CBO 8625-15 