Técnico Petroquímico - Salário, O Que Faz, Piso Salarial 2024

R$ 3.000,61/mês

Atualizado em

Hoje um Técnico Petroquímico ganha em média R$ 3.000,61 para uma jornada de trabalho de 41 horas semanais de acordo com pesquisa do Portal Salario junto a dados de 504 profissionais admitidos e desligados em regime CLT nos últimos 12 meses divulgados pelo Novo CAGED.

Em 2024 a remuneração para Técnico Petroquímico pode variar entre o piso salarial mínimo de R$ 2.918,66 e o teto salarial de R$ 6.250,79, dependendo do segmento da empresa, localidade, formação, experiência na função e política de cargos e salários da empresa.

Você pode conferir logo abaixo na tabela salarial, mais dados da pesquisa como piso salarial 2024, salário mediana, salário por hora, mensal e anual para saber exatamente quanto ganha um Técnico Petroquímico.

Tópicos dessa pesquisa salarial:

Perfil Profissional

De acordo com nosso levantamento o perfil profissional mais recorrente é o de um trabalhador com 19 anos, ensino médio completo, do sexo masculino que trabalha 40h semanais em empresas do segmento de Atividades de apoio à extração de petróleo e gás natural de todo o Brasil.

A cidade com mais ocorrências de contratações no estado e por consequência com mais vagas de emprego para Técnico Petroquímico é Macaé , RJ.

Metodologia

Essa pesquisa salarial leva em consideração somente o salário base de Técnico Petroquímico, não entram no cálculo nenhum adicional salarial como bônus, comissões, horas extras, adicional noturno, periculosidade, insalubridade nem nada do tipo. Somente o salário base registrado em carteira e no contrato de trabalho entram na amostragem.

Os dados salariais são atualizados mensalmente de acordo com divulgação dos dados pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

O que faz um Técnico Petroquímico CBO 3112-05

O Técnico Petroquímico programa atividades de produção petroquímica, identificando tarefas e ações necessárias ao cumprimento do planejamento Define meios e recursos para o cumprimento de metas de produção e de custos, monitorando estoques de materiais e de insumos e programando parada e partida de equipamentos Elabora, controla e revisa cronograma de atividades operacionais.

Programa serviços complementares, tais como pinturas e limpeza Elabora plano de análise contingencial para os casos de quebra de equipamentos e paradas não programadas Interpreta conjunto de documentos técnicos - especificações, desenhos, dentre outros – referentes à execução das atividades Coordena o processo de produção petroquímica, consultando relatórios e ocorrências do turno anterior para dar sequência às atividades.

Monitora a realização da produção, analisando as variáveis do processo Controla a execução de manobras operacionais, efetuando ações de ajustes e solucionando problemas Inspeciona serviços contratados vinculados à área de produção, podendo requisitar outros, complementares.

Pode interagir com clientes internos e externos durante a realização de manobras, operando recursos de comunicação Controla a qualidade, com o propósito de evitar produtos fora de especificação Ordena insumos - intermediários e finais - e produtos, rastreando-os para identificar falhas Coleta amostras de produtos, realizando ensaios qualitativos, quantitativos e instrumentais para identificar produtos não conformes, com falhas e fora de padrão.

Monitora o cumprimento do plano de análises laboratoriais, interpretando laudos de análises químicas Analisa dados estatísticos do processo produtivo e controla índices técnicos relacionados à produção e aos custos Elabora relatórios e boletins de ocorrências, podendo apresentar propostas para o desenvolvimento de novos produtos, aplicação de métodos alternativos e implantação de novos sistemas Administra a equipe de trabalho, participando da seleção do pessoal, distribuindo tarefas, definindo período de férias, e estabelecendo trocas de pessoal Divulga normas e procedimentos para a equipe.

Elabora instruções operacionais para a execução dos trabalhos Supervisiona a equipe de trabalho, avaliando seu desempenho e identificando a necessidade de treinamento Planeja o desenvolvimento da equipe, preparando material didático e instrucional e selecionando técnica de avaliação dos programas.

Desenvolve programação de treinamento no ambiente de trabalho e avalia seu impacto no desempenho da equipe Propõe à equipe discussões sobre problemas operacionais e instrui cada integrante sobre a importância da utilização de equipamentos de proteção individual e coletiva Mantém os equipamentos em condições operacionais, monitorando seu funcionamento e providenciando serviços de manutenção de primeiro nível.

Preenche ordem de serviço, relacionando os equipamentos que necessitam serviços de manutenção corretiva Faz especificação de materiais, ferramentas, instrumentos e equipamentos para aquisição e reposição de estoque Inspeciona a limpeza e a organização do local de trabalho.

Examina a limpeza, o acondicionamento e a conservação de ferramentas e instrumentos Encaminha instrumentos para manutenção, aferindo-os após a realização do serviço Monitora o descarte de resíduos, efluentes e gases conforme normas ambientais Zela pela segurança, fazendo uso dos equipamentos de proteção individual Elabora procedimentos em conformidade com as normas de segurança, realizando sua divulgação e controlando seu cumprimento pelas equipes de trabalho.

