CBO 9513-15 - Monitor de sistemas eletrônicos de segurança interno - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos instaladores e mantenedores de sistemas eletroeletrônicos de segurança

O profissional no cargo de Monitor de sistemas eletrônicos de segurança interno CBO 9513-15 monitora sistemas eletrônicos de segurança, respondendo aos eventos de alarmes com acionamento de monitoramento externo e de órgãos competentes, com análise e identificação de defeitos nos sistemas ou com outras ações adequadas para solucionar os problemas identificados Prepara-se para o trabalho analisando programas, procedimentos e práticas, capazes de garantir ou orientar resposta a eventos de alarmes recebidos na central de monitoramento.

Mantém-se atualizado sobre novos produtos e desenvolvimentos na área Elabora documentação técnica relacionada aos serviços Cumpre legislação, normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental.

CBO 9513-15 é o Código Brasileiro da Ocupação de instaladores e mantenedores de sistemas eletroeletrônicos de segurança que pertence ao grupo dos polimantenedores, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Monitor de sistemas eletrônicos de segurança interno, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Instaladores e mantenedores de sistemas eletroeletrônicos de segurança CBO 9513-15 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 9513-15

  • Trabalhadores em serviços de reparação e manutenção.
    • Instaladores e mantenedores de sistemas eletroeletrônicos de segurança.
      • Polimantenedores.

O que faz um Monitor de sistemas eletrônicos de segurança interno

O Monitor de sistemas eletrônicos de segurança interno CBO 9513-15 prepara-se para monitorar sistemas eletrônicos de segurança analisando programas, procedimentos ou práticas de segurança – com base em sistemas eletrônicos, capazes de garantir ou orientar resposta a eventos de alarmes recebidos na central de monitoramento Checa equipamentos e sistemas da central de monitoramento – tais como GPRS-Serviços Gerais de Pacote por Rádio (General Packet Radio Services), receptores e outros aparelhos de telefonia – e analisa imagens e eventos recebidos do sistema.

Aplica escala de prioridades.

Checa histórico dos eventos recebidos da central de alarme monitorada Aciona monitor externo, em função dos eventos recebidos e seguindo a escala de prioridades.

Identifica o problema após verificação do monitor externo Aciona órgãos competentes – tais como Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), dentre outros, tendo em vista o problema identificado.

Entra em contato com cliente ou responsável da instalação, orientando-o na identificação e na resolução de problemas.

Encaminha ocorrências ao setor responsável Em função dos eventos de alarmes recebidos, inspeciona o sistema de segurança, para analisar “status” ou condições momentâneas do sistema.

Identifica - valendo-se dos equipamentos disponíveis na central de monitoramento – os defeitos nos sistemas eletroeletrônicos de segurança e suas causas, para providenciar a manutenção corretiva do sistema.

Confirma testes de funcionamento dos sistemas com a equipe técnica, para ativar os sistemas eletroeletrônicos de segurança Agenda ordens de serviço – de instalação ou de manutenção de sistemas eletroeletrônicos de segurança, objetivando o planejamento desses serviços, tendo em conta dados e informações do processo de monitoramento remoto ou de acordo com as demandas de serviço Mantém-se atualizado sobre novos produtos e desenvolvimentos na área de segurança eletrônica, buscando informações com fornecedores, assistindo a programas de treinamento ou participando de eventos de divulgação tecnológica.

Acompanha o processo de inovação por meio de publicações técnicas especializadas, em diversos tipos de mídias Pode sugerir melhorias nos sistemas ou procedimentos de segurança, com base nos dados e históricos do processo de monitoramento remoto Elabora documentação técnica, abrindo ordens de serviço, aplicando lista de verificação (“checklist”) em troca de plantão e gerando relatórios operacionais.

Elabora registros de ocorrências, tais como falhas e acidentes Salva – em arquivos eletrônicos – imagens recebidas dos sistemas de segurança.

