CBO 6123-15 - Produtor na olericultura de talos, folhas e flores - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos produtores agrícolas na olericultura

O profissional no cargo de Produtor na olericultura de talos, folhas e flores CBO 6123-15 produz olerícolas de talos, folhas e flores – tais como aspargo, alface e couve-flor -, planejando a logística e o projeto de cultivo, preparando solo para plantio, selecionando sementes e transplantando mudas, irrigando, aplicando nutrientes e executando adubação verde, controlando fungos, animais invasores, pragas e doenças, providenciando colheita, pós-colheita, transporte e armazenagem, e comercializando a produção Gerencia as atividades, administrando recursos.

Supervisiona equipes de trabalho, avaliando desempenho e treinando trabalhadores Mantém-se atualizado, aplicando novas tecnologias de produção Cumpre legislação agrícola, normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental.

CBO 6123-15 é o Código Brasileiro da Ocupação de produtores agrícolas na olericultura que pertence ao grupo dos produtores na exploração agropecuária, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Produtor na olericultura de talos, folhas e flores, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Produtores agrícolas na olericultura CBO 6123-15 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 6123-15

  • Trabalhadores agropecuários, florestais e da pesca.
    • Produtores agrícolas na olericultura.
      • Produtores na exploração agropecuária.

O que faz um Produtor na olericultura de talos, folhas e flores

O Produtor na olericultura de talos, folhas e flores CBO 6123-15 planeja o cultivo de olerícolas de talos – como aspargo, funcho e aipo -, folhas – como alface, repolho e espinafre -, flores e inflorescências - como couve-flor, brócolis e alcachofra -, elaborando cronograma de plantio, colheita e pós-colheita, definindo a área para plantio, calculando volume de produção, e estimando os recursos humanos e materiais necessários Verifica condições de clima e disponibilidade de água.

Define a adoção de cultivo combinado com outras plantas, em sistema de rotação e consorciação de culturas.

Adota sistemas de cultivo tradicionais ou manuais, semimecanizados, ou mecanizados, fazendo uso, inclusive, de máquinas automatizadas Avalia riscos climáticos e de mercado.

Estima custos de produção Coleta amostras do solo para análises laboratoriais.

a partir dos resultados, realiza correção e proteção do solo, quantifica nutrientes a serem utilizados e define fórmulas de adubação.

Prepara áreas de plantio, limpando, drenando, arando, gradeando e incorporando restos culturais Constrói curvas em nível e faz abertura de covas e sulcos.

Dimensiona espaçamento de culturas.

Cria bancos de sementes, mudas e meristemas Seleciona sementes, preparando-as para plantio e distribuindo-as no solo Alternativamente, transplanta mudas.

Cobre o solo com material orgânico e plástico Realiza o plantio a céu aberto, em cultivo semiprotegido ou em estufas, túneis de plantação e outras formas de cultivo protegido Pode optar por sistemas de aeroponia, hidroponia e aquaponia.

Acompanha o desenvolvimento da plantação, monitorando os tratos culturais Prepara, pesa e define forma de aplicação de nutrientes.

Irriga, executa adubação verde e incorpora biofertilizantes Desbasta e desbrota plantas Providencia o tratamento contra fungos, animais invasores, pragas e doenças.

Monitora índices de infestação e define momento e forma de intervenção para controle Pode produzir caldas naturais para pulverização, identificar e aplicar inseticidas e fungicidas, ou aplicar produtos biológicos e homeopáticos Determina o ponto de colheita.

Corta e colhe olerícolas, separando folhas, talos, hastes, flores ou inflorescências No final da colheita, faz controle de qualidade da produção e afere as perdas Na etapa de pós-colheita, lava, seleciona, classifica e pesa os produtos colhidos.

Define o modo de acondicionamento dos produtos Armazena a produção, controlando o estoque Comercializa a produção, identificando mercado consumidor, pesquisando preços de mercado, divulgando produtos e realizando a venda Providencia documentação para transporte e define roteiro e horário de entrega da produção comercializada Gerencia as atividades de produção, administrando recursos materiais, financeiros e humanos.

Providencia insumos para a produção Adquire máquinas e equipamentos Avalia e contrata linhas de crédito e financiamento Registra dados contábeis da atividade Calcula custo de produção Cadastra clientes Providencia as documentações legais e a regularização do empreendimento Executa e incentiva práticas para mitigação de danos ambientais, como reflorestamento de áreas degradadas e descarte de embalagens de acordo com normas Supervisiona atividades das equipes, distribuindo tarefas, orientando trabalhos na produção e avaliando o desempenho dos trabalhadores Proporciona programas de treinamento às equipes de trabalho, inclusive referentes à segurança no trabalho Mantém-se atualizado em relação às novas tecnologias aplicadas no setor agrícola, tais como adoção de melhoramento genético de sementes e cultivares, sistema de monitoramento de condições microclimáticas de estufa, entre outras Avalia a necessidade de benfeitorias nas instalações rurais Orienta conservação e providencia manutenção de veículos, máquinas, equipamentos e implementos Consulta assistência técnica sobre melhorias para o processo de produção Monitora limpeza, higiene e organização nos locais de trabalho, em especial nas áreas de armazenagem.