Identifica e analisa situações de risco em conjunto com outros profissionais, participando na elaboração, na implementação e na avaliação de ações corretivas Emite relatório de acidentes e incidentes, fazendo a investigação de cada ocorrência em conjunto com profissionais das áreas envolvidas.

Algumas funções no exercício da profissão

  • trabalhar conforme as normas de segurança, preservação ambiental, saúde ocupacional e legislação;
  • demonstrar competências pessoais;
  • programar atividades de produção petroquímica;
  • coordenar equipe de trabalho;
  • manter os equipamentos e materiais em condições operacionais;
  • coordenar o processo de produção;
  • controlar a qualidade de insumos e produtos;
  • analisar riscos em conjunto com outros profissionais;
  • admitir opiniões da equipe;
  • demonstrar criatividade;
  • fazer uso dos equipamentos de proteção individual;
  • programar parada e partida de equipamentos;
  • planejar desenvolvimento da equipe;
  • controlar índices técnicos - produção, custos e outros;
  • requisitar serviços complementares;
  • ver mais...

Salário de Técnico Petroquímico CBO 3112-05 - Série histórica

Quanto ganha um Técnico Petroquímico por região do Brasil

Quanto ganha um Técnico Petroquímico nas principais cidades

Clique em uma cidade para ver a pesquisa salarial completa para Técnico Petroquímico na localidade
Cidade Jornada Piso Salarial Média Salarial Teto Salarial Salário/Hora Total
40 2.760,35 2.837,85 4.288,65 14,18 150
38 2.091,71 2.150,44 3.249,80 11,31 63
43 2.703,43 2.779,34 4.200,22 12,89 55
40 2.105,76 2.164,89 3.271,64 10,82 30
41 3.124,75 3.212,49 4.854,81 15,52 23
38 4.389,55 4.512,80 6.819,88 23,59 23
44 4.933,29 5.071,81 7.664,67 23,05 20
44 3.947,53 4.058,36 6.133,12 18,53 20
40 2.384,84 2.451,80 3.705,23 12,26 15
Para ver a pesquisa salarial completa para o cargo em cada uma das cidades da tabela, clique nos links das localidades da lista. Para ver o salário em outras cidades além dessas utilize a Busca Salarial.

Tabela salarial para Técnico Petroquímico

Tabela salarial referentes ao salário base do cargo e na remuneração por períodos
Período Salário Mensal Salário Anual Salário Semanal Salário/Hora
Piso Salarial 2.919 35.024 730 14,27
Média Salarial 3.001 36.007 750 14,67
1º Quartil 1.928 23.140 482 9,43
Salário Mediana 2.173 26.079 543 10,63
3º Quartil 4.767 57.205 1.192 23,31
Teto Salarial 6.251 75.009 1.563 30,57
  • Piso Salarial: Média do salário base de acordos, convenções coletivas e dissídios coletivos com menções ao cargo de Técnico Petroquímico negociados por sindicatos e registrados no MTE;
  • Média Salarial: A soma de todos os salários dividido pelo total de salários de profissionais CBO 3112-05 da amostragem. Cálculo de média aritmética simples;
  • 1° Quartil: Primeiro quartil é o cálculo que separa 25% dos menores salários e obtém a média salarial entre eles;
  • Salário Mediana: Mediana é o valor que mostra o salário bem ao centro da amostragem. o cálculo separa os dados de modo que 50% dos salários informados são superiores a esse nível e 50% são inferiores;
  • 3º Quartil: Cálculo que separa 25% dos maiores salários e obtém a média salarial entre eles;
  • Teto Salarial: Corresponde aos maiores salários no cargo, observando-se ponderações e filtros exclusivos do nosso algoritmo de pesquisa salarial.

Demanda no mercado de trabalho para o cargo

Técnico Petroquímico é um cargo que está com demanda restrita no mercado de trabalho brasileiro nos últimos meses.

No comparativo entre os meses de Abril de 2023 e Março de 2024, tivemos uma queda de 46.15% nas contratações formais com carteira assinada em regime integral de trabalho.

Dentro da pesquisa, logo abaixo, você pode conferir um gráfico completo mês a mês com o número de contratações e demissões de Técnico Petroquímico CBO 3112-05 pelo mercado de trabalho brasileiro segundo levantamento estatístico do Salario.com.br junto a dados salariais oficiais do Novo CAGED, eSocial e Empregador Web nos últimos 12 meses.

Quanto ganha um Técnico Petroquímico por estado

Clique em um estado para ver a pesquisa salarial completa para Técnico Petroquímico na localidade
UF Jornada Piso Salarial Média Salarial Teto Salarial Salário/Hora Total
41 2.778,48 2.856,49 4.316,81 13,99 209
39 2.130,69 2.190,52 3.310,38 11,33 82
42 3.116,35 3.203,85 4.841,75 15,42 59
43 3.682,24 3.785,63 5.720,95 17,67 59
39 4.063,04 4.177,12 6.312,59 21,18 29
Para ver a pesquisa salarial completa para o cargo em cada um dos estados da tabela, clique nos links das localidades da lista. Para ver o salário em outros estados além desses utilize a Busca Salarial.