Colabora na preparação de documentação para relatos de casos ou processos judiciais Atualiza cadastro de clientes Organiza o local de trabalho, dispondo os aparelhos e equipamentos em posições de fácil acesso e visualização.

Mantém em boas condições de uso os materiais e os recursos de trabalho Solicita manutenção ou substituição de aparelhos e equipamentos, sempre que necessário Trabalha com segurança, obedecendo a normas de higiene e segurança no trabalho e utilizando Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC).

.

Funções do cargo

O funcionário CBO 9513-15 deve demonstrar competências pessoais, inspecionar instalações dos sistemas eletroeletrônicos de segurança, elaborar documentos, monitorar sistemas eletrônicos de segurança, realizar manutenções corretiva e preventiva dos sistemas eletroeletrônicos de segurança, planejar serviços de instalação e manutenção de sistemas eletroeletrônicos de segurança, ativar sistemas eletroeletrônicos de segurança.

Condições de trabalho dessas profissões

Instaladores e mantenedores de sistemas eletroeletrônicos de segurança os instaladores de sistemas trabalham como empregados com carteira assinada, com supervisão permanente de profissionais de nível técnico. Os mantenedores de sistemas são autônomos e trabalham por conta própria, com supervisão ocasional de profissionais de nível superior. Os monitores são empregados com carteira assinada e trabalham com supervisão ocasional. Todos estão organizados em equipe e atuam em locais fechados, com exceção dos monitores externos que exercem suas funções em ambiente a céu aberto e em veículos. Os instaladores trabalham no período diurno, os mantenedores em horários irregulares, já os monitores trabalham em rodízio de turnos. Trabalham em grandes alturas ou em locais subterrâneos, sob pressão, levando à situação de stress constante, permanecem em posições desconfortáveis e expostos a áreas insalubres.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 9513-15

Para o exercício da ocupação de instalador de sistemas eletroeletrônicos de segurança requer-se ensino fundamental concluído e curso profissionalizante com aproximadamente duzentas horas-aula. Já os mantenedores desses sistemas devem ter ensino médio concluído e curso técnico em eletricidade e eletrônica. Para essas duas ocupações, o pleno desempenho das atividades ocorre entre um e dois anos de experiência profissional. Ao monitor de sistemas eletrônicos de segurança externo é exigido o ensino fundamental completo para o monitor de sistemas eletrônicos de segurança interno, requer-se ensino médio completo. Nenhuma experiência profissional é exigida para essas duas ocupações.

Atividades exercidas por um Monitor de sistemas eletrônicos de segurança interno CBO 9513-15

Um Monitor de sistemas eletrônicos de segurança interno (ou sinônimo) deve demonstrar perspicácia, analisar status de sistemas de segurança através dos eventos de alarmes recebidos, demonstrar capacidade de comunicação verbal, demonstrar destreza, aplicar check list de troca de plantão, encaminhar ocorrências ao setor responsável, identificar problema após verificação do monitor externo, agendar ordem de serviço - instalação e manutenção, acionar monitor externo, registrar ocorrências - falhas, acidentes etc., aplicar escala de prioridades, analisar eventos de alarmes recebidos, identificar defeitos e causas, acionar orgãos competentes - polícia militar, samu e bombeiros, demonstrar capacidade de observação, analisar imagens recebidas, orientar cliente/usuário na identificação e resolução de problemas, salvar imagens recebidas, demonstrar iniciativa, abrir ordem de serviços, demonstrar atenção, demonstrar capacidade de contornar situações adversas, atualizar cadastro do cliente, demonstrar autocontrole, entrar em contato com cliente ou responsável, demonstrar diligência, confirmar testes de funcionamento dos sistemas com a equipe técnica, gerar relatórios operacionais, checar equipamentos e sistemas da central de monitoramento - gprs, receptoras e aparelhos de telefonia, checar histórico dos eventos recebidos da central de alarme monitorada.

