CBO 2616-10 - Editor de livro - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos editores

O profissional no cargo de Editor de livro CBO 2616-10 Edita livros literários, não ficcionais ou didáticos, impressos e eletrônicos de acordo com procedimentos normativos e legais da editoração e da linha editorial Define o planejamento editorial conforme gêneros e estilos.

Supervisiona e orienta equipes de editoração Coordena tarefas editoriais, seleção de obras e elaboração de planos de divulgação Gerencia o tempo, o acabamento gráfico, os processos de impressão e a edição piloto final (boneco), para garantir a integridade da publicação e do projeto editorial.

Incorpora tecnologias e formatos de conteúdo, adaptando-se às mudanças no panorama editorial Realiza a gestão da produção e distribuição de livros, autentica e valida-os antes de publicá-los, garantindo agilidade e credibilidade para a confiança do público Cumpre legislação específica, normas técnicas de saúde e segurança no trabalho e de conservação ambiental.

CBO 2616-10 é o Código Brasileiro da Ocupação de editores que pertence ao grupo dos comunicadores, artistas e religiosos, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Editor de livro, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Editores CBO 2616-10 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2616-10

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Editores.
      • Comunicadores, artistas e religiosos.

O que faz um Editor de livro

O Editor de livro CBO 2616-10 realiza a curadoria do conteúdo, selecionando e priorizando temas, gêneros e obras relevantes para o público-alvo, garantindo a aquisição de manuscritos, revisões, edição, design, produção e distribuição, aprovando originais e bonecos pilotos, contratando traduções e aprovando-as, definindo diagramação, elaborando as capas do livro e garantindo a adequação da publicação às normas editoriais Analisa manuscritos de romances, novelas, biografias, coleção de contos, ensaios, poesias, enciclopédias, dicionários, livros didáticos e obras literário-científicas, apresentadas pelos autores ou seus representantes, verificando o conteúdo, para formar um juízo sobre as referidas obras e decidir sobre as que deverão ser aproveitadas.

Identifica novos talentos literários para publicá-los e promovê-los para que alcancem públicos mais amplos.

Analisa manuscritos de livros enviados — encomendados e não encomendados — e avalia a demanda potencial do mercado, com base nas tendências do consumidor e na percepção pessoal da importância da obra para a editora Indica à editora a aquisição de direitos autorais de literatura estrangeira.

Lidera equipe de editoração, orientando-a, definindo metas para garantir o padrão de qualidade das publicações e o cumprimento dos prazos Seleciona equipe editorial e promove seu treinamento.

Gerencia recursos, orçamentos e cronogramas, garantindo a efetividade da operação, administrando orçamentos, negociando contratos de edição e prestação de serviços, supervisionando cumprimento de contratos e acompanhando desempenho de vendas e de engajamento do público-alvo.

Analisa e acompanha o desenvolvimento das novas tecnologias, tendências de mídia, comportamento do público e as mudanças nas leis e regulamentações, atualizando-se e adaptando-se aos novos contextos Utiliza plataformas online, ferramentas de gerenciamento de conteúdo, análise de dados, estratégias de SEO (otimização para mecanismos de busca) e habilidades de uso de redes sociais, atendendo às demandas e ampliando o alcance do público leitor.

Toma decisões em situações de pressão, identificando impactos de escolhas, equilibrando diferentes perspectivas e garantindo a integridade da obra a ser publicada com senso crítico e mantendo o interesse do público.

Participa na definição da política editorial, detectando lacunas no contexto editorial, detectando tendências e considerando análises de resultados, de engajamento e de grau de confiabilidade alcançado pelo veículo de comunicação com os quais divulga e distribui suas obras literárias Comunica-se com eficácia, tanto na escrita quanto na interação com a equipe e outras partes interessadas, revisando textos, alinhando edições e editorial, transmitindo feedback à equipe e mantendo comunicação com o público leitor Mantém contato permanente com os autores, impressores e outros profissionais da cadeia produtiva e de distribuição.

Utiliza Sistemas de Gerenciamento de Conteúdo (CMS), ferramentas de análise de dados, plataformas de publicação e distribuição digital, automação e inteligência artificial e ferramentas de edição e produção de conteúdo para divulgação e distribuição de livros Redige textos de divulgação, revisa textos e ajusta formatações Produz relatórios e apresentações sobre livros, tipos de público, atualidades de interesse.

