CBO 7827-05 - Trabalhadores aquaviários - Salário, o que faz, descrição do cargo

CBO 7827-05 é o Código Brasileiro da Ocupação de trabalhadores aquaviários que pertence ao grupo dos condutores de veículos e operadores de equipamentos de elevação e de movimentação de cargas, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Trabalhadores aquaviários CBO 7827-05 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 7827-05

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Trabalhadores de funções transversais.
      • Condutores de veículos e operadores de equipamentos de elevação e de movimentação de cargas.
        • Trabalhadores aquaviários.

Descrição dos cargos da categoria Trabalhadores aquaviários

Os Trabalhadores aquaviários CBO 7827-05 comandam e imediatam pequenas embarcações, auxiliando o comandante na administração de bordo e no serviço de manobras, chefiam praça de máquinas, transportam cargas e passageiros, realizam manobras, serviços e manutenção no convés, operam máquinas, realizam manutenção preventiva e corretiva da praça de máquinas e aplicam procedimentos de segurança.

Condições de trabalho

Trabalhadores aquaviários os cargos dessa família CBO exercem suas atividades em empresas de transporte aquaviário ou por conta própria. São contratados na condição de trabalhadores assalariados, com carteira assinada, podem ainda trabalhar como autônomos. Atuam em equipe, compondo a tripulação de embarcações, trabalham majoritariamente sob supervisão ocasional e em rodízio de turnos, exceto pra os marinheiros de esporte e recreio. Realizam suas atividades a céu aberto e também em ambientes fechados, caracterizando-se, por vezes, como trabalho confinado (caso das casas de máquinas, por exemplo). Podem estar sujeitos a riscos de acidentes, exposição a materiais tóxicos, altas temperaturas e ruído intenso. Em embarcações de pequeno porte, podem exercer as funções de comando da embarcação.

Exigências do mercado de trabalho

Essas ocupações são exercidas por trabalhadores com ensino fundamental e curso básico de qualificação profissional, ministrados pela Marinha do Brasil( exceto Marinheiro de Esportes e Recreio). Para moço de máquina e moço de convés, o exercício pleno da atividade se dá após período de três a quatro anos de experiência profissional. Para marinheiro de máquinas e marinheiro de convés, o tempo requerido para o pleno exercício da função é de, no mínimo, cinco anos. O acesso à ocupação de marinheiro de esporte e recreio requer o ensinho fundamental com habilitação expedida pela marinha do brasil. O pleno desempenho da função é de no mínimo três anos.

Funções dos Trabalhadores aquaviários CBO 7827-05

Trabalhadores aquaviários devem:

  • comandar pequenas embarcações;
  • imediatar pequenas embarcações;
  • realizar procedimentos de segurança a bordo;
  • executar manobras;
  • transportar cargas;
  • executar serviços operacionais no convés;
  • demonstrar competências pessoais;
  • realizar manutenção preventiva e corretiva do convés, equipamentos e aparelhos;
  • transportar passageiros;
  • Atividades dos cargos CBO 7827-05

    Entre as principais atribuições dos Trabalhadores aquaviários CBO 7827-05 estão as de:

