CBO 6323-30 - Extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 6323-30 é o Código Brasileiro da Ocupação de extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos que pertence ao grupo dos extrativistas florestais, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos CBO 6323-30 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 6323-30

  • Trabalhadores agropecuários, florestais e da pesca.
    • Pescadores e extrativistas florestais.
      • Extrativistas florestais.
        • Extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos.

Descrição dos cargos da categoria Extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos

Os Extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos CBO 6323-30 extraem e beneficiam fibras, ceras e óleos. Colhem frutos de palmeiras e árvores. Manejam extração e beneficiamento de fibras, ceras e óleos. Plantam árvores de pequi e espécies produtoras de fibras. Armazenam e comercializam matéria-prima e produtos.

Condições de trabalho

Extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos trabalham predominantemente em silvicultura, exploração florestal, agricultura, pecuária e serviços relacionados a essas atividades. O trabalho é desenvolvido em equipe, com supervisão ocasional, a céu aberto, no período diurno. No exercício das atividades, os trabalhadores estão sujeitos a ruídos intensos, altas temperaturas e posição desconfortável por longos períodos. Os trabalhadores da exploração de andiroba, piaçava e coco-da-praia desenvolvem suas atividades em alturas elevadas expondo-os a riscos.

Exigências do mercado de trabalho

O acesso ao trabalho é livre, sem exigência de escolaridade ou formação profissional.

Funções dos Extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos CBO 6323-30

Extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos devem:

  • plantar Árvores de pequi e espécies produtoras de fibras;
  • extrair fibras, ceras e Óleos;
  • demonstrar competências pessoais;
  • colher frutos de palmeiras e Árvores;
  • manejar extração e beneficiamento de fibras, ceras e Óleos;
  • beneficiar fibras, ceras e Óleos;
  • armazenar matéria-prima e produtos;
  • comercializar matéria-prima e produtos;
  • Atividades dos cargos CBO 6323-30

    Entre as principais atribuições dos Extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos CBO 6323-30 estão as de:

    • balizar solo;
    • vender matéria-prima;
    • providenciar manutenção de equipamentos e veículos;
    • pesquisar mercado fornecedor de fibras, ceras e óleos;
    • limpar piaçava e fibra de coco-da-praia;
    • acondicionar produtos embalados em veículos;
    • peneirar casca de coco-da-praia;
    • selecionar equipe de trabalho;
    • apresentar força física para subir em árvores;
    • negociar arrendamento de área de extração;
    • aceirar área de extração;
    • abrir caminho para área de extração;
    • adaptar-se a ambientes silvestres;
    • capinar área de secagem;
    • plantar frutos de pequi e coco-da-praia e piaçava;
    • selecionar árvores e palmeiras para produção de mudas;
    • apresentar resistência física;
    • acondicionar feixes fibras em veículos;
    • macerar bacaba, casca de coco-da-praia, fruto de piaçava e amêndoa de ouricuri;
    • registrar produção;
    • gradear solo;
    • orientar equipe de trabalho;
    • arrendar área de extração;
    • apagar incêndios;
    • dispor fibras de coco-da-praia e palhas de ouricuri em lonas ou solo;
    • descascar coco-da-praia, babaçu, pequi, ouricuri e andiroba;
    • subir em árvores e palmeiras;
    • pesquisar mercado consumidor de fibras, ceras e óleos;
    • suportar trabalhos em alturas elevadas;
    • pesar matéria-prima e produtos;
    • quebrar casca de cocos-da-praia e babaçu;
    • lascar coco-da-praia;
    • vender produtos;
    • adubar solo;
    • amarrar piaçava e fibra de coco-da-praia e palhas de ouricuri e carnaúba em feixes;
    • calcular capacidade produtiva da área de extração;
    • construir canteiros;
    • colher cachos de buriti , ouricuri, babaçu, tucum, coco-da-praia e bacaba em copas;
    • transplantar mudas de coco-da-praia e pequi;
    • armazenar feixes de fibras em galpão;
    • comprar insumos;
    • arar solo;
    • transportar matéria-prima e produtos;
    • abrir covas;
    • demonstrar concentração em manuseio de equipamentos cortantes e máquinas;
    • limpar instalações;

    Cargos e salários CBO 6323-30 - Extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos

    Salário Trabalhador da Exploração de Coco-Da-Praia

    Trabalhador da Exploração de Coco-Da-Praia: Brasil

    • 21
    • Brasil
    • 1.393 - 2.711
    • 43h
    O profissional no cargo de Trabalhador da Exploração de Coco-Da-Praia CBO 6323-30 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.393 e 2.711 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 21 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6323-30.