Analista de Suporte Técnico - Salário 2020 e Mercado de Trabalho

Dados do mercado de trabalho para o cargo de Analista de Suporte Técnico CBO 2124-20. Encontre informações como salário base, média salarial, faixa salarial dos Analistas de tecnologia da informação, piso salarial 2020, remuneração por tamanho da empresa, salários por nível 1, 2 e 3, gênero, escolaridade, salário por hora da jornada de trabalho, salário inicial e muito mais com base em uma amostragem de 37.097 salários de profissionais admitidos e desligados em todo Brasil.

12/2019
atualização

Dados salariais de 05/2019 até 12/2019 segundo pesquisa do Salario.com.br junto ao CAGED.

37.097
salários

Salários de 37.097 profissionais no cargo e dados do mercado de trabalho para a profissão.

42h
carga horária

Jornada de trabalho de 42h. Carga horária semanal média de 37.097 profissionais.

R$ 3.243,38
média salarial

Salário médio bruto mensal calculado de acordo com informações salariais de admitidos e desligados.

Um Analista de Suporte Técnico ganha em média R$ 3.243,38 no mercado de trabalho brasileiro para uma jornada de trabalho de 42 horas semanais de acordo com pesquisa do Salario.com.br junto a dados oficiais do CAGED no período de 05/2019 até 12/2019 com um total de 37.097 salários.

A faixa salarial do Analista de Suporte Técnico CBO 2124-20 fica entre R$ 2.960,20 (média do piso salarial 2020 de acordos, convenções coletivas e dissídios), R$ 2.288,00 (salário mediana da pesquisa) e o teto salarial de R$ 8.879,21, levando em conta profissionais com carteira assinada em regime CLT de todo o Brasil.

O perfil profissional mais recorrente é o de um trabalhador com 25 anos, Ensino Superior incompleto, do sexo masculino que trabalha 44h semanais em pequenas empresas do segmento de Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação.

A cidade com mais ocorrências de contratações e por consequência com mais vagas de emprego para Analista de Suporte Técnico é São Paulo - SP.

Quanto ganha um Analista de Suporte Técnico

Divisões salariais com base no salário bruto no cargo e na remuneração por períodos
VALORES EM R$Salário MensalSalário AnualSalário Por SemanaSalário Por Hora
Salário Nominal
(Bruto Mensal)
Piso Salarial2.960,2035.522,39740,0514,21
Média Salarial3.243,3838.920,59810,8515,57
1º Quartil1.394,3816.732,56348,596,69
Salário Mediana2.288,0027.456,00572,0010,98
3º Quartil6.771,6781.260,011.692,9232,51
Teto Salarial8.879,21106.550,562.219,8042,62
  • Piso Salarial: Média do salário base de acordos, convenções coletivas e dissídios coletivos com menções ao cargo de Analista de Suporte Técnico negociados por sindicatos e registrados no MTE;
  • Média Salarial: A soma de todos os salários dividido pelo total de salários de profissionais no cargo de Analista de Suporte Técnico da amostragem. Cálculo de média aritmética simples;
  • 1° Quartil: Primeiro quartil é o cálculo que separa 25% dos menores salários e obtém a média salarial entre eles;
  • Salário Mediana: Mediana é o valor que mostra o salário bem ao centro da amostragem. o cálculo separa os dados de modo que 50% dos salários informados são superiores a esse nível e 50% são inferiores;
  • 3º Quartil: Cálculo que separa 25% dos maiores salários e obtém a média salarial entre eles;
  • Teto Salarial: Corresponde aos maiores salários no cargo, observando-se ponderações e filtros exclusivos do nosso algoritmo de pesquisa salarial.

Demanda no mercado de trabalho para o cargo

Analista de Suporte Técnico é um cargo que está com demanda restrita no mercado de trabalho brasileiro nos últimos meses.

No comparativo entre os meses de Maio e Dezembro de 2019, tivemos uma queda de 26.08% nas contratações formais com carteira assinada em regime integral de trabalho.

Em Maio tivemos um total de 2.527 admitidos, enquanto em Dezembro o total de contratações de profissionais para o cargo de Analista de Suporte Técnico no Brasil ficou em 1.868.

Continue lendo e confira a mais completa pesquisa salarial gratuita para o cargo de Analista de Suporte Técnico segundo levantamento do Salario.com.br junto a dados salariais oficiais do CAGED.

