Aviso Prévio – Cálculo online do valor trabalhado ou indenizado

Os dias trabalhados ou indenizados do aviso prévio podem variar para funcionários com até um ano de empresa ou acime disso. Faça o cálculo online do valor do aviso prévio e veja uma estimativa de quanto você terá para receber na indenização.

Contratações e demissões ocorrem todos os dias no país e elas fazem parte de um sistema de mercado de trabalho democrático. O maior objetivo é visar a liberdade de ir e vir tanto de empregados quanto de empregadores no que diz respeito ao trabalho.

Entretanto, muitas pessoas desconhecem seus direitos trabalhistas, e acabam por não entender as questões que envolvem uma demissão, tais como o aviso prévio.

Acompanhe este artigo, faça o cálculo online do aviso prévio, bem como todos os aspectos segundo a CLT.

Cálculo do aviso prévio e rescisão online





Aviso prévio indenizado ou trabalhado
O aviso prévio pode ser indenizado na rescisão ou trabalhado por pelo menos 30 dias dependendo do tempo de empresa e circunstâncias da demissão.

Aviso prévio – o que é?

O aviso prévio consiste em uma comunicação que deve ser realizada através do empregador ao trabalhador, podendo também, esta situação ser inversa, a fim de realizar o aviso para o fim do contrato de trabalho, em determinado prazo.

Neste contexto trabalhista, o aviso prévio torna-se um elemento obrigatório quando a demissão de um trabalhador não tem justa causa.

Deste modo, o empregador deverá comunicar antecipadamente o desejo de rescindir o acordo de trabalho com o seu funcionário.

Com o cumprimento do aviso prévio, alguns transtornos são evitados no que tange dentro do ambiente de trabalho. Assim visa a possibilidade que o trabalhador possa conseguir outro emprego. Essa é uma segurança para que o empregador procure por uma nova pessoa que possa ocupar o cargo que será deixado.

Aviso prévio trabalhado

No caso do aviso prévio trabalhado o trabalhador deverá continuar a cumprir suas funções dentro da empresa dentro de um período preestabelecido. Caso isso não ocorra, o mesmo deverá pagar indenização à empresa. Neste contexto, temos o que chamamos de aviso prévio trabalhado.

Em contrapartida, há o aviso prévio indenizado que consiste no não cumprimento do aviso. Isso vale tanto para parte do empregado ou do empregador, e sendo o responsável pela comunicação, este deverá indenizar a outra parte.

Ainda, em casos onde não há justa causa. O aviso prévio que consiste da demissão sem justa causa, deverá ser proporcional aos anos de serviço.

Ou seja, no primeiro ano trabalhado, o aviso prévio será de 30 dias. Porém, para cada ano trabalhado na empresa o valor é corresponderá a 3 dias a serem acrescentados.

Reforma Trabalhista

Regras do aviso prévioOutra novidade advinda da Reforma Trabalhista está no acordo de demissão sem justa causa, onde empregador e empregado podem entrar em um consenso para a dispensa do mesmo. A mesma pode ser consultada acessando este link.

Entretanto, neste caso, o trabalhador perde o direito a multa de 40% do FGTS, porém, poderá sacar 80% do mesmo. Quem for demitido consensualmente recebe metade do aviso prévio e da multa sobre o FGTS que é de 40%, porém continua recebendo os benefícios como o décimo terceiro e férias, e não tem direito ao seguro-desemprego.

Calculando o aviso prévio

O cálculo do aviso prévio pode ser muito simples de fazer. Isso corresponde a 30 dias trabalhados, porém, vamos ficar atentos a alguns detalhes:

Quando o pagamento é feito por semana, o trabalhador, antes de um ano de empresa, receberá o aviso prévio. Ou terá que avisar, no pedido de demissão no mínimo oito dias antes do termo final.

Quando o pagamento do salário é feito por quinzena, ou por mês, ou ainda, quando o empregado já tem mais de um ano de empresa em qualquer caso, o cálculo do aviso prévio é feito da seguinte maneira:

  • 30 dias, pela CLT, independentemente do tempo de empresa. Quando o empregado tem até um ano de empresa, este será o prazo final.
  • 3 dias para cada ano trabalhado, para contratos com mais de um ano, até o limite de 60 dias. Podendo totalizar então 90 dias.

