Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) - Piso Salarial 2024, O Que Faz, Salário Educação Física

R$ 3.145,36/mês

Atualizado em

Hoje um Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) ganha em média R$ 3.145,36 para uma jornada de trabalho de 32 horas semanais de acordo com pesquisa do Portal Salario junto a dados de 5.398 profissionais admitidos e desligados em regime CLT nos últimos 12 meses divulgados pelo Novo CAGED.

Em 2024 a remuneração para Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) pode variar entre o piso salarial mínimo de R$ 3.059,45 e o teto salarial de R$ 7.016,88, dependendo do segmento da empresa, localidade, formação, experiência na função e política de cargos e salários da empresa.

Você pode conferir logo abaixo na tabela salarial, mais dados da pesquisa como piso salarial 2024, salário mediana, salário por hora, mensal e anual para saber exatamente quanto ganha um Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol).

Tópicos dessa pesquisa salarial:

Salário por cidade

Perfil Profissional

De acordo com nosso levantamento o perfil profissional mais recorrente é o de um trabalhador com 26 anos, formação superior em Educação Física, do sexo masculino que trabalha 44h semanais em empresas do segmento de Clubes sociais, esportivos e similares de todo o Brasil.

A cidade com mais ocorrências de contratações no estado e por consequência com mais vagas de emprego para Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) é São Paulo.

Metodologia

Essa pesquisa salarial leva em consideração somente o salário base de Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol), não entram no cálculo nenhum adicional salarial como bônus, comissões, horas extras, adicional noturno, periculosidade, insalubridade nem nada do tipo. Somente o salário base registrado em carteira e no contrato de trabalho entram na amostragem.

Os dados salariais são atualizados mensalmente de acordo com divulgação dos dados pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

O que faz um Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) CBO 2241-25

O Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) desenvolve treinamento de atletas e equipes em atividades competitivas institucionalizadas, realizadas conforme técnicas, habilidades e objetivos definidos pelas modalidades esportivas, determinadas por regras preestabelecidas que lhe dão forma, significado e identidade, podendo ser praticadas com liberdade e finalidade lúdica estabelecida por seus praticantes, realizadas em ambiente diferenciado, como jogos da natureza, radicais, orientação, aventura e outros Identifica necessidades de intervenção profissional, cadastrando e classificando atletas segundo características e dados biossociais Coleta informações sobre aspectos técnicos e físicos e seleciona atletas e praticantes, identificando aptidões e indicando e entrevistando atletas para contratação.

Planeja ações de intervenção profissional, programa treinamento e determina filosofia e métodos de trabalho, além dos meios e processos das atividades Fixa objetivos e metas, define testes e analisa dados físicos e técnicos dos atletas Analisa os resultados da aplicação do planejamento Define indicações e contraindicações para a realização da prática esportiva considerando fatores de risco e necessidades individuais e coletivas, na modalidade objeto da sua especialidade profissional, bem como prescreve, aplica e dirige programas e sessões de treinos específicos.

Consulta prontuários e relatórios, faz demonstração dos exercícios e promove adaptações às condições e necessidades dos atletas Desenvolve capacidades cognitivas e qualidades físicas e motoras Aplica testes funcionais e define treinamento com base nas avaliações realizadas, promovendo sua implementação.

Desenvolve qualidades técnicas e táticas e corrige erros Presta orientações sobre regras da modalidade e das normas de competição nacional e internacional, contemplando aspectos disciplinares, táticos, técnicos, comportamentais, sociais, morais e éticos Implementa treinamento, aplica exercícios corretivos de natureza técnico-tática e atividades recreativas visando ao desenvolvimento do atleta em amplos aspectos Coleta dados estatísticos, analisa as condições de competição, propõe intervenções táticas e técnicas e treina atletas para objetivos fixados, avaliando e orientando seu comportamento.

Organiza e integra comissão técnica como técnico de desporto, desempenha papel de interlocução e promove eventos, comunicando a data e o local aos atletas e providenciando transporte, alimentação e hospedagem Verifica a documentação do atleta perante as entidades de administração esportiva Agenda horário e define local para ministrar as atividades, verificando o material necessário para o seu desenvolvimento Participa de reuniões, ministra cursos e palestras e apoia a elaboração de materiais didáticos Elabora manuais técnicos, normas de orientação e de treinamento na modalidade objeto de sua especialidade profissional.

Pode participar, assessorar, coordenar, liderar e gerenciar equipes multiprofissionais de discussão, de definição, de planejamento e de operacionalização de políticas públicas e institucionais nos campos da saúde, do lazer, do esporte, da educação não escolar, da segurança, do urbanismo, do ambiente, da cultura, do trabalho, dentre outros Exerce função pautada nos princípios de respeito à vida, à dignidade, à integridade e aos direitos do indivíduo, de responsabilidade social, de valorização da identidade profissional no campo das atividades físicas, esportivas e similares e de saúde e segurança e biossegurança no trabalho.

Algumas funções no exercício da profissão

  • demonstrar competências pessoais;
  • intervir nos processos competitivos;
  • coordenar atividade física e esportiva;
  • desenvolver treinamento;
  • comunicar-se;
  • orientar atividade física / práticas corporais e exercício físico;
  • identificar necessidades de intervenção profissional;
  • planejar ações de intervenção profissional;
  • verificar o local das atividades;
  • orientar aspectos disciplinares, táticos e técnicos;
  • comunicar a data e o local dos eventos aos interessados;
  • determinar os meios e processos das atividades;
  • aplicar atividades recreativas de desenvolvimento técnico, tático e físico;
  • demonstrar capacidade de estabelecer prioridades;
  • ver mais...

Salário de Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) CBO 2241-25 - Série histórica

Quanto ganha um Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) por região do Brasil

Quanto ganha um Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) nas principais cidades

Clique em uma cidade para ver a pesquisa salarial completa para Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) na localidade
Cidade Jornada Piso Salarial Média Salarial Teto Salarial Salário/Hora Total
São Paulo, SP 31 3.865,27 3.973,80 6.005,33 25,59 822
Rio de Janeiro, RJ 31 3.833,91 3.941,56 5.956,60 25,26 445
Belo Horizonte, MG 29 2.118,58 2.178,06 3.291,55 15,16 253
Para ver a pesquisa salarial completa para o cargo em cada uma das cidades da tabela, clique nos links das localidades da lista. Para ver o salário em outras cidades além dessas utilize a nossa Pesquisa Salarial.

Tabela salarial para Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol)

Tabela salarial referentes ao salário base do cargo e na remuneração por períodos
Período Salário Mensal Salário Anual Salário Semanal Salário/Hora
Piso Salarial 3.059 36.713 765 19,02
Média Salarial 3.145 37.744 786 19,55
1º Quartil 1.627 19.528 407 10,12
Salário Mediana 2.467 29.604 617 15,34
3º Quartil 5.351 64.216 1.338 33,26
Teto Salarial 7.017 84.203 1.754 43,62
  • Piso Salarial: Média do salário base de acordos, convenções coletivas e dissídios coletivos com menções ao cargo de Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) negociados por sindicatos e registrados no MTE;
  • Média Salarial: A soma de todos os salários dividido pelo total de salários de profissionais CBO 2241-25 da amostragem. Cálculo de média aritmética simples;
  • 1° Quartil: Primeiro quartil é o cálculo que separa 25% dos menores salários e obtém a média salarial entre eles;
  • Salário Mediana: Mediana é o valor que mostra o salário bem ao centro da amostragem. o cálculo separa os dados de modo que 50% dos salários informados são superiores a esse nível e 50% são inferiores;
  • 3º Quartil: Cálculo que separa 25% dos maiores salários e obtém a média salarial entre eles;
  • Teto Salarial: Corresponde aos maiores salários no cargo, observando-se ponderações e filtros exclusivos do nosso algoritmo de pesquisa salarial.

Demanda no mercado de trabalho para Educação Física

Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) é um cargo que está com altíssima demanda no mercado de trabalho brasileiro nos últimos meses.

No comparativo entre os meses de Abril de 2023 e Março de 2024, tivemos um aumento de 55.15% nas contratações formais com carteira assinada em regime integral de trabalho.

Dentro da pesquisa, logo abaixo, você pode conferir um gráfico completo mês a mês com o número de contratações e demissões de Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) CBO 2241-25 pelo mercado de trabalho brasileiro segundo levantamento estatístico do Salario.com.br junto a dados salariais oficiais do Novo CAGED, eSocial e Empregador Web nos últimos 12 meses.

Quanto ganha um Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) por estado

Clique em um estado para ver a pesquisa salarial completa para Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) na localidade
UF Jornada Piso Salarial Média Salarial Teto Salarial Salário/Hora Total
31 3.337,53 3.431,24 5.185,40 21,84 2.177
30 2.232,53 2.295,21 3.468,59 15,39 796
32 3.629,25 3.731,15 5.638,62 23,14 550
33 2.961,64 3.044,80 4.601,39 18,68 303
31 2.882,18 2.963,10 4.477,93 18,81 197
33 2.521,08 2.591,87 3.916,91 15,74 156
36 3.340,56 3.434,36 5.190,11 19,21 99
33 2.602,71 2.675,79 4.043,74 16,01 94
43 2.437,57 2.506,01 3.787,15 11,58 86
41 3.153,65 3.242,20 4.899,71 15,95 71
Para ver a pesquisa salarial completa para o cargo em cada um dos estados da tabela, clique nos links das localidades da lista. Para ver o salário em outros estados além desses utilize a Busca Salarial.