Tabela de salários Analista de Suporte Técnico nas principais cidades

Clique em uma cidade para ver a pesquisa salarial completa para Analista de Suporte Técnico na localidade
CidadeJornadaPiso SalarialMédia SalarialTeto SalarialSalário/HoraTotal
São Paulo, SP413.565,413.906,495.903,6119,0411.437
Rio de Janeiro, RJ413.436,473.765,225.690,1118,461.951
Barueri, SP413.913,714.288,116.480,3121,011.534
Belo Horizonte, MG422.461,682.697,184.076,0612,931.515
Brasília, DF403.278,073.591,675.427,8317,831.473
Curitiba, PR413.136,583.436,645.193,5516,681.054
Porto Alegre, RS423.076,153.370,425.093,4816,03944
Santana de Parnaíba, SP392.243,602.458,233.714,9512,52774
Campinas, SP413.096,603.392,835.127,3516,49601
Fortaleza, CE433.020,743.309,715.001,7415,57597
Osasco, SP402.823,163.093,234.674,5815,30587
Goiânia, GO432.216,882.428,953.670,7011,24478
São Bernardo do Campo, SP413.338,593.657,975.528,0317,92426
Joinville, SC422.653,962.907,854.394,4213,72408
Salvador, BA432.405,172.635,263.982,4812,38396
Ribeirão Preto, SP422.249,362.464,553.724,5011,76342
Recife, PE422.317,122.538,783.836,6812,00336
Uberlândia, MG421.925,912.110,153.188,9310,05318
Blumenau, SC433.167,443.470,455.244,6516,25287
Florianópolis, SC412.784,133.050,474.609,9614,84281
Para ver a pesquisa salarial completa para o cargo em cada uma das cidades da tabela, clique nos links das localidades da lista. Para ver o salário em outras cidades além dessas utilize a Busca Salarial.

Tabela de salários do cargo por estado

Clique em um estado para ver a pesquisa salarial completa para Analista de Suporte Técnico na localidade
UFJornadaPiso SalarialMédia SalarialTeto SalarialSalário/HoraTotal
413.282,643.596,675.435,4017,4619.372
422.208,422.419,683.656,7011,462.916
413.324,863.642,935.505,3017,742.310
422.552,762.796,964.226,8613,252.268
432.504,252.743,814.146,5312,842.000
422.832,133.103,064.689,4414,631.982
403.278,073.591,675.427,8317,831.473
432.148,742.354,303.557,8910,91811
432.888,423.164,734.782,6414,84697
432.203,962.414,803.649,3211,25587
422.516,442.757,184.166,7313,24471
432.266,482.483,303.752,8411,67469
442.187,762.397,043.622,4810,98387
431.798,701.970,772.978,299,08242
432.266,402.483,213.752,7011,48197
432.571,232.817,204.257,4412,98171
441.349,271.478,352.234,126,79101
431.857,752.035,463.076,059,4397
431.689,881.851,542.798,108,6282
441.856,832.034,463.074,549,3374
431.778,121.948,222.944,219,0172
441.910,672.093,453.163,699,5664
431.730,131.895,652.864,768,8562
431.475,671.616,842.443,427,4556
441.993,312.184,003.300,5310,0122
Você pode ver todos os aspectos da pesquisa salarial estadual clicando no link com o nome do estado ou utilizando a Busca Salarial.

Setores que mais contratam Analista de Suporte Técnico no Brasil

Lista com os segmentos de atividades econômicas das empresas com o maior número de admissões para o cargo de Analista de Suporte Técnico no período de 05/2019 até 12/2019.

Um termômetro fiel para sabermos os setores da economia com maior demanda nas contratações de profissionais para a ocupação e os salários pagos em média em cada setor.

Essa é uma estatística muito importante para um Analista de Suporte Técnico que busca uma recolocação no mercado de trabalho ou a primeira oportunidade de trabalho.

Os segmentos das empresas estão listados são de acordo com a descrição do CNAE de cadastro de cada empresa (CNAE - Classificação Nacional de Atividades Econômicas) junto a Receita Federal.

No filtro são excluídos os aprendizes e trabalhadores em regime parcial de trabalho como horistas ou intermitentes.

