CBO 2146-05 - Engenheiros metalurgistas, de materiais - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 2146-05 é o Código Brasileiro da Ocupação de engenheiros metalurgistas, de materiais que pertence ao grupo dos profissionais das ciências exatas, físicas e da engenharia, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Engenheiros metalurgistas, de materiais CBO 2146-05 em todos os estados e cidades do Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2146-05

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Engenheiros metalurgistas, de materiais.
      • Profissionais das ciências exatas, físicas e da engenharia.

Funções

elaborar documentação técnica, projetar estruturas, propriedades e processos de materiais, assessorar processo de transformação de matérias-primas em produtos, desenvolver produtos, processos e aplicações, gerenciar qualidade de matérias-primas, produtos e serviços, prestar suporte técnico, demonstrar competências pessoais.

Atividades

assessorar processos de transformação poliméricos, detectar não conformidades, especificar máquinas, equipamentos e materiais para produção, supervisionar construção, montagem e operação de equipamentos, elaborar procedimentos técnicos e operacionais, corrigir variações no processo, desenvolver estudos de viabilidade técnica e econômica, planejar testes e experimentos, demonstrar capacidade de negociação, avaliar necessidades do cliente, assessorar beneficiamento de matérias primas e materiais, emitir certificado da qualidade do produto e serviços, demonstrar acuidade visual, emitir relatório técnico, analisar viabilidade de aproveitamento de resíduos, analisar resultados de testes e experimentos, desenvolver novos materiais, demonstrar capacidade de análise, assessorar compras de matérias-primas e insumos, interpretar padrões, normas e especificações, estabelecer parâmetros do processo, caracterizar produto, processos e aplicações, preparar material didático, produzir artigos técnicos, assessorar processos de transformação de materiais compósitos, participar na elaboração de contratos, avaliar desempenho e resultados da qualidade, classificar produtos não conformes, emitir laudo técnico, propor medidas para minimização de não conformidades, demonstrar proatividade, selecionar fornecedores de materiais e de serviços, auxiliar na elaboração do relatório de meio ambiente, demonstrar liderança, analisar estrutura e propriedade de materiais, prestar consultoria técnica, assessorar processos de transformação metalúrgicos, monitorar risco ambiental de matérias-primas, produtos e processos, detectar novos negócios e oportunidades, tratar reclamações técnicas do cliente, demonstrar capacidade de adaptação, supervisionar testes e experimentos, criar padrões, normas e especificações internas, ministrar capacitação, selecionar matérias-primas e materiais, assessorar processos de transformação cerâmicos, selecionar processos, demonstrar capacidade de observar detalhes, demonstrar capacidade de trabalhar em equipe, orientar fornecedores para adequação de matéria-prima, demonstrar capacidade de raciocínio dedutivo, demonstrar capacidade de raciocínio lógico, realizar auditorias em sistemas da qualidade, propor soluções e melhorias técnicas, assessorar extração de matérias-primas, determinar objetivos e/ou metas da qualidade, aprovar qualidade de produtos e serviços, analisar a concorrência, acompanhar utilização do produto pelo cliente.

Cargos e salários CBO 2146-05 - Engenheiros metalurgistas, de materiais

Salário Engenheiro de Materiais

Engenheiro de Materiais: Brasil

  • 331
  • Brasil
  • 10.287 - 20.062
  • 42h
O profissional no cargo de Engenheiro de Materiais CBO 2146-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 10.287 e 20.062 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 331 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2146-05.
Salário Engenheiro de Materiais (cerâmica)

Engenheiro de Materiais (cerâmica): Brasil

  • 331
  • Brasil
  • 10.287 - 20.062
  • 42h
O profissional no cargo de Engenheiro de Materiais (cerâmica) CBO 2146-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 10.287 e 20.062 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 331 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2146-05.
Salário Engenheiro de Materiais (metais)

Engenheiro de Materiais (metais): Brasil

  • 331
  • Brasil
  • 10.287 - 20.062
  • 42h
O profissional no cargo de Engenheiro de Materiais (metais) CBO 2146-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 10.287 e 20.062 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 331 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2146-05.
Salário Engenheiro de Materiais (polímeros)

Engenheiro de Materiais (polímeros): Brasil

  • 331
  • Brasil
  • 10.287 - 20.062
  • 42h
O profissional no cargo de Engenheiro de Materiais (polímeros) CBO 2146-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 10.287 e 20.062 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 331 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2146-05.