Periculosidade – Veja se você tem direito e como funciona

Periculosidade… como fica com a nova reforma trabalhista/ novo formato CLTMuitas coisas mudaram com a nova CLT, alguns percentuais foram alterados, outros não, alguns pontos das normas foram excluídos, mexidas ou integrados.

E você? Sabe como fica a periculosidade a partir de hoje?

Periculosidade
Ambientes de trabalho podem ser considerados periculosos ou insalubres, depende da avaliação do Ministério do Trabalho.

A periculosidade envolve qualquer função onde exista risco, perigo eminente a integridade física do colaborador.

A legislação trabalhista protege através de normas, várias ações do trabalhador, que por sua vez, executa funções de risco que são consideras insalubres ou periculosas.

Essas Leis visam resguardar a vida e amenizar o impacto negativo que alguns trabalhos possam causar. Por isso um percentual de valor é geralmente adicionado ao trabalhador.

Hoje você saberá, portanto, quais são as atividades e operações que são insalubres, da mesma forma que aprenderá sobre como ela funciona com a nova CLT e se você tem direito.

Vamos lá?

Trabalhos periculosos

Direito ao adicional de periculosidade

O Artigo 193 regulamenta essas normas devido aos riscos.

Vamos a lista…

  • Trabalhos que possuam radiação ionizantes.
  • Trabalhos com substâncias inflamáveis.
  • Trabalhos com explosivos.
  • Trabalho com energia elétrica.
  • Trabalho com combustível, gás, entre outros agentes periculosos.
  • Ou qualquer outro que promova risco a vida ou a saúde do indivíduo.
  • Trabalhos com motocicletas.
  • Trabalhos de segurança ou proteção patrimonial.

Os trabalhos periculosos envolvem sempre maiores riscos e riscos imediatos ao trabalhador.

E por causa desses riscos, o Ministério do Trabalho envolve um percentual para minimizar os efeitos negativos produzidos pela função desempenhada.

Adicional de periculosidade e percentual

Se o trabalhador não possuir acréscimos de gratificações, se não tiver participações nos lucros ou prêmios advindos do trabalho, o percentual recebido por direito será de 30%, fixo sobre o salário.

Como é realizada a análise da periculosidade em um trabalho?

Por meio de uma perícia técnica, o grau de risco de periculosidade é analisado. Nesse caso, o médico do trabalho ou engenheiro do trabalho – registrados no Ministério do Trabalho e Emprego poderão validar e verificar o nível de periculosidade e se realmente a função traz riscos ao trabalhador.

Sendo a análise positiva, então a partir disso o adicional é incluído no recebimento mensal do candidato.

Quando o adicional de periculosidade é extinguido?

Caso por algum motivo o trabalhador seja remanejado para outra função que não haja nenhum risco a sua vida, o valor da periculosidade será banida de seu recebimento.

É possível receber insalubridade e periculosidade juntos?

Não. O trabalhador não poderá receber os dois adicionais de forma simultânea. Somente um único adicional poderá ser pago. No entanto, é importante frisar que de acordo com a natureza da função e obviamente após ter passado por diagnóstico e análise dos médicos legais da área/ setor, será estipulado o maior adicional para o trabalhador.

Os debates sobre se vale a pena ou não trabalhar em um local periculoso são muitas. Há quem goste de atuar em funções de risco e há aqueles que não sabem informar se os 30% adicionais sobre o salário de fato valem o risco.

De qualquer maneira, o Ministério do Trabalho estabeleceu o valor como parâmetro, servindo de auxílio a toda função que corrobore com as descrições enfatizadas acima.

E para você… acha que 30% é suficiente ou acha pouco? Você recebe ou acha que merece receber por um trabalho periculoso?

Deixe suas respostas e dúvidas!

Comente sobre Periculosidade – Veja se você tem direito e como funciona

Regras para os comentários

  • Todos os comentários são moderados antes de publicados.
  • Respondemos todas as dúvidas no prazo máximo de 2 dias úteis.
  • Se postou uma pergunta, volte a essa página para ver a resposta. Não enviamos respostas por email devido ao problema com SPAM.

63 comentários em Periculosidade – Veja se você tem direito e como funciona

  1. Olá, boa tarde. Trabalho em uma empresa como motorista entregador. Mas me registraram com operador logístico. A empresa está registrado como: comércio de produtos Saneantes. ( Loja de produtos de limpeza)Eu tenho direito a receber periculosidade?

