CBO 1312-20 - Gerontólogo - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos gestores e especialistas de operações em empresas, secretarias e unidades de serviços de saúde

O profissional no cargo de Gerontólogo CBO 1312-20 Planeja, organiza, dirige, coordena, controla e avalia as atividades operacionais de estabelecimento de prestação de serviços de saúde especializados a adultos idosos Atua em hospitais, asilos, clínicas, centros comunitários de saúde, agências governamentais, laboratórios de pesquisa e consultórios particulares, aplicando conhecimentos de teorias do envelhecimento.

Realiza atendimento biopsicossocial, acolhimento dos usuários, familiares e cuidadores e os orienta, visando à prevenção, ambientação, reabilitação e cuidados paliativos para o bem-estar e a dignidade da pessoa idosa Pode subordinar-se a um diretor ou gerente geral Atua conforme a ética profissional, as normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de qualidade e de preservação ambiental.

CBO 1312-20 é o Código Brasileiro da Ocupação de gestores e especialistas de operações em empresas, secretarias e unidades de serviços de saúde que pertence ao grupo dos diretores e gerentes em empresa de serviços de saúde, da educação, ou de serviços culturais, sociais ou pessoais, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Gerontólogo, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Gestores e especialistas de operações em empresas, secretarias e unidades de serviços de saúde CBO 1312-20 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 1312-20

  • Membros superiores do poder público, dirigentes de organizações de interesse público e de empresas, gerentes.
    • Gestores e especialistas de operações em empresas, secretarias e unidades de serviços de saúde.
      • Diretores e gerentes em empresa de serviços de saúde, da educação, ou de serviços culturais, sociais ou pessoais.

O que faz um Gerontólogo

O Gerontólogo CBO 1312-20 planeja, organiza, coordena, controla e avalia atividades das equipes de serviço de saúde especializados no estudo dos processos de envelhecimento, prevenção, tratamento, entre outros, visando à melhoria da qualidade de vida da população idosa Atua em colaboração com equipe multidisciplinar para desenvolver planos de cuidados individualizados.

Planeja as ações de saúde, analisando indicadores de saúde e sociodemográficos, elaborando instrumentos de avaliação, aplicando normas legais referentes ao funcionamento das unidades de saúde de atendimento de adultos idosos.

Adequa o funcionamento das unidades às normas e procedimentos de saúde, para garantir o atendimento com ética profissional, segurança e de acordo com a legislação Planeja atendimento aos usuários, familiares e cuidadores, bem como as atividades socioculturais, educacionais, de promoção à saúde, ações de capacitação e de sensibilização, a fim de garantir condições sociais, físicas e ambientais e estabelecer a convivência entre pacientes, idosos e demais pessoas.

Organiza o fluxo de atendimento aos usuários, estabelecendo protocolos e critérios, acompanhando processos de assistência à saúde, a fim de garantir os procedimentos mais adequados para zelar pela pessoa idosa Implementa e coordena projetos e programas de atendimento biopsicossocial à pessoa idosa.

Coordena e planeja projetos e eventos gerontológicos, implementando ações de sensibilização e elaborando projetos de pesquisa.

Realiza atendimento biopsicossocial, aplicando plano de atenção gerontológica (anamnese), instrumentos de avaliação complementar, monitorando aspectos biopsicossociais dos usuários, discutindo casos com equipe multidisciplinar e encaminhando usuários para outros especialista, como médico geriatra, fisioterapeuta e outros Realiza acolhimento dos usuários, familiares e cuidadores e os orienta em relação à adaptação do ambiente ao usuário, visando à prevenção, ambientação, reabilitação e cuidados paliativos para o bem-estar e a dignidade da pessoa idosa.

Presta atendimento específico, como preparação para aposentadoria, inserção no mercado de trabalho, estimulação cognitiva, entre outros.

Participa das discussões estratégicas, da elaboração de campanha de serviços de saúde relacionados à pessoa idosa Define estratégias para unidades e programas de saúde, avaliando as necessidades de aquisição, contratação de equipamentos, materiais e insumos Presta assistência à direção da instituição, aos seus departamentos, unidades ou programas de saúde, durante a elaboração de plano estratégico e da negociação de metas e objetivos a atingir.

Dimensiona rede própria ou credenciada de serviços de saúde, definindo instruções de serviços internos, entre outros procedimentos Estabelece interface com setores internos e com clientes e fornecedores externos, participando de conselhos, realizando convênios e parcerias e supervisionando-os, conciliando interesses dos usuários de serviços de saúde, a fim de apoiar ações relacionadas à gerontologia Participa do planejamento de políticas públicas.

Realiza consultoria, auditoria e pesquisas na área Avalia ações de saúde, definindo estratégias e critérios de avaliação, avaliando o desempenho de profissionais e de acompanhantes (cuidadores informais), a qualidade no atendimento e os programas implementados para a saúde dos idosos, entre outros.

Gerencia recursos humanos, identificando a necessidade de contratação, de capacitação e de qualificação de profissionais, propondo contratações e demissões Capacita profissionais nas questões da velhice e do envelhecimento Promove o desenvolvimento tecnológico e as inovações para o incremento da produtividade em unidades de saúde.

Atua conforme ética profissional, normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de qualidade e de preservação ambiental, promove programa de qualidade de vida no trabalho e implementa ações de segurança do trabalhador.

