CBO 5112-15 - Cobrador de transportes coletivos (exceto trem) - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos fiscais e cobradores dos transportes coletivos

O profissional no cargo de Cobrador de transportes coletivos (exceto trem) CBO 5112-15 realiza cobrança de tarifa em veículo de transporte coletivo rodoviário Informa ao usuário o valor a pagar, recebendo o numerário.

Acompanha o fluxo de usuários que têm a catraca liberada por cartão de bilhetagem eletrônica, cartão de crédito ou outro meio Cumpre o estabelecido na legislação em relação aos usuários que têm direito à gratuidade ou à cobrança de tarifa reduzida Elabora relatório de prestação de contas do movimento do dia.

Presta apoio ao motorista e fornece informações aos usuários Atua de acordo com procedimentos da empresa e com normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

CBO 5112-15 é o Código Brasileiro da Ocupação de fiscais e cobradores dos transportes coletivos que pertence ao grupo dos trabalhadores dos serviços, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Cobrador de transportes coletivos (exceto trem), atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Fiscais e cobradores dos transportes coletivos CBO 5112-15 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 5112-15

  • Trabalhadores dos serviços, vendedores do comércio em lojas e mercados.
    • Fiscais e cobradores dos transportes coletivos.
      • Trabalhadores dos serviços.

O que faz um Cobrador de transportes coletivos (exceto trem)

O Cobrador de transportes coletivos (exceto trem) CBO 5112-15 confere o valor do fundo fixo recebido, para início das viagens em ônibus ou veículo similar Recepciona o usuário, informando-lhe o valor a pagar.

Recebe o numerário, examinando a autenticidade das cédulas, devolvendo o troco exato e liberando a catraca para passagem do usuário.

Acompanha o fluxo de usuários que têm a catraca liberada por cartão de bilhetagem eletrônica – como bilhete único, cartão de crédito, celular, crachás de passagem livre ou outro meio Cumpre o estabelecido em legislação federal, estadual ou municipal em relação aos usuários que têm direito à gratuidade ou à cobrança de tarifa reduzida.

Controla o total de usuários, a quantidade com pagamento e a quantidade com gratuidade Confere o valor recebido em numerário e em outras formas de pagamento.

Elabora relatório de prestação de contas do movimento do dia, registrando a arrecadação e as ocorrências.

Presta apoio ao motorista, auxiliando na execução de manobras e no embarque e desembarque de usuários, quando necessário Pode ajudar o motorista no momento de acidentes ou de outras ocorrências, tomando as providências solicitadas.

Pode indicar ao usuário os assentos preferencias, destinados a gestantes, a idosos, a pessoas com deficiência e a demais pessoas em condições previstas em legislação.

Presta informações aos usuários sobre anormalidades no tráfego, sobre ocorrências e sobre itinerários.

Funções do cargo

O funcionário CBO 5112-15 deve fiscalizar o fluxo de usuários, demonstrar competências pessoais, preencher relatórios, administrar valores, atender aos usuários, agir nas ocorrências, comunicar-se, examinar veículos.

Condições de trabalho dessas profissões

Fiscais e cobradores dos transportes coletivos os fiscais cobradores atuam em empresas de transporte terrestre. São empregados assalariados, com carteira assinada, trabalham em equipe, sob supervisão ocasional e/ou permanente.Trabalham por rodízio de turnos, a céu aberto ou confinados em ambientes fechados e locais subterrâneos. Freqüentemente, estão sujeitos a pressões e ao trabalho em posições desconfortáveis. Em muitas das atividades exercidas, são expostos a altas temperaturas, ruídos e material tóxico.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 5112-15

O exercício dos cargos de Fiscais e cobradores dos transportes coletivos requer o ensino fundamental, exceto para o bilheteiro (estações de metrô, trens e assemelhadas) cujo pré- requisito é ensino médio. Todas as ocupações, exceto o cobrador, qualificam-se em cursos profissionalizante acima de quatrocentas horas-aula, geralmente oferecidos pelas próprias empresas.

Atividades exercidas por um Cobrador de transportes coletivos (exceto trem) CBO 5112-15

Um Cobrador de transportes coletivos (exceto trem) (ou sinônimo) deve demonstrar simpatia, examinar condições internas dos veículos, preencher relatório de bordo e ou arrecadação, analisar bilhete rejeitado, auxiliar na retirada de usuários do veículo, acionar equipamentos para embarque e desembarque de deficientes, conferir quantidade de bilhetes, demonstrar empatia, participar da conferência dos valores depositados, conferir fundo fixo recebido, dar provas de criatividade, operar equipamentos - catraca, escada rolante e sala de supervisão operacional, agir educadamente, conferir autenticidade da moeda e ou passe, comunicar aos passageiros sobre anormalidades no sistema ou percurso, fiscalizar o acesso de usuários, conferir a catraca ou torniquete, substituir bilhetes rejeitados, preencher relatórios de venda de bilhetes, examinar placas itinerárias, vistas e letreiros, atualizar-se, sinalizar ao motorista sobre a entrada e saída de passageiros, trabalhar com cautela, demonstrar discernimento, dar provas de habilidades manual, visual, auditiva e de memorização, orientar o motorista nas manobras, demonstrar organização no manuseio de valores, vender bilhetes e passagens, demonstrar auto-controle, fechar os vidros dos veículos, demonstrar paciência, demonstrar iniciativa, prestar informações aos passageiros, prestar primeiros socorros, apreender bilhetes, passes e crachás falsos, demonstrar honestidade, preencher relatórios de ocorrências, guardar valores em cofre - sangria, manter boa apresentação, entregar objetos no setor de achados e perdidos, prestar contas, transmitir confiança, demonstrar atenção, limpar interior dos veiculos, auxiliar embarque e desembarque de usuários deficientes, recolher objetos encontrados, testemunhar em casos de acidentes, orientar passageiros sobre assentos reservados, fiscalizar o uso de bilhetes especiais e crachás de passagem livre.

Cargos e salários CBO 5112-15 - Fiscais e cobradores dos transportes coletivos

Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem)

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Brasil

  • 17.524
  • Brasil
  • 1.615 - 2.691
  • 42h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.615 e 2.691 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 17.524 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Trocador

Trocador: Brasil

  • 17.524
  • Brasil
  • 1.615 - 2.691
  • 42h
O profissional no cargo de Trocador CBO 5112-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.615 e 2.691 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 17.524 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Vila Velha

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Vila Velha, ES

  • 73
  • Vila Velha, ES
  • 1.531 - 1.968
  • 43h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Vila Velha - ES, ganha entre 1.531 e 1.968 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 73 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem)

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Paraná

  • 599
  • Paraná
  • 1.667 - 2.210
  • 37h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Paraná, ganha entre 1.667 e 2.210 para uma jornada de trabalho média de 37h semanais de acordo com dados salariais de 599 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Porto Alegre

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Porto Alegre, RS

  • 357
  • Porto Alegre, RS
  • 1.809 - 2.358
  • 43h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Porto Alegre - RS, ganha entre 1.809 e 2.358 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 357 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Maceió

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Maceió, AL

  • 25
  • Maceió, AL
  • 1.478 - 1.872
  • 41h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Maceió - AL, ganha entre 1.478 e 1.872 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 25 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Salvador

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Salvador, BA

  • 431
  • Salvador, BA
  • 1.772 - 2.291
  • 42h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Salvador - BA, ganha entre 1.772 e 2.291 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 431 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) São Luís

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): São Luís, MA

  • 164
  • São Luís, MA
  • 1.397 - 1.822
  • 43h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em São Luís - MA, ganha entre 1.397 e 1.822 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 164 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Belém

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Belém, PA

  • 207
  • Belém, PA
  • 1.347 - 1.759
  • 42h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Belém - PA, ganha entre 1.347 e 1.759 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 207 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem)

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Minas Gerais

  • 2.886
  • Minas Gerais
  • 1.342 - 1.758
  • 44h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Minas Gerais, ganha entre 1.342 e 1.758 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 2.886 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem)

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Pará

  • 689
  • Pará
  • 1.330 - 1.724
  • 42h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Pará, ganha entre 1.330 e 1.724 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 689 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Manaus

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Manaus, AM

  • 404
  • Manaus, AM
  • 1.452 - 1.824
  • 43h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Manaus - AM, ganha entre 1.452 e 1.824 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 404 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Carapicuíba

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Carapicuíba, SP

  • 80
  • Carapicuíba, SP
  • 1.876 - 2.425
  • 44h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Carapicuíba - SP, ganha entre 1.876 e 2.425 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 80 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem)

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Espírito Santo

  • 740
  • Espírito Santo
  • 1.398 - 1.903
  • 44h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Espírito Santo, ganha entre 1.398 e 1.903 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 740 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Volta Redonda

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Volta Redonda, RJ

  • 38
  • Volta Redonda, RJ
  • 1.576 - 2.464
  • 39h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Volta Redonda - RJ, ganha entre 1.576 e 2.464 para uma jornada de trabalho média de 39h semanais de acordo com dados salariais de 38 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Rio de Janeiro

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Rio de Janeiro, RJ

  • 48
  • Rio de Janeiro, RJ
  • 1.552 - 2.034
  • 41h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Rio de Janeiro - RJ, ganha entre 1.552 e 2.034 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 48 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem)

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Bahia

  • 905
  • Bahia
  • 1.597 - 2.305
  • 43h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Bahia, ganha entre 1.597 e 2.305 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 905 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Florianópolis

Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Florianópolis, SC

  • 84
  • Florianópolis, SC
  • 1.919 - 2.441
  • 37h
O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Florianópolis - SC, ganha entre 1.919 e 2.441 para uma jornada de trabalho média de 37h semanais de acordo com dados salariais de 84 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.