Para melhor compreendermos a situação, vamos supor a seguinte situação hipotética:

Um trabalhador que trabalha há 2 anos em uma empresa e seu salário final foi de R$ 2000. Se foi dispensado sem justa causa, ele cumprirá o aviso prévio de 33 dias, uma vez que seu tempo de trabalho excedeu um ano.

Para realizarmos este cálculo, devemos saber o valor do dia trabalhado, então faremos o seguinte cálculo:

R$ 2000,00 / 30 dias – (lembrando que o descanso também é remunerado) = R$ 66,66

Este valor será multiplicado por 33 dias, dando um resultado final bruto de R$ 2199,98.

Entretanto, existe um cálculo incidente de 1/12 do 13º, que corresponde ao valor do salário bruto dividido por 12 dando um resultado de R$166,67. Além de 1/3 proporcional de férias indenizadas sobre que corresponder a 1/12 dos meses trabalhados, ou seja de R$ 166,67, que corresponde a R$ 55,56.

Além da verba do salário correspondente a R$ 133,33.

Cobrança de INSS

Existe também a cobrança de INSS do aviso prévio que corresponde a 8% a ser descontado do salário bruto no valor de R$160, 00 a ser descontado. e também o desconto do INSS Saldo salário que corresponde a R$ 10,67.

Neste sentindo, temos um total de descontos = R$ 170,67

Total líquido a receber = R$ 2351, 56.

É válido ressaltar que esta é apenas uma simulação e aí não estão somados o FGTS e multa de 40%.

Também podem haver descontos como convênios, adiantamentos e empréstimos na rescisão contratual.

Vale ressaltar que dispensas por justa causa não direito a indenização do aviso prévio.

Comente sobre Aviso Prévio – Cálculo online do valor trabalhado ou indenizado

Regras para os comentários

  • Todos os comentários são moderados antes de publicados.
  • Respondemos todas as dúvidas no prazo máximo de 2 dias úteis.
  • Se postou uma pergunta, volte a essa página para ver a resposta. Não enviamos respostas por email devido ao problema com SPAM.

9 comentários em Aviso Prévio – Cálculo online do valor trabalhado ou indenizado

  1. Pedir demissão ,e meu ex patrão me pediu uma carta de demissão meu salário era 954.00 e não cumprir aviso,pq não suportava nais ficar na empresa, trabalhei 4 meses, e pelo jeito não vou receber nada.

  2. Soy venezolano estoy trabajando fijo sin cartera asignada como auxiliar de pedreiro en realidad hago de todo…y solo recibo mil reais estoy desde el 5 de enero 2018 y el jefe dice que fijo desde el primero de junio quisiera saber si en mi caso tendría derecho hacer indenmizado…? Pregunto xq no tengo cartera asignada

    • Olá Jesús. você precisa ter a carteira assinada pelo seu empregador para ter direito ao salário da categoria e demais benefícios. Exercício de trabalho remunerado, em jornada de trabalho integral é obrigatório o registro do funcionário e se sua empresa não faz isso ela está cometendo uma infração trabalhista passível de multa pelo Ministério do Trabalho brasileiro.

      Assim, se ficar comprovado que o empregado trabalhou para a empresa, o empregador deverá efetuar o registro na carteira profissional e ser condenado ao pagamento de todas as verbas trabalhistas devidas: FGTS e multa de 40%, aviso-prévio, férias + 1/3, 13º salário, horas extras, intervalo para refeição, adicionais (noturno, de insalubridade ou periculosidade), equiparação salarial com outros empregados, recolhimento do INSS devido e o fornecimento das guias do seguro desemprego.

  3. Boa noite,
    O artigo é muito bom, porém, gostaria de saber sen uma demissão sem justa causa onde o salário final bruto é de R$ 1500,00
    e que o funcionário faz juz a 39 dias de aviso;
    existe diferença de valor a receber se ele for indenizado ou se ele for trabalhado?
    em termos de cálculos, o que isso influencia para o trabalhador?
    vocês podem simular este cálculo pra mim?
    Obrigado!!

  4. O artigo é muito bom, porém, gostaria de saber se um professor que trabalha 2 (dois dias na semana) e for considerado empregado, ao receber o aviso terá direito a 30 dias ou, se não, como calcular a indenização? obrigado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Please enter your name here