Participa de feiras e eventos literários no país e no exterior Utiliza legislações pertinentes, tendo em vista a liberdade de expressão e seus limites, leis de proteção às pessoas, de privacidade e proteção de dados, direitos autorais e propriedade intelectual, bem como o código de ética editorial.

Cumpre legislação específica, normas técnicas de saúde e segurança no trabalho e de conservação ambiental.

Funções do cargo

O funcionário CBO 2616-10 deve demonstrar competências pessoais, divulgar a obra, editar livros, jornais e resvistas impressos e eletrônicos, coordenar o processo de edição, selecionar textos e imagens para publicação, pesquisar projetos editoriais, definir planejamento editorial e pauta, gerir editoria.

Condições de trabalho dessas profissões

Editores trabalham em jornais, revistas de grande circulação, revistas científicas, editoras de livros, na mídia eletrônica, no ensino etc. Podem ser encontrados em empresas, fundações e instituições de caráter público ou privado, religioso ou leigo, predominantemente como empregados com carteira assinada. Desenvolvem seu trabalho em equipes, tanto em horário diurno como noturno, com supervisão ocasional. Em algumas das suas atividades, podem trabalhar sob pressão por prazos.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 2616-10

O exercício do trabalho requer formação de nível superior. A experiência profissional anterior desejável para os titulares das ocupações gira entre quatro e cinco anos.

Atividades exercidas por um Editor de livro CBO 2616-10

Um Editor de livro (ou sinônimo) deve definir projeto gráfico, demonstrar capacidade de negociação com diversos profissionais, promover treinamento para equipe editorial, acompanhar revisão do texto, definir diagramação, realizar análise de retorno financeiro, apurar informação recebida, planejar edição de fascículos, encomendar pesquisas de mercado, pesquisar temas para projetos editoriais, participar na definição da política editorial, utilizar recursos retóricos para despertar interesse dos leitores, pesquisar temas para elaborar pauta e programação editorial, demonstrar habilidade de leitura, contratar tradução, elaborar releases, supervisionar cumprimento de contratos, responsabilizar-se pela publicação, elaborar orçamentos de editoria e publicações, acompanhar projeto gráfico, encomendar projetos editoriais temáticos, solicitar pareceres técnicos, acompanhar desempenho de vendas, garantir a adequação da publicação às normas editoriais, elaborar projetos editoriais, elaborar catálogos de publicações, detectar lacunas no mercado editorial, demonstrar domínio da língua portuguesa, demonstrar conhecimento de língua estrangeira, examinar propostas de projetos e textos, procurar autores e articulistas, selecionar textos didáticos de acordo com diretrizes curriculares, aprovar originais, orientar colaboradores, participar do plano de divulgação e vendas, acompanhar a produção dos concorrentes, utilizar recursos visuais para despertar interesse dos leitores, participar de eventos - feiras, congressos, selecionar textos e imagens por tipo de público, selecionar equipe editorial, realizar palestras, aprovar capa, adequar títulos para publicação, demonstrar habilidade de pesquisar em outras mídias, garantir veracidade da informação, aprovar prova heliográfica, analisar textos de autores, articulistas e repórteres, participar da diagramação, aprovar prova de prelo, participar de seminários, encomendar originais, demonstrar capacidade de trabalho em equipe, estabelecer o texto final, demonstrar capacidade de administração de cronogramas, dominar tecnologias de edição e produção, sugerir originais para publicação, dominar estética da imagem, aprovar tradução, redigir apresentação de publicação, demonstrar capacidade de delegar atividades, redigir orelha da publicação, examinar propostas de projetos e textos, demonstrar capacidade de liderança, demonstrar habilidade de avaliação, encomendar textos aos autores e articulistas, aprovar imagens selecionadas, participar do lançamento das obras, redigir quarta capa da publicação, captar informações em outras mídias, planejar reedição da publicação, supervisionar o trabalho do produtor gráfico, negociar contratos de edição e prestação de serviços, demonstrar capacidade de organização de atividades, administrar orçamentos, sugerir pauta de imagens, considerar público alvo, informar departamento comercial sobre publicações, acompanhar preparação do texto, detectar tendências editoriais, selecionar originais, artigos e reportagens.

Cargos e salários CBO 2616-10 - Editores

Salário Editor de Livro

Editor de Livro: Brasil

  • 286
  • Brasil
  • 6.527 - 13.870
  • 42h
O profissional no cargo de Editor de Livro CBO 2616-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 6.527 e 13.870 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 286 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2616-10.