CBO 5112-15 - Fiscais e cobradores dos transportes coletivos - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 5112-15 é o Código Brasileiro da Ocupação de fiscais e cobradores dos transportes coletivos que pertence ao grupo dos trabalhadores dos serviços de transporte e turismo, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Fiscais e cobradores dos transportes coletivos CBO 5112-15 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 5112-15

  • Trabalhadores dos serviços, vendedores do comércio em lojas e mercados.
    • Trabalhadores dos serviços.
      • Trabalhadores dos serviços de transporte e turismo.
        • Fiscais e cobradores dos transportes coletivos.

Descrição dos cargos da categoria Fiscais e cobradores dos transportes coletivos

Os Fiscais e cobradores dos transportes coletivos CBO 5112-15 organizam e fiscalizam as operações dos ônibus e outros veículos de transporte coletivo como, condições de operação dos veículos, cumprimento dos horários, entre outros. Preenchem relatórios, preparam escalas de operadores, examinam veículos e atendem usuários. Agem na solução de ocorrências. Executam a venda de bilhetes em veículos, estações metropolitanas, ferroviárias e similares e administram valores.

Condições de trabalho

Fiscais e cobradores dos transportes coletivos os fiscais cobradores atuam em empresas de transporte terrestre. São empregados assalariados, com carteira assinada, trabalham em equipe, sob supervisão ocasional e/ou permanente.Trabalham por rodízio de turnos, a céu aberto ou confinados em ambientes fechados e locais subterrâneos. Freqüentemente, estão sujeitos a pressões e ao trabalho em posições desconfortáveis. Em muitas das atividades exercidas, são expostos a altas temperaturas, ruídos e material tóxico.

Exigências do mercado de trabalho

O exercício dos cargos de Fiscais e cobradores dos transportes coletivos requer o ensino fundamental, exceto para o bilheteiro (estações de metrô, trens e assemelhadas) cujo pré- requisito é ensino médio. Todas as ocupações, exceto o cobrador, qualificam-se em cursos profissionalizante acima de quatrocentas horas-aula, geralmente oferecidos pelas próprias empresas.

Funções dos Fiscais e cobradores dos transportes coletivos CBO 5112-15

Fiscais e cobradores dos transportes coletivos devem:

  • agir nas ocorrências;
  • preencher relatórios;
  • demonstrar competências pessoais;
  • atender aos usuários;
  • comunicar-se;
  • examinar veículos;
  • administrar valores;
  • fiscalizar o fluxo de usuários;
  • Atividades dos cargos CBO 5112-15

    Entre as principais atribuições dos Fiscais e cobradores dos transportes coletivos CBO 5112-15 estão as de:

    • fechar os vidros dos veículos;
    • conferir fundo fixo recebido;
    • fiscalizar o acesso de usuários;
    • agir educadamente;
    • comunicar aos passageiros sobre anormalidades no sistema ou percurso;
    • prestar primeiros socorros;
    • apreender bilhetes, passes e crachás falsos;
    • auxiliar embarque e desembarque de usuários deficientes;
    • limpar interior dos veículos;
    • demonstrar iniciativa;
    • demonstrar paciência;
    • demonstrar simpatia;
    • examinar placas itinerárias, vistas e letreiros;
    • atualizar-se;
    • entregar objetos no setor de achados e perdidos;
    • dar provas de criatividade;
    • substituir bilhetes rejeitados;
    • preencher relatório de bordo e ou arrecadação;
    • orientar o motorista nas manobras;
    • preencher relatórios de venda de bilhetes;
    • demonstrar empatia;
    • demonstrar atenção;
    • manter boa apresentação;
    • operar equipamentos (catraca, escada rolante e sala de supervisão operacional);
    • testemunhar em casos de acidentes;
    • conferir quantidade de bilhetes;
    • conferir autenticidade da moeda e ou passe;
    • participar da conferência dos valores depositados;
    • acionar equipamentos para embarque e desembarque de deficientes;
    • conferir a catraca ou torniquete;
    • guardar valores em cofre (sangria);
    • vender bilhetes e passagens;
    • demonstrar autocontrole;
    • transmitir confiança;
    • auxiliar na retirada de usuários do veículo;
    • recolher objetos encontrados;
    • sinalizar ao motorista sobre a entrada e saída de passageiros;
    • demonstrar honestidade;
    • fiscalizar o uso de bilhetes especiais e crachás de passagem livre;
    • orientar passageiros sobre assentos reservados;
    • prestar informações aos passageiros;
    • trabalhar com cautela;
    • prestar contas;
    • examinar condições internas dos veículos;
    • demonstrar discernimento;
    • dar provas de habilidades manual, visual, auditiva e de memorização;
    • preencher relatórios de ocorrências;
    • analisar bilhete rejeitado;
    • demonstrar organização no manuseio de valores;

