CBO 7622-15 - Enxugador de couros - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos trabalhadores do curtimento de couros e peles

O profissional no cargo de Enxugador de couros CBO 7622-15 opera máquina de enxugamento, recebendo couros, regulando máquina para o tipo de couro a ser enxugado, e monitorando a pressão feita pelos cilindros da máquina, para remover líquido do couro Mede o grau de umidade e o peso dos couros enxugados.

Participa da execução de manutenção produtiva total da máquina de enxugamento Registra, em ficha técnica, as informações do processo realizado Aplica princípios da Produção mais Limpa.

Cumpre normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de prevenção contra incêndios e de preservação ambiental

CBO 7622-15 é o Código Brasileiro da Ocupação de trabalhadores do curtimento de couros e peles que pertence ao grupo dos trabalhadores nas indústrias têxtil, do curtimento, do vestúario e das artes gráficas, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Enxugador de couros, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Trabalhadores do curtimento de couros e peles CBO 7622-15 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 7622-15

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Trabalhadores do curtimento de couros e peles.
      • Trabalhadores nas indústrias têxtil, do curtimento, do vestúario e das artes gráficas.

O que faz um Enxugador de couros

O Enxugador de couros CBO 7622-15 prepara-se para enxugar couros, selecionando instrumentos de trabalho Registra nas fichas técnicas, em sistema informatizado, as peças de couro recebidas.

Ajusta balança e pesa os couros.

Prepara a máquina, regulando-a para o tipo de couro a ser enxugado Abastece a máquina com o couro.

Opera a máquina, acionando e monitorando a ação combinada de cilindros revestidos por material absorvente, que pressiona o couro para remover o líquido Retira o couro enxugado da máquina.

Mede o grau de umidade e o peso dos couros enxugados, utilizando instrumentos de medição.

Empilha os couros em paletes, encaminhando-os à próxima etapa de tratamento Pode usar esteira ou sistema de transporte contínuo para movimentação dos couros enxugados.

Aplica princípios de Produção mais Limpa, monitorando o consumo de energia elétrica e encaminhando o líquido extraído dos couros para recuperação e/ou reuso, conforme processo estabelecido pela empresa.

Registra, em fichas técnicas, os pesos e os graus de umidade medidos Encaminha as fichas técnicas, em sistema informatizado, à administração da produção Participa da execução de manutenção produtiva total da máquina, para evitar paradas no processo de enxugamento.

Conserva local de trabalho limpo e organizado Mantém instrumentos limpos, organizados e acondicionados Zela pela segurança, prevenindo acidentes e utilizando equipamentos de proteção individual e coletiva.

Participa de treinamentos da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) Atua de acordo com regras de segurança da empresa, eliminando situações de riscos.

Pode prestar primeiros socorros.

Funções do cargo

O funcionário CBO 7622-15 deve curtir peles e couros, controlar grandezas do curtimento de peles e couros, preencher documentos, demonstrar competências pessoais, operar máquinas para o enxugamento e rebaixamento de peles e couros.

Condições de trabalho dessas profissões

Trabalhadores do curtimento de couros e peles atuam em curtumes como assalariados com carteira assinada. O trabalho é presencial, em ambiente fechado, com supervisão ocasional, sob regime de rodízio de turnos (diurno/noturno), exceto o classificador de couros que trabalha durante o dia.Trabalham eventualmente sob pressão, o que pode levá-los à situação de estresse.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 7622-15

Para o exercício dessas ocupações requer-se, no mínimo, a quarta série do ensino fundamental e curso básico de qualificação profissional com duzentas a quatrocentas horas-aula de duração (classificador de couros e curtidor) ou prática profissional no posto de trabalho (enxugador e rebaixador de couros). O pleno desempenho das atividades ocorre entre um e dois anos de experiência profissional (classificador de couros e curtidor) e com menos de um ano para as demais ocupações.

Atividades exercidas por um Enxugador de couros CBO 7622-15

Um Enxugador de couros (ou sinônimo) deve regular máquinas, registrar etapas da produção em fichas técnicas, trabalhar com segurança, manter-se atualizado tecnologicamente, pesar peles, couros e produtos químicos, realizar a manutenção produtiva de máquinas e equipamentos, requisitar produtos químicos, instrumentos, ferramentas e materiais de consumo, demonstrar iniciativa, acionar comandos eletroeletrônicos e mecânicos de equipamentos para o curtimento, adicionar peles, couros e produtos químicos no fulão, paletizar peles e couros, receber peles e couros, aceitar idéias, demonstrar senso de valor profissional, aceitar responsabilidades, registrar dados para a administração da produção, manter o local de trabalho organizado, conferir o grau de umidade de couros enxugados, ajustar balança e medidora de peles, couros e produtos químicos, aceitar a avaliação de desempenho, trabalhar em equipe, enxugar peles e couros, zelar pela preservação do meio ambiente.

Cargos e salários CBO 7622-15 - Trabalhadores do curtimento de couros e peles

Salário Enxugador de Couros

Enxugador de Couros: Brasil

  • 143
  • Brasil
  • 1.709 - 2.833
  • 43h
O profissional no cargo de Enxugador de Couros CBO 7622-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.709 e 2.833 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 143 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7622-15.