Mestre Fluvial - Salário, O Que Faz, Piso Salarial 2024

R$ 2.726,02/mês

Atualizado em

Hoje um Mestre Fluvial ganha em média R$ 2.726,02 para uma jornada de trabalho de 43 horas semanais de acordo com pesquisa do Portal Salario junto a dados de 429 profissionais admitidos e desligados em regime CLT nos últimos 12 meses divulgados pelo Novo CAGED.

Em 2024 a remuneração para Mestre Fluvial pode variar entre o piso salarial mínimo de R$ 2.651,57 e o teto salarial de R$ 5.825,87, dependendo do segmento da empresa, localidade, formação, experiência na função e política de cargos e salários da empresa.

Você pode conferir logo abaixo na tabela salarial, mais dados da pesquisa como piso salarial 2024, salário mediana, salário por hora, mensal e anual para saber exatamente quanto ganha um Mestre Fluvial.

Tópicos dessa pesquisa salarial:

Perfil Profissional

De acordo com nosso levantamento o perfil profissional mais recorrente é o de um trabalhador com 40 anos, ensino médio completo, do sexo masculino que trabalha 44h semanais em empresas do segmento de Transporte por navegação interior de carga, intermunicipal, interestadual e internacional de todo o Brasil.

A cidade com mais ocorrências de contratações no estado e por consequência com mais vagas de emprego para Mestre Fluvial é Manaus , AM.

Metodologia

Essa pesquisa salarial leva em consideração somente o salário base de Mestre Fluvial, não entram no cálculo nenhum adicional salarial como bônus, comissões, horas extras, adicional noturno, periculosidade, insalubridade nem nada do tipo. Somente o salário base registrado em carteira e no contrato de trabalho entram na amostragem.

Os dados salariais são atualizados mensalmente de acordo com divulgação dos dados pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

O que faz um Mestre Fluvial CBO 3412-15

O Mestre Fluvial realiza operações da navegação interior, traçando a rota de navegação, relatando posição da embarcação e hora estimada de chegada, e monitorando condições de navegabilidade Guarnece o passadiço e o timão Aciona equipamentos auxiliares e luzes regulamentares da embarcação.

Opera equipamentos da embarcação de navegação interior, tais como equipamentos de comunicação, de combate a incêndio, de salvatagem, de combate à poluição e de orientação para posicionamento geográfico Opera guincho de carga e descarga Opera cabrestante e molinete Opera piloto automático e instrumento ecossondador.

Atraca e desatraca embarcação de navegação interior, acionando a seção de máquinas, trocando informações com a estação de apoio, e analisando as condições intervenientes (vento, tráfego de embarcações, visibilidade e profundidade) Realiza as manobras necessárias para atracar ou desatracar a embarcação Reboca embarcações.

Monitora carga e descarga da embarcação de navegação interior, verificando condições dos porões de carga, classificando cargas, e elaborando o plano de carregamento Verifica documentação das cargas Designa pessoal para carregamento e descarregamento Monitora o calado e a disposição das cargas.

Verifica condições e fixação das cargas Controla embarque e desembarque de passageiros em embarcação de navegação interior, conferindo listas de passageiros e verificando suas bagagens Apresenta a embarcação aos passageiros Instrui passageiros sobre embarque e desembarque e sobre normas e regulamentos de bordo Atende passageiros em situações adversas.

Supervisiona serviços de manutenção da embarcação de navegação interior, solicitando serviços de reparo e fiscalizando reparos realizados a bordo Fiscaliza condições de conservação da embarcação, condições de equipamentos de convés, e condições operacionais de equipamentos de fundeio e amarração Fiscaliza equipamentos de combate a incêndio e de salvatagem.

Fiscaliza dotação de material para contenção de poluentes Fiscaliza compartimentos habitáveis Fiscaliza condições de cabos de laborar e amarração.

Lubrifica equipamentos de convés Administra recursos materiais e financeiros nas operações com embarcação de navegação interior, requisitando materiais, comprando insumos, requisitando provisões de alimentos, e requisitando combustível, lubrificantes e água Administra custeio de bordo.

Inventaria materiais Supervisiona tripulação da embarcação de navegação interior, divulgando normas e regulamentos, determinando horário de trabalho, distribuindo tarefas para guarnição e monitorando atividades Treina novatos Pode comandar ou atuar como imediato em embarcação, de acordo com normas da autoridade marítima da Diretoria de Portos e Costas da Marinha do Brasil, que define capacidades das embarcações e limites em que pode atuar Registra dados da embarcação de navegação interior, preenchendo rol de tripulação (rol de equipagem), emitindo documentação de entrada, saída e permanência no porto, e atualizando cartas e publicações náuticas.

Organiza documentação de embarcação e carga Escritura diário de navegação Preenche livro de carga, termos de cargas de convés e de cargas perigosas, documentação de despacho de lixo e listas diversas de verificação Escritura diário de comunicação e redige atas de reuniões Orienta tripulação sobre temas de segurança do trabalho, tais como utilização de Equipamentos de Proteção individual (EPI), situações de emergência, e condições e atos inseguros Simula situações adversas para treinamento da tripulação Divulga informações sobre saúde e orienta sobre questões ambientais.

