursos e eventos científicos Pode especializar-se em áreas específicas da biologia vegetal.

Pode atuar em curadoria e conservação, em museus e demais instalações voltadas à biologia vegetal Mantém-se atualizado na sua área de atuação.

Funções do cargo

O funcionário CBO 2030-25 deve comunicar-se, elaborar projetos de pesquisa em ciências biológicas, coordenar pesquisas em ciências biológicas, prestar assessoria e consultoria técnica e científica em ciências biológicas, demonstrar competências pessoais, planejar aulas, cursos e eventos científicos, divulgar resultados de pesquisa em ciências biológicas, desenvolver atividades de pesquisa em ciências biológicas.

Condições de trabalho dessas profissões

Pesquisadores das ciências biológicas trabalham em empresas e instituições de pesquisas públicas ou privadas e em universidades, nas áreas de saúde humana, animal e vegetal e em pesquisa e desenvolvimento. O trabalho é desenvolvido, na maioria das vezes, em equipe multidisciplinar, com supervisão ocasional. Essas equipes são da própria instituição (intrainstitucionais) ou, dependendo do projeto, podem ser formadas por participantes vinculados a mais de uma instituição (interinstitucionais). O vínculo de trabalho mais freqüente é o de assalariado com carteira assinada. Trabalham em horários regulares e podem estar expostos aos efeitos de materiais tóxicos, radiação e risco biológico.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 2030-25

As ocupações requerem do profissional o curso superior completo, bem como cursos de pós-graduação e especialização, principalmente em Ciências biológicas e áreas afins. É comum o ingresso e a progressão na carreira por meio de concursos, no caso de pesquisadores vinculados à área pública.

Atividades exercidas por um Pesquisador em biologia vegetal CBO 2030-25

Um Pesquisador em biologia vegetal (ou sinônimo) deve orientar equipe de trabalho, redigir patentes, avaliar viabilidade do projeto, definir tema de aulas, cursos e eventos científicos, evidenciar sociabilidade, estabelecer parcerias e colaborações, divulgar cursos e eventos científicos, definir nível de aulas, cursos e eventos científicos, coletar dados e informações biológicos e metodológicos, avaliar preceitos éticos e legais do projeto, elaborar relatórios técnico-científicos, submeter trabalho científico para publicação, redigir trabalhos técnicos e científicos para divulgação em meios especializados, preparar atividades práticas em campo e laboratório, administrar recursos financeiros, redigir projeto de pesquisa, submeter projeto às comissões de ética, avaliar monografias, dissertações, teses e cursos, formular hipóteses de trabalho, desenvolver fluência verbal, desenvolver expressão escrita, desenvolver senso crítico, submeter patentes a registro, organizar dados e informações, treinar equipe de trabalho, elaborar normas e procedimentos técnicos, definir estrutura de aulas, cursos e eventos científicos, analisar aplicabilidade de resultados, identificar objeto de estudo científico, proferir palestras, coletar material biológico, solicitar recursos financeiros, ministrar cursos e seminários, conceder entrevistas, obter licença em instituições governamentais e privadas, trabalhar em equipe, evidenciar criatividade, demonstrar persistência, registrar informações e dados coletados, definir metodologia, selecionar equipe de trabalho, apresentar trabalhos em eventos científicos, submeter projeto a instituições para financiamento de pesquisa, emitir pareceres técnico-científicos sobre trabalhos submetidos a publicação, demonstrar liderança, revelar iniciativa, orçar custos do projeto, demonstrar sensibilidade, elaborar material didático, organizar atividades de pesquisa, emitir parecer técnico-científico para instituições de fomento a pesquisa, demonstrar curiosidade científica, desenvolver raciocínio lógico, realizar experimentos científicos, identificar instituições para financiamento de pesquisa, coletar dados e informações complementares, analisar resultados de pesquisa científica, armazenar dados, informações e materiais biológicos coletados, escrever artigos para sociedade não científica, planejar atividades de equipe de trabalho, realizar pesquisa bibliográfica, trabalhar com objetividade, assessorar instituições na solução de problemas técnicos e científicos, tratar dados e informações, demonstrar flexibilidade, assessorar instituições em formulação de políticas públicas, avaliar projetos de pesquisa em ciências biológicas.

Cargos e salários CBO 2030-25 - Pesquisadores das ciências biológicas

Salário Pesquisador Botânico

Pesquisador Botânico: Brasil

  • 83
  • Brasil
  • 5.392 - 10.856
  • 41h
O profissional no cargo de Pesquisador Botânico CBO 2030-25 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.392 e 10.856 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 83 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2030-25.
Salário Pesquisador em Biologia Vegetal

Pesquisador em Biologia Vegetal: Brasil

  • 83
  • Brasil
  • 5.392 - 10.856
  • 41h
O profissional no cargo de Pesquisador em Biologia Vegetal CBO 2030-25 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.392 e 10.856 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 83 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2030-25.
Salário Agrostólogo

Agrostólogo: Brasil

  • 83
  • Brasil
  • 5.392 - 10.856
  • 41h
O profissional no cargo de Agrostólogo CBO 2030-25 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.392 e 10.856 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 83 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2030-25.
Salário Botânico

Botânico: Brasil

  • 83
  • Brasil
  • 5.392 - 10.856
  • 41h
O profissional no cargo de Botânico CBO 2030-25 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.392 e 10.856 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 83 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2030-25.
Salário Fenologista

Fenologista: Brasil

  • 83
  • Brasil
  • 5.392 - 10.856
  • 41h
O profissional no cargo de Fenologista CBO 2030-25 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.392 e 10.856 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 83 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2030-25.
Salário Ficologista

Ficologista: Brasil

  • 83
  • Brasil
  • 5.392 - 10.856
  • 41h
O profissional no cargo de Ficologista CBO 2030-25 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.392 e 10.856 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 83 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2030-25.