CBO 1221-05 - Diretor de produção e operações em empresa agropecuária - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos diretores de produção e operações em empresa agropecuária, pesqueira , aquícola e florestal

O profissional no cargo de Diretor de produção e operações em empresa agropecuária CBO 1221-05 dirige as atividades de produção em empresas do setor da agropecuária, considerando diretrizes determinadas pelo diretor geral – e, em corporações, pelo conselho de administração, estratégias, metas e ações definidas no planejamento estratégico, disponibilidade de recursos, e condições adequadas na implantação das atividades para maximizar efetividade e lucratividade nas operações Define cronogramas de plantio, verifica tratos culturais, e controla colheita.

Aprimora práticas de reprodução, alimentação, prevenção e tratamento de doenças do rebanho Coordena comercialização dos produtos Estabelece política de desenvolvimento de pessoal.

Controla recursos materiais e financeiros Promove a utilização de novas tecnologias Adota práticas ecologicamente corretas.

Cumpre legislação, normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

CBO 1221-05 é o Código Brasileiro da Ocupação de diretores de produção e operações em empresa agropecuária, pesqueira , aquícola e florestal que pertence ao grupo dos dirigentes de empresas e organizações (exceto de interesse público), segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Diretor de produção e operações em empresa agropecuária, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Diretores de produção e operações em empresa agropecuária, pesqueira , aquícola e florestal CBO 1221-05 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 1221-05

  • Membros superiores do poder público, dirigentes de organizações de interesse público e de empresas, gerentes.
    • Diretores de produção e operações em empresa agropecuária, pesqueira , aquícola e florestal.
      • Dirigentes de empresas e organizações (exceto de interesse público).

O que faz um Diretor de produção e operações em empresa agropecuária

O Diretor de produção e operações em empresa agropecuária CBO 1221-05 prepara-se para análise do planejamento estratégico da empresa, acompanhando políticas econômicas e mercado de comodities nacionais e internacionais Avalia a concorrência e estuda o comportamento do consumidor de produtos agropecuários.

Analisa a viabilidade econômica dos produtos.

Participa de reuniões com a direção geral da empresa do setor da agropecuária para discussão das metas e do conjunto integrado de ações que constam no planejamento estratégico da empresa, contribuindo para assegurar as condições adequadas na implantação das atividades, a efetividade dos processos de produção e a lucratividade prevista nas operações Presta as informações sobre o planejamento estratégico para gerentes e supervisores de produção, definindo, em conjunto, as estratégias operacionais.

Define tipo e quantidades de culturas a serem cultivadas e dos rebanhos a serem criados, para atingir as metas de produção previamente definidas Administra informações meteorológicas e de mudanças climáticas que afetam a produção agropecuária.

Define condições de crescimento – em ambientes naturais ou com o uso de estufas, hidroponia ou outra técnica de cultivo vegetal, cronogramas de plantio e cuidados em agricultura.

Monitora atividades agrícolas – tais como irrigação, controle de pragas e doenças, e colheita – e pecuárias – ordenha, criação, classificação, entre outras -, para garantir o cumprimento de regulamentos e normas nacionais e internacionais Promove a melhoria contínua do processo produtivo agropecuário.

Impulsiona a melhoria constante do rebanho, aplicando conhecimentos de genética e biotecnologia, por meio do aprimoramento das práticas de reprodução, alimentação, prevenção e tratamento de doenças emergentes e reemergentes.

Aprimora processos de análise de solo, para realizar a melhor escolha de fertilizantes Determina a alocação de recursos para responder a situações imprevistas e para promover a gestão da manutenção do empreendimento agropecuário Desenvolve alternativas de produção e investimento para viabilizar estratégias comerciais em agropecuária.

Promove a utilização de tecnologias digitais em processos da agropecuária Busca certificação de produtos e processos produtivos Avalia desempenho da produção agropecuária, controlando a evolução quantitativa e avaliando a qualidade da produção.

Colabora em negociações de compras e vendas estratégicas para a empresa Auxilia na obtenção de financiamento para compra de máquinas, terras, insumos e rebanhos.

Participa da elaboração de programas estratégicos e de desenvolvimento relacionados à força de trabalho Administra recursos materiais e financeiros da empresa agropecuária, autorizando requisição de compras e controlando a alocação dos recursos Acompanha a execução de investimentos.

Apresenta à direção da empresa, periodicamente, relatórios de acompanhamento das atividades Pode interagir com o conselho de administração ou órgão superior e com os acionistas, para prestar esclarecimentos sobre as atividades e os resultados alcançados Desenvolve ações para integração da empresa com a comunidade externa.

Participa de órgãos de classe e de discussões de normas técnicas, legais e ambientais Avalia novas tecnologias de produção e promove a pesquisa de novos produtos e mercados Atua de acordo com normas de conformidade legal e jurídica.

Promove o cumprimento de normas ambientais Adota práticas ecologicamente corretas - como a introdução de plantas repelentes de pragas nos campos agrícolas - em substituição aos inseticidas químicos Estimula integração entre lavoura, pecuária e floresta para permitir recuperação de áreas degradadas, pastagens enfraquecidas e solos empobrecidos Organiza corpo consultivo para estudar e implantar medidas para prevenir possíveis situações de risco no trabalho em atividades agropecuárias.

Funções do cargo

O funcionário CBO 1221-05 deve avaliar desempenho da produção, traçar estratégias comerciais, demonstrar competências pessoais, estabelecer planejamento estratégico, administrar os recursos da empresa, promover pesquisa e desenvolvimento, definir políticas de gestão da empresa, participar de negociações.

Condições de trabalho dessas profissões

Diretores de produção e operações em empresa agropecuária, pesqueira , aquícola e florestal os cargos dessa família CBO desenvolvem suas atividades nos ramos da agropecuária, silvicultura e exploração florestal, pesca e aqüicultura em empresas e entidades de caráter público ou privado. Parte importante de seu trabalho se desenvolve junto a equipes de subordinados, o vínculo de trabalho mais comum é como empregado registrado em carteira. Atuam com supervisão ocasional e em ambientes fechados, podendo exercer o trabalho de forma presencial e a distância.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 1221-05

Essas ocupações requerem, no mínimo, o curso superior completo, predominantemente nas áreas de conhecimento da agronomia, zootecnia, veterinária, biologia, oceanografia ou engenharia de pesca. É desejável que os titulares das ocupações tenham experiência anterior por período superior a cinco anos, quando recrutados externamente o acesso a essas ocupações pode se dar, também, por intermédio de progressão na hierarquia, internamente à empresa. As ocupações podem, ainda, ser exercidas por proprietários de empresas, com experiência no ramo de atividade, sem requerimentos específicos de escolaridade.

Atividades exercidas por um Diretor de produção e operações em empresa agropecuária CBO 1221-05

Um Diretor de produção e operações em empresa agropecuária (ou sinônimo) deve elaborar critérios de otimização da produção, demonstrar senso político, participar da elaboração de programas de pós-venda, participar da gestão de políticas salariais, fiscais e tributárias, avaliar cronogramas de produção, promover parcerias, estudar o comportamento do mercado consumidor, definir a estrutura organizacional da empresa, avaliar os resultados contábeis da empresa, definir consultorias, avaliar concorrência, estabelecer cronograma de execução das metas e objetivos, demonstrar responsabilidade, evidenciar ética profissional, participar de eventos técnicos, participar das políticas de definição de horários de trabalho, definir programas de integração, internos e externos, demonstrar disciplina, representar legalmente a empresa, demonstrar iniciativa, decidir prêmios e incentivos aos funcionários, participar da elaboração de campanhas publicitárias, resolver problemas emergenciais, definir programas de investimento, desenvolver capacidade de delegar, acompanhar alocação dos recursos, avaliar relatórios gerenciais da situação financeira da empresa, decidir estratégias de suprimentos e vendas, demonstrar autoridade, promover negociações com as hierarquias da empresa, demonstrar criatividade, pesquisar metodologias de gestão, participar da elaboração de contratos, participar da discussão de normas técnicas, legais e ambientais, demonstrar objetividade, aumentar rentabilidade, evidenciar organização, demonstrar persistência, avaliar novas tecnologias, aprovar recursos, participar de órgãos de classe, definir metas e alternativas de produção, negociar junto às entidades de classe, estabelecer programas de relacionamento com a comunidade, promover o cumprimento das normas ambientais, analisar viabilidade econômica dos produtos, definir objetivos de produtividade e rentabilidade, pesquisar novos produtos e mercados, acompanhar políticas econômicas, nacionais e internacionais, analisar a execução orçamentária da empresa, promover melhoria contínua do processo produtivo, participar da elaboração de programas de recursos humanos, participar da decisão da implementação do orçamento, buscar alternativas de produção e investimento, promover a imagem do produto e da marca, desenvolver flexibilidade, promover políticas internas de novas idéias e sugestões, desenvolver senso de empreendedorismo, analisar informações da empresa e do mercado, controlar execução dos investimentos, definir prêmios e incentivos aos funcionários, avaliar qualidade da produção, buscar certificação de produtos e processos produtivos, definir indicadores de mercado, participar da elaboração da política financeira, definir auditorias, atender a legislação vigente, negociar compras e vendas, cultivar visão holística, desenvolver canais de comercialização, controlar a evolução da produção, planejar políticas fiscais e tributárias, evidenciar liderança, evidenciar comprometimento profissional, autorizar necessidade de compras, definir critérios de investimento, controlar investimentos, raciocinar estrategicamente, dimensionar a relação custo - benefício das compras, administrar informações meteorológicas, definir estratégias operacionais.

Cargos e salários CBO 1221-05 - Diretores de produção e operações em empresa agropecuária, pesqueira , aquícola e florestal

Salário Diretor de Produção e Operações em Empresa Agropecuária

Diretor de Produção e Operações em Empresa Agropecuária: Brasil

  • 130
  • Brasil
  • 10.704 - 37.473
  • 43h
O profissional no cargo de Diretor de Produção e Operações em Empresa Agropecuária CBO 1221-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 10.704 e 37.473 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 130 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 1221-05.
Salário Diretor de Produção na Agropecuária

Diretor de Produção na Agropecuária: Brasil

  • 130
  • Brasil
  • 10.704 - 37.473
  • 43h
O profissional no cargo de Diretor de Produção na Agropecuária CBO 1221-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 10.704 e 37.473 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 130 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 1221-05.