CBO 6323-65 - Trabalhador da exploração de piaçava - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos

O profissional no cargo de Trabalhador da exploração de piaçava CBO 6323-65 realiza exploração das palmeiras piaçaveiras – no bioma Amazônia e na Mata Atlântica, com predominância na região sul da Bahia -, selecionando área de colheita, coletando cachos de frutos, identificando local da palmeira para cortar fibras, separando, do emaranhado de fibras, piaçava propriamente dita e fita, desfiando fita, limpando e penteando piaçava, e comercializando frutos e fibras, para artesanato e aplicações industriais Programa colheita e beneficiamento, selecionando instrumental e recursos manuais, semimecanizados ou mecanizados.

Pode realizar plantio de piaçaveiras Pode extrair óleo das amêndoas do fruto Cumpre legislação, normas técnicas, normas de qualidade e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de prevenção de incêndios e de preservação ambiental.

CBO 6323-65 é o Código Brasileiro da Ocupação de extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos que pertence ao grupo dos pescadores e extrativistas florestais, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Trabalhador da exploração de piaçava, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos CBO 6323-65 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 6323-65

  • Trabalhadores agropecuários, florestais e da pesca.
    • Extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos.
      • Pescadores e extrativistas florestais.

O que faz um Trabalhador da exploração de piaçava

O Trabalhador da exploração de piaçava CBO 6323-65 programa a colheita de fibras e frutos das piaçaveiras durante o ano todo, aguardando cerca de um ano para voltar às mesmas palmeiras a fim de realizar nova coleta Seleciona instrumental e recursos manuais, semimecanizados ou mecanizados para as etapas de colheita e de beneficiamento.

Localiza aglomerados de palmeiras, em solos férteis, mas também em solos com baixa fertilidade e em solos alagáveis.

Seleciona e mapeia a área para colheita de fibras e frutos, podendo usar o GPS-Sistema de Posicionamento Global (Global Position System) no levantamento das coordenadas geográficas Calcula a capacidade produtiva da área de extração.

Registra os dados Pode realizar o cultivo de piaçaveiras - inclusive para recuperação de áreas degradadas - em plantio racional, associado à prática extrativista.

Prepara o terreno, drenando, dessecando e destocando o solo para abertura de covas.

Aplica fórmulas de adubação, correção e proteção do solo Coleta as sementes nas palmeiras, fazendo a diferença entre frutos machos (sem semente) e fêmeas.

Coloca as sementes para germinação do tipo tubular em recipiente - tal como garrafa pet -, no viveiro.

Distribui as mudas no campo de cultivo, levando em conta o espaçamento – facilitado pelas folhas voltadas para o alto no sentido vertical -, e deixando espaço para manejo e transporte de frutos e fibras com uso de veículo Realiza tratos culturais nas palmeiras Executa tratamento contra doenças – como anel vermelho e fusariose – e maneja pragas, como brocas e “bicho-do-coco”.

Programa a colheita de fibras e de cachos de frutos Coleta os cachos de frutos e as fibras, no alto da piaçaveiras Utiliza normalmente escada, andaime ou, ainda, apoio feito com utilização de material disponível na floresta – como a escada improvisada chamada de “gancho” -, além de facão ou outro instrumento afiado.

Registra a data de coleta Identifica o local certo da palmeira para fazer o corte da piaçava, podendo o vento tombar a planta no caso de erro, já que a piaçava desempenha uma função estrutural na planta.

Coleta ou tira as fibras preferencialmente da parte interna das folhas mais novas Cuida da qualidade da fibra, que é definida pelo tempo de maturação já que, após cerca de um ano e meio, a piaçava começa a perder flexibilidade e peso Do emaranhado de fibras, faz a separação da piaçava propriamente dita e da fita, também chamada de borra.

Desfia as fitas, amarrando as peças para uso em telhados ou coberturas, como de quiosques de praia Limpa e penteia a piaçava, executando a triagem por tamanho Corta e amarra as fibras em feixes ou fardos, de diferentes tamanhos, que são vendidos para vários fins, como a produção de vassouras, de escovas e de cordas, inclusive para uso em embarcações.

Pode realizar o aproveitamento da piaçaveira para obter outros produtos Extrai óleo das amêndoas do fruto Separa o coco, que possui uma camada interna com alto poder calorífico, para servir como matéria-prima de carvão ou fazer queima direta em forno industrial.

Ainda, acondiciona o coco de piaçava para ser usado na fabricação de contas de terços religiosos, como o islâmico Pode usar fibras mais finas e frutos em artesanato, produzindo utilidades domésticas – como a cestaria - e bijuterias, como anéis, brincos e colares Comercializa fibras e os demais produtos, negociando os preços Conserva a limpeza e a organização dos locais de trabalho Mantém ferramentas, utensílios e instrumentos de trabalho limpos, organizados, acondicionados e em plenas condições de uso e funcionamento.

Faz conservação de máquinas e equipamentos e providencia serviços para sua manutenção Executa práticas para mitigar danos ambientais, como preservar palmeiras que – devido as folhas em posição vertical – protegem e hospedam ninhos de pássaros, insetos e outros animais Trabalha com segurança, prevenindo acidentes e usando equipamentos de proteção individual Pode prestar primeiros socorros.

Funções do cargo

O funcionário CBO 6323-65 deve plantar Árvores de pequi e espécies produtoras de fibras, colher frutos de palmeiras e Árvores, armazenar matéria-prima e produtos, beneficiar fibras, ceras e Óleos, demonstrar competências pessoais, extrair fibras, ceras e Óleos, manejar extração e beneficiamento de fibras, ceras e Óleos, comercializar matéria-prima e produtos.

