CBO 2142-70 - Engenheiro civil (transportes e trânsito) - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos engenheiros civis

O profissional no cargo de Engenheiro civil (transportes e trânsito) CBO 2142-70 planeja, elabora, executa, dirige, coordena e supervisiona projetos de construção, manutenção, conservação e reparo de estruturas e instalações relativas a sistemas viários, sinalização de trânsito, sistemas de logística, operações de transporte e obras civis correlatas, aplicando conhecimentos especializados de infraestrutura de sistemas viários, processos construtivos, sistemas estruturais, dentre outros da engenharia civil Gerencia obras.

Controla qualidade do empreendimento Supervisiona e avalia o trabalho conjunto de equipes Orça empreendimento e contrata execução de obras e serviços.

Presta consultoria, assistência e assessoria Elabora e coordena projetos de pesquisa aplicada Elabora documentação técnica.

Atua de acordo com princípios de ética profissional Cumpre legislação, normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

CBO 2142-70 é o Código Brasileiro da Ocupação de engenheiros civis que pertence ao grupo dos profissionais das ciências exatas, físicas e da engenharia, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Engenheiro civil (transportes e trânsito), atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Engenheiros civis CBO 2142-70 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2142-70

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Engenheiros civis.
      • Profissionais das ciências exatas, físicas e da engenharia.

O que faz um Engenheiro civil (transportes e trânsito)

O Engenheiro civil (transportes e trânsito) CBO 2142-70 planeja projetos de construção, manutenção, conservação e reparo de estruturas e instalações relativas a sistemas viários, sinalização de trânsito, sistemas de logística, operações de transporte e obras civis correlatas, realizando investigação de campo e levantamentos técnicos Efetua estudos de padrões de tráfego, identifica condições e riscos ambientais e desenvolve estratégias de gerenciamento de riscos.

Analisa relatórios de pesquisas, mapas, desenhos, plantas, fotografias aéreas e outros dados topográficos.

Consulta outros especialistas, atuando em equipes multidisciplinares, para definir diretrizes de projeto Faz estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental do empreendimento, propondo alternativas, quando necessário.

Elabora e executa projetos de engenharia civil de transportes e trânsito, dimensionando elementos e realizando os cálculos necessários, a fim de determinar especificações de projeto Projeta estruturas e instalações energética e ambientalmente eficientes, utilizando ferramentas de CAD-Desenho Assistido por Computador (Computer Aided Design) e de BIM-Modelagem da Informação da Construção (Building Information Modeling).

Desenvolve o detalhamento e faz a especificação de equipamentos, materiais e serviços de projetos.

Orça empreendimento, especificando força de trabalho, equipamentos, materiais e serviços Cota preços e apropria custos de insumos.

Elabora cronograma físico e financeiro.

Dirige, coordena e supervisiona operações de construção, manutenção, conservação e reparo de estruturas e instalações de obras civis de transportes e trânsito Coordena apoio logístico Gerencia obras civis de transportes e trânsito, selecionando força de trabalho, equipamentos, materiais e serviços, administrando recebimento de materiais e serviços, e controlando cronograma físico e financeiro.

Fiscaliza obras Supervisiona e avalia o trabalho conjunto das equipes Supervisiona segurança e aspectos ambientais de obra.

Realiza ajustes de campo Mede serviços executados.

Gera documentação – incluindo desenhos – de projeto conforme construído (“as built”) Controla qualidade do empreendimento, executando e analisando ensaios de materiais, resíduos, insumos e produto final, e verificando atendimento a normas, regulamentações, padrões e procedimentos Verifica aferição e calibração de equipamentos.

Controla documentação técnica Fiscaliza controle ambiental do empreendimento Realiza auditorias.

Contrata a execução de obras e serviços, estabelecendo critérios para pré-qualificação Prepara propostas técnicas Analisa e julga propostas técnicas e financeiras.

Administra contratos Presta consultoria, assistência e assessoria, avaliando projetos e obras, e propondo soluções técnicas Presta assessoria técnica ao pessoal responsável pela execução e pelo gerenciamento, em relação ao projeto, à construção, às modificações de programa ou aos reparos estruturais ou de instalações de obras civis de transportes e trânsito Realiza perícia de projetos e obras Desenvolve capacitação técnica.

Elabora e coordena projetos de pesquisa aplicada, no campo da engenharia civil Desenvolve ensaios de novos produtos, métodos, equipamentos e procedimentos Implementa novas tecnologias Analisa processos de fabricação e subprodutos correlatos, para identificar soluções de engenharia capazes de reduzir a emissão de carbono e outros poluentes Elabora documentação técnica, emitindo pareceres técnicos e preparando relatórios, laudos, avaliações, normas, procedimentos e especificações, entre outros documentos Atua com ética profissional em todas as atividades Aplica normas e segue preceitos de saúde e segurança no trabalho e de preservação do meio ambiente, na elaboração de projetos, na coordenação e supervisão de obras, e nas demais atividades executadas.

