CBO 3425-50 - Agente de proteção de aviação civil - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos técnicos em transportes aéreos

O profissional no cargo de Agente de proteção de aviação civil CBO 3425-50 realiza atividades de proteção da aviação civil, atuando para garantir a segurança de pessoas, instalações e aeronaves, em aeroportos Controla acessos e circulação em áreas determinadas.

Elabora relatórios Preenche despachos e formulários específicos de segurança da aviação civil Cumpre procedimentos e normas regulamentadoras da Aeronáutica, do espaço aéreo nacional, além de normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental.

CBO 3425-50 é o Código Brasileiro da Ocupação de técnicos em transportes aéreos que pertence ao grupo dos técnicos de nível médio em serviços de transportes, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Agente de proteção de aviação civil, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Técnicos em transportes aéreos CBO 3425-50 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 3425-50

  • Técnicos de nível médio.
    • Técnicos em transportes aéreos.
      • Técnicos de nível médio em serviços de transportes.

O que faz um Agente de proteção de aviação civil

O Agente de proteção de aviação civil CBO 3425-50 planeja atividades de proteção da aviação civil contra atos de interferência ilícita – tais como tomada de reféns a bordo de aeronaves ou em aeródromos, introdução de arma, artefato ou material perigoso, com intenções criminosas, a bordo de uma aeronave ou em um aeroporto, comunicação de informação falsa que coloque em risco a segurança de uma aeronave em voo ou no solo - analisando informações sobre movimentação de cargas e pessoas nas instalações do aeroporto Realiza entrevistas de passageiros, observando o seu comportamento.

Faz exame do conteúdo de bagagem de mão, utilizando equipamento de Raios-X ou outro similar, para detecção de materiais perigosos e/ou proibidos.

Diante de qualquer suspeita, efetua busca pessoal, solicitando consentimento do passageiro Inspeciona bagagem da tripulação e examina equipamentos, ferramentas e material transportados pelo pessoal de serviço, antes do embarque na aeronave.

Inspeciona cargas e bagagens despachadas, a serem transportadas em aeronave, usando equipamentos para detecção de armas e objetos que possam ser utilizados contra a aviação civil Confere documentação específica de transporte.

Pode utilizar detectores de traços de explosivos.

Realiza inspeção de segurança de aeronave estacionada, com varredura para detecção de materiais perigosos e/ou proibidos Utiliza patrulha móvel para vistoriar a área operacional do aeroporto.

Faz o controle de acesso às áreas restritas de segurança.

Verifica credencial de pessoas e veículos para acesso às áreas restritas Identifica e recolhe objetos que possam causar danos às aeronaves e passageiros Preenche despachos e formulários específicos de segurança da aviação civil.

Elabora e envia relatórios para órgãos pertinentes.

Funções do cargo

O funcionário CBO 3425-50 deve embarcar passageiros e bagagens, prover segurança de vôos, despachar vôos, demonstrar competências pessoais, realizar inspeção em Áreas restritas de segurança - ars, promover segurança do aeródromo, comunicar-se.

Condições de trabalho dessas profissões

Técnicos em transportes aéreos trabalham na infraero, em órgãos e em empresas de transportes aéreos e afins. São civis e militares da aeronáutica, assalariados, com carteira assinada. Organizam-se em equipe, sob supervisão permanente ou ocasionais. Trabalham em ambiente fechado e a céu aberto. Os horários de trabalho podem ser diurnos, noturnos, irregulares e em rodízio de turnos sendo o trabalho presencial. Há regras especiais para o controlador de voo. Algumas das atividades exercidas estão sujeitas à exposição de ruídos e ao estresse.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 3425-50

O exercício dessas ocupações requer escolaridade mínima de ensino médio mais cursos de especialização que variam de duzentas a mais de quatrocentas horas-aula. Há tendência de aumento de qualificação e parte dela é adquirida no próprio emprego há tendência de rodízio de funções nas empresas aéreas com a configuração de um novo tipo de profissional, polivalente. Para o pleno exercício das atividades, requer-se de três a cinco anos de experiência.

Atividades exercidas por um Agente de proteção de aviação civil CBO 3425-50

Um Agente de proteção de aviação civil (ou sinônimo) deve capacidade de visão sistêmica, solicitar descarte de objetos proibidos e/ou perigosos, capacidade de síntese, verificar funcionamento de equipamentos, identificar objetos que possam causar danos às aeronaves/passageiros, acuidade visual, fornecer informações gerais, iniciativa, registrar ocorrências em ars, elaborar relatórios, acionar orgão competente, aplicar questionário - profile, contornar situações adversas, demonstrar auto-controle, recolher objetos que possam causar danos às aeronaves, atenção focada e difusa, usar epi, acompanhar fechamento das portas da aeronave e/ou porões, solicitar retirada de bagagem de passageiros faltantes, capacidade de liderança, recolher objetos proibidos e/ou perigosos, clareza, realizar controle de rampa, realizar busca pessoal por apalpamento, verificar credencial de funcionários e veículos, objetividade, conferir documentação específica para transporte de objetos atípicos, rapidez de reflexos, testar equipamentos, acompanhar procedimentos de segurança, etiquetar bagagem, solicitar retirada de objetos metálicos, eletrônicos e pessoais, trabalhar em equipe, acompanhar equipes de provisão e serviço de bordo, comunicar a administração sobre presença de objetos abandonados, capacidade de assumir responsabilidades, adotar nível de segurança, participar de reuniões, solicitar isolamento de áreas, preencher despachos e formulários avsec, capacidade sensorial, inspecionar funcionários e veículos, resolução de problemas, capacidade de percepção situacional, organização, observar comportamento de passageiros, solicitar consentimento de passageiros para busca pessoal, notificar a administração sobre focos de incêndio e invasão no aeródromo, aplicar procedimentos segundo ppaa, capacidade de cumprir normas e regras, operar equipamentos, controlar acesso e circulação em áreas restritas, capacidade de observação, falar em público.

