CBO 8484-15 - Trabalhadores na degustação e classificação de grãos - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 8484-15 é o Código Brasileiro da Ocupação de trabalhadores na degustação e classificação de grãos que pertence ao grupo dos trabalhadores artesanais na agroindústria, na indústria de alimentos e do fumo, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Trabalhadores na degustação e classificação de grãos CBO 8484-15 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 8484-15

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Trabalhadores da fabricação de alimentos, bebidas e fumo.
      • Trabalhadores artesanais na agroindústria, na indústria de alimentos e do fumo.
        • Trabalhadores na degustação e classificação de grãos.

Descrição dos cargos da categoria Trabalhadores na degustação e classificação de grãos

Os Trabalhadores na degustação e classificação de grãos CBO 8484-15 classificam e preparam amostras de matérias-primas (uvas, frutas, chá, cacau, café e grãos em geral) e de produtos (vinhos, licores, chás, cafés e derivados de cacau). Preparam ambientes para a realização de análise sensorial das amostras de matérias-primas e de produtos. Redigem documentos como resultados das análises, dados e informações das amostras e interpretação de dados climáticos, emitem laudos e certificados, sendo este último exclusivo dos profissionais habilitados pelo mapa. Trabalham de acordo com normas e procedimentos de higiene e segurança no trabalho.

Condições de trabalho

Trabalhadores na degustação e classificação de grãos atuam na fabricação de produtos alimentares e bebidas como empregados com carteira assinada. Podem, também, exercer suas funções como autônomos. Nas fábricas, organizam-se em equipe, sob supervisão ocasional, em ambiente fechado e no período diurno. No desenvolvimento de algumas atividades podem permanecer expostos à ação de materiais tóxicos.

Exigências do mercado de trabalho

Para o exercício dessas ocupações requer-se ensino médio concluído e curso básico de qualificação profissional na área de atuação ou áreas correlatas. O pleno desempenho das atividades ocorre entre quatro e cinco anos de experiência profissional.

Funções dos Trabalhadores na degustação e classificação de grãos CBO 8484-15

Trabalhadores na degustação e classificação de grãos devem:

  • realizar análise sensorial da amostra;
  • classificar amostras;
  • preparar amostras;
  • coletar amostras;
  • elaborar documentação técnica;
  • trabalhar com segurança;
  • demonstrar competências pessoais;
  • preparar ambiente para análises sensoriais;
  • Atividades dos cargos CBO 8484-15

    Entre as principais atribuições dos Trabalhadores na degustação e classificação de grãos CBO 8484-15 estão as de:

    • utilizar equipamentos de proteção individual;
    • separar manualmente impurezas e matérias estranhas(sujidade);
    • homogeneizar amostras;
    • interpretar dados de análises físico-químicas e microbiológicas;
    • emitir laudo;
    • orientar limpeza do ambiente;
    • testar, visualmente, as amostras;
    • comunicar-se em língua estrangeira;
    • solicitar manutenção e correções no ambiente;
    • identificar defeitos;
    • controlar luminosidade do ambiente;
    • prever situações de risco;
    • identificar amostras;
    • passar por consultas e exames médicos frequentes;
    • selecionar equipamentos;
    • degustar amostras;
    • reanalisar contraprova para rastreamento;
    • torrar amostras;
    • identificar necessidades de manutenção e correções no ambiente;
    • identificar tipos de amostras;
    • registrar dados e informações técnicas das amostras;
    • demonstrar atenção concentrada;
    • avaliar amostras de acordo com padrões de qualidade preestabelecidos;
    • lacrar amostras;
    • controlar temperatura e umidade do ambiente;
    • inspecionar condições fitossanitárias das unidades armazenadoras e veículos transportadores;
    • demonstrar paciência;
    • demonstrar capacidade de distinguir aromas, sabores e cores;
    • lacrar veículo transportador;
    • determinar umidade das amostras;
    • demonstrar habilidade de motricidade fina;
    • adequar-se às condições ergonômicas do trabalho;
    • preparar veículos líquidos para testes de degustação;
    • higienizar equipamentos e ambientes;
    • propor melhorias no ambiente;
    • trabalhar em equipe;
    • documentar resultados de análises sensoriais;
    • eliminar odores do ambiente;
    • identificar aroma e odor das amostras;
    • pesar amostras;
    • manter asseio e higiene pessoal;
    • aferir equipamentos;
    • peneirar amostras;
    • verificar estado de conservação do lote;
    • tomar iniciativa;
    • autocontrolar-se;
    • manter-se atualizado;
    • participar de ações preventivas contra incêndios e acidentes;
    • moer amostras;
    • apresentar resultados de análises sensoriais;
    • identificar padrões de qualidade;
    • acondicionar amostras;
    • medir volume de amostras;
    • codificar copos, xícaras e taças para degustação;
    • enviar amostras para laboratório;
    • demonstrar dinamismo;
    • preparar infusão de amostras;

    Cargos e salários CBO 8484-15 - Trabalhadores na degustação e classificação de grãos

    Salário Degustador de Derivados de Cacau

    Degustador de Derivados de Cacau: Brasil

    • 51
    • Brasil
    • 1.421 - 2.630
    • 43h
    O profissional no cargo de Degustador de Derivados de Cacau CBO 8484-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.421 e 2.630 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 51 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8484-15.
    Salário Provador de Cacau

    Provador de Cacau: Brasil

    • 51
    • Brasil
    • 1.421 - 2.630
    • 43h
    O profissional no cargo de Provador de Cacau CBO 8484-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.421 e 2.630 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 51 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8484-15.