Tabela de salários por tipo de empresa

Segmento da EmpresaJornadaPiso SalarialMédia SalarialTeto SalarialSalário/HoraTotal
Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação412.502,502.741,904.143,6413,344.662
Desenvolvimento de programas de computador e software em geral403.188,943.494,005.280,2417,364.345
Consultoria em tecnologia da informação403.278,553.592,185.428,6117,773.957
Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis422.871,543.146,254.754,7015,132.700
Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador não-customizáveis412.561,212.806,234.240,8513,612.592
Comércio varejista especializado de equipamentos e suprimentos de informática422.159,812.366,423.576,2111,201.645
Tratamento de dados, provedores de serviços de aplicação e serviços de hospedagem na internet413.523,603.860,685.834,3718,801.312
Reparação e manutenção de computadores e de equipamentos periféricos432.027,912.221,913.357,8110,421.017
Serviços combinados de escritório e apoio administrativo433.531,653.869,505.847,7017,93554
Atividades de teleatendimento411.964,212.152,113.252,3410,53455

O que faz

O Analista de Suporte Técnico é responsável por prestar apoio a usuários em sistemas de gestão, softwares e hardwares, realizando a montagem e manutenção de máquinas e equipamentos de processamento de dados, fazendo contato junto a empresas de suporte e desenvolvedores e propondo ações de melhoria de processos relacionados a tecnologia da informação.

Mercado de trabalho

Há vagas de emprego para o Analista de Suporte Técnico em empresas de tecnologia da informação, prestadores de serviços e empresas privadas de outros segmentos, porém que atuam com departamentos internos de TI, além de órgãos públicos. Para atuar nessa profissão é necessário possuir formação superior na área de tecnologia da informação.

Quanto ganha um Analista de Suporte Técnico concursado

Profissionais no cargo de Analista de Suporte Técnico também podem almejar um emprego público através de concurso.

O salário de Analista de Suporte Técnico concursado é de R$ 4.626,72 para uma jornada de 40 horas semanais, segundo dados de 29 profissionais contratados por concúrso público para órgãos municipais, estaduais ou federais.

Sem dúvidas seguir uma carreira concursada de Analista de Suporte Técnico é uma ótima pedida, já que o salário no setor público é cerca de 30% maior do que a média salarial do setor privado.

Lembrando que quando um Analista de Suporte Técnico é concursado e contratado como agente público, ele também entra como regime CLT, ou seja, ele poderá exercer a função como emprego público na administração direta ou indireta, em empresas públicas, sociedades de economia mista e em fundações públicas de direito privado.

Quanto ganha um Analista de Suporte Técnico por jornada de trabalho

Relação jornada de trabalho/salário. Filtro de amostragem com 37.097 profissionais admitidos e desligados no periodo de 05/2019 até 12/2019. A relação abrange somente Analista de Suporte Técnico em regime integral de trabalho. Ideal para sabermos exatamente o salário por hora do profissional.

Cálculo de acordo com a carga horária mensal e salário
TotalJornadaRef.Salário MensalSalário Hora
18.142442202.929,5713,32
16.281402003.729,3318,65
1.390361801.989,0811,05
416301501.738,0211,59
413422104.214,3420,07
117432153.128,8514,55

Analista de Suporte Técnico em jornada de trabalho parcial (horista)

Para o regime de jornada de trabalho parcial (horista), um total de 18 profissionais foram contratados para o cargo de Analista de Suporte Técnico. Nesse contexto a jornada semanal média ficou em 26h com um salário de R$ 2.046,17 o que corresponde a R$ 15,94 por hora trabalhada (relacione o salário de horista com o valor por hora do integral para ver a média salarial mensal).

Profissionais em jornada de trabalho intermitente

Para o regime de jornada de trabalho intermitente, um total de 15 profissionais foram contratados com um salário médio de R$ 2.408,13.

Salário de Analista de Suporte Técnico por porte da empresa e nível profissional

Analista de Suporte Técnico

Um Analista de Suporte Técnico Nível I ganha em média R$ 3.080,45, o Nível II recebe cerca de R$ 4.007,13, já o Nível III tem uma média salarial de R$ 5.517,05 mensais de acordo com pesquisa do Salario.com.br junto aos dados oficiais do CAGED de profissionais demitidos no mercado de trabalho.

