CBO 3911-35 - Técnico de matéria-prima e material - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos técnicos de planejamento e controle de produção

O profissional no cargo de Técnico de matéria-prima e material CBO 3911-35 planeja e organiza o fluxo de matéria-prima e material relacionado ao processo produtivo Contribui para o sincronismo entre o fluxo de produção e o fluxo de suprimento de matéria-prima e material.

Trata e divulga as informações de suprimentos da produção industrial Cumpre normas técnicas e de qualidade, procedimentos da empresa e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

CBO 3911-35 é o Código Brasileiro da Ocupação de técnicos de planejamento e controle de produção que pertence ao grupo dos outros técnicos de nível médio, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Técnico de matéria-prima e material, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Técnicos de planejamento e controle de produção CBO 3911-35 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 3911-35

  • Técnicos de nível médio.
    • Técnicos de planejamento e controle de produção.
      • Outros técnicos de nível médio.

O que faz um Técnico de matéria-prima e material

O Técnico de matéria-prima e material CBO 3911-35 planeja o fluxo de matéria-prima e material, considerando o leiaute do processo produtivo, analisando capacidade de produção, quantificando os volumes de produção, definindo suprimentos e dimensionando os insumos requeridos pelas utilidades das instalações, máquinas e equipamentos Define as formas de entrada, a armazenagem e a movimentação interna e externa de matéria-prima e material.

Indica os estoques mínimos de cada item de suprimento.

Organiza o fluxo de matéria-prima e material - desde a entrada até a expedição -, instruindo a inspeção e a classificação de suprimentos, mantendo a estocagem e estabelecendo o transporte, o manuseio, o armazenamento e a distribuição Pode propor melhorias no processo produtivo.

Mantém registros, disponibilizando e atualizando informações do setor de suprimentos da produção industrial Trata as informações, elaborando gráficos e relatórios.

Interage com profissionais do planejamento e da produção para determinar os requisitos ou as prioridades em relação a matéria-prima e material.

Comunica-se com fornecedores para verificar os detalhes da entrega de matéria-prima e material Auxilia na definição das instruções de trabalho.

.

Funções do cargo

O funcionário CBO 3911-35 deve planejar produção, tratar informações, demonstrar competências pessoais, controlar produção e/ou manutenção, controlar suprimentos - matéria-prima e insumos, programar produção.

Condições de trabalho dessas profissões

Técnicos de planejamento e controle de produção trabalham em diversos tipos de empresas industriais, comerciais e de serviços, concentram-se nas empresas de construção, na indústria química e petroquímica, de fabricação de produtos têxteis, de celulose, papel e produtos de papel, no complexo automobilístico, dentre outras. São empregados assalariados, com carteira assinada, que se organizam em equipe, sob supervisão ocasional. Geralmente, trabalham em rodízio de turnos. Algumas das atividades que exercem podem estar sujeitas a ruídos, altas temperaturas, radiação, poeira e material tóxico.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 3911-35

O exercício dessas ocupações requer curso técnico de nível médio na área de atuação. O pleno desempenho das atividades ocorre após um ou dois anos de experiência.

Atividades exercidas por um Técnico de matéria-prima e material CBO 3911-35

Um Técnico de matéria-prima e material (ou sinônimo) deve demonstrar capacidade de trabalhar em equipe, demonstrar senso crítico, demonstrar dinamismo, definir leiaute do processo produtivo, demonstrar capacidade de administrar situações adversas, dimensionar utilidades - vapor, água, ar comprimido e energia elétrica, quantificar volumes de produção por períodos, estabelecer parâmetros de controle, analisar ordens de produção, especificar recursos de áreas afins, propor melhorias no processo de produção e/ou de manutenção, demonstrar capacidade de criatividade, formalizar plano de produção, analisar capacidade de produção, auxiliar na definição das instruções de trabalhos, atualizar as informações, definir prioridades de produção e/ou manutenção, alocar recursos - humanos, materiais e insumos, definir estoque de segurança para cada item, disponibilizar informações, realizar levantamento de recursos disponíveis, demonstrar capacidade de liderança, interagir com clientes e/ou fornecedores, dimensionar recursos humanos, prever paradas de produção, definir suprimentos - matéria-prima e insumos, identificar desvios no processo de produção e/ou de manutenção, definir ações corretivas, elaborar gráficos e relatórios de controles, propor melhorias em máquinas e equipamentos, demonstrar capacidade de trabalhar sob pressão, remanejar mix de produção, demonstrar capacidade de iniciativa, manter registros, definir cronograma de produção, demonstrar capacidade de visão holística, demonstrar capacidade de assertividade, identificar requisitos de produção, coletar dados da produção e/ou da manutenção, monitorar fluxo de produção e/ou de manutenção, definir plano de contingência, estabelecer seqüência de produção, demonstrar capacidade de raciocínio lógico.

Cargos e salários CBO 3911-35 - Técnicos de planejamento e controle de produção

Salário Analista de Supply Chain

Analista de Supply Chain: Brasil

  • 5.153
  • Brasil
  • 3.550 - 7.347
  • 43h
O profissional no cargo de Analista de Supply Chain CBO 3911-35 trabalhando no Brasil, ganha entre 3.550 e 7.347 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 5.153 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Técnico de Matéria-prima e Material

Técnico de Matéria-prima e Material: Brasil

  • 5.153
  • Brasil
  • 3.550 - 7.347
  • 43h
O profissional no cargo de Técnico de Matéria-prima e Material CBO 3911-35 trabalhando no Brasil, ganha entre 3.550 e 7.347 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 5.153 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Programador e Controlador de Materiais

Programador e Controlador de Materiais: Brasil

  • 5.153
  • Brasil
  • 3.550 - 7.347
  • 43h
O profissional no cargo de Programador e Controlador de Materiais CBO 3911-35 trabalhando no Brasil, ganha entre 3.550 e 7.347 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 5.153 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Técnico Analista de Materiais

Técnico Analista de Materiais: Brasil

  • 5.153
  • Brasil
  • 3.550 - 7.347
  • 43h
O profissional no cargo de Técnico Analista de Materiais CBO 3911-35 trabalhando no Brasil, ganha entre 3.550 e 7.347 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 5.153 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Técnico de Matéria-prima e Material

Técnico de Matéria-prima e Material: Rio de Janeiro

  • 831
  • Rio de Janeiro
  • 3.321 - 6.172
  • 43h
O profissional no cargo de Técnico de Matéria-prima e Material CBO 3911-35 trabalhando em Rio de Janeiro, ganha entre 3.321 e 6.172 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 831 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Técnico de Matéria-prima e Material

Técnico de Matéria-prima e Material: São Paulo

  • 1.767
  • São Paulo
  • 3.921 - 7.520
  • 43h
O profissional no cargo de Técnico de Matéria-prima e Material CBO 3911-35 trabalhando em São Paulo, ganha entre 3.921 e 7.520 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 1.767 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Técnico de Matéria-prima e Material

Técnico de Matéria-prima e Material: Santa Catarina

  • 423
  • Santa Catarina
  • 2.556 - 4.772
  • 44h
O profissional no cargo de Técnico de Matéria-prima e Material CBO 3911-35 trabalhando em Santa Catarina, ganha entre 2.556 e 4.772 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 423 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Técnico de Matéria-prima e Material Rio de Janeiro

Técnico de Matéria-prima e Material: Rio de Janeiro, RJ

  • 370
  • Rio de Janeiro, RJ
  • 2.888 - 5.893
  • 42h
O profissional no cargo de Técnico de Matéria-prima e Material CBO 3911-35 trabalhando em Rio de Janeiro - RJ, ganha entre 2.888 e 5.893 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 370 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Técnico de Matéria-prima e Material Macaé

Técnico de Matéria-prima e Material: Macaé, RJ

  • 332
  • Macaé, RJ
  • 3.450 - 5.365
  • 43h
O profissional no cargo de Técnico de Matéria-prima e Material CBO 3911-35 trabalhando em Macaé - RJ, ganha entre 3.450 e 5.365 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 332 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Técnico de Matéria-prima e Material Belo Horizonte

Técnico de Matéria-prima e Material: Belo Horizonte, MG

  • 184
  • Belo Horizonte, MG
  • 3.752 - 7.435
  • 43h
O profissional no cargo de Técnico de Matéria-prima e Material CBO 3911-35 trabalhando em Belo Horizonte - MG, ganha entre 3.752 e 7.435 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 184 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Técnico de Matéria-prima e Material

Técnico de Matéria-prima e Material: Minas Gerais

  • 487
  • Minas Gerais
  • 3.880 - 7.410
  • 44h
O profissional no cargo de Técnico de Matéria-prima e Material CBO 3911-35 trabalhando em Minas Gerais, ganha entre 3.880 e 7.410 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 487 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Técnico de Matéria-prima e Material São Paulo

Técnico de Matéria-prima e Material: São Paulo, SP

  • 531
  • São Paulo, SP
  • 3.677 - 7.432
  • 42h
O profissional no cargo de Técnico de Matéria-prima e Material CBO 3911-35 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 3.677 e 7.432 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 531 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Programador e Controlador de Materiais São Paulo

Programador e Controlador de Materiais: São Paulo, SP

  • 531
  • São Paulo, SP
  • 3.677 - 7.432
  • 42h
O profissional no cargo de Programador e Controlador de Materiais CBO 3911-35 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 3.677 e 7.432 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 531 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Programador e Controlador de Materiais Porto Alegre

Programador e Controlador de Materiais: Porto Alegre, RS

  • 27
  • Porto Alegre, RS
  • 4.789 - 9.029
  • 43h
O profissional no cargo de Programador e Controlador de Materiais CBO 3911-35 trabalhando em Porto Alegre - RS, ganha entre 4.789 e 9.029 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 27 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Programador e Controlador de Materiais

Programador e Controlador de Materiais: Minas Gerais

  • 487
  • Minas Gerais
  • 3.880 - 7.410
  • 44h
O profissional no cargo de Programador e Controlador de Materiais CBO 3911-35 trabalhando em Minas Gerais, ganha entre 3.880 e 7.410 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 487 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Programador e Controlador de Materiais

Programador e Controlador de Materiais: Rio de Janeiro

  • 831
  • Rio de Janeiro
  • 3.321 - 6.172
  • 43h
O profissional no cargo de Programador e Controlador de Materiais CBO 3911-35 trabalhando em Rio de Janeiro, ganha entre 3.321 e 6.172 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 831 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Programador e Controlador de Materiais Rio de Janeiro

Programador e Controlador de Materiais: Rio de Janeiro, RJ

  • 370
  • Rio de Janeiro, RJ
  • 2.888 - 5.893
  • 42h
O profissional no cargo de Programador e Controlador de Materiais CBO 3911-35 trabalhando em Rio de Janeiro - RJ, ganha entre 2.888 e 5.893 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 370 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.
Salário Programador e Controlador de Materiais

Programador e Controlador de Materiais: Santa Catarina

  • 423
  • Santa Catarina
  • 2.556 - 4.772
  • 44h
O profissional no cargo de Programador e Controlador de Materiais CBO 3911-35 trabalhando em Santa Catarina, ganha entre 2.556 e 4.772 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 423 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3911-35.