Tipos de empresas que mais contratam

Salários por setores de empresas
CNAE Segmento da Empresa Piso Salarial Média Salarial Teto Salarial
9312-3/00 Clubes sociais, esportivos e similares 4.010,97 4.123,59 6.231,69
9313-1/00 Atividades de condicionamento físico 2.555,20 2.626,94 3.969,91
9430-8/00 Atividades de associações de defesa de direitos sociais 2.161,99 2.222,69 3.359,00
7820-5/00 Locação de mão-de-obra temporária 3.693,33 3.797,03 5.738,19
8591-1/00 Ensino de esportes 2.968,50 3.051,85 4.612,05
8800-6/00 Serviços de assistência social sem alojamento 2.929,77 3.012,04 4.551,88
9499-5/00 Atividades associativas 2.161,30 2.221,99 3.357,93
8660-7/00 Atividades de apoio à gestão de saúde 2.028,68 2.085,64 3.151,88
9319-1/99 Outras atividades esportivas 3.654,76 3.757,38 5.678,26
9311-5/00 Gestão de instalações de esportes 3.066,35 3.152,44 4.764,07
CNAE (Classificação Nacional das Atividades Econômicas). Para ver a pesquisa salarial completa para o segmento, clique nas empresas da lista. Para ver outros segmentos e pesquisas em estados e cidades específicas, utilize a nossa Pesquisa Salarial e filtre a busca por CNAE.

Quanto ganha um Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) concursado

Profissionais com formação superior em Educação Física contratados para exercer o cargo de Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) também podem almejar um emprego público através de concurso.

O salário de Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) concursado é de R$ 2.605,98 para uma jornada de 28 horas semanais, segundo dados de 68 profissionais contratados por concúrso público para órgãos municipais, estaduais ou federais.

Seguir uma carreira concursada de Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) não parece ser uma boa idéia, já que a remuneração no setor público é cerca de 17% menor do que a média salarial do setor privado. Talvez compense pela estabilidade e jornada de trabalho menor, mas precisaria pesar bem os prós e contras.

Quanto ganham profissionais de Educação Física por jornada de trabalho

Relação jornada de trabalho/salário. Filtro de amostragem com 5.398 profissionais admitidos e desligados. A relação abrange somente Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) CBO 2241-25 em regime integral de trabalho.

Cálculo de acordo com a carga horária mensal e salário
Total Jornada Ref. Salário Mensal Salário Hora
1.549 44 220 3.624,69 16,48
590 20 100 2.137,44 21,37
569 40 200 4.235,94 21,18
500 30 150 3.734,77 24,90
177 16 80 1.774,30 22,18
140 36 180 3.108,66 17,27

No Brasil, todo trabalhador contratado com carteira assinada, ou seja, numa relação de emprego, tem a jornada de trabalho estipulada no contrato de trabalho. A lei exige que fique clara, por escrito, a duração do trabalho que esse profissional terá de cumprir.

Salários por porte da empresa e nível profissional

Metodologia: Salários de 2.192 profissionais demitidos pelas empresas.
Porte da Empresa Júnior Pleno Sênior
Micro 3.078,47 3.293,51 3.666,54
Pequenas 3.115,27 3.330,32 3.703,35
Médias 3.590,76 3.805,81 4.178,83
Grandes Empresas 3.593,32 3.808,36 4.181,39
  • *Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) Júnior: até 4 anos;
  • *Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) Pleno: de 4 a 6 anos;
  • *Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) Sênior: acima de 6 anos na empresa até sua demissão;

Gráficos de pesquisa

Simulador de gastos da empresa com o salário mensal de um Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol)

  • Salário Base: R$ 3.145,36
  • Salário-educação (3%): R$ 94,36
  • Sistema S (2%): R$ 62,91
  • INSS Patronal (20%): R$ 629,07
  • RAT - Risco Ambiental do Trabalho (1%): R$ 31,45
  • FGTS (8%): R$ 251,63
  • Férias 1/12: R$ 262,11
  • Auxílio Transporte: R$ 220,00
  • Auxílio Alimentação: R$ 440,00
  • Adicional Noturno (20%): R$ 629,07
  • Periculosidade (30%): R$ 943,61
  • Insalubridade (20%): R$ 288,00
  • Plano de Saúde: R$ 300,00
  • 1/3 de Férias: R$ 87,37
  • 13º Salário: R$ 262,11
  • FGTS sobre Férias: R$ 20,97
  • FGTS sobre 1/3 de Férias: R$ 6,99
  • FGTS sobre 13º: R$ 20,97
  • Aviso Prévio: R$ 262,11
  • FGTS sobre Aviso Prévio: R$ 20,97
  • Multa Rescisória FGTS: R$ 262,11

Os valores referem-se somente a uma simulação de gastos mensais proporcionais e médios do mercado de trabalho. Alguns benefícios não são pagos ao mesmo tempo. Procure seu contador para maiores detalhes.

Fique por dentro dos seus direitos trabalhistas

Gostou da pesquisa e deseja utilizá-la?

Toda essa pesquisa salarial para Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol) pode ser utilizada para fins acadêmicos, empresariais estratégicos e matérias em portais, sites, blogs e redes sociais desde que seja citada a fonte com um link para o site Salario.com.br.

Ainda tem dúvidas sobre a origem dos dados salariais do Salario.com.br? Leia aqui e veja também onde os dados do Salario.com.br estão sendo utilizados.

Salário e mercado de trabalho para Técnico de Desporto Individual e Coletivo (Exceto Futebol)