    • Oi Marcelo, depende se há previsão desse pagamento em acordo ou convenção coletiva da categoria, caso não haja teria que pedir um laudo de periculosidade numa ação judicial para receber.

  2. Ola trabalho como técnico instalador mais meu cargo em carteira e de analista de suporte tecnico.
    Mais faz um ano que estou nessa função e só agora vou receber o auxílio periculosidade ou seja depois de um ano na função a gora vou receber

    Tenho direito de receber pelo tempo que ja exerci a função

  3. Bom dia , trabalho como vigilante armado e já recebo o adicional de perigulosidade,e faço ronda em baixo de fios de alta tesão pública e os pontos de ronda ou seja de bater o bastão em fixados nos postes ,sendo obrigado a fazer rondas até em dias de chuva e tocar em postes molhados e expondo ao risco de choque elétrico,será que tenho o direito de receber o percentual,pois já trabalho armado e esse adicional é da categoria que trabalha armado mesmo em local que não tem riscos de choque elétrico

  4. Boa tarde, sou oficial nós serviços gerais na manutenção de edificações e executa manutenção elétrica deixa tensão corrente alternada e continua,tenho direito ( conforme NR 16),uma vez que exerço atividade e serviços em eletricidade a receber valores referente a periculosidade

  5. oi boa tarde sou secretaria em um deposito de gas glp a 3 anos tenho contato com os bujoes subo na plata forma para contar a quantidade de gas para conferir o estoque. gostaria de saber se tenho direito a periculosidade?

  6. Ha esqueci de escrever teve uma convençao entre sindicato e secretarios da prefeitura q eles concordaram em pagar,pois a legislaçao propia nao fala sobre a NR16 e sim art99 e o art 100 das leis propias sobre o risco de vida faz jus periculosidade,bem essa convençao foi no mandato passado(tenho a copia),nesta epoca estava em desvio de funçao, como voltei agora dei entrada e foi negado como falei ai em baixo, mas os vigias q conseguiram na epoca estao recebendo, quem dar entrada agora nao consegue, obrigado

    • Oi Rubens, na iniciativa privada não terá direito mesmo, agora como você é público não dá pra afirmar porque são tantos penduricalhos salariais que são colocados nos salários de funcionários públicos que fica difícil dizer, ainda mais municipais que são tantos.

  7. boa noite, fico triste pois comparam vigia com vigilante, acho q tanto um como outro correm riscos, trabalho como vigia estatutario e foi negado devido a comparaçao, a profissao vigia nao e regulamentada? pois so as regulamentadas tem direito? gostaria de saber, talvez seja por isso q nao tenho direito(assim me passaram), os riscos q passo durante a noite podem ser inevitaveis, gostaria de saber se pode me ajudar na luta por esse beneficio pois ate o eng do trabalho me disse q nao sou vigilante, e q NR16 e expressamente para vigilantes, obrigado

  8. Trabalho como instalador de câmeras, alarmes, e instalações elétricas em lojas, lido com 127v, 220v, 380v, e tbm sou vendedor na mesma empresa nas horas vagas quando não tenho instalações. Tenho direito?

  9. Bom dia, sou desenhista projetista de eletricidade. Gostaria de saber se tenho direito ao adicional de periculosidade. Quando vou a campo fazer levantamento de serviços de eletricidade e depois volto para o escritório para executar o serviço. Os serviços são os mais variados desde entra em subestações, lugares confinados, altura, ambiente com muito barulho ect.

    • Oi Rainerio, a periculosidade só é paga a cargos que estejam diretamente ligados a trabalhos perigosos. Um técnico ou engenheiro do trabalho designado deve aferir a periculosidade das funções exercidas de acordo com as normas regulamentadoras atuais e verificar se o cargo atende aos requisitos de trabalhos perigosos. Geralmente quem pede essa aferição é um sindicato da categoria, auditorias do MTE, a própria empresa ou até mesmo um juiz do trabalho devido a ações trabalhistas. Você pode ver os requisitos de segurança e regulamentação em instalações de serviços de eletricidade neste PDF do NR10.

    • Oi Cristiane, inicialmente não, mas teria que ser avaliado por um médico ou engenheiro do trabalho. E provavelmente não seria periculosidade, seria insalubridade. Geralmente periculosidade é dada ao trabalhador que trabalha diretamente com o perigo, insalubridade é para trabalhos e ambientes insalubres. Saiba mais.