Algumas funções no exercício da profissão

  • demonstrar competências pessoais;
  • controlar embarque e desembarque de passageiros;
  • navegar embarcações;
  • monitorar carga e descarga de embarcação;
  • registrar dados da embarcação/sinais náuticos;
  • supervisionar manutenção de embarcação/sinais náuticos;
  • operar equipamentos de embarcação;
  • atracar e desatracar embarcações;
  • gerenciar tripulação;
  • administrar recursos materiais e financeiros;
  • orientar tripulação para situações de emergência;
  • operar ecossondador - ecossonda;
  • fiscalizar reparos realizados a bordo;
  • operar cabrestante e molinete;
  • classificar cargas;
  • fiscalizar equipamentos de combate a incêndio e salvatagem;
  • requisitar provisões de alimentos;
  • verificar condições de cargas;
  • guarnecer passadiço;
  • ver mais...

Salário de Mestre Fluvial CBO 3412-15 - Série histórica

Quanto ganha um Mestre Fluvial por região do Brasil

Quanto ganha um Mestre Fluvial nas principais cidades

Clique em uma cidade para ver a pesquisa salarial completa para Mestre Fluvial na localidade
Cidade Jornada Piso Salarial Média Salarial Teto Salarial Salário/Hora Total
43 2.028,64 2.085,60 3.151,83 9,72 79
43 4.090,53 4.205,38 6.355,29 19,64 43
44 4.261,80 4.381,46 6.621,39 19,99 26
44 2.120,79 2.180,33 3.294,99 9,91 18
44 1.778,92 1.828,87 2.763,84 8,31 17
44 3.286,96 3.379,26 5.106,83 15,54 16
44 1.945,39 2.000,01 3.022,48 9,09 12
Para ver a pesquisa salarial completa para o cargo em cada uma das cidades da tabela, clique nos links das localidades da lista. Para ver o salário em outras cidades além dessas utilize a Busca Salarial.

Tabela salarial para Mestre Fluvial

Tabela salarial referentes ao salário base do cargo e na remuneração por períodos
Período Salário Mensal Salário Anual Salário Semanal Salário/Hora
Piso Salarial 2.652 31.819 663 12,26
Média Salarial 2.726 32.712 682 12,61
1º Quartil 1.650 19.796 412 7,63
Salário Mediana 2.147 25.764 537 9,93
3º Quartil 4.443 53.317 1.111 20,55
Teto Salarial 5.826 69.910 1.456 26,94
  • Piso Salarial: Média do salário base de acordos, convenções coletivas e dissídios coletivos com menções ao cargo de Mestre Fluvial negociados por sindicatos e registrados no MTE;
  • Média Salarial: A soma de todos os salários dividido pelo total de salários de profissionais CBO 3412-15 da amostragem. Cálculo de média aritmética simples;
  • 1° Quartil: Primeiro quartil é o cálculo que separa 25% dos menores salários e obtém a média salarial entre eles;
  • Salário Mediana: Mediana é o valor que mostra o salário bem ao centro da amostragem. o cálculo separa os dados de modo que 50% dos salários informados são superiores a esse nível e 50% são inferiores;
  • 3º Quartil: Cálculo que separa 25% dos maiores salários e obtém a média salarial entre eles;
  • Teto Salarial: Corresponde aos maiores salários no cargo, observando-se ponderações e filtros exclusivos do nosso algoritmo de pesquisa salarial.

Demanda no mercado de trabalho para o cargo

Mestre Fluvial é um cargo que está em alta no mercado de trabalho brasileiro nos últimos meses.

No comparativo entre os meses de Maio de 2023 e Abril de 2024, tivemos um aumento de 4.76% nas contratações formais com carteira assinada em regime integral de trabalho.

Dentro da pesquisa, logo abaixo, você pode conferir um gráfico completo mês a mês com o número de contratações e demissões de Mestre Fluvial CBO 3412-15 pelo mercado de trabalho brasileiro segundo levantamento estatístico do Salario.com.br junto a dados salariais oficiais do Novo CAGED, eSocial e Empregador Web nos últimos 12 meses.

Quanto ganha um Mestre Fluvial por estado

Clique em um estado para ver a pesquisa salarial completa para Mestre Fluvial na localidade
UF Jornada Piso Salarial Média Salarial Teto Salarial Salário/Hora Total
43 1.938,56 1.992,99 3.011,86 9,25 96
43 3.455,50 3.552,52 5.368,68 16,56 76
43 1.980,33 2.035,94 3.076,77 9,47 47
44 2.530,12 2.601,16 3.930,95 11,87 42
44 3.359,98 3.454,32 5.220,27 15,77 41
44 4.261,80 4.381,46 6.621,39 19,99 26
44 2.165,94 2.226,75 3.365,14 10,17 18
Para ver a pesquisa salarial completa para o cargo em cada um dos estados da tabela, clique nos links das localidades da lista. Para ver o salário em outros estados além desses utilize a Busca Salarial.

