CBO 2235-05 - Enfermeiro - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos enfermeiros

O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 planeja, organiza, coordena, executa e avalia serviços de assistência de enfermagem, atuando de forma articulada e complementar com outros profissionais na promoção da saúde, da qualidade de vida, do bem-estar, da prevenção, da recuperação e da reabilitação de pessoas, grupos sociais e coletividades Faz registros de enfermagem sobre o atendimento prestado.

Pode compor a direção do órgão de enfermagem integrante da estrutura básica da instituição de saúde pública ou privada Pode prestar consultoria, auditoria e assessoria na área de enfermagem Pode efetuar pesquisas técnico-científicas.

Supervisiona o trabalho de equipes Atua com base em princípios ético-legais e da bioética e mantém a confidencialidade de informações Cumpre legislação, normas técnicas, normas sanitárias e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de biossegurança e de preservação ambiental.

CBO 2235-05 é o Código Brasileiro da Ocupação de enfermeiros que pertence ao grupo dos profissionais das ciências biológicas, da saúde, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Enfermeiro, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Enfermeiros CBO 2235-05 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2235-05

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Enfermeiros.
      • Profissionais das ciências biológicas, da saúde.

O que faz um Enfermeiro

O Enfermeiro CBO 2235-05 realiza o planejamento dos serviços da assistência de enfermagem, em hospital, associação comunitária ou outro ambiente, para a melhoria da qualidade de vida de pessoas, grupos sociais ou coletividades Coleta dados, com a utilização de métodos e técnicas variadas.

Sistematiza, interpreta e analisa os dados coletados, para selecionar ações ou intervenções com as quais se objetiva alcançar os resultados esperados.

Planeja os serviços de enfermagem, de acordo com o tipo de intervenção – independente (ação autônoma, com base científica, relacionada às atividades da vida diária e promoção da saúde), interdependente (que envolve a participação de outros profissionais, como fisioterapeuta, nutricionista, entre outros), ou dependente (que requer prescrição médica, como de medicamentos, visando tratar ou controlar as alterações fisiopatológicas) - a ser realizada Organiza os serviços de enfermagem, preparando as práticas a serem empreendidas nas atividades técnicas e auxiliares.

Coordena o processo de cuidar em enfermagem, orientando a equipe e considerando contextos e demandas de saúde, a fim de obter a melhoria contínua dos resultados Supervisiona o trabalho de equipe de técnicos e auxiliares de enfermagem, avaliando desempenho e promovendo programas de treinamento.

Executa intervenções de enfermagem, para promover saúde, prevenir e diagnosticar doenças, reabilitar, reduzir agravos, recuperar e manter a saúde de pessoas, grupos sociais ou coletividades.

Opera e monitora equipamentos e dispositivos Realiza avaliação das ações de enfermagem, verificando se os resultados esperados foram alcançados ou se surgiram novos problemas.

Efetua o acompanhamento contínuo até a alta dos pacientes, sempre revisando os enunciados de diagnósticos e intervenções de enfermagem.

Promove o fortalecimento do trabalho em equipe de enfermagem e equipe multiprofissional, para a gestão do cuidado, dos serviços de enfermagem e de preservação da saúde Avalia riscos de acidentes ou de transmissão de infecção e busca sua eliminação Colabora na implantação das medidas sanitárias preventivas nas unidades de saúde.

Faz registros de enfermagem – em sistemas informatizados - sobre o atendimento prestado, que se tornam fonte de informação entre os profissionais da equipe multiprofissional, fornecem subsídios para a continuidade do planejamento dos cuidados de enfermagem, permitem auditoria da assistência prestada, e contribuem para as atividades de pesquisa e educação em saúde Pode compor a direção do órgão de enfermagem integrante da estrutura básica da instituição de saúde - pública ou privada -, participando da elaboração de projetos e políticas, colaborando na análise das relações entre saúde e contexto social, avaliando situações de saúde-doença predominantes, definindo estratégias para promoção da saúde integral da população, e contribuindo no estabelecimento de metas Cumpre a política de saúde no contexto social em que atua, reconhecendo os perfis epidemiológicos da população.

Desenvolve ações educativas com pessoas, famílias e grupos sociais, na perspectiva da integralidade do cuidado em saúde Executa planejamento de campanhas de saúde para grupos sociais ou coletividades.

Analisa prontuários, elabora relatórios e documentos e verifica coerência do registro de enfermagem com patologia Apura possíveis irregularidades relativas à assistência prestada Utiliza sistemas de classificação em enfermagem, que estabelecem linguagem comum para descrever o cuidado em enfermagem com pessoa, família e coletividade em diferentes locais, de forma a permitir comparações espaciais e temporais.

Mantém-se atualizado na sua área de atuação, na busca da melhoria contínua dos processos de cuidado e do uso de novas tecnologias em saúde Organiza grupos de estudo e colabora com entidades de pesquisa Pode efetuar pesquisas técnico-científicas, submetendo os resultados para publicação.

Pode prestar consultoria, auditoria e assessoria na área de enfermagem.

