CBO 7411-25 - Mecânicos de instrumentos de precisão - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 7411-25 é o Código Brasileiro da Ocupação de mecânicos de instrumentos de precisão que pertence ao grupo dos montadores e ajustadores de instrumentos de precisão, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Mecânicos de instrumentos de precisão CBO 7411-25 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 7411-25

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Montadores de aparelhos e instrumentos de precisão e musicais.
      • Montadores e ajustadores de instrumentos de precisão.
        • Mecânicos de instrumentos de precisão.

Descrição dos cargos da categoria Mecânicos de instrumentos de precisão

Os Mecânicos de instrumentos de precisão CBO 7411-25 montam, desmontam, ajustam, testam e calibram instrumentos de precisão para medição e controle. Instalam sistemas mecânicos de precisão e fazem manutenção em linhas de produção industrial e laboratórios. Registram informações e ocorrências técnicas. Realizam o trabalho com segurança, cumprindo normas e cuidando da limpeza e higiene do local de trabalho.

Condições de trabalho

Mecânicos de instrumentos de precisão esses profissionais são absorvidos pelo mercado de trabalho em indústrias fabricantes de máquinas e equipamentos, aparelhos e materiais elétricos, instrumentos médico-hospitalares, automação industrial, material eletrônico, aparelhos e equipamentos de comunicações e instrumentação. São empregados assalariados, registrados em carteira. Atuam em locais fechados nos horários diurnos e fazem rodízio de turnos. Alguns desses profissionais trabalham individualmente com total autonomia, outros atuam em equipes, sob supervisão ocasional. Ocasionalmente exercem atividades em grandes alturas, posições desconfortáveis e sujeitos a pressão de trabalho.

Exigências do mercado de trabalho

Para alguns profissionais dessas ocupações é necessário ter escolaridade do ensino fundamental completo acrescido de curso profissionalizante, até duzentas horas-aula. Para outros, como é o caso do relojoeiro de reparação e do ajustador de instrumentos de precisão, a exigência é a conclusão do ensino médio, além de um curso profissionalizante superior a quatrocentas horas-aula. As empresas que absorvem esses profissionais não costumam ter setores de qualidade ligados à produção. Por este motivo, os funcionários se tornam multifuncionais, trabalham em células, por rodízio de setores, responsáveis por selecionar métodos e processos de produção a fim de garantir a qualidade dos produtos e minimizar custos.

Funções dos Mecânicos de instrumentos de precisão CBO 7411-25

Mecânicos de instrumentos de precisão devem:

  • realizar manutenção em instrumentos de precisão;
  • ajustar instrumentos de precisão;
  • calibrar instrumentos de precisão;
  • montar instrumentos de precisão;
  • registrar informações e ocorrências técnicas;
  • realizar testes de funcionamento em instrumentos de medição;
  • demonstrar competências pessoais;
  • trabalhar com segurança;
  • Atividades dos cargos CBO 7411-25

    Entre as principais atribuições dos Mecânicos de instrumentos de precisão CBO 7411-25 estão as de:

    • vedar peças de encaixes;
    • recuperar revestimentos de superfícies;
    • perceber detalhes;
    • verificar fonte de alimentação de instrumentos;
    • retificar elementos danificados;
    • registrar grau de temperatura e teor de umidade do ambiente;
    • manter o local de trabalho limpo e organizado;
    • identificar lotes de produtos para controle de processo;
    • interpretar unidades de medida;
    • buscar autodesenvolvimento;
    • identificar locais de riscos de acidentes;
    • testar componentes e elementos;
    • ajustar parâmetros de medição;
    • transmitir conhecimentos e informações;
    • lacrar componentes de ajustes e de fixação;
    • cumprir normas de segurança;
    • verificar exatidão de instrumentos e equipamentos;
    • identificar atos e condições inseguros;
    • conferir dimensões a partir de parâmetros de medição;
    • utilizar equipamentos de proteção;
    • conferir acoplamento nos eixos de elementos móveis;
    • ajustar componentes e elementos;
    • regular folgas entre elementos;
    • orientar-se pelas instruções de trabalho;
    • selecionar ferramentas e equipamentos para montagem;
    • demonstrar iniciativa;
    • selecionar padrões de referência;
    • substituir componentes e elementos;
    • lubrificar componentes e elementos;
    • identificar locais de existência de equipamentos de combate a incêndio;
    • manter máquinas, equipamentos e ferramentas em condições de uso;
    • desmontar instrumentos de precisão;
    • solucionar problemas;
    • desmagnetizar componentes e elementos;
    • retirar impurezas de peças;
    • manusear equipamentos de combate a incêndio;
    • interpretar normas técnicas;
    • converter unidades de referência em unidades de medição correlacionadas;
    • registrar não-conformidades;
    • registrar dados de calibração;
    • selecionar materiais para reciclagem;
    • acoplar conjuntos a elementos móveis;
    • acondicionar materiais para descarte;
    • interpretar normas de segurança;
    • concentrar-se nas atividades;
    • lapidar elementos;
    • interpretar procedimentos de calibração;
    • providenciar atendimento de primeiros-socorros;
    • detectar falhas e defeitos em componentes e elementos;
    • manter relacionamento interpessoal;
    • preencher ordens de serviço;
    • elaborar relatórios técnicos;
    • demonstrar habilidade manual;
    • detectar adversidades nas condições ambientais e climáticas;
    • encaixar elementos de ligação;
    • testar sequência de fases de montagem de instrumentos e equipamentos;
    • persistir nos propósitos e objetivos;
    • interpretar desenhos e diagramas;
    • registrar incidências de falhas e defeitos;
    • lixar elementos;
    • centralizar elementos;
    • recondicionar elementos;

    Cargos e salários CBO 7411-25 - Mecânicos de instrumentos de precisão

    Salário Relojoeiro (Reparação)

    Relojoeiro (Reparação): Brasil

    • 219
    • Brasil
    • 1.605 - 3.250
    • 43h
    O profissional no cargo de Relojoeiro (Reparação) CBO 7411-25 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.605 e 3.250 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 219 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7411-25.