  10. Olá, trabalho de motorista em uma empresa mista que presta serviços para prefeitura. Dirijo caminhões plataformas, cestos e munck .
    Acompanho e auxilio o eletricista na rua fornecendo ferramentas, atravessando cabos eletricos de um lado para o outro da rua, o setor onde trabalho é o semafórico, fazendo manutenção e instalações de semáforos novos quando a necessidade.
    O setor, para funcionários da própria prefeitura já paga periculosidade tanto para eletricista como ajudantes .
    A pergunta é :
    Eu estando dentro do setor ,fazendo parte da equipe, como motorista, embora terceirizado devo receber também?

  11. Boa noite , gostaria de saber se tenho o direito receber sobre periculosidade , trabalhei como técnico eletromecânico , fazendo manutenção em compressores elétricos de baixa tensão (220 volts , 380 volts e 440 volts ), em equipamentos energizados ou não energizados e realizava testes de tensão e corrente de componentes elétricos e instalações elétricas destes compressores, fui desligado da empresa recentemente e estou à procura de informações para , se caso for ,tomar providencias. Agradeço desde já a atenção.

    • Oi Marcio, geralmente esse tipo de ocupação tem direito sim a periculosidade, mas isso somente será efetivamente constatado por um laudo técnico no local de trabalho. Um advogado pode solicitar isso pra você.

  12. Boa tarde.
    Acabei de ser desligado da empresa e tenho uma dúvida.
    Sou supervisor de acesso por cordas, Alpinismo industrial e trabalho todo o tempo pendurado em grandes alturas fazendo ancoragens de acesso, trabalhos e supervisionando outros alpinistas.
    Tenho direito a adicional de periculosidade?

  13. Boa tarde! trabalho como impressor em uma gráfica, utilizo produto inflamável para realizar limpeza em algumas partes da máquina, o produto é fracionado em um recipiente de um litro, que não sou eu que fraciono, existe um funcionário só pra fracionar, somente utilizo produto no momento da limpeza, nesse caso tenho direto ao adicional de periculosidade?

  14. Boa noite, trabalho na UFRJ como porteiro recepcionista, atendendo ao publico 24h em computador, faço rondas noturnas e outro tipos de serviço. local bem próximo a favela da Maré. Meu cargo no contra cheque é aux. de processamentos de dados , estou já a um bom tempo de desvio de função, em um area de risco, onde ja até ouve assalto a banco 24h noturna, com bombas e tiro. Existe alguma possibilidade de adicional de periculosidade? agradeço!

  15. Boa noite, trabalho em uma lavanderia hospitalar, na “área limpa” , porém tenho contato com materiais cirúrgicos e agulhas usadas, além de partes, como dedo, péla e até placenta enrre outros… Gostaria de saber se tenho direitos a algum percentual de insalubridade ou periculosidade, aguardo retorno … Att Maicon

  16. Oi Boa tarde meu nome é Rodolfo,e trabalhei durante 1 anos no hospital mas trabalhava como auxiliar de manutenção de ar condicionado,queria saber se eu tinha direito de receber salubridade o periculosidade?

  17. Olá, trabalho em uma igreja católica, a qual exerço a função de sacristão, essa profissão ela e zelar pelo ambiente que e frequentado por diversas pessoas, faço. Manutenção elétrica retiro os lixos de grandes eventos de aproximadamente 40 mil pessoas, o uso da cozinha industrial eu troco e dou manutenção aos botões de gás, subo na torre de 40 metros pra acertar relógio e suas programações, teria eu alguma adicional. Seja pelo estacionamento ou seja por lixos orgânicos contendo restos de comidas e larvas de eventos com mais de 10 mil pessoas, sem conta lixos de banheiros.

  18. Boa noite. Fiscal de Controle Urbano de uma prefeitura tem direito a 30 % de periculosidade por trabalhar em motocicletas? Como comprovar?

  19. Estou trabalhando na área de segurança,com registro na carteira de vigia diurno. Faz 10 meses que trabalho em uma confeitaria de segunda à sábado fico na porta bem do lado do caixa, cuidando da área e principalmente ali no caixa, abro a porta pra alguns clientes e fico o dia todo ali fazendo segurança na frente correndo risco, não e um bairro muito seguro,ali perto tem muito maloqueiro morador de rua etc… tenho curso de vigilante. Queria fazer duas perguntas! Nesse caso tenho direito a periculosidade!?

    queria saber se a empresa paga a minha reciclagem que está pra vencer logo,ou se ela pode me liberar pra fazer a reciclagem sem descontar na folha do pagamento esses 5 dias de reciclagem, nem que eu mesmo pago essa reciclagem, mas que não seja descontado. Obrigado.