    • demonstrar autocontrole;
    • lançar cabos e equipamentos;
    • orientar entrada e saída da carga;
    • carregar o rancho para bordo;
    • pear a carga;
    • aplicar procedimentos para cargas perigosas;
    • operar compressores;
    • convocar passageiros para desembarque;
    • manusear guinchos;
    • comunicar-se;
    • fundear embarcação;
    • consertar equipamentos de convés;
    • ficar a postos com ancorote;
    • controlar documentação;
    • nadar;
    • evidenciar rapidez de raciocínio;
    • planejar carga e descarga conforme tipo de carga, de embarcação e derrota;
    • verificar lacres da carga;
    • notificar a tripulação sobre o tipo de carga;
    • costurar cabos;
    • verificar calado, de proa à popa;
    • colocar rateiras;
    • operar mesa de silos de ar;
    • resgatar cabos e equipamentos;
    • limpar embarcações de sobrevivência, salvamento e resgate;
    • demonstrar atenção;
    • averiguar lotação permitida e salvatagem disponível;
    • verificar acondicionamento da carga;
    • suspender embarcações;
    • elaborar plano de navegação regional;
    • engatar a eslinga;
    • registrar dados no bandalho de náutica;
    • conectar cabos de reboque;
    • demonstrar resistência para o confinamento;
    • supervisionar a conservação e manutenção da embarcação;
    • manusear cargas;
    • acompanhar execução do plano de cargas;
    • colocar defensas;
    • verificar eslingas e estropos (cabos);
    • montar poleames;
    • dirigir faina de emergência;
    • identificar anormalidades;
    • manusear escada de embarque e desembarque;
    • cumprir o plano de navegação;
    • demonstrar procedimentos de salvamento aos passageiros;
    • observar condições de navegabilidade;
    • conferir manifesto da carga;
    • auxiliar embarque e desembarque de passageiros;
    • atracar embarcação;
    • auxiliar o comandante na administração de bordo;
    • prestar informações sobre a rota da viagem;
    • comunicar, ao oficial de serviço, sinais luminosos avistados;
    • operar turcos;
    • redigir relatório diário de operação;
    • demonstrar desprendimento;
    • manobrar embarcações;
    • executar reboque;
    • instruir os passageiros quanto aos procedimentos de bordo;
    • usar equipamentos de segurança (epi - equipamentos de proteção individual);
    • acionar sistema de combate a incêndio;
    • demonstrar iniciativa;
    • vigiar a carga;
    • participar de treinamentos previstos por lei;
    • conferir desgaste de peças e artefatos dos aparelhos do convés;
    • esgotar pocetos, embornais e bordas livres, no convés;
    • acionar luzes de navegação;
    • solicitar recibo de entrega da carga;
    • instruir tripulante recém-embarcado;
    • trabalhar em equipe;
    • emitir recibo da carga;
    • vigiar a embarcação;
    • aplicar procedimentos decorrentes do ism code (código de segurança marítima internacional);
    • supervisionar cumprimento de serviços;
    • descartar efluentes líquidos e resíduos sólidos;
    • registrar ocorrências no diário de navegação;
    • confeccionar material de atracação;
    • manter vacinação em dia;
    • tripular embarcações de sobrevivência, resgate e salva-vidas;
    • determinar escala de serviço de convés;
    • abrir o porão;
    • demonstrar firmeza;
    • conduzir o timão;
    • auxiliar o comandante no serviço de manobras;
    • inspecionar quadro de chaves;
    • manusear cabos de atracação;
    • respeitar hierarquia;
    • operar equipamentos de manobra e peso;
    • vigiar escadas de portaló, rampas e pranchas de embarque/desembarque;
    • conduzir passageiros às acomodações;
    • operar equipamentos de navegação;
    • identificar-se com o meio marítimo;
    • monitorar o ecobatímetro;
    • aplicar primeiros socorros;
    • operar guincho de reboque;
    • demonstrar agilidade;
    • substituir o comandante em caso de impedimento;

    Cargos e salários CBO 7827-05 - Trabalhadores aquaviários

    Cargo/Profissão Local
    Marinheiro de Convés (Marítimo e Fluviario) Brasil
    Contramestre Fluvial Brasil
    Marinheiro de Convés Brasil
    Marinheiro de Convés (Marítimo e Fluviario) São Paulo
    Marinheiro de Convés (Marítimo e Fluviario) Macaé, RJ
    Marinheiro de Convés (Marítimo e Fluviario) Rio de Janeiro
    Marinheiro de Convés (Marítimo e Fluviario) Manaus, AM
    Marinheiro de Convés (Marítimo e Fluviario) Santos, SP
    Marinheiro de Convés (Marítimo e Fluviario) Florianópolis, SC
    Marinheiro de Convés (Marítimo e Fluviario) Porto Velho, RO
    Marinheiro de Convés (Marítimo e Fluviario) Belém, PA
    Marinheiro de Convés (Marítimo e Fluviario) Rio de Janeiro, RJ
    Contramestre Fluvial Rio de Janeiro, RJ
    Contramestre Fluvial Manaus, AM
    Contramestre Fluvial Macaé, RJ
    Contramestre Fluvial Belém, PA
    Contramestre Fluvial São Paulo
    Contramestre Fluvial Rio Grande, RS
    Marinheiro de Convés Rio de Janeiro, RJ
    Marinheiro de Convés Rio de Janeiro
    Marinheiro de Convés Niterói, RJ
    Marinheiro de Convés Santos, SP
    Marinheiro de Convés Florianópolis, SC
    Marinheiro de Convés Recife, PE
    Marinheiro de Convés Macaé, RJ
    Marinheiro de Convés São Paulo, SP
    Marinheiro de Convés Aracaju, SE
    Marinheiro de Convés Vitoria, ES
    Marinheiro de Convés Rio Grande, RS
    Marinheiro de Convés São Paulo
    Para ver a pesquisa salarial completa para o cargo em cada uma das cidades da tabela, clique nos links das localidades da lista. Para ver o salário em outras cidades além dessas utilize a Busca Salarial