Funções do cargo

O funcionário CBO 1312-20 deve gerenciar recursos humanos, administrar recursos financeiros, definir estratégias para unidades e/ou programas de saúde, avaliar ações de saúde, coordenar interfaces com entidades sociais e profissionais, planejar ações de saúde, realizar atendimento biopsicossocial, coordenar ações de saúde, demonstrar competências pessoais.

Condições de trabalho dessas profissões

Gestores e especialistas de operações em empresas, secretarias e unidades de serviços de saúde os cargos dessa família CBO podem exercer suas funções em empresas públicas ou privadas de atividades da saúde e serviços sociais. São empregados na condição de assalariado com carteira assinada, organizam-se em equipe e atuam com supervisão ocasional ou sem supervisão, trabalham em ambientes fechados e em períodos noturnos e diurnos. Em algumas atividades podem trabalhar sob pressão, levando-os à situação de estresse constante.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 1312-20

Essas ocupações são exercidas por pessoas com ensino superior completo, acrescida de cursos de especialização, com carga horária de duzentas a quatrocentas horas para o Diretor e Gerente de Serviços de Saúde e o Tecnólogo em Gestão Hospitalar. Para exercer a ocupação de sanitarista o profissional deve possuir graduação em nível bacharel na área de saúde pública/coletiva ou então ter o terceiro grau completo em qualquer área, porém um curso de especialização/pós- graduação na área de saúde pública/coletiva. Nenhuma experiência profissional é exigida do Gerontólogo. O exercício pleno das atividades para os demais profissionais ocorre após o período de um a dois anos de experiência profissional.

Atividades exercidas por um Gerontólogo CBO 1312-20

Um Gerontólogo (ou sinônimo) deve prestar consultoria, analisar indicadores de saúde, definir instruções de serviços internos, elaborar relatórios, definir aquisição de equipamentos, materiais e insumos, aplicar plano de atenção gerontológica - anamnese, planejar atendimento aos usuários, familiares e cuidadores, delegar funções, demonstrar capacidade analítica, demonstrar capacidade retórica, implementar programas de atendimento biopsicossocial, demonstrar criatividade, demonstrar capacidade de administrar o tempo, avaliar desempenho de acompanhantes - cuidadores informais, definir estratégias de avaliação, analisar indicadores sociodemográficos, participar na elaboração de campanhas de promoção e divulgação de serviços de saúde, prestar auditoria, demonstrar capacidade de escuta, organizar fluxo de atendimento aos usuários, identificar necessidades de capacitação e qualificação, viabilizar captação de recursos, realizar pesquisas, elaborar instrumentos de avaliação, estabelecer critérios para otimização de atendimento, capacitar profissionais nas questões de velhice e envelhecimento, avaliar resultados de campanhas, demonstrar capacidade de estabelecer vínculos, dimensionar necessidade de contratação, demonstrar iniciativa, orientar usuários, familiares e cuidadores, prestar atendimento específico - preparação para aposentadoria, inserção do mercado, estimulação cognitiva, etc, realizar acolhimento dos usuários, familiares e cuidadores, avaliar necessidades de aquisição/ contratação de equipamentos, materiais e serviços, conciliar interesses dos usuários de serviços de saúde, estabelecer critérios de avaliação, encaminhar para outros profissionais ou equipamentos, avaliar programas implementados, aplicar as normas legais referentes ao funcionamento das unidades assistenciais e/ou atenção a saúde - farmácia, casa de apoio..., elaborar projetos de pesquisa, demonstrar capacidade de administrar conflitos, representar a instituição junto a sociedade civil e órgãos governamentais, liderar pessoas, demonstrar empatia, coordenar projetos de cunho biopsicossocial, verificar qualidade do atendimento, planejar atividades socioculturais, educacionais e de promoção a saúde, propor contratações e/ou demissões, orientar adaptação do ambiente ao usuário, evidenciar acessibilidade, levantar custo por departamento, levantar custo da prestação de serviços, aplicar instrumentos de avaliação complementar, discutir casos com equipe interdisciplinar, demonstrar capacidade de trabalhar em equipe, demonstrar capacidade de negociação, supervisionar convênios e parcerias, demonstrar capacidade de tomar decisão, demonstrar capacidade de comunicação, participar do planejamento de políticas públicas, contornar situações adversas, participar das discussões estratégicas para unidades de saúde, planejar ações de capacitação, dimensionar rede própria e/ou credenciada de serviços de saúde, implementar ações de sensibilização, estabelecer protocolos de atendimento, planejar ações de sensibilização, adequar funcionamento da unidade assistencial às normas, participar em conselhos, identificar perfis profissionais, de acordo com as necessidades, monitorar aspectos biopsicossociais dos usuários, demonstrar capacidade de comunicação não verbal, demonstrar capacidade de observação, executar atividades socioculturais e educacionais, planejar eventos gerontológicos, realizar convênios e parcerias, coordenar projetos de qualidade em atendimento, evidenciar capacidade crítica, avaliar desempenho dos profissionais, acompanhar processos de assistência a saúde, avaliar o impacto das ações de saúde.

Cargos e salários CBO 1312-20 - Gestores e especialistas de operações em empresas, secretarias e unidades de serviços de saúde

Salário Gerontólogo

Gerontólogo: Brasil

  • 52
  • Brasil
  • 3.459 - 6.945
  • 41h
O profissional no cargo de Gerontólogo CBO 1312-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 3.459 e 6.945 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 52 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 1312-20.