    • Oi Thiago, dificilmente terá direito a periculosidade por não estar armado e estar no cargo de vigia e não de vigilante. A reciclagem seria paga pela empresa em caso de você ser contratado como vigilante, porque precisa do registro profissional da Polícia Federal para exercer a profissão. Como vigia não precisa de nada disso então é você mesmo que paga. Com relação ao desconto para fazer a reciclagem tenho certeza de que se você conversar com seu chefe ele irá liberar esses dias pra você sem ônus.

  20. Olá, trabalho há um tempo em uma empresa que movimenta e manipula produtos perigosos. Há um ano mudei de setor e fui para uma área que se enquadra na periculosidade e daí comecei a receber os 30 %. Minha dúvida é: Quando eu atingir 2 anos eu terei esse direito aos 30 adquirido e continuar recebendo mesmo sem estar mais na função? Ou a empresa pode simplesmente tirar a periculosidade a hora que ela quiser, mesmo eu já recebendo em todo esse tempo? Grato.

  21. Olá sou Auxiliar de saúde bucal e trabalho em um consultorio odontologico gostaria de saber se tenho direito de receber salário insalubridade mesmo o cirurgião dentista fornecendo os EPIs?

  22. Boa Noite, gostaria de saber se me meu caso eu teria direito a o Direito de Periculosidade,
    porque eu estava trabalhando ate o dia 27-01-2019, como Técnico de Redes e Telecomunicações, acabei de ser desligado da empresa, sendo que eles sempre alegaram que eu teria esse direito, mais eu trabalhava na rua fazendo instalações nas casas dos clientes, subindo em postes de Energia Eletrica, e ainda mais subindo em torres para fazer Manutenções, e ainda trabalhava de Motocicleta, o que eu poderia fazer com receber esse direito que nunca foi pago para mim, e como eu poderia provar meu direito, passei 22 meses na empresa.
    Desde Já Agradeço Pela Atenção.

  23. trabalho em uma empresa como Auxiliar de manutenção predial na qual também mexo em quadros elétricos energizados e uma cabine primária porém a empresa não paga periculosidade, a pergunta é oque posso estar fazendo nesse caso?
    (ressaltando que já veio uma pessoa do MTE na empresa e eles alegaram que não somos nos que efetuamos o trabalho e sim uma terceirizada que é uma mentira )

    • Oi Tiago, se já foi um técnico ao local aferir a periculosidade e não deferiu o pedido, você precisa entrar em contato com um posto da Justiça do Trabalho na sua região e verificar a possibilidade de solicitar uma revisão.

  24. Ola , trabalho com fabricaçao de blocos de cimento , lajes armaçoes de ferragens, entrega de pedra , areia , tijolos e geral na area de construçao , eu tenho o direito a periculosidade ou insalubridade??

    • Oi Matheus, isso depende de avaliação pelo técnico designado pelo Ministério do Trabalho para avaliar o caso. Em geral isso é solicitado pelo sindicato que representa a sua categoria.

  25. BOA NOITE!M TRABALHO NA RECEPÇÃO DE UM HOSPITAL , COM VÁRIAS FUNÇÕES INCLUSIVE DE TELEFONISTA, A MINHA PERGUNTA É TEM DIREITO A INSALUBRIDADE ,POIS A POSTARIA E NO MESMO ESPAÇO DA RECEPÇAO E ELES RECEBEM E EU NÃO

  26. Boa tarde sou vigia noturno e trabalho em um supermercado faço a segura via câmeras cftv so que não recebo periculosidade não cai hora de janta trabalho 6×1 das 22 a 06 só que antes de subir pra parte superior fico em baixo faço serviço de operador de loja recolhendo os carrinho pra dentro da loja e também como controlador de acesso fazendo abertura do portão pra saida de clientes e funcionários e fazendo devolução de produtos na loja só após esse processo eu subir pra sala de cftv? esse processo feira acúmulo de função ou faz parte do processo de trab do vigia?

    • Oi Andre, vigilantes tem direito a periculosidade, talvez se aplique a vigia também. Veja na convenção coletiva do seu sindicato se dizem algo sobre isso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui