CBO 8414-48 - Lagareiro - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos trabalhadores na fabricação e conservação de alimentos

O profissional no cargo de Lagareiro CBO 8414-48 opera instalações de extração de óleos e azeites - a partir de azeitonas, dendê, soja e outras oleaginosas -, fazendo o seu refino Planeja o trabalho, seguindo ordem de serviço e programação da produção.

Extrai farelo vegetal, para ser utilizado como fonte de proteína em rações Aplica medidas e ações previstas em boas práticas de fabricação (BPF) da indústria alimentícia Cumpre legislação sanitária, normas de qualidade e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental.

CBO 8414-48 é o Código Brasileiro da Ocupação de trabalhadores na fabricação e conservação de alimentos que pertence ao grupo dos trabalhadores da fabricação de alimentos, bebidas e fumo, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Lagareiro, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Trabalhadores na fabricação e conservação de alimentos CBO 8414-48 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 8414-48

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Trabalhadores na fabricação e conservação de alimentos.
      • Trabalhadores da fabricação de alimentos, bebidas e fumo.

O que faz um Lagareiro

O Lagareiro CBO 8414-48 prepara as atividades, de acordo com ordem de serviço e programação da produção Seleciona ferramentas e instrumentos de trabalho, de acordo com as especificações do processo.

Inspeciona as condições operacionais de máquinas e equipamentos.

Interpreta procedimentos e controla as variáveis do processo, conforme parâmetros especificados Executa e controla o processo de lavagem de azeitonas, dendê, soja ou outras oleaginosas, no menor tempo possível após a colheita.

Realiza a moagem, formando uma massa oleosa Executa a prensagem da massa oleosa, separando a parte sólida da líquida.

Além do óleo, extrai o farelo vegetal – como o da soja -, para ser utilizado como fonte de proteína em rações.

Executa o processo de refino do óleo vegetal, para melhorar a aparência, odor, sabor e outras propriedades, removendo componentes que prejudicam sua qualidade Nesse processo de refino, realiza a etapa da filtração, separando partículas de tamanhos diferentes através de um elemento filtrante, degomagem, retirando do óleo as substâncias indesejáveis denominadas fosfolipídeos, neutralização, neutralizando os ácidos orgânicos naturalmente presentes no óleo, clarificação, usando adsorventes ou terras clarificantes apropriadas para remoção de clorofila, metais e outros compostos indesejáveis, e desodorização, eliminando substâncias indesejáveis - por destilação sob arraste de vapor ou nitrogênio e por meio de alta temperatura e alto vácuo -, tornando o óleo adequado ao consumo humano.

Efetua amostragem e inspeções dos produtos em etapas intermediárias e final, controlando a acidez e o teor de gordura conforme resultados das análises.

Emite relatórios e registros da produção e do controle de qualidade do produto Mantém as condições de limpeza, higiene e esterilização dos equipamentos das linhas de produção Conserva o ambiente limpo e organizado.

Mantém ferramentas e instrumentos de trabalho limpos, organizados e em plenas condições de uso e funcionamento Verifica o funcionamento das máquinas e dos equipamentos Desliga máquinas e equipamentos ao ouvir alarmes de mau funcionamento, requisitando a necessária manutenção ou substituição.

Destina adequadamente os resíduos gerados, realizando descarte de acordo com as normas ambientais .

Funções do cargo

O funcionário CBO 8414-48 deve refinar Óleos e gorduras, demonstrar competências pessoais, fabricar manteiga, cozinhar produtos alimentícios, extrair Óleos e farelos vegetais, preparar alimentos.

Condições de trabalho dessas profissões

Trabalhadores na fabricação e conservação de alimentos atuam no setor primário da economia (agricultura, pecuária, pesca) e na fabricação de produtos alimentares e bebidas como empregados com carteira assinada. Organizam-se em equipe, sob supervisão permanente, em ambiente fechado e no sistema de rodízio de turnos (diurno/noturno). Trabalham sob pressão, o que pode levá-los a situação de estresse, e em posições desconfortáveis durante longos períodos. No desenvolvimento de algumas atividades podem permanecer expostos à ação de materiais tóxicos, ruído intenso, altas temperaturas, pó, odores e câmaras frias.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 8414-48

Para o exercício dessas ocupações requer-se ensino fundamental concluído e curso básico de qualificação profissional em torno de duzentas horas-aula. O pleno desempenho das atividades ocorre entre um e dois anos de experiência profissional.

Atividades exercidas por um Lagareiro CBO 8414-48

Um Lagareiro (ou sinônimo) deve acompanhar o processo de destilação anotando temperatura e vazão, interpretar relatórios, tabelas, procedimentos e fórmulas, demonstrar iniciativa, acompanhar secagem de óleo e farelo controlando válvulas de pressão, vácuo e temperatura, manter higiene pessoal, alimentar o hidratador com óleo e água proporcionalmente, efetuar lavagem da centrifuga e limpeza do dtsr, preparar relatórios ou registros de informações, controlar o transporte dos tanques intermediários para o reservatório - cq, analisar amostra de óleo quanto a acidez e sabões, controlar o processo de resfriamento do óleo adicionando conservantes e colhendo amostras, detectar e definir soluções para trabalhos em condições desfavoráveis, bombear o óleo adicionando água para lavagem do óleo conforme vazão, efetuar medidas de massa, volume e temperatura, reconhecer os limites de autoridade, trabalhar em equipe, participar de discussões técnicas, controlar alimentação do extrator de óleo - torta e solvente, acionar equipamentos de neutralização de acidez e sabões, preencher os relatórios de controle dos equipamentos para orientar a continuação do processo, preparar reagentes químicos para neutralização do óleo e gordura, controlar acidez e teor de gordura conforme resultado da análise, controlar temperatura, tempo e pressão de aquecimento, controlar o stress, emitir relatório de ocorrências sobre o processo de extração do óleo, acompanhar descarga de solvente conforme procedimentos recomendados, desinfetar o sistema utilizando soluções bactericidas, coletar amostra de óleo, farelo e borra para análise, acionar extrator e bomba de lavagem com solvente, acompanhar o processo de filtragem, observando a pressão e antecipando a pré-capa, determinar as proporções requeridas, operar centrífuga alimentando-a e regulando-a, alimentar com óleo o tanque pulmão através de bombeamento, acompanhar o processo de desaeração e desodorização - controle de temperatura, vazão e vácuo, efetuar a limpeza das telas do filtro, abrindo válvulas de ar, acompanhar a centrifugação do óleo controlando pressão, vazão e coletando amostras do produto, emitir relatórios de processo de refinamento e ocorrências, manter-se atualizado na carreira profissional, adicionar produto químico - terra clarificante ao óleo, no tanque branqueador, para remover impureza, realizar a pré-capa - preparação do filtro para receber o óleo, coletar amostra de óleo após homogeneização dentro do tanque, adicionar produtos químicos para remover acidez e impurezas do óleo - soda cáustica, ácido fosfórico, operar desolventizador, tostador, secador e resfriador - dtsr para separar o solvente do farel.

Cargos e salários CBO 8414-48 - Trabalhadores na fabricação e conservação de alimentos

Salário Lagareiro

Lagareiro: Brasil

  • 3.119
  • Brasil
  • 1.696 - 2.755
  • 43h
O profissional no cargo de Lagareiro CBO 8414-48 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.696 e 2.755 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 3.119 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8414-48.
Salário Ajudante de Produção de Óleos Vegetais - na Ind. Alimentar

Ajudante de Produção de Óleos Vegetais - na Ind. Alimentar: Brasil

  • 3.119
  • Brasil
  • 1.696 - 2.755
  • 43h
O profissional no cargo de Ajudante de Produção de Óleos Vegetais - na Ind. Alimentar CBO 8414-48 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.696 e 2.755 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 3.119 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8414-48.
Salário Auxiliar de Produção de Gorduras Vegetais Comestíveis

Auxiliar de Produção de Gorduras Vegetais Comestíveis: Brasil

  • 3.119
  • Brasil
  • 1.696 - 2.755
  • 43h
O profissional no cargo de Auxiliar de Produção de Gorduras Vegetais Comestíveis CBO 8414-48 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.696 e 2.755 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 3.119 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8414-48.
Salário Ajudante de Produção de Óleos Vegetais - na Ind. Alimentar São Paulo

Ajudante de Produção de Óleos Vegetais - na Ind. Alimentar: São Paulo, SP

  • 63
  • São Paulo, SP
  • 1.774 - 2.490
  • 43h
O profissional no cargo de Ajudante de Produção de Óleos Vegetais - na Ind. Alimentar CBO 8414-48 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 1.774 e 2.490 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 63 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8414-48.
Salário Ajudante de Produção de Óleos Vegetais - na Ind. Alimentar

Ajudante de Produção de Óleos Vegetais - na Ind. Alimentar: São Paulo

  • 1.043
  • São Paulo
  • 1.863 - 2.684
  • 43h
O profissional no cargo de Ajudante de Produção de Óleos Vegetais - na Ind. Alimentar CBO 8414-48 trabalhando em São Paulo, ganha entre 1.863 e 2.684 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 1.043 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8414-48.
Salário Ajudante de Produção de Óleos Vegetais - na Ind. Alimentar Anápolis

Ajudante de Produção de Óleos Vegetais - na Ind. Alimentar: Anápolis, GO

  • 38
  • Anápolis, GO
  • 1.563 - 2.307
  • 43h
O profissional no cargo de Ajudante de Produção de Óleos Vegetais - na Ind. Alimentar CBO 8414-48 trabalhando em Anápolis - GO, ganha entre 1.563 e 2.307 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 38 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8414-48.
Salário Auxiliar de Produção de Gorduras Vegetais Comestíveis

Auxiliar de Produção de Gorduras Vegetais Comestíveis: São Paulo

  • 1.043
  • São Paulo
  • 1.863 - 2.684
  • 43h
O profissional no cargo de Auxiliar de Produção de Gorduras Vegetais Comestíveis CBO 8414-48 trabalhando em São Paulo, ganha entre 1.863 e 2.684 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 1.043 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8414-48.
Salário Auxiliar de Produção de Gorduras Vegetais Comestíveis São Paulo

Auxiliar de Produção de Gorduras Vegetais Comestíveis: São Paulo, SP

  • 63
  • São Paulo, SP
  • 1.774 - 2.490
  • 43h
O profissional no cargo de Auxiliar de Produção de Gorduras Vegetais Comestíveis CBO 8414-48 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 1.774 e 2.490 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 63 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8414-48.