Funções do cargo

O funcionário CBO 2235-05 deve planejar ações de enfermagem e/ou perfusão e/ou obstetrícia, auditorar serviços de enfermagem e/ou perfusão e/ou obstetrícia, realizar pesquisas em enfermagem e/ou perfusão e/ou obstetrícia, prestar assistência ao paciente/cliente, implementar ações para promoção da saúde, demonstrar competências pessoais, coordenar serviços de enfermagem e/ou perfusão e/ou obstetrícia.

Condições de trabalho dessas profissões

Enfermeiros atuam nas áreas de saúde e serviços sociais. Exercem atividades em empresas públicas e privadas. A grande maioria dos enfermeiros possui registro em carteira, ao passo que os perfusionistas podem também atuar como autônomos e empregadores. Ambos trabalham em equipe, em ambientes fechados. Os enfermeiros se revezam por turnos (diurno/noturno), exceto os profissionais que atuam na Estratégia de Saúde da Família, que trabalham somente em horário diurno e com carga determinada em portaria específica. Os perfusionistas trabalham em horários irregulares. Os profissionais de enfermagem são predominantemente do sexo feminino, porém o número de profissionais do sexo masculino tem aumentado nos anos recentes. São expostos a riscos biológicos e - com exceção dos Enfermeiros Sanitaristas e do Trabalho - a materiais tóxicos, radiações, contaminação por materiais pérfuro-cortantes e estresse decorrente de lidar com vida humana. Os perfusionistas trabalham em posições desconfortáveis durante longos períodos e sob supervisão constante.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 2235-05

A formação requerida para os enfermeiros é a de bacharelado e registro no Corem já para os perfusionistas requer-se formação em curso superior nas áreas de ciências biológicas ou da saúde e curso de especialização de 1400 horas. O exercício pleno das atividades, para os enfermeiros, ocorre após um a dois anos de experiência profissional, exceção feita àqueles que atuam na Estratégia de Saúde da Família, onde não há exigência de experiência anterior. Para ser um especialista na área, é recomendável que o profissional passe primeiramente por diferentes áreas de trabalho e posteriormente se especialize em uma delas. No caso dos perfusionistas, o exercício pleno das atividades ocorre após três a quatro anos de experiência profissional.

Atividades exercidas por um Enfermeiro CBO 2235-05

Um Enfermeiro (ou sinônimo) deve analisar a assistência prestada pela equipe de enfermagem, demonstrar capacidade de liderança, demonstrar capacidade de administrar o tempo, colaborar com entidades de ensino e pesquisa, definir estratégias de promoção da saúde para situações e grupos específicos, prestar assistência direta a pacientes graves, demonstrar destreza manual, demonstrar capacidade de percepção sensorial, demonstrar capacidade de atenção, participar da elaboração de projetos e políticas de saúde, orientar participação da comunidade em ações educativas, padronizar normas e procedimentos de enfermagem e/ou perfusão e/ou obstetrícia, estabelecer prioridades, registrar observações, cuidados e procedimentos prestados, levantar necessidades e problemas, demonstrar capacidade de efetuar atendimento humanizado, acompanhar processo seletivo de profissionais de enfermagem e/ou perfusão e/ou obstetrícia, demonstrar capacidade de escuta qualificada, selecionar materiais e equipamentos, demonstrar flexibilidade, demonstrar capacidade de imparcialidade, demonstrar organização, captar recursos para pesquisas, organizar grupos de estudos, coletar dados e amostras, orientar equipe para controle de infecção nas unidades de saúde, acionar equipe multiprofissional de saúde, demonstrar rapidez de raciocínio, submeter resultados de pesquisa para publicação, realizar procedimentos de maior complexidade, avaliar desempenho de pessoal subordinado e de pares, elaborar relatórios e documentos, demonstrar capacidade de atentar a detalhes, monitorar evolução clínica de pacientes, avaliar resultados, demonstrar capacidade de avaliação, demonstrar capacidade de trabalhar em equipe, analisar prontuários, elaborar trabalhos técnicos e científicos, desenvolver programas de educação continuada/permanente, demonstrar auto-controle, monitorar processo de trabalho, participar de trabalhos de equipes multidisciplinares, averiguar irregularidades relativas a assistência prestada, elaborar material educativo, solicitar exames, elaborar projetos de ação, demonstrar capacidade de comunicação, definir métodos de avaliação de qualidade, aplicar métodos para avaliação de qualidade, analisar dados, prescrever ações de enfermagem e/ou obstetrícia, demonstrar sensibilidade, realizar consultas de enfermagem e/ou obstetrícia, identificar áreas de risco, atender pacientes/clientes em domicílio, participar de programas e campanhas de saúde do trabalhador, prescrever medicamentos e/ou curativos, confrontar situação com as informações da legislação e normas, estabelecer metas, diagnosticar situação, participar de campanhas de combate aos agravos da saúde, demonstrar capacidade de adaptar-se às situações adversas, demonstrar capacidade de criar vínculo e empatia, averiguar coerência do registro de enfermagem com patologia, demonstrar capacidade de negociação.

Cargos e salários CBO 2235-05 - Enfermeiros

Salário Enfermeiro

Enfermeiro: Brasil

  • 140.674
  • Brasil
  • 4.049 - 7.676
  • 38h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 4.049 e 7.676 para uma jornada de trabalho média de 38h semanais de acordo com dados salariais de 140.674 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro Salvador

Enfermeiro: Salvador, BA

  • 5.130
  • Salvador, BA
  • 3.485 - 5.855
  • 40h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Salvador - BA, ganha entre 3.485 e 5.855 para uma jornada de trabalho média de 40h semanais de acordo com dados salariais de 5.130 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro Novo Hamburgo

Enfermeiro: Novo Hamburgo, RS

  • 174
  • Novo Hamburgo, RS
  • 4.604 - 6.496
  • 36h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Novo Hamburgo - RS, ganha entre 4.604 e 6.496 para uma jornada de trabalho média de 36h semanais de acordo com dados salariais de 174 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro Itajaí

Enfermeiro: Itajaí, SC

  • 459
  • Itajaí, SC
  • 4.597 - 6.118
  • 43h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Itajaí - SC, ganha entre 4.597 e 6.118 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 459 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro Sinop

Enfermeiro: Sinop, MT

  • 283
  • Sinop, MT
  • 3.172 - 4.790
  • 38h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Sinop - MT, ganha entre 3.172 e 4.790 para uma jornada de trabalho média de 38h semanais de acordo com dados salariais de 283 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro Itupeva

Enfermeiro: Itupeva, SP

  • 37
  • Itupeva, SP
  • 3.766 - 5.088
  • 38h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Itupeva - SP, ganha entre 3.766 e 5.088 para uma jornada de trabalho média de 38h semanais de acordo com dados salariais de 37 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro

Enfermeiro: Pará

  • 1.732
  • Pará
  • 3.462 - 5.746
  • 39h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Pará, ganha entre 3.462 e 5.746 para uma jornada de trabalho média de 39h semanais de acordo com dados salariais de 1.732 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro Belém

Enfermeiro: Belém, PA

  • 744
  • Belém, PA
  • 3.356 - 5.351
  • 37h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Belém - PA, ganha entre 3.356 e 5.351 para uma jornada de trabalho média de 37h semanais de acordo com dados salariais de 744 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro Diadema

Enfermeiro: Diadema, SP

  • 163
  • Diadema, SP
  • 5.770 - 9.309
  • 39h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Diadema - SP, ganha entre 5.770 e 9.309 para uma jornada de trabalho média de 39h semanais de acordo com dados salariais de 163 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro Barretos

Enfermeiro: Barretos, SP

  • 256
  • Barretos, SP
  • 4.396 - 6.825
  • 41h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Barretos - SP, ganha entre 4.396 e 6.825 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 256 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro Pelotas

Enfermeiro: Pelotas, RS

  • 198
  • Pelotas, RS
  • 3.028 - 4.422
  • 38h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Pelotas - RS, ganha entre 3.028 e 4.422 para uma jornada de trabalho média de 38h semanais de acordo com dados salariais de 198 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro Votuporanga

Enfermeiro: Votuporanga, SP

  • 119
  • Votuporanga, SP
  • 3.650 - 5.154
  • 37h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Votuporanga - SP, ganha entre 3.650 e 5.154 para uma jornada de trabalho média de 37h semanais de acordo com dados salariais de 119 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro

Enfermeiro: Sergipe

  • 653
  • Sergipe
  • 2.886 - 4.760
  • 39h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Sergipe, ganha entre 2.886 e 4.760 para uma jornada de trabalho média de 39h semanais de acordo com dados salariais de 653 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro São Luís

Enfermeiro: São Luís, MA

  • 1.429
  • São Luís, MA
  • 3.364 - 5.748
  • 36h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em São Luís - MA, ganha entre 3.364 e 5.748 para uma jornada de trabalho média de 36h semanais de acordo com dados salariais de 1.429 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro Santos

Enfermeiro: Santos, SP

  • 953
  • Santos, SP
  • 4.519 - 6.634
  • 37h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Santos - SP, ganha entre 4.519 e 6.634 para uma jornada de trabalho média de 37h semanais de acordo com dados salariais de 953 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro Vitoria da Conquista

Enfermeiro: Vitoria da Conquista, BA

  • 121
  • Vitoria da Conquista, BA
  • 3.655 - 5.637
  • 39h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Vitoria da Conquista - BA, ganha entre 3.655 e 5.637 para uma jornada de trabalho média de 39h semanais de acordo com dados salariais de 121 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro Maracanaú

Enfermeiro: Maracanaú, CE

  • 54
  • Maracanaú, CE
  • 2.899 - 4.043
  • 37h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Maracanaú - CE, ganha entre 2.899 e 4.043 para uma jornada de trabalho média de 37h semanais de acordo com dados salariais de 54 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.
Salário Enfermeiro Dourados

Enfermeiro: Dourados, MS

  • 378
  • Dourados, MS
  • 3.739 - 5.746
  • 40h
O profissional no cargo de Enfermeiro CBO 2235-05 trabalhando em Dourados - MS, ganha entre 3.739 e 5.746 para uma jornada de trabalho média de 40h semanais de acordo com dados salariais de 378 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2235-05.