Analista de PCP - Salário, O Que Faz, Piso Salarial 2024

R$ 3.741,18/mês

Atualizado em

Hoje um Analista de PCP ganha em média R$ 3.741,18 para uma jornada de trabalho de 44 horas semanais de acordo com pesquisa do Portal Salario junto a dados de 7.592 profissionais admitidos e desligados em regime CLT nos últimos 12 meses divulgados pelo Novo CAGED.

Em 2024 a remuneração para Analista de PCP pode variar entre o piso salarial mínimo de R$ 3.639,01 e o teto salarial de R$ 7.377,04, dependendo do segmento da empresa, localidade, formação, experiência na função e política de cargos e salários da empresa.

Você pode conferir logo abaixo na tabela salarial, mais dados da pesquisa como piso salarial 2024, salário mediana, salário por hora, mensal e anual para saber exatamente quanto ganha um Analista de PCP.

Tópicos dessa pesquisa salarial:

Salário por cidade

Perfil Profissional

De acordo com nosso levantamento o perfil profissional mais recorrente é o de um trabalhador com 26 anos, ensino superior completo, do sexo masculino que trabalha 44h semanais em empresas do segmento de Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional de todo o Brasil.

A cidade com mais ocorrências de contratações no estado e por consequência com mais vagas de emprego para Analista de PCP (programação e controle da produção) é Porto Alegre.

Metodologia

Essa pesquisa salarial leva em consideração somente o salário base de Analista de PCP, não entram no cálculo nenhum adicional salarial como bônus, comissões, horas extras, adicional noturno, periculosidade, insalubridade nem nada do tipo. Somente o salário base registrado em carteira e no contrato de trabalho entram na amostragem.

Os dados salariais são atualizados mensalmente de acordo com divulgação dos dados pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

O que faz um Analista de PCP CBO 2527-05

O Analista de PCP analisa, processa e sintetiza dados e informações referentes à produção Agrupa pedidos, conforme especificação, levanta informações não disponíveis, seleciona e classifica informações, e sana dúvidas com fornecedores e clientes internos ou externos Elabora premissas operacionais.

Analisa pedidos e solicitações de clientes - internos e externos - e, após análise, lhes encaminha respostas Planeja programação e controle da produção Faz consultas – de cronogramas de produção, especificações de engenharia, pedidos de clientes, e outras informações relacionadas -, para obter conhecimento de métodos, atividades e procedimentos envolvidos nos processos de produção Aplica metodologias de planejamento que permitam integrar vendas, produção e suprimentos na programação da produção.

Avalia técnicas e sistemas de planejamento que melhor se adaptam aos diferentes ramos de atividades, para aprimorar o aproveitamento de recursos e reduzir custos Identifica ou seleciona sistemas de produção – tais como MTS-Produção para Estoque (Make to Stock), ATO-Montagem sob Encomenda (Assemble to Order), MTO-Produção sob Encomenda (Make to Order), ETO-Engenharia sob Encomenda (Engineering to Order), entre outros, considerando as características dos produtos Leva em conta as particularidades de produtos de consumo - realizados sem compromisso de compra, produtos cujos componentes encontram-se preparados para um compromisso de compra, produtos realizados a partir do compromisso de compra de seu consumidor, produtos que dependem de encomenda personalizada (customizada) do seu consumidor, entre outras possibilidades.

Identifica características dos ambientes produtivos Aplica métodos estatísticos e realiza cálculos matemáticos, para detalhar processos de produção, requisitos de força de trabalho e outros fatores da produção Seleciona indicadores de produtividade, bem como outros indicadores e métricas para avaliação de desempenho dos processos de produção Realiza a programação da produção para os diversos sistemas produtivos, de acordo com plano-mestre de produção, lista de material, relatórios de controle de estoque, entre outros direcionadores de produção.

Leva em conta fatores – como disponibilidade de tempo, força de trabalho, matéria-prima, equipamentos, dentre outros - que interferem na efetividade dos processos de produção Dimensiona necessidades e verifica disponibilidade de força de trabalho, materiais e equipamentos Define equipamentos para produção, determina data e hora de produção, e estabelece metas de produção Implementa a forma de sequenciamento (ou roteiro) da produção – nos processos contínuos, nos processos repetitivos em massa, e nos processos repetitivos em lotes, definindo as regras de sequenciamento, conforme especificações do plano-mestre de produção e seguindo as ordens de produção liberadas Determina a quantidade de turnos e/ou dias trabalhados requeridos pela produção.

Programa entregas com base em previsões de produção Faz o controle da produção, estabelecendo o modo de acompanhamento da produção e aplicando indicadores e métricas para avaliação de desempenho dos processos produtivos Acompanha ritmo de produção, controla prazos e levanta causas do não cumprimento de metas.

Pode estimar custos de produção, economia de custos, e efeitos das mudanças de projeto do produto sobre custos da produção, para subsidiar análise, ações e controle sobre o processo produtivo Pode recomendar métodos para melhorar a utilização da força de trabalho, de equipamentos e de instalações de produção Nas atividades de planejamento, de programação e de controle da produção, utiliza ferramentas computacionais diversificadas, desde planilhas de cálculos até “softwares” específicos, como sistemas de MRP–Planejamento das Necessidades de Materiais (Manufacturing Resource Planning), ERP-Planejamento de Recursos Empresariais (Enterprise Resource Planning), entre outros.

Pode supervisionar, treinar e avaliar equipes de trabalho.

Algumas funções no exercício da profissão

  • analisar dados - pedidos, planilhas, editais...;
  • dimensionar recursos requeridos pelo projeto e/ou produção;
  • demonstrar competências pessoais;
  • planejar a produção, materiais e inventário do estoque;
  • controlar produção, estoque e logística de materiais;
  • dimensionar necessidades de equipamentos;
  • selecionar os indicadores de produtividade;
  • demonstrar capacidade de trabalhar em equipe;
  • definir data e hora de produção por equipamento;
  • ver mais...

Salário de Analista de PCP CBO 2527-05 - Série histórica

Quanto ganha um Analista de PCP por região do Brasil

Quanto ganha um Analista de PCP nas principais cidades

Clique em uma cidade para ver a pesquisa salarial completa para Analista de PCP na localidade
Cidade Jornada Piso Salarial Média Salarial Teto Salarial Salário/Hora Total
Porto Alegre, RS 43 1.928,49 1.982,64 2.996,23 9,26 3.524
Caxias do Sul, RS 43 2.135,99 2.195,97 3.318,61 10,10 1.440
São Paulo, SP 43 3.638,34 3.740,50 5.652,75 17,24 516
Para ver a pesquisa salarial completa para o cargo em cada uma das cidades da tabela, clique nos links das localidades da lista. Para ver o salário em outras cidades além dessas utilize a nossa Pesquisa Salarial.

Tabela salarial para Analista de PCP

Tabela salarial referentes ao salário base do cargo e na remuneração por períodos
Período Salário Mensal Salário Anual Salário Semanal Salário/Hora
Piso Salarial 3.639 43.668 910 16,71
Média Salarial 3.741 44.894 935 17,18
1º Quartil 2.519 30.231 630 11,57
Salário Mediana 3.491 41.891 873 16,03
3º Quartil 5.626 67.513 1.407 25,84
Teto Salarial 7.377 88.524 1.844 33,88
  • Piso Salarial: Média do salário base de acordos, convenções coletivas e dissídios coletivos com menções ao cargo de Analista de PCP negociados por sindicatos e registrados no MTE;
  • Média Salarial: A soma de todos os salários dividido pelo total de salários de profissionais CBO 2527-05 da amostragem. Cálculo de média aritmética simples;
  • 1° Quartil: Primeiro quartil é o cálculo que separa 25% dos menores salários e obtém a média salarial entre eles;
  • Salário Mediana: Mediana é o valor que mostra o salário bem ao centro da amostragem. o cálculo separa os dados de modo que 50% dos salários informados são superiores a esse nível e 50% são inferiores;
  • 3º Quartil: Cálculo que separa 25% dos maiores salários e obtém a média salarial entre eles;
  • Teto Salarial: Corresponde aos maiores salários no cargo, observando-se ponderações e filtros exclusivos do nosso algoritmo de pesquisa salarial.

Demanda no mercado de trabalho para o cargo

Analista de PCP é um cargo que está com altíssima demanda no mercado de trabalho brasileiro nos últimos meses.

No comparativo entre os meses de Junho de 2023 e Maio de 2024, tivemos um aumento de 32.66% nas contratações formais com carteira assinada em regime integral de trabalho.

Dentro da pesquisa, logo abaixo, você pode conferir um gráfico completo mês a mês com o número de contratações e demissões de Analista de PCP CBO 2527-05 pelo mercado de trabalho brasileiro segundo levantamento estatístico do Salario.com.br junto a dados salariais oficiais do Novo CAGED, eSocial e Empregador Web nos últimos 12 meses.

Quanto ganha um Analista de PCP por estado

Clique em um estado para ver a pesquisa salarial completa para Analista de PCP na localidade
UF Jornada Piso Salarial Média Salarial Teto Salarial Salário/Hora Total
44 3.697,91 3.801,74 5.745,30 17,44 3.101
44 3.451,81 3.548,73 5.362,95 16,26 842
44 3.533,90 3.633,12 5.490,48 16,60 606
44 3.411,49 3.507,27 5.300,29 16,07 606
44 3.280,10 3.372,20 5.096,17 15,36 571
42 5.155,34 5.300,09 8.009,65 25,10 401
44 3.557,42 3.657,31 5.527,03 16,73 233
42 4.345,59 4.467,60 6.751,57 21,14 228
44 2.766,43 2.844,11 4.298,10 12,93 142
44 2.598,66 2.671,63 4.037,44 12,24 138
Para ver a pesquisa salarial completa para o cargo em cada um dos estados da tabela, clique nos links das localidades da lista. Para ver o salário em outros estados além desses utilize a Busca Salarial.

Tipos de empresas que mais contratam

Salários por setores de empresas
CNAE Segmento da Empresa Piso Salarial Média Salarial Teto Salarial
4930-2/02 Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional 3.552,02 3.651,75 5.518,64
1412-6/01 Confecção de peças do vestuário 3.084,93 3.171,54 4.792,93
7820-5/00 Locação de mão-de-obra temporária 3.515,71 3.614,43 5.462,23
4930-2/01 Transporte rodoviário de carga 3.755,73 3.861,18 5.835,13
2222-6/00 Fabricação de embalagens de material plástico 2.905,41 2.986,99 4.514,03
2599-3/99 Fabricação de outros produtos de metal 3.356,42 3.450,66 5.214,75
3101-2/00 Fabricação de móveis com predominância de madeira 2.867,99 2.948,52 4.455,89
8211-3/00 Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 4.057,12 4.171,03 6.303,39
2833-0/00 Fabricação de máquinas e equipamentos para a agricultura e pecuária, peças e acessórios 3.647,31 3.749,71 5.666,68
2829-1/99 Fabricação de outras máquinas e equipamentos de uso geral, peças e acessórios 3.541,84 3.641,29 5.502,82
CNAE (Classificação Nacional das Atividades Econômicas). Para ver a pesquisa salarial completa para o segmento, clique nas empresas da lista. Para ver outros segmentos e pesquisas em estados e cidades específicas, utilize a nossa Pesquisa Salarial e filtre a busca por CNAE.

Quanto ganha um Analista de PCP por jornada de trabalho

Relação jornada de trabalho/salário. Filtro de amostragem com 7.592 profissionais admitidos e desligados. A relação abrange somente Analista de PCP CBO 2527-05 em regime integral de trabalho.

Cálculo de acordo com a carga horária mensal e salário
Total Jornada Ref. Salário Mensal Salário Hora
6.655 44 220 3.548,41 16,13
635 40 200 5.734,70 28,67
96 42 210 4.223,01 20,11
49 43 215 3.292,15 15,31
23 41 205 4.606,28 22,47
18 36 180 2.876,70 15,98

No Brasil, todo trabalhador contratado com carteira assinada, ou seja, numa relação de emprego, tem a jornada de trabalho estipulada no contrato de trabalho. A lei exige que fique clara, por escrito, a duração do trabalho que esse profissional terá de cumprir.

Salários por nível profissional e porte da empresa

Metodologia: Salários de 3.253 profissionais demitidos pelas empresas.
Porte da Empresa Júnior Pleno Sênior
Micro 3.761,65 4.017,43 4.461,12
Pequenas 3.616,08 3.871,86 4.315,55
Médias 4.115,89 4.371,67 4.815,36
Grandes Empresas 4.388,69 4.644,47 5.088,16
  • *Analista de PCP Júnior: até 4 anos;
  • *Analista de PCP Pleno: de 4 a 6 anos;
  • *Analista de PCP Sênior: acima de 6 anos na empresa até sua demissão;

Gráficos de pesquisa

Simulador de gastos da empresa com o salário mensal de um Analista de PCP

  • Salário Base: R$ 3.741,18
  • Salário-educação (3%): R$ 112,24
  • Sistema S (2%): R$ 74,82
  • INSS Patronal (20%): R$ 748,24
  • RAT - Risco Ambiental do Trabalho (1%): R$ 37,41
  • FGTS (8%): R$ 299,29
  • Férias 1/12: R$ 311,77
  • Auxílio Transporte: R$ 220,00
  • Auxílio Alimentação: R$ 440,00
  • Adicional Noturno (20%): R$ 748,24
  • Periculosidade (30%): R$ 1.122,35
  • Insalubridade (20%): R$ 288,00
  • Plano de Saúde: R$ 300,00
  • 1/3 de Férias: R$ 103,92
  • 13º Salário: R$ 311,77
  • FGTS sobre Férias: R$ 24,94
  • FGTS sobre 1/3 de Férias: R$ 8,31
  • FGTS sobre 13º: R$ 24,94
  • Aviso Prévio: R$ 311,77
  • FGTS sobre Aviso Prévio: R$ 24,94
  • Multa Rescisória FGTS: R$ 311,77

Os valores referem-se somente a uma simulação de gastos mensais proporcionais e médios do mercado de trabalho. Alguns benefícios não são pagos ao mesmo tempo. Procure seu contador para maiores detalhes.

Fique por dentro dos seus direitos trabalhistas

Gostou da pesquisa e deseja utilizá-la?

Toda essa pesquisa salarial para Analista de PCP pode ser utilizada para fins acadêmicos, empresariais estratégicos e matérias em portais, sites, blogs e redes sociais desde que seja citada a fonte com um link para o site Salario.com.br.

Ainda tem dúvidas sobre a origem dos dados salariais do Salario.com.br? Leia aqui e veja também onde os dados do Salario.com.br estão sendo utilizados.

Salário e mercado de trabalho para Analista de PCP (programação e controle da produção)