Tipos de empresas que mais contratam

Salários por setores de empresas
CNAE Segmento da Empresa Piso Salarial Média Salarial Teto Salarial
0910-6/00 Atividades de apoio à extração de petróleo e gás natural 2.642,56 2.716,76 4.105,65
7820-5/00 Locação de mão-de-obra temporária 2.107,44 2.166,61 3.274,25
8211-3/00 Serviços combinados de escritório e apoio administrativo 3.124,75 3.212,49 4.854,81
7112-0/00 Serviços de engenharia 5.697,69 5.857,67 8.852,28
2031-2/00 Fabricação de resinas termoplásticas 3.827,08 3.934,54 5.945,99
7120-1/00 Testes e análises técnicas 2.555,33 2.627,08 3.970,12
7020-4/00 Atividades de consultoria em gestão empresarial 1.484,54 1.526,22 2.306,47
4684-2/99 Comércio atacadista de outros produtos químicos e petroquímicos 1.774,88 1.824,71 2.757,56
7810-8/00 Seleção e agenciamento de mão-de-obra 5.057,98 5.200,00 7.858,40
2021-5/00 Fabricação de produtos petroquímicos básicos 7.741,96 7.959,34 12.028,39
CNAE (Classificação Nacional das Atividades Econômicas). Para ver a pesquisa salarial completa para o segmento, clique nas empresas da lista. Para ver outros segmentos e pesquisas em estados e cidades específicas, utilize a nossa Pesquisa Salarial e filtre a busca por CNAE.

Quanto ganha um Técnico Petroquímico por jornada de trabalho

Relação jornada de trabalho/salário. Filtro de amostragem com 504 profissionais admitidos e desligados. A relação abrange somente Técnico Petroquímico CBO 3112-05 em regime integral de trabalho.

Cálculo de acordo com a carga horária mensal e salário
Total Jornada Ref. Salário Mensal Salário Hora
234 40 200 2.963,52 14,82
167 44 220 3.177,56 14,44
63 36 180 2.669,37 14,83

No Brasil, todo trabalhador contratado com carteira assinada, ou seja, numa relação de emprego, tem a jornada de trabalho estipulada no contrato de trabalho. A lei exige que fique clara, por escrito, a duração do trabalho que esse profissional terá de cumprir.

Salários por nível profissional e porte da empresa

Metodologia: Salários de 226 profissionais demitidos pelas empresas.
Porte da Empresa Nível I Nível II Nível III
Micro 2.965,90 3.171,05 3.526,91
Pequenas 3.403,46 3.608,61 3.964,47
Médias 3.093,07 3.298,21 3.654,08
Grandes Empresas 2.943,98 3.149,13 3.504,99
  • *Técnico Petroquímico Nível I: até 4 anos;
  • *Técnico Petroquímico Nível II: de 4 a 6 anos;
  • *Técnico Petroquímico Nível III: acima de 6 anos na empresa até sua demissão;

Gráficos de pesquisa

Simulador de gastos da empresa com o salário mensal de um Técnico Petroquímico

  • Salário Base: R$ 3.000,61
  • Salário-educação (3%): R$ 90,02
  • Sistema S (2%): R$ 60,01
  • INSS Patronal (20%): R$ 600,12
  • RAT - Risco Ambiental do Trabalho (1%): R$ 30,01
  • FGTS (8%): R$ 240,05
  • Férias 1/12: R$ 250,05
  • Auxílio Transporte: R$ 220,00
  • Auxílio Alimentação: R$ 440,00
  • Adicional Noturno (20%): R$ 600,12
  • Periculosidade (30%): R$ 900,18
  • Insalubridade (20%): R$ 288,00
  • Plano de Saúde: R$ 300,00
  • 1/3 de Férias: R$ 83,35
  • 13º Salário: R$ 250,05
  • FGTS sobre Férias: R$ 20,00
  • FGTS sobre 1/3 de Férias: R$ 6,67
  • FGTS sobre 13º: R$ 20,00
  • Aviso Prévio: R$ 250,05
  • FGTS sobre Aviso Prévio: R$ 20,00
  • Multa Rescisória FGTS: R$ 250,05

Os valores referem-se somente a uma simulação de gastos mensais proporcionais e médios do mercado de trabalho. Alguns benefícios não são pagos ao mesmo tempo. Procure seu contador para maiores detalhes.

Fique por dentro dos seus direitos trabalhistas

Gostou da pesquisa e deseja utilizá-la?

Toda essa pesquisa salarial para Técnico Petroquímico pode ser utilizada para fins acadêmicos, empresariais estratégicos e matérias em portais, sites, blogs e redes sociais desde que seja citada a fonte com um link para o site Salario.com.br.

Ainda tem dúvidas sobre a origem dos dados salariais do Salario.com.br? Leia aqui e veja também onde os dados do Salario.com.br estão sendo utilizados.

Salário e mercado de trabalho para Técnico Petroquímico