Funções do cargo

O funcionário CBO 6123-15 deve demonstrar competências pessoais, adubar plantas, comercializar produtos, preparar local para plantio, gerenciar recursos financeiros e humanos, planejar logística de produção, plantar mudas e sementes, colher produção, controlar pragas e doenças, efetuar tratos culturais na plantação.

Condições de trabalho dessas profissões

Produtores agrícolas na olericultura o trabalho é exercido por proprietários rurais, parceiros ou arrendatários que se organizam de forma autônoma ou em cooperativas. Trabalham a céu aberto, em horários variados, com exposição a variações climáticas e a riscos de acidentes de manipulação de insumos e instrumentos de trabalho.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 6123-15

O acesso ao trabalho é livre, com exigência de escolaridade de nível fundamental. As atividades são exercidas por proprietários, parceiros ou arrendatários.

Atividades exercidas por um Produtor na olericultura de talos, folhas e flores CBO 6123-15

Um Produtor na olericultura de talos, folhas e flores (ou sinônimo) deve produzir compostagem e compostagem laminar, interpretar análise de solo e água, erradicar plantas contaminadas, executar adubação verde, identificar mercado consumidor, executar rotação de culturas, desinfetar caixas, bandejas, canaletas e armazém, distribuir sementes, produzir biofertilizantes, definir meio de transporte, valorizar atividade agrícola, construir curvas de nível, definir horário e frequência de entrega, desbrotar planta, avaliar nível de contaminação da água, produzir humus, demonstrar dinamismo diante do imprevisível, avaliar linhas de crédito e financiamento, treinar trabalhadores, calcular custo de produção, arar terra, planejar manutenção e uso de máquinas e equipamentos, orientar trabalhos na produção, determinar forma de deslocamento da colheita na propriedade, cadastrar compradores, trabalhar em equipe, demonstrar perseverança na atividade produtiva, cobrir plantação, divulgar produtos - aulas, rótulos, embalagens, desbastar planta, monitorar nível de pragas e doenças, regular aplicador de nutrientes, cobrar dívidas de clientes, selecionar sementes, aplicar inseticidas e fungicidas, preparar sementes para plantio, incorporar restos culturais, comprar insumos, aplicar produtos biológicos e homeopáticos, transplantar mudas, providenciar amostragem do solo e água, contratar e demitir mão-de-obra, embalar produtos colhidos, armazenar produção, subsolar área, roçar mato, verificar ponto de colheita, misturar nutrientes ao solo e água, encanteirar terra, definir forma de aplicação de nutrientes, consorciar culturas, produzir caldas naturais para pulverização, irrigar planta, criar bancos de meristemas, planejar cronograma de plantio e colheita, definir forma de acondicionamento do produto, visitar clientes, definir modo de plantio, quantificar nutrientes a serem utilizados, controlar retorno de caixas, requerer licenças em órgãos competentes, preparar epis, epcs, cipa, pcmso e ppra, negociar valores da produção, fechar estufas, pagar fornecedores e empregados, determinar horário de colheita, adquirir máquinas e equipamentos, criar bancos de sementes, definir roteiro de entrega, pesar nutrientes, registrar dados contábeis da atividade, lavar produtos colhidos, limpar área de plantio, nomear sementeiras com placas, preparar nutrientes, capinar terra - mecânica, química, manual, buscar novas tecnologias, identificar inseticidas e fungicidas, providenciar documentação para transporte, criar bancos de mudas, cultivar matas ciliares, dimensionar espaçamento de culturas, rotativar terra, gerenciar perdas de produção e comercialização, pesquisar preço de mercado, planejar volume de produção, sulcar terra, participar de associações de credenciamento, cobrir solo com material orgânico e plástico, gradear terra, descartar embalagens de acordo com normas e legislação, covear terra, classificar produtos colhidos, construir estufas e instalações.

Cargos e salários CBO 6123-15 - Produtores agrícolas na olericultura

Salário Produtor na Olericultura de Talos Folhas e Flores

Produtor na Olericultura de Talos Folhas e Flores: Brasil

  • 55
  • Brasil
  • 1.815 - 3.403
  • 43h
O profissional no cargo de Produtor na Olericultura de Talos Folhas e Flores CBO 6123-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.815 e 3.403 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 55 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6123-15.
Salário Alfaceiro

Alfaceiro: Brasil

  • 55
  • Brasil
  • 1.815 - 3.403
  • 43h
O profissional no cargo de Alfaceiro CBO 6123-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.815 e 3.403 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 55 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6123-15.
Salário Horticultor de Talos

Horticultor de Talos: Brasil

  • 55
  • Brasil
  • 1.815 - 3.403
  • 43h
O profissional no cargo de Horticultor de Talos CBO 6123-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.815 e 3.403 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 55 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6123-15.
Salário Olericultor de Talos

Olericultor de Talos: Brasil

  • 55
  • Brasil
  • 1.815 - 3.403
  • 43h
O profissional no cargo de Olericultor de Talos CBO 6123-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.815 e 3.403 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 55 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6123-15.
Salário Produtor na Olericultura de Talos

Produtor na Olericultura de Talos: Brasil

  • 55
  • Brasil
  • 1.815 - 3.403
  • 43h
O profissional no cargo de Produtor na Olericultura de Talos CBO 6123-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.815 e 3.403 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 55 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 6123-15.