Salário por porte da empresa

Esse levantamento mostra a faixa salarial em que se encontra o cargo de Analista de Suporte Técnico de acordo com o porte da empresa. Os segmentos são: MEI - Micro Empreendedor Individual, micro empresa, pequena empresa, média empresa e grande empresa. Veja como é feita essa divisão:

  • MEI: permitido no máximo 1 funcionário;
  • Micro: até 19 funcionários;
  • Pequena: 20 a 99 funcionários;
  • Média: 100 a 499 funcionários;
  • Grande: mais de 500 empregados, seja comércio, serviços ou indústria.

Salário por nível profissional

Aqui buscamos listar a remuneração do cargo de Analista de Suporte Técnico de acordo com o nível de experiência do profissional na empresa até sua demissão. Veja como é feita a listagem:

  • *Analista de Suporte Técnico Nível I: até 4 anos;
  • *Analista de Suporte Técnico Nível II: de 4 a 6 anos;
  • *Analista de Suporte Técnico Nível III: acima de 6 anos na empresa até sua demissão;
Metodologia: Salários de 17356 profissionais demitidos pelas empresas no período de 05/2019 até 12/2019.
Porte da EmpresaNível INível IINível III
Micro2.318,423.460,133.686,72
Pequenas2.794,383.535,534.472,76
Médias3.358,844.145,915.775,46
Grandes Empresas4.095,284.466,807.215,10
*Os salários de Analista de Suporte Técnico Nível 1, Nível 2 e Nível 3 no cargo são referentes somente ao histórico do profissional naquela empresa até ser demitido. Esses dados não levam em consideração a vida profissional completa no cargo, por isso o salário de um Analista de Suporte Técnico Nível 1 pode ser maior que um Nível 3 por exemplo. Geralmente quando a amostragem de salários na pesquisa é maior isso tende a se estabilizar estatisticamente.

Piso salarial Analista de Suporte Técnico 2020

De acordo com negociações coletivas registradas, o valor médio do piso salarial 2020 para o cargo de Analista de Suporte Técnico em todo o Brasil é de R$ 2.960,20 para uma jornada de trabalho de 42 horas por semana.

O valor do salário base, bem como o percentual de reajuste salarial 2020 é homologado por acordo, convenção coletiva ou dissídio dos Analistas de tecnologia da informação pelo sindicato.

O valor do piso salarial mostrado aqui é a média ponderada do salário normativo retirada de acordos coletivos de todo Brasil que foram registradas no MTE, calculado em conjunto com o salário em locais com maior número de contratações para chegar ao valor final.

Na grande maioria dos casos, esse cálculo se aproxima muito do salário base da categoria para o cargo CBO 2124-20.

Calculamos dessa forma para que os dados não sejam afetados por dados de contratações de profissionais em locais que não hajam sindicatos regionais para negociações salariais com sindicatos patronais.

Adicionais Salariais

Adicional Noturno

Numa jornada de trabalho noturna, o valor do adicional noturno do Analista de Suporte Técnico por hora seria de cerca de R$ 3,11. Assim, se o profissional cumprir todas as horas do mês como noturna, seu salário terá um valor adicional de cerca de R$ 648,68 mensais.

Insalubridade e Periculosidade

O valor do adicional de periculosidade para o cargo de Analista de Suporte Técnico com base no salário médio seria de R$ 973,01 mensais (30%). Já o adicional por insalubridade é dividido por graus. A 1ª de 10% teria um valor de cerca de R$ 324,34, a 2ª de 20% seria de cerca de R$ 648,68 e a 3ª de 40% chegaria a um valor mensal de R$ 1.297,35.

Segundo o MTE a caracterização e classificação da insalubridade e da periculosidade do Analista de Suporte Técnico, devem ser feitas através de perícia do Médico ou Engenheiro do Trabalho. (Art. 195 CLT)

Insalubridade e periculosidade não são cumulativos. O trabalhador deve optar por um ou pelo outro.

Salário base para Analista de Suporte Técnico aprendiz

Em um total de 66 aprendizes contratados e demitidos durante o período da pesquisa, o salário médio de um aprendiz no cargo de Analista de Suporte Técnico é de R$ 662,77 para uma jornada de trabalho de cerca de 22 horas semanais.