    Cargos e salários CBO 5112-15 - Fiscais e cobradores dos transportes coletivos

    Salário Trocador

    Trocador: Brasil

    • 19.797
    • Brasil
    • 1.353 - 2.306
    • 42h
    O profissional no cargo de Trocador CBO 5112-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.353 e 2.306 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 19.797 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem)

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Brasil

    • 19.797
    • Brasil
    • 1.353 - 2.306
    • 42h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.353 e 2.306 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 19.797 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem)

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): São Paulo

    • 4.095
    • São Paulo
    • 1.62 - 1.701
    • 42h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em São Paulo, ganha entre 1.62 e 1.701 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 4.095 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Florianópolis

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Florianópolis, SC

    • 23
    • Florianópolis, SC
    • 1.425 - 1.863
    • 38h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Florianópolis - SC, ganha entre 1.425 e 1.863 para uma jornada de trabalho média de 38h semanais de acordo com dados salariais de 23 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Curitiba

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Curitiba, PR

    • 264
    • Curitiba, PR
    • 1.634 - 2.622
    • 36h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Curitiba - PR, ganha entre 1.634 e 2.622 para uma jornada de trabalho média de 36h semanais de acordo com dados salariais de 264 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Vitoria

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Vitoria, ES

    • 177
    • Vitoria, ES
    • 1.101 - 1.445
    • 43h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Vitoria - ES, ganha entre 1.101 e 1.445 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 177 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem)

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Amazonas

    • 726
    • Amazonas
    • 1.235 - 1.296
    • 40h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Amazonas, ganha entre 1.235 e 1.296 para uma jornada de trabalho média de 40h semanais de acordo com dados salariais de 726 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) São Paulo

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): São Paulo, SP

    • 2.488
    • São Paulo, SP
    • 1.639 - 2.202
    • 42h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 1.639 e 2.202 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 2.488 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Feira de Santana

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Feira de Santana, BA

    • 89
    • Feira de Santana, BA
    • 1.316 - 1.807
    • 44h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Feira de Santana - BA, ganha entre 1.316 e 1.807 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 89 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Brasília

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Brasília, DF

    • 719
    • Brasília, DF
    • 1.359 - 1.938
    • 35h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Brasília - DF, ganha entre 1.359 e 1.938 para uma jornada de trabalho média de 35h semanais de acordo com dados salariais de 719 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem)

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Distrito Federal

    • 719
    • Distrito Federal
    • 1.359 - 1.426
    • 35h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Distrito Federal, ganha entre 1.359 e 1.426 para uma jornada de trabalho média de 35h semanais de acordo com dados salariais de 719 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Marabá

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Marabá, PA

    • 35
    • Marabá, PA
    • 1100 - 1.443
    • 44h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Marabá - PA, ganha entre 1100 e 1.443 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 35 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) São José dos Campos

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): São José dos Campos, SP

    • 221
    • São José dos Campos, SP
    • 2.014 - 2.796
    • 44h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em São José dos Campos - SP, ganha entre 2.014 e 2.796 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 221 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Serra

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Serra, ES

    • 278
    • Serra, ES
    • 1.255 - 1.818
    • 44h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Serra - ES, ganha entre 1.255 e 1.818 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 278 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem)

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Rio de Janeiro

    • 863
    • Rio de Janeiro
    • 1.323 - 1.389
    • 42h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Rio de Janeiro, ganha entre 1.323 e 1.389 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 863 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Aracaju

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Aracaju, SE

    • 353
    • Aracaju, SE
    • 1.108 - 1.527
    • 44h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Aracaju - SE, ganha entre 1.108 e 1.527 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 353 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) Blumenau

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Blumenau, SC

    • 93
    • Blumenau, SC
    • 1.534 - 2.029
    • 42h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Blumenau - SC, ganha entre 1.534 e 2.029 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 93 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.
    Salário Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem)

    Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem): Rio Grande do Sul

    • 1.343
    • Rio Grande do Sul
    • 1.457 - 1.530
    • 43h
    O profissional no cargo de Cobrador de Transportes Coletivos (Exceto Trem) CBO 5112-15 trabalhando em Rio Grande do Sul, ganha entre 1.457 e 1.530 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 1.343 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5112-15.