Tipos de empresas que mais contratam

Salários por setores de empresas
CNAE Segmento da Empresa Piso Salarial Média Salarial Teto Salarial
5021-1/02 Transporte por navegação interior de carga, intermunicipal, interestadual e internacional 1.971,23 2.026,58 3.062,63
0311-6/01 Pesca de peixes em água salgada 3.104,73 3.191,90 4.823,70
4930-2/02 Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional 4.022,60 4.135,55 6.249,77
0810-0/06 Extração de areia, cascalho ou pedregulho e beneficiamento 2.464,83 2.534,04 3.829,52
3011-3/02 Construção de embarcações para uso comercial e para usos especiais 2.120,79 2.180,33 3.294,99
7739-0/99 Aluguel de outras máquinas e equipamentos comerciais e industriais, sem operador 4.463,82 4.589,15 6.935,26
4930-2/03 Transporte rodoviário de produtos perigosos 1.325,71 1.362,93 2.059,71
5022-0/02 Transporte por navegação interior de passageiros em linhas regulares, intermunicipal, interestadual e internacional 3.775,90 3.881,92 5.866,47
7911-2/00 Agências de viagens 1.778,92 1.828,87 2.763,84
5030-1/02 Navegação de apoio portuário 2.685,81 2.761,22 4.172,84
CNAE (Classificação Nacional das Atividades Econômicas). Para ver a pesquisa salarial completa para o segmento, clique nas empresas da lista. Para ver outros segmentos e pesquisas em estados e cidades específicas, utilize a nossa Pesquisa Salarial e filtre a busca por CNAE.

Quanto ganha um Mestre Fluvial por jornada de trabalho

Relação jornada de trabalho/salário. Filtro de amostragem com 429 profissionais admitidos e desligados. A relação abrange somente Mestre Fluvial CBO 3412-15 em regime integral de trabalho.

Cálculo de acordo com a carga horária mensal e salário
Total Jornada Ref. Salário Mensal Salário Hora
317 44 220 2.700,64 12,28
36 40 200 2.389,26 11,95
7 36 180 2.700,43 15,00
5 42 210 5.310,60 25,29
4 41 205 5.426,75 26,47
3 37 185 2.577,00 13,93

No Brasil, todo trabalhador contratado com carteira assinada, ou seja, numa relação de emprego, tem a jornada de trabalho estipulada no contrato de trabalho. A lei exige que fique clara, por escrito, a duração do trabalho que esse profissional terá de cumprir.

Salários por nível profissional e porte da empresa

Metodologia: Salários de 187 profissionais demitidos pelas empresas.
Porte da Empresa Nível I Nível II Nível III
Micro 2.746,92 2.933,30 3.256,59
Pequenas 2.734,28 2.920,66 3.243,96
Médias 2.738,15 2.924,53 3.247,83
Grandes Empresas 3.595,64 3.782,01 4.105,31
  • *Mestre Fluvial Nível I: até 4 anos;
  • *Mestre Fluvial Nível II: de 4 a 6 anos;
  • *Mestre Fluvial Nível III: acima de 6 anos na empresa até sua demissão;

Gráficos de pesquisa

Simulador de gastos da empresa com o salário mensal de um Mestre Fluvial

  • Salário Base: R$ 2.726,02
  • Salário-educação (3%): R$ 81,78
  • Sistema S (2%): R$ 54,52
  • INSS Patronal (20%): R$ 545,20
  • RAT - Risco Ambiental do Trabalho (1%): R$ 27,26
  • FGTS (8%): R$ 218,08
  • Férias 1/12: R$ 227,17
  • Auxílio Transporte: R$ 220,00
  • Auxílio Alimentação: R$ 440,00
  • Adicional Noturno (20%): R$ 545,20
  • Periculosidade (30%): R$ 817,81
  • Insalubridade (20%): R$ 288,00
  • Plano de Saúde: R$ 300,00
  • 1/3 de Férias: R$ 75,72
  • 13º Salário: R$ 227,17
  • FGTS sobre Férias: R$ 18,17
  • FGTS sobre 1/3 de Férias: R$ 6,06
  • FGTS sobre 13º: R$ 18,17
  • Aviso Prévio: R$ 227,17
  • FGTS sobre Aviso Prévio: R$ 18,17
  • Multa Rescisória FGTS: R$ 227,17

Os valores referem-se somente a uma simulação de gastos mensais proporcionais e médios do mercado de trabalho. Alguns benefícios não são pagos ao mesmo tempo. Procure seu contador para maiores detalhes.

Fique por dentro dos seus direitos trabalhistas

Gostou da pesquisa e deseja utilizá-la?

Toda essa pesquisa salarial para Mestre Fluvial pode ser utilizada para fins acadêmicos, empresariais estratégicos e matérias em portais, sites, blogs e redes sociais desde que seja citada a fonte com um link para o site Salario.com.br.

Ainda tem dúvidas sobre a origem dos dados salariais do Salario.com.br? Leia aqui e veja também onde os dados do Salario.com.br estão sendo utilizados.

Salário e mercado de trabalho para Mestre Fluvial