Condições de trabalho dessas profissões

Extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos trabalham predominantemente em silvicultura, exploração florestal, agricultura, pecuária e serviços relacionados a essas atividades. O trabalho é desenvolvido em equipe, com supervisão ocasional, a céu aberto, no período diurno. No exercício das atividades, os trabalhadores estão sujeitos a ruídos intensos, altas temperaturas e posição desconfortável por longos períodos. Os trabalhadores da exploração de andiroba, piaçava e coco-da-praia desenvolvem suas atividades em alturas elevadas expondo-os a riscos.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 6323-65

O acesso ao trabalho é livre, sem exigência de escolaridade ou formação profissional.

Atividades exercidas por um Trabalhador da exploração de piaçava CBO 6323-65

Um Trabalhador da exploração de piaçava (ou sinônimo) deve registrar produção, arrendar área de extração, macerar bacaba, casca de coco-da-praia, fruto de piaçava e amêndoa de ouricuri, demonstrar concentração em manuseio de equipamentos cortantes e máquinas, aceirar área de extração, acondicionar produtos embalados em veículos, laminar cascas de pequi e coco de piaçava, plantar frutos de pequi e coco-da-praia e piaçava, vender matéria-prima, calcular capacidade produtiva da área de extração, providenciar manutenção de equipamentos e veículos, apresentar força física para subir em árvores, vender produtos, pesquisar mercado consumidor de fibras, ceras e óleos, suportar trabalhos em alturas elevadas, adaptar-se a ambientes silvestres, amarrar piaçava e fibra de coco-da-praia e palhas de ouricuri e carnaúba em feixes, limpar instalações, pentear fibra de piaçava, pesquisar mercado fornecedor de fibras, ceras e óleos, abrir covas, capinar área de secagem, desbastar palmeiras, negociar arrendamento de área de extração, pesar matéria-prima e produtos, armazenar feixes de fibras em galpão, confeccionar ganchos de madeira, acondicionar feixes fibras em veículos, selecionar equipe de trabalho, transportar matéria-prima e produtos, apresentar resistência física, limpar piaçava e fibra de coco-da-praia, cortar palhas de carnaúba, piaçava e ouricuri, abrir caminho para área de extração, apagar incêndios, balizar solo, selecionar árvores e palmeiras para produção de mudas, orientar equipe de trabalho, subir em árvores e palmeiras, talhar palmeiras de piaçava.

Cargos e salários CBO 6323-65 - Extrativistas florestais de espécies produtoras de fibras, ceras e óleos

Salário Batedor de Piaçava

Batedor de Piaçava: Brasil

  • 4
  • Brasil
  • 1.363 - 1.878
  • 43h
O profissional no cargo de Batedor de Piaçava CBO 6323-65 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.363 e 1.878 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 4 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6323-65.
Salário Beneficiador de Piaçava

Beneficiador de Piaçava: Brasil

  • 4
  • Brasil
  • 1.363 - 1.878
  • 43h
O profissional no cargo de Beneficiador de Piaçava CBO 6323-65 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.363 e 1.878 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 4 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6323-65.
Salário Catador de Piaçava

Catador de Piaçava: Brasil

  • 4
  • Brasil
  • 1.363 - 1.878
  • 43h
O profissional no cargo de Catador de Piaçava CBO 6323-65 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.363 e 1.878 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 4 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6323-65.
Salário Cortador de Palha de Piaçava

Cortador de Palha de Piaçava: Brasil

  • 4
  • Brasil
  • 1.363 - 1.878
  • 43h
O profissional no cargo de Cortador de Palha de Piaçava CBO 6323-65 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.363 e 1.878 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 4 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6323-65.
Salário Cortador de Piaçava

Cortador de Piaçava: Brasil

  • 4
  • Brasil
  • 1.363 - 1.878
  • 43h
O profissional no cargo de Cortador de Piaçava CBO 6323-65 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.363 e 1.878 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 4 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6323-65.
Salário Extrator de Piaçava

Extrator de Piaçava: Brasil

  • 4
  • Brasil
  • 1.363 - 1.878
  • 43h
O profissional no cargo de Extrator de Piaçava CBO 6323-65 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.363 e 1.878 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 4 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6323-65.
Salário Limpador de Piaçava

Limpador de Piaçava: Brasil

  • 4
  • Brasil
  • 1.363 - 1.878
  • 43h
O profissional no cargo de Limpador de Piaçava CBO 6323-65 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.363 e 1.878 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 4 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6323-65.
Salário Piaçaveiro

Piaçaveiro: Brasil

  • 4
  • Brasil
  • 1.363 - 1.878
  • 43h
O profissional no cargo de Piaçaveiro CBO 6323-65 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.363 e 1.878 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 4 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6323-65.
Salário Trabalhador da Exploração de Piaçava

Trabalhador da Exploração de Piaçava: Brasil

  • 4
  • Brasil
  • 1.363 - 1.878
  • 43h
O profissional no cargo de Trabalhador da Exploração de Piaçava CBO 6323-65 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.363 e 1.878 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 4 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6323-65.
Salário Amarrador de Piaçava

Amarrador de Piaçava: Brasil

  • 4
  • Brasil
  • 1.363 - 1.878
  • 43h
O profissional no cargo de Amarrador de Piaçava CBO 6323-65 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.363 e 1.878 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 4 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6323-65.