Cargos e salários CBO 9513-15 - Instaladores e mantenedores de sistemas eletroeletrônicos de segurança

Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: Brasil

  • 23.362
  • Brasil
  • 1.670 - 2.720
  • 42h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.670 e 2.720 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 23.362 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor Interno de Alarmes

Monitor Interno de Alarmes: Brasil

  • 23.362
  • Brasil
  • 1.670 - 2.720
  • 42h
O profissional no cargo de Monitor Interno de Alarmes CBO 9513-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.670 e 2.720 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 23.362 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno São Paulo

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: São Paulo, SP

  • 5.458
  • São Paulo, SP
  • 1.818 - 2.789
  • 43h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 1.818 e 2.789 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 5.458 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: Paraná

  • 2.717
  • Paraná
  • 1.593 - 2.355
  • 42h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em Paraná, ganha entre 1.593 e 2.355 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 2.717 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno Brasília

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: Brasília, DF

  • 163
  • Brasília, DF
  • 1.561 - 2.388
  • 42h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em Brasília - DF, ganha entre 1.561 e 2.388 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 163 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: São Paulo

  • 10.512
  • São Paulo
  • 1.808 - 2.704
  • 43h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em São Paulo, ganha entre 1.808 e 2.704 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 10.512 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno Fortaleza

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: Fortaleza, CE

  • 252
  • Fortaleza, CE
  • 1.607 - 2.154
  • 42h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em Fortaleza - CE, ganha entre 1.607 e 2.154 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 252 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno São José dos Campos

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: São José dos Campos, SP

  • 280
  • São José dos Campos, SP
  • 1.653 - 2.256
  • 43h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em São José dos Campos - SP, ganha entre 1.653 e 2.256 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 280 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: Minas Gerais

  • 1.640
  • Minas Gerais
  • 1.488 - 2.124
  • 42h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em Minas Gerais, ganha entre 1.488 e 2.124 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 1.640 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno Recife

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: Recife, PE

  • 447
  • Recife, PE
  • 1.698 - 2.502
  • 40h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em Recife - PE, ganha entre 1.698 e 2.502 para uma jornada de trabalho média de 40h semanais de acordo com dados salariais de 447 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno Porto Alegre

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: Porto Alegre, RS

  • 362
  • Porto Alegre, RS
  • 1.623 - 2.171
  • 42h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em Porto Alegre - RS, ganha entre 1.623 e 2.171 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 362 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: Rio Grande do Sul

  • 988
  • Rio Grande do Sul
  • 1.638 - 2.235
  • 43h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em Rio Grande do Sul, ganha entre 1.638 e 2.235 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 988 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno Belo Horizonte

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: Belo Horizonte, MG

  • 227
  • Belo Horizonte, MG
  • 1.589 - 2.446
  • 42h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em Belo Horizonte - MG, ganha entre 1.589 e 2.446 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 227 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno Goiânia

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: Goiânia, GO

  • 865
  • Goiânia, GO
  • 1.471 - 2.121
  • 40h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em Goiânia - GO, ganha entre 1.471 e 2.121 para uma jornada de trabalho média de 40h semanais de acordo com dados salariais de 865 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: Santa Catarina

  • 762
  • Santa Catarina
  • 1.681 - 2.400
  • 43h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em Santa Catarina, ganha entre 1.681 e 2.400 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 762 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno Belém

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: Belém, PA

  • 161
  • Belém, PA
  • 1.531 - 2.059
  • 43h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em Belém - PA, ganha entre 1.531 e 2.059 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 161 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: Goiás

  • 1.158
  • Goiás
  • 1.454 - 2.075
  • 41h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em Goiás, ganha entre 1.454 e 2.075 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 1.158 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.
Salário Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno Natal

Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno: Natal, RN

  • 177
  • Natal, RN
  • 1.662 - 2.631
  • 43h
O profissional no cargo de Monitor de Sistemas Eletrônicos de Segurança Interno CBO 9513-15 trabalhando em Natal - RN, ganha entre 1.662 e 2.631 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 177 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 9513-15.