CBO 8416-25 - Torrador de cacau - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos trabalhadores na industrialização de café, cacau, mate e de produtos afins

O profissional no cargo de Torrador de cacau CBO 8416-25 torra amêndoas de cacau previamente fermentadas e secas, recebendo lote de amêndoas, registrando informações do lote, abastecendo máquina com a quantidade adequada de amêndoas de cacau, ajustando os parâmetros de torra de acordo as especificações descritas na ordem de produção, operando a máquina de torrefação - automática, semiautomática ou manual - para execução de processo controlado de torra, resfriando o cacau torrado, e encaminhando o cacau torrado para a etapa de moagem Coleta amostras para análise ao longo do processo e ao término da torra.

Encaminha as amostras, etiquetadas e registradas, ao setor de controle de qualidade Realiza manutenção básica de máquinas e equipamentos Cumpre normas e procedimentos técnicos, normas de qualidade e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de prevenção contra incêndios e de preservação ambiental.

CBO 8416-25 é o Código Brasileiro da Ocupação de trabalhadores na industrialização de café, cacau, mate e de produtos afins que pertence ao grupo dos trabalhadores da fabricação de alimentos, bebidas e fumo, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Torrador de cacau, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Trabalhadores na industrialização de café, cacau, mate e de produtos afins CBO 8416-25 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 8416-25

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Trabalhadores na industrialização de café, cacau, mate e de produtos afins.
      • Trabalhadores da fabricação de alimentos, bebidas e fumo.

O que faz um Torrador de cacau

O Torrador de cacau CBO 8416-25 prepara-se para executar o processo de torrefação de amêndoas de cacau, recebendo informações da equipe do turno anterior e interpretando registros de ocorrências Analisa as prioridades da programação da produção.

Verifica condições de funcionamento e checa nível de óleo, temperatura, vazão e ruído de máquinas e equipamentos a serem utilizados.

Recebe as amêndoas de cacau fermentadas e secas, conferindo a integridade do lote recebido e registrando peso, umidade e quantidade Coloca etiqueta em cada lote, para identificar data, número, peso e cliente.

Coleta amostra das amêndoas recebidas para análise Prepara a máquina de torrefação, abastecendo-a com a quantidade adequada de amêndoas de cacau e ajustando os parâmetros de torra de acordo as especificações descritas na ordem de produção.

Opera a máquina de torrefação - automática, semiautomática ou manual -, controlando a temperatura, monitorando a curva de torra, e examinando a coloração e o aroma do cacau.

Coleta amostras ao longo do processo, em tempos de torra preestabelecidos Finalizada a torra, resfria o cacau torrado.

Encaminha o cacau torrado para a etapa de moagem.

Etiqueta e registra as amostras coletadas ao longo do processo e ao término da torra Encaminha as amostras para o setor de controle de qualidade Registra informações referentes ao processo de torra do cacau em meio físico e digital.

Preenche livro de ocorrências do processo, no final do turno Informa as condições de máquinas e equipamentos à equipe responsável pelo turno seguinte Conserva o local de trabalho limpo e organizado.

Mantém ferramentas e instrumentos limpos, organizados, acondicionados e em plenas condições de uso Realiza manutenção básica de máquinas e equipamentos, fazendo sua limpeza e lubrificação.

Executa pequenos reparos Requisita serviço de manutenção corretiva, quando necessário Realiza descarte de resíduos de maneira ambientalmente adequada.

Zela pela sua saúde e segurança, adequando-se às condições ergonômicas do trabalho e utilizando equipamentos de proteção individual Mantém asseio e higiene pessoal Sinaliza áreas de risco, para prevenção de acidentes.

Combate princípios de incêndio Pode prestar primeiros socorros.

Funções do cargo

O funcionário CBO 8416-25 deve trabalhar com segurança, torrar grãos e folhas, realizar passagem de turno - substituição da equipe de trabalho, receber a matéria-prima - grãos de café,cacau e folhas de chá, moer grãos e folhas, demonstrar competências pessoais, preparar a blend - mistura de tipos específicos de um só produto, realizar operação de máquinas e equipamentos, processar o café solúvel, secar grãos e folhas.

Condições de trabalho dessas profissões

Trabalhadores na industrialização de café, cacau, mate e de produtos afins atuam na fabricação de produtos alimentícios e bebidas como empregados com carteira assinada. Trabalham em equipe, sob supervisão permanente, em ambiente fechado e no sistema de rodízio de turnos. No desenvolvimento de algumas atividades permanecem em posições desconfortáveis por longos períodos e expostos a ruído intenso e altas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 8416-25

Para o exercício dessas ocupações requer-se ensino médio concluído e curso técnico na área de atuação. O pleno desempenho das atividades ocorre entre um e dois anos de experiência profissional.

Atividades exercidas por um Torrador de cacau CBO 8416-25

Um Torrador de cacau (ou sinônimo) deve inspecionar equipamentos de segurança, registrar a quantidade dos produtos recebidos, coletar amostras para análise, pré-aquecer grãos, comunicar-se, sinalizar áreas de risco, utilizar equipamentos de proteção individual, prestar primeiros-socorros, ligar máquinas e equipamentos, programar a balança de mistura, demonstrar iniciativa, registrar anomalias no livro de ocorrências, conferir peso, umidade e quantidade, receber informações do turno anterior, controlar o ph dos grãos de café e cacau, colocar grãos de café em repouso, pré-moer grãos, demonstrar dinamismo, resfriar grãos de café, cacau e folhas de chá, armazenar o produto acabado, embalar o produto, detectar impurezas utilizando peneiras, imãs e outros instrumentos, demonstrar boa acuidade visual, abastecer o secador, conferir quantidade de grão de café, cacau e folhas de chá, interpretar dados no livro de ocorrências, etiquetar lote por produto - data, número, peso, cliente e tipo de produto, separar nibs - pequenos pedaços de grãos de cacau, detectar impurezas, abastecer silo do moinho, manifestar criatividade, efetuar limpeza das máquinas e equipamentos, estabelecer relacionamento interpessoal, exercer liderança, conferir pesagem, separar lote por produto - grão de café, cacau e folhas de chá, analisar as prioridades do setor de produção, separar tipos de produto por quantidade, qualidade e granulometria, manusear válvulas para controle da passagem dos produtos, informar verbalmente as condições dos equipamentos e processos, planejar parada do equipamento para manutenção, alimentar continuamente a fornalha - lenha, glp, checar nível de óleo, temperatura, vasão e ruído dos equipamentos, abastecer silos pré-granuladores, acender a fornagem - lenha, diesel, glp, descascar grãos de cacau, seguir normas e procedimentos, fornecer informações sobre segurança, saúde e riscos ambientais, combater princípios de incêndio, substituir data de fabricação e validade no equipamento - datador, abastecer o torrador, responsabilizar-se, solicitar serviços de manutenção, realizar pequenos reparos em máquinas e equipamentos, programar equipamento seguindo a formulação especificada, triturar grãos de cacau, buscar autocontrole, sinalizar área de armazenamento.

Cargos e salários CBO 8416-25 - Trabalhadores na industrialização de café, cacau, mate e de produtos afins

Salário Operador de Máquina de Torrefação de Cacau

Operador de Máquina de Torrefação de Cacau: Brasil

  • 8
  • Brasil
  • 2.230 - 4.292
  • 44h
O profissional no cargo de Operador de Máquina de Torrefação de Cacau CBO 8416-25 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.230 e 4.292 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 8 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8416-25.
Salário Torrador de Cacau

Torrador de Cacau: Brasil

  • 8
  • Brasil
  • 2.230 - 4.292
  • 44h
O profissional no cargo de Torrador de Cacau CBO 8416-25 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.230 e 4.292 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 8 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8416-25.