Funções do cargo

O funcionário CBO 2142-70 deve comunicar-se, elaborar projetos de engenharia civil, prestar consultoria, assistência e assessoria, orçar o empreendimento, pesquisar tecnologias, controlar qualidade do empreendimento, gerenciar obras civis, contratar execução de obras e serviços, coordenar operação e manutenção do empreendimento, demonstrar competências pessoais.

Condições de trabalho dessas profissões

Engenheiros civis atuam na maioria das atividades econômicas com concentração na construção civil. Trabalham na área de planejamento e gerenciamento de projetos construtivos para as mais diversas finalidades. Costumam trabalhar em equipe multidisciplinar, em laboratórios e escritórios e também 'à céu aberto´, ou ´no campo´. Os vínculos de trabalho mais comum são como trabalhador assalariado, ou por conta-própria, na condição de prestador de serviços. Eventualmente, em certas atividades, alguns profissionais trabalham em condições especiais, por exemplo, em ambientes subterrâneos ou confinados, expostos à poeira, mau cheiro, ruído intenso e materiais tóxicos.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 2142-70

Para o exercício profissional requer-se formação em nível superior em tecnologia em Construção Civil ou Engenharia Civil e registro no CREA, sendo frequente os profissionais portadores de títulos de especialização e pós-graduação lato sensu. O exercício pleno da atividade ocorre, em média, após cinco anos de experiência, para engenheiros civis e em média até dois anos no caso dos tecnólogos.

Atividades exercidas por um Engenheiro civil (transportes e trânsito) CBO 2142-70

Um Engenheiro civil (transportes e trânsito) (ou sinônimo) deve periciar projetos e obras, gerenciar suprimento de materiais e serviços, gerar projeto conforme construído - as built, ensaiar novos produtos, métodos, equipamentos e procedimentos, elaborar cronograma físico e financeiro, medir serviços executados, demonstrar criatividade, quantificar mão-de-obra, equipamentos, materiais e serviços, implementar novas tecnologias, programar intervenções no empreendimento, propor soluções técnicas, preparar propostas técnicas para prestação de serviços e obras, programar inspeção preventiva e corretiva, fiscalizar controle ambiental do empreendimento, controlar cronograma físico e financeiro da obra, detalhar projetos, elaborar relatórios, avaliar relatórios de inspeção, controlar recebimento de materiais e serviços, divulgar tecnologias, fiscalizar obras, demonstrar raciocínio lógico, selecionar mão-de-obra, equipamentos, materiais e serviços, avaliar dados técnicos e operacionais, preparar edital de licitação para obras e serviços de engenharia, verificar atendimento a normas, padrões e procedimentos, coordenar apoio logístico, demonstrar raciocínio matemático, demonstrar capacidade de decisão, desenvolver estudos ambientais, usar epi, demonstrar dinamismo, elaborar normas, procedimentos e especificações técnicas, controlar situações adversas, demonstrar visão espacial, planejar empreendimento, realizar levantamentos técnicos, elaborar projetos de pesquisa, especificar equipamentos, materiais e serviços, identificar métodos e locais de instalação de instrumentos de controle de qualidade, supervisionar aspectos ambientais da obra, propor alternativas técnicas, econômicas e ambientais, definir metodologia de execução, realizar investigação de campo, administrar contratos, analisar dados primários e secundários, controlar documentação técnica, analisar ensaios de materiais, resíduos e insumos, supervisionar segurança da obra, elaborar estudo de modelagem, emitir parecer técnico, demonstrar capacidade de liderança, coordenar pesquisas tecnológicas, realizar ajuste de campo, preparar termo de referência para contratação de serviços e obras, apropriar custos específicos e gerais do empreendimento, dimensionar elementos de projetos, demonstrar capacidade de negociação, gerenciar recursos humanos, julgar propostas técnicas e financeiras, demonstrar visão sistêmica, realizar capacitação técnica, estabelecer critérios para pré-qualificação de serviços e obras, elaborar programas e planos, verificar aferição, calibração dos equipamentos, realizar auditorias, gerenciar recursos técnico-financeiros, trabalhar em equipe, elaborar laudos e avaliações, executar ensaios de materiais, resíduos, insumos e produto final, avaliar projetos e obras, cotar preços e custos de insumos do empreendimento, fazer estudo da viabilidade técnica, econômica e ambiental do empreendimento.

Cargos e salários CBO 2142-70 - Engenheiros civis

Salário Engenheiro de Logística

Engenheiro de Logística: Brasil

  • 897
  • Brasil
  • 5.533 - 13.193
  • 42h
O profissional no cargo de Engenheiro de Logística CBO 2142-70 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.533 e 13.193 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 897 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2142-70.
Salário Engenheiro de Operação (transporte Rodoviário)

Engenheiro de Operação (transporte Rodoviário): Brasil

  • 897
  • Brasil
  • 5.533 - 13.193
  • 42h
O profissional no cargo de Engenheiro de Operação (transporte Rodoviário) CBO 2142-70 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.533 e 13.193 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 897 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2142-70.
Salário Engenheiro de Tráfego

Engenheiro de Tráfego: Brasil

  • 897
  • Brasil
  • 5.533 - 13.193
  • 42h
O profissional no cargo de Engenheiro de Tráfego CBO 2142-70 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.533 e 13.193 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 897 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2142-70.
Salário Engenheiro de Trânsito

Engenheiro de Trânsito: Brasil

  • 897
  • Brasil
  • 5.533 - 13.193
  • 42h
O profissional no cargo de Engenheiro de Trânsito CBO 2142-70 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.533 e 13.193 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 897 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2142-70.
Salário Engenheiro de Transportes

Engenheiro de Transportes: Brasil

  • 897
  • Brasil
  • 5.533 - 13.193
  • 42h
O profissional no cargo de Engenheiro de Transportes CBO 2142-70 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.533 e 13.193 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 897 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2142-70.
Salário Engenheiro Civil (Transportes e Transito)

Engenheiro Civil (Transportes e Transito): Brasil

  • 897
  • Brasil
  • 5.533 - 13.193
  • 42h
O profissional no cargo de Engenheiro Civil (Transportes e Transito) CBO 2142-70 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.533 e 13.193 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 897 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2142-70.
Salário Analista de Projetos Viários

Analista de Projetos Viários: Brasil

  • 897
  • Brasil
  • 5.533 - 13.193
  • 42h
O profissional no cargo de Analista de Projetos Viários CBO 2142-70 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.533 e 13.193 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 897 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2142-70.
Salário Analista de Tráfego

Analista de Tráfego: Brasil

  • 897
  • Brasil
  • 5.533 - 13.193
  • 42h
O profissional no cargo de Analista de Tráfego CBO 2142-70 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.533 e 13.193 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 897 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2142-70.
Salário Analista de Transportes e Trânsito

Analista de Transportes e Trânsito: Brasil

  • 897
  • Brasil
  • 5.533 - 13.193
  • 42h
O profissional no cargo de Analista de Transportes e Trânsito CBO 2142-70 trabalhando no Brasil, ganha entre 5.533 e 13.193 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 897 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2142-70.
Salário Analista de Projetos Viários

Analista de Projetos Viários: São Paulo

  • 330
  • São Paulo
  • 5.749 - 11.481
  • 42h
O profissional no cargo de Analista de Projetos Viários CBO 2142-70 trabalhando em São Paulo, ganha entre 5.749 e 11.481 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 330 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2142-70.
Salário Analista de Tráfego

Analista de Tráfego: São Paulo

  • 330
  • São Paulo
  • 5.749 - 11.481
  • 42h
O profissional no cargo de Analista de Tráfego CBO 2142-70 trabalhando em São Paulo, ganha entre 5.749 e 11.481 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 330 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2142-70.
Salário Analista de Transportes e Trânsito

Analista de Transportes e Trânsito: São Paulo

  • 330
  • São Paulo
  • 5.749 - 11.481
  • 42h
O profissional no cargo de Analista de Transportes e Trânsito CBO 2142-70 trabalhando em São Paulo, ganha entre 5.749 e 11.481 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 330 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2142-70.
Salário Engenheiro de Logística

Engenheiro de Logística: São Paulo

  • 330
  • São Paulo
  • 5.749 - 11.481
  • 42h
O profissional no cargo de Engenheiro de Logística CBO 2142-70 trabalhando em São Paulo, ganha entre 5.749 e 11.481 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 330 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2142-70.
Salário Engenheiro de Tráfego

Engenheiro de Tráfego: São Paulo

  • 330
  • São Paulo
  • 5.749 - 11.481
  • 42h
O profissional no cargo de Engenheiro de Tráfego CBO 2142-70 trabalhando em São Paulo, ganha entre 5.749 e 11.481 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 330 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2142-70.
Salário Engenheiro de Transportes

Engenheiro de Transportes: São Paulo

  • 330
  • São Paulo
  • 5.749 - 11.481
  • 42h
O profissional no cargo de Engenheiro de Transportes CBO 2142-70 trabalhando em São Paulo, ganha entre 5.749 e 11.481 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 330 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2142-70.