De acordo com a legislação, aprendiz é uma ocupação com jornada parcial de trabalho a qual não poderá interferir nos horários de estudos e no qual o trabalhador possa ter vencimentos menores que o salário mínimo vigente. Confira uma tabela salarial completa com todos os cargos e salários de aprendizes contratados.

Salário para Analista de Suporte Técnico PCD

Num levantamento no período de 05/2019 até 12/2019 com 260 salários de Analistas de tecnologia da informação PCDs - Pessoas Com Deficiência no cargo de Analista de Suporte Técnico, a média salarial em todo o Brasil é de R$ 3.056,61 para uma jornada de trabalho de 41 horas semanais.

O salário médio aqui mostrado não difere o tipo de deficiência do trabalhador, podendo esta ser permanente, ou até mesmo um trabalhador readaptado que retorna de afastamento do trabalho pelo INSS.

Confira também uma tabela salarial completa e atualizada com cargos e salários de profissionais PCDs em todo Brasil.

Evolução salarial do Analista de Suporte Técnico ao longo do tempo

Salário de Analista de Suporte Técnico mês a mês de acordo com a pesquisa salarial. Atualmente estamos calculando dados salariais de 05/2019 até 12/2019. Salários de admitidos e desligados pelas empresas.

No período do levantamento, o salário dos profissionais desligados ficou em R$ 3.439,49 e o salário dos admitidos em R$ 3.070,10 uma diferença de 10.74%.

Contratações e demissões de Analista de Suporte Técnico pelo mercado de trabalho

No período de 05/2019 até 12/2019 houveram 19.642 contratações formais com carteira assinada e 17.356 demissões, resultando num saldo positivo de 2286 empregos formais gerados pelo mercado de trabalho para o cargo de Analista de Suporte Técnico.

Salário por gênero

Numa amostragem de 37097 salários de profissionais admitidos ou desligados no cargo de Analista de Suporte Técnico, 7134 são mulheres com vencimentos médios de R$ 3.030,58 para uma jornada semanal de 41 horas.

Um total de 29864 são homens com remuneração salarial média de R$ 3.294,22 e jornada de trabalho de 42h por semana.

As informações são do CAGED - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados da Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo Ministério do Trabalho) com recursos do FAT - Fundo de Amparo ao Trabalhador com cálculos estatísticos do Salario.com.br.

Salário por escolaridade ou grau de instrução

Neste filtro com níveis de escolaridade, a pesquisa busca mostrar uma relação entre o grau de instrução do funcionário e o salário base de Analista de Suporte Técnico com filtro removendo aprendizes, trabalho parcial e intermitente. O total de profissionais em cada nível aparece entre parênteses.


  • (18) Sem instrução (ou não informado): R$ 2.977,83.
  • (8) Até 5ª ano incompleto: R$ 2.761,75.
  • (13) Até 5ª ano do fundamental: R$ 2.282,08.
  • (17) 6º ao 9º ano do fundamental: R$ 1.590,94.
  • (154) Ensino fundamental completo: R$ 2.154,23.
  • (244) Ensino médio incompleto: R$ 2.140,80.
  • (8637) Ensino médio completo: R$ 2.086,45.
  • (7673) Ensino superior incompleto: R$ 2.505,10.
  • (20234) Ensino superior completo: R$ 4.041,21.

Obs: o gráfico não mostrará porcentagens muito pequenas.

Salário por faixa etária ou idade

Neste levantamento mostramos a relação direta entre a idade e a remuneração mensal do colaborador no cargo de Analista de Suporte Técnico com filtro removendo aprendizes, trabalho parcial e intermitente. O total de salários da amostragem aparece entre parênteses.


  • (1972) Até 20 anos: R$ 1.640,00.
  • (18468) Entre 21 e 30 anos: R$ 2.617,79.
  • (12399) Entre 31 e 40 anos: R$ 3.833,91.
  • (3272) Entre 41 e 50 anos: R$ 4.665,86.
  • (767) Entre 51 e 60 anos: R$ 6.194,99.
  • (116) Entre 61 e 70 anos: R$ 7.298,16.
  • (4) Acima de 70 anos: R$ 4.414,25.

Obs: o gráfico não mostrará dados muito pequenos.

Cálculo do salário de Analista de Suporte Técnico

O cálculo de salário para Analista de Suporte Técnico utilizado aqui é somente para se obter uma estimativa da remuneração mensal, diária e valor do salário pago por hora trabalhada pelo mercado de trabalho.

