CBO 2424-10 - Defensores públicos e procuradores da assistência judiciária - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 2424-10 é o Código Brasileiro da Ocupação de defensores públicos e procuradores da assistência judiciária que pertence ao grupo dos profissionais das ciências jurídicas, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Defensores públicos e procuradores da assistência judiciária CBO 2424-10 em todos os estados e cidades do Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2424-10

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Defensores públicos e procuradores da assistência judiciária.
      • Profissionais das ciências jurídicas.

Funções

demonstrar competências pessoais, propor ações em defesa de direitos especiais, defender o economicamente necessitado na Área penal, exercer a curadoria especial, desempenhar funções especiais, defender o economicamente necessitado nas Áreas cível e trabalhista, gerir a defensoria, exercer funções ordinárias, desempenhar atribuições extrajudiciais.

Atividades

elaborar cálculos judiciais, abraçar a causa que defende, requerer benefícios legais em favor de presos, atuar como defensor no tribunal do júri, defender réu em processo penal, orientar contador sobre critérios para cálculos judiciais, solicitar documentos a entidades privadas, requisitar realização de perícias e exames, buscar prova dos fatos, pleitear declaração de inconstitucionalidade de lei, propor ações de indenização em decorrência de crime, requisitar gratuidade de serviços notariais e registrais, evidenciar conhecimento técnico específico, agir com autoridade, defender direitos de portadores de necessidades especiais, analisar notícia de ilícito civil, executar cumprimento de acordo, lidar com frustrações profissionais, assistir egressos do sistema penitenciário, prestar atenção a detalhes, propor revisão de atos e contratos administrativos, defender direitos do consumidor, impetrar mandado de segurança, acompanhar indiciado em inquérito policial, evidenciar capacidade de cooperação, propor ação de habeas data, defender juridicamente incapazes em colidência de interesses com seus representantes, articular relações com órgãos públicos e privados, participar de projetos governamentais para populações carentes, defender inimputável por doença mental, defender direitos e interesses de réu revel citado por hora certa, demonstrar capacidade de raciocínio lógico, vestir-se com discrição, defender acusado de crime eleitoral, vetar prática de atos ilegais, demonstrar responsabilidade individual e social, exercer correição sobre serviços, evidenciar razoabilidade, propor mandado de injunção, administrar o tempo, propor ações em defesa da população indígena e minorias, demonstrar capacidade de atuar sob pressão, oficiar perante juizados especiais criminais, participar de julgamentos em todas as instâncias, propor ações em defesa de direitos difusos, coletivos e individuais homogêneos, defender crianças e adolescentes, atuar como defensor perante juizados especiais cíveis, obter provas de lesão de direitos difusos e coletivos, defender, em processo civil, interesses de réu preso, organizar o trabalho, acompanhar ações propostas, propor ações referentes ao processo eleitoral, defender direitos de pessoa idosa, defender em ação civil, demonstrar agilidade mental, defender manutenção de vínculo matrimonial nas ações de anulação de casamento, evidenciar serenidade, defender em ação penal pública ou privada, sustentar oralmente a posição processual, demonstrar capacidade de concisão, impetrar habeas corpus, atuar como assistente de acusação em ação penal, defender interesses de interditando, propor ação de revisão criminal, prestar atendimento ao público, demonstrar iniciativa, demonstrar capacidade de expressão escrita, defender envolvidos em conflitos de loteamentos urbanos, pedir ao tribunal uniformização de jurisprudência, integrar conselhos departamentais, demonstrar capacidade de escuta ativa, requerer instauração de inquérito policial, exercer a defensoria pública de forma itinerante, defender direitos de condenados, propor ações rescisórias, coordenar trabalhos administrativos, defender mulheres vítimas de violência de gênero, defender envolvidos em conflitos de terras, promover conciliação das partes, patrocinar exames de dna, expressar-se com clareza verbal, supervisionar serviços judiciários de estagiários, defender direitos e interesses de réu revel citado por edital, representar o autor na propositura de ação penal privada, evidenciar capacidade de persuasão, representar o autor na propositura de ação civil, editar ato normativo interno, defender em procedimento administrativo, colher depoimentos das partes, demonstrar sensibilidade social, requisitar documentos e diligências a autoridades públicas, defender perante a justiça militar, recorrer das decisões contrárias nas ações propostas, orientar juridicamente o necessitado.

Cargos e salários CBO 2424-10 - Defensores públicos e procuradores da assistência judiciária

Salário Procurador da Assistencia Judiciaria

Procurador da Assistencia Judiciaria: Brasil

  • 32
  • Brasil
  • 5.053 - 12.273
  • 39h
O profissional no cargo de Procurador da Assistencia Judiciaria CBO 2424-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.053 e 12.273 para uma jornada de trabalho média de 39h semanais de acordo com dados salariais de 32 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2424-10.