Cargos e salários CBO 3425-50 - Técnicos em transportes aéreos

Salário Agente de Proteção de Aviação Civil

Agente de Proteção de Aviação Civil: Brasil

  • 4.940
  • Brasil
  • 1.895 - 2.913
  • 40h
O profissional no cargo de Agente de Proteção de Aviação Civil CBO 3425-50 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.895 e 2.913 para uma jornada de trabalho média de 40h semanais de acordo com dados salariais de 4.940 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3425-50.
Salário Agente de Proteção de Aviação Civil Porto Alegre

Agente de Proteção de Aviação Civil: Porto Alegre, RS

  • 3
  • Porto Alegre, RS
  • 1.611 - 2.058
  • 36h
O profissional no cargo de Agente de Proteção de Aviação Civil CBO 3425-50 trabalhando em Porto Alegre - RS, ganha entre 1.611 e 2.058 para uma jornada de trabalho média de 36h semanais de acordo com dados salariais de 3 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3425-50.
Salário Agente de Proteção de Aviação Civil Rio de Janeiro

Agente de Proteção de Aviação Civil: Rio de Janeiro, RJ

  • 57
  • Rio de Janeiro, RJ
  • 1.899 - 2.659
  • 37h
O profissional no cargo de Agente de Proteção de Aviação Civil CBO 3425-50 trabalhando em Rio de Janeiro - RJ, ganha entre 1.899 e 2.659 para uma jornada de trabalho média de 37h semanais de acordo com dados salariais de 57 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3425-50.
Salário Agente de Proteção de Aviação Civil Fortaleza

Agente de Proteção de Aviação Civil: Fortaleza, CE

  • 1
  • Fortaleza, CE
  • 1.238 - 0
  • 24h
O profissional no cargo de Agente de Proteção de Aviação Civil CBO 3425-50 trabalhando em Fortaleza - CE, ganha entre 1.238 e 0 para uma jornada de trabalho média de 24h semanais de acordo com dados salariais de 1 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3425-50.
Salário Agente de Proteção de Aviação Civil

Agente de Proteção de Aviação Civil: Rio de Janeiro

  • 65
  • Rio de Janeiro
  • 1.878 - 2.627
  • 38h
O profissional no cargo de Agente de Proteção de Aviação Civil CBO 3425-50 trabalhando em Rio de Janeiro, ganha entre 1.878 e 2.627 para uma jornada de trabalho média de 38h semanais de acordo com dados salariais de 65 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3425-50.
Salário Agente de Proteção de Aviação Civil Ananindeua

Agente de Proteção de Aviação Civil: Ananindeua, PA

  • 524
  • Ananindeua, PA
  • 2.073 - 2.773
  • 41h
O profissional no cargo de Agente de Proteção de Aviação Civil CBO 3425-50 trabalhando em Ananindeua - PA, ganha entre 2.073 e 2.773 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 524 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3425-50.
Salário Agente de Proteção de Aviação Civil

Agente de Proteção de Aviação Civil: Distrito Federal

  • 707
  • Distrito Federal
  • 1.811 - 2.424
  • 41h
O profissional no cargo de Agente de Proteção de Aviação Civil CBO 3425-50 trabalhando em Distrito Federal, ganha entre 1.811 e 2.424 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 707 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3425-50.
Salário Agente de Proteção de Aviação Civil Belém

Agente de Proteção de Aviação Civil: Belém, PA

  • 660
  • Belém, PA
  • 1.819 - 2.408
  • 39h
O profissional no cargo de Agente de Proteção de Aviação Civil CBO 3425-50 trabalhando em Belém - PA, ganha entre 1.819 e 2.408 para uma jornada de trabalho média de 39h semanais de acordo com dados salariais de 660 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3425-50.
Salário Agente de Proteção de Aviação Civil

Agente de Proteção de Aviação Civil: São Paulo

  • 924
  • São Paulo
  • 1.893 - 2.680
  • 40h
O profissional no cargo de Agente de Proteção de Aviação Civil CBO 3425-50 trabalhando em São Paulo, ganha entre 1.893 e 2.680 para uma jornada de trabalho média de 40h semanais de acordo com dados salariais de 924 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3425-50.
Salário Agente de Proteção de Aviação Civil Guarulhos

Agente de Proteção de Aviação Civil: Guarulhos, SP

  • 269
  • Guarulhos, SP
  • 1.951 - 2.823
  • 37h
O profissional no cargo de Agente de Proteção de Aviação Civil CBO 3425-50 trabalhando em Guarulhos - SP, ganha entre 1.951 e 2.823 para uma jornada de trabalho média de 37h semanais de acordo com dados salariais de 269 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3425-50.
Salário Agente de Proteção de Aviação Civil São Paulo

Agente de Proteção de Aviação Civil: São Paulo, SP

  • 181
  • São Paulo, SP
  • 1.930 - 2.841
  • 38h
O profissional no cargo de Agente de Proteção de Aviação Civil CBO 3425-50 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 1.930 e 2.841 para uma jornada de trabalho média de 38h semanais de acordo com dados salariais de 181 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3425-50.
Salário Agente de Proteção de Aviação Civil Brasília

Agente de Proteção de Aviação Civil: Brasília, DF

  • 707
  • Brasília, DF
  • 1.811 - 2.424
  • 41h
O profissional no cargo de Agente de Proteção de Aviação Civil CBO 3425-50 trabalhando em Brasília - DF, ganha entre 1.811 e 2.424 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 707 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3425-50.