Conheça a origem da palavra salário na história, seu significado e o conceito atual

A palavra salário é bastante conhecida em todo o mundo. Afinal, todos os trabalhadores recebem essa forma de remuneração, independentemente do tipo de função ou tamanho da empresa onde atuam. Contudo, o conceito de salário é bem mais antigo do que muita gente imagina. Ele remete ao Império Romano mas é amplamente utilizado até hoje.

Nesse artigo você saberá um pouco mais sobre a origem do conceito da palavra salário. Veja também nesse post:

  • Como surgiu o termo salário ligado à ideia de remuneração;
  • O salário como estratégia de fomento ao capitalismo;
  • O salário no Brasil.

Confira!!!

Conceito de salario e seu significado na história

Qual a origem do conceito de salário?

Apesar do termo salário fazer parte da vida financeira da grande maioria dos brasileiros, poucos sabem sua verdadeira origem e significado.

Assim como outras palavras da Língua Portuguesa, a palavra Salário vem do Latim. Antigamente, a palavra “salarium” era utilizada para indicar a porção de sal que era utilizada para pagar soldados romanos ainda quando o Império existia. Naquela época, esse condimento era extremamente caro e bastante disputado.

Isso porque ele era utilizado para conservar alimentos. Já que naquela época não havia qualquer meio de refrigerar alimentos. Além disso, essa iguaria também ajudava na cicatrização de feridas.

O sal era tão idolatrado na época do Império Romano que muitos acreditavam que ele era uma dádiva de Salus, a Deusa da Saúde.

Apesar da palavra salário ser derivada de um tempo tão antigo, ela só passou a realmente indicar a remuneração em troca de trabalho por volta do século XIV.

Veja também:

O surgimento da remuneração

Muita gente não sabe, mas o conceito de salário como conhecemos hoje é algo relativamente recente. Isso porque, antigamente não existia esse conceito de que o trabalho precisava ser remunerado.

Na Idade Média, por exemplo, os camponeses trabalhavam arduamente nas terras dos Nobres sem receber qualquer remuneração. A única coisa que eles podiam retirar dos campos era o próprio sustento.

Posteriormente os trabalhadores começaram a vender os produtos que cultivavam. Mas mesmo assim o conceito de salário como é conhecido hoje ainda não existia.

Esse conceito só ganhou força por volta do século XIV. Nessa época os feudos começaram a perder força e as nações-estado começaram a surgir com força total.

Posteriormente, quando o capitalismo finalmente se tornou predominante, o pagamento em troca de mão de obra se tornou agora amplamente aplicado.

O salário como uma estratégia de fomento ao capitalismo

O salario na historia do capitalismo

Por muito tempo a sociedade não girava em torno do capitalismo. Existiam sim operações de compra e venda, mas não nos moldes que vemos hoje.

Quando esse sistema ganhou o mundo, viu-se a necessidade de dar poder de compra para os trabalhadores. Afinal, através deles que seria possível dar continuidade ao sistema.

Por conta disso, criou-se essa prática de remunerar a mão de obra dos trabalhadores. Dessa forma eles também poderiam fazer parte desse sistema e fomentá-lo.

O salário no Brasil

No Brasil o salário demorou para se tornar um padrão. Há anos atrás, era muito comum ver remunerações baixíssimas, que mal possibilitavam que o trabalhador conseguisse sobreviver.

Contudo, ao longo dos anos uma série de normas e regras foram sendo desenvolvidas, justamente para padronizar essa remuneração. Dessa forma, seria mais fácil até mesmo para o Governo fazer o recolhimento de impostos.

E foi assim que surgiu o Salário Mínimo. Até então ele era uma realidade apenas de outros países mais desenvolvidos, como a Nova Zelândia que já o aplicava desde o século XIX.

Foi apenas na década de 30 que essa remuneração mínima começou a entrar em vigor no Brasil. A Lei de nº185 referente a essa questão foi promulgada em janeiro de 1936. Contudo, foi apenas em Maio desse ano que o então presidente Getúlio Vargas fixou os valores de salário mínimo.

Art. 2º Salário mínimo é a remuneração mínima devida ao trabalhador adulto por dia normal de serviço. Para os menores aprendizes ou que desempenhem serviços especializados é permitido reduzir até de metade o salário mínimo e para os trabalhadores ocupados em serviços insalubres e permitido argumental-o na mesma proporção. Lei 185/1936

Na época o sistema ainda era desigual. Isso porque existiam 14 salários mínimos diferentes. Para se ter uma ideia, a remuneração no Rio de Janeiro era três vezes maior do que a dos Estados do Nordeste.

Atualmente, existem o salário mínimo nacional, que é válido em todo território brasileiro e o salário mínimo estadual ou de cada Unidade Federal que também pode estabelecer a uma remuneração mínima para a sua região, desde que o mínimo nacional seja o mantido como base.

Desde a sua origem até hoje o conceito de salário mudou bastante. E mesmo existindo um mínimo dentro do Brasil, muitos trabalhadores recebem valores bem inferiores por conta da falta de fiscalização de órgãos reguladores e a exploração de empregadores.

E então, agora que você já sabe a origem e o significado da palavra salário, tem mais alguma dúvida sobre o assunto? Comente abaixo!!!

Comente sobre Conheça a origem da palavra salário na história, seu significado e o conceito atual

Regras para os comentários

  • Todos os comentários são moderados antes de publicados.
  • Respondemos todas as dúvidas no prazo máximo de 2 dias úteis.
  • Se postou uma pergunta, volte a essa página para ver a resposta. Não enviamos respostas por email devido ao problema com SPAM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Please enter your name here