Vários fatores podem influenciar o valor final do salário negativamente ou positivamente, como descontos em folha, imposto de renda retido na fonte, adiantamentos, benefícios como vale refeição, convênio médico ou odontológico, cesta básica, bonificações, comissões, etc.

O valor do salário utilizado é sempre o salário médio bruto mensal para Analista de Suporte Técnico. Não são computados adicionais salariais de nenhum tipo como insalubridade, periculosidade, adicional noturno e nem comissões eventualmente recebidas pelo profissional no cargo.

Você pode conferir como é feito o cálculo salarial clicando em cada um dos itens e acessando nosso conteúdo trabalhista.

Salário e descontos

  • Salário base: R$ 3.243,38
  • Salário por dia: R$ 108,11
  • Salário por hora: R$ 14,74
  • Jornada de trabalho

  • Média de horas trabalhadas por semana: 42 horas / semana
  • Média de horas trabalhadas por mês: 208 horas / mês
  • Horas extras

  • Hora extra normal 50%: R$ 22,11
  • *Hora extra 100% (feriados e finais de semana): R$ 29,49
  • Férias

  • Valor das férias (30%): R$ 973,01
  • Valor total das férias (salário + férias): R$ 4.216,40
  • Décimo terceiro salário

  • Primeira parcela do 13º salário: R$ 1.621,69
  • Segunda parcela do 13º salário: R$ 1.264,92

Toda essa pesquisa salarial pode ser utilizada para fins acadêmicos, empresariais estratégicos e matérias em portais, sites, blogs e redes sociais desde que seja citada a fonte com um link para o site Salario.com.br.

Ainda tem dúvidas sobre a origem dos dados salariais do Salario.com.br? Leia aqui.

Comente sobre Analista de Suporte Técnico

Regras para os comentários

  • Todos os comentários são moderados antes de publicados.
  • Possui dúvidas trabalhistas sobre o cargo de Analista de Suporte Técnico? Acesse o nosso conteúdo trabalhista.
  • Respondemos todas as dúvidas no prazo máximo de 2 dias úteis.
  • Se postou uma pergunta, volte a essa página para ver a resposta. Não enviamos respostas por email devido ao problema com SPAM.
  • Tem alguma dúvida sobre a origem e confiabilidade dos dados salariais do cargo de Analista de Suporte Técnico? Acesse este link.

4 comentários em Analista de Suporte Técnico

  1. Kkkkk qta piada esse site. Analista de suporte ganhanho 3pau? Kkkkkk Deve ser na Suica. Pois na vida real se chegar a 1200,00 tem que dar gracas a deus. Parem de espalhar mentiras. Lamentavel

  2. Prezados,

    A empresa que trabalho assina minha carteira com o CBO 212420, com o cargo descrito como: Especialista em Ánalise de Microinformática N2, através do app de celular CTPS digital o cargo já aparece como Analista de Sistemas (O correto até seria como analista de suporte).

    Minha dúvida é, a empresa obrigatoriamente deverá pagar o salário de acordo com o CBO descrito na carteira (Piso salarial) ou isso não necessariamente é uma obrigatoriedade?

    De acordo com o SINDPD-RJ no acordo coletivo 2017/2019, CLÁUSULA TERCEIRA – PISOS SALARIAIS.

    IV) R$ 1.929,29 (mil novecentos e vinte e nove reais e vinte e nove centavos) para todos os
    cargos/funções que exijam curso superior completo na área de tecnologia da informação ou áreas
    afins, como por exemplo, porém não exclusivamente, os cargos/funções com os seguintes códigos
    da Classificação Brasileira de Ocupações (CBO):

    p) Código 2124-20 – Analista de Suporte Computacional
    (Analista de Suporte de Banco de Dados; Analista de Suporte de Sistema; Analista de
    Suporte Técnico)

    A empresa que trabalho apesar de ter assinado a carteira com este CBO paga um valor abaixo do piso minimo descrito.

    Atenciosamente
    Leandro Menezes Marques

    • Oi Leandro, isso acontece porque são sinônimos do mesmo cargo. Veja que para esse mesmo CBO exitem mais de um cargo. Pesquise pelo CBO aqui no site e veja.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui