CBO 4201-10 - Supervisores de atendimento ao público e de pesquisa - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 4201-10 é o Código Brasileiro da Ocupação de supervisores de atendimento ao público e de pesquisa que pertence ao grupo dos supervisores de atendimento ao público, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Supervisores de atendimento ao público e de pesquisa CBO 4201-10 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 4201-10

  • Trabalhadores de serviços administrativos.
    • Trabalhadores de atendimento ao público.
      • Supervisores de atendimento ao público.
        • Supervisores de atendimento ao público e de pesquisa.

Descrição dos cargos da categoria Supervisores de atendimento ao público e de pesquisa

Os Supervisores de atendimento ao público e de pesquisa CBO 4201-10 supervisionam diretamente, lideram e motivam uma equipe de trabalhadores que prestam serviços de atendimento ao público ou coletam informações e documentos, tais como, caixas e bilheteiros, coletadores de apostas e de jogos, recepcionistas, telefonistas e operadores de telemarketing e atendimento, cobradores, entrevistadores e recenseadores, intermediando relações entre clientes e prestadores de serviços e ou funcionários e entre pesquisadores e informantes, planejam e administram o trabalho da equipe, definindo rotinas de trabalho, técnicas de abordagem de clientes e informantes e estratégias para cumprimentos de metas e prazos, identificando prioridades e suprindo materiais e equipamentos para execução dos serviços, bem como o seu desenvolvimento profissional, controlam atividades financeiras.

Condições de trabalho

Supervisores de atendimento ao público e de pesquisa atuam em empresas de prestação de serviços de atividades auxiliares da intermediação financeira, atividades recreativas, culturais e desportivas, pesquisa e desenvolvimento, alojamento e alimentação, saúde e serviços sociais, dentre outras. São assalariados com carteira assinada, trabalham em equipe, com supervisão permanente, em ambiente fechado e em horário diurno, o supervisor de coletadores de apostas e de jogos também trabalha à noite e o supervisor de telemarketing e atendimento trabalha atendimentos noturnos e rodízio de turnos. Eventualmente, trabalham sob pressão, levando à situação de estresse. Os supervisor de coletadores de apostas e de jogos, os supervisores de telemarketing e atendimento e o de cobrança podem estar expostos a ruído intenso.

Exigências do mercado de trabalho

O exercício dessas ocupações requer, no mínimo, o ensino médio completo e de um a dois anos de experiência na área supervisionada.

Funções dos Supervisores de atendimento ao público e de pesquisa CBO 4201-10

Supervisores de atendimento ao público e de pesquisa devem:

  • qualificar equipe de trabalho;
  • avaliar qualidade dos serviços;
  • atender público e informantes;
  • administrar pessoal;
  • demonstrar competências pessoais;
  • controlar atividades financeiras;
  • planejar trabalho da equipe;
  • supervisionar execução dos serviços;
  • Atividades dos cargos CBO 4201-10

    Entre as principais atribuições dos Supervisores de atendimento ao público e de pesquisa CBO 4201-10 estão as de:

    • analisar resultados de pesquisa de satisfação dos clientes;
    • definir perfil para cargos;
    • suprir materiais e equipamentos para execução dos serviços;
    • identificar necessidades de reciclagem de funcionários;
    • identificar prioridades;
    • administrar banco de dados e listagens;
    • intermediar conflitos entre áreas internas;
    • realizar contatos periódicos com clientes e não-clientes;
    • propor desligamentos de funcionários;
    • emitir relatórios de controle e desempenho;
    • promover atendimento personalizado ao cliente;
    • distribuir carga de trabalho individual e da equipe;
    • manter-se atualizado;
    • verificar necessidades de novos equipamentos;
    • rever rotinas de trabalho;
    • administrar conflitos entre funcionários;
    • avaliar desempenho de sistemas e equipamentos;
    • propor reciclagem de funcionários;
    • solicitar adiantamentos salariais aos funcionários;
    • agir com desenvoltura;
    • verificar consistência de dados coletados;
    • promover rodízio de funções;
    • aplicar penalidades aos funcionários;
    • definir técnicas de abordagem de clientes e informantes;
    • promover reuniões;
    • treinar empregados em novos serviços e tecnologias;
    • selecionar pessoal;
    • elaborar cronograma de trabalho;
    • definir estratégias para cumprimentos de metas e prazos;
    • negociar pagamentos com devedores;
    • justificar diferenças de caixa;
    • propor penalidades aos funcionários;
    • estimar volume de trabalho;
    • avaliar atendimento pessoal ao cliente e informante;
    • identificar necessidades dos clientes e não-clientes;
    • criar relacionamento interpessoal;
    • esclarecer dúvidas dos funcionários;
    • avaliar desempenho dos funcionários;
    • propor admissões de funcionários;
    • controlar as emoções;
    • agir com flexibilidade;
    • relatar necessidades de clientes e não clientes;
    • reenquadrar funcionários em outra função;
    • controlar horários de entradas, saídas e absenteísmo;
    • acompanhar cumprimento de metas e prazos estabelecidos de trabalho;
    • divulgar resultados de pesquisa de satisfação dos clientes;
    • manifestar reconhecimento pelo desempenho do funcionário ou da equipe;
    • definir recursos de trabalho;
    • elaborar escalas de trabalho;
    • bloquear prestação de serviços por solicitação ou inadimplência do cliente;
    • agir com criatividade;
    • monitorar atendimento telefônico;
    • conferir faturas;
    • propor concessão de benefícios de incentivos à funcionários;
    • supervisionar cumprimento de tarefas e metas estabelecidas;
    • relatar falhas do processo de trabalho;
    • reconhecer diferenças pessoais;
    • propor promoções de funcionários;
    • dimensionar equipe de trabalho;
    • administrar conflitos entre funcionários e clientes;
    • encaminhar títulos não pagos para providências de restrições e recuperações de créditos;
    • definir rotinas de trabalho;
    • agir com ética e atitude profissional;
    • demonstrar atitude proativa;
    • agir com empatia;
    • analisar relatórios;
    • elaborar programação de férias;
    • treinar novos funcionários;
    • informar clientes e informantes sobre providências solicitadas;
    • conferir numerário e produtos do caixa;
    • propor novos serviços aos clientes;
    • prestar informações ao público e informantes;
    • identificar falhas do processo de trabalho;
    • controlar ligações telefônicas;
    • expressar-se com fluência verbal;
    • orientar trabalho dos empregados;
    • liderar equipe;
    • atuar com dinamismo;

    Cargos e salários CBO 4201-10 - Supervisores de atendimento ao público e de pesquisa

    Salário Supervisor de Cobrança

    Supervisor de Cobrança: Brasil

    • 2.794
    • Brasil
    • 2.626 - 6.077
    • 43h
    O profissional no cargo de Supervisor de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.626 e 6.077 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 2.794 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Chefe de Cobrança

    Chefe de Cobrança: Brasil

    • 2.794
    • Brasil
    • 2.626 - 6.077
    • 43h
    O profissional no cargo de Chefe de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.626 e 6.077 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 2.794 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Coordenador de Cobrança

    Coordenador de Cobrança: Brasil

    • 2.794
    • Brasil
    • 2.626 - 6.077
    • 43h
    O profissional no cargo de Coordenador de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.626 e 6.077 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 2.794 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Encarregado de Cobrança

    Encarregado de Cobrança: Brasil

    • 2.794
    • Brasil
    • 2.626 - 6.077
    • 43h
    O profissional no cargo de Encarregado de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.626 e 6.077 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 2.794 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Supervisor de Cobrança Curitiba

    Supervisor de Cobrança: Curitiba, PR

    • 134
    • Curitiba, PR
    • 2.408 - 4.540
    • 43h
    O profissional no cargo de Supervisor de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando em Curitiba - PR, ganha entre 2.408 e 4.540 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 134 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Supervisor de Cobrança

    Supervisor de Cobrança: São Paulo

    • 1.233
    • São Paulo
    • 3.06 - 3.211
    • 43h
    O profissional no cargo de Supervisor de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando em São Paulo, ganha entre 3.06 e 3.211 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 1.233 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Supervisor de Cobrança Fortaleza

    Supervisor de Cobrança: Fortaleza, CE

    • 142
    • Fortaleza, CE
    • 1.947 - 3.829
    • 44h
    O profissional no cargo de Supervisor de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando em Fortaleza - CE, ganha entre 1.947 e 3.829 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 142 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Supervisor de Cobrança São Paulo

    Supervisor de Cobrança: São Paulo, SP

    • 736
    • São Paulo, SP
    • 3.235 - 7.461
    • 42h
    O profissional no cargo de Supervisor de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 3.235 e 7.461 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 736 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Chefe de Cobrança São Paulo

    Chefe de Cobrança: São Paulo, SP

    • 736
    • São Paulo, SP
    • 3.235 - 7.461
    • 42h
    O profissional no cargo de Chefe de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 3.235 e 7.461 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 736 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Chefe de Cobrança

    Chefe de Cobrança: São Paulo

    • 1.233
    • São Paulo
    • 3.06 - 3.211
    • 43h
    O profissional no cargo de Chefe de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando em São Paulo, ganha entre 3.06 e 3.211 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 1.233 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Chefe de Cobrança Porto Alegre

    Chefe de Cobrança: Porto Alegre, RS

    • 158
    • Porto Alegre, RS
    • 2.273 - 4.022
    • 44h
    O profissional no cargo de Chefe de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando em Porto Alegre - RS, ganha entre 2.273 e 4.022 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 158 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Coordenador de Cobrança São Paulo

    Coordenador de Cobrança: São Paulo, SP

    • 736
    • São Paulo, SP
    • 3.235 - 7.461
    • 42h
    O profissional no cargo de Coordenador de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 3.235 e 7.461 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 736 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Coordenador de Cobrança

    Coordenador de Cobrança: São Paulo

    • 1.233
    • São Paulo
    • 3.06 - 3.211
    • 43h
    O profissional no cargo de Coordenador de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando em São Paulo, ganha entre 3.06 e 3.211 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 1.233 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Coordenador de Cobrança Curitiba

    Coordenador de Cobrança: Curitiba, PR

    • 134
    • Curitiba, PR
    • 2.408 - 4.540
    • 43h
    O profissional no cargo de Coordenador de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando em Curitiba - PR, ganha entre 2.408 e 4.540 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 134 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Coordenador de Cobrança Rio de Janeiro

    Coordenador de Cobrança: Rio de Janeiro, RJ

    • 43
    • Rio de Janeiro, RJ
    • 3.436 - 8.353
    • 42h
    O profissional no cargo de Coordenador de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando em Rio de Janeiro - RJ, ganha entre 3.436 e 8.353 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 43 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Coordenador de Cobrança Belo Horizonte

    Coordenador de Cobrança: Belo Horizonte, MG

    • 109
    • Belo Horizonte, MG
    • 2.569 - 5.475
    • 42h
    O profissional no cargo de Coordenador de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando em Belo Horizonte - MG, ganha entre 2.569 e 5.475 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 109 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Coordenador de Cobrança Porto Alegre

    Coordenador de Cobrança: Porto Alegre, RS

    • 158
    • Porto Alegre, RS
    • 2.273 - 4.022
    • 44h
    O profissional no cargo de Coordenador de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando em Porto Alegre - RS, ganha entre 2.273 e 4.022 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 158 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.
    Salário Coordenador de Cobrança Fortaleza

    Coordenador de Cobrança: Fortaleza, CE

    • 142
    • Fortaleza, CE
    • 1.947 - 3.829
    • 44h
    O profissional no cargo de Coordenador de Cobrança CBO 4201-10 trabalhando em Fortaleza - CE, ganha entre 1.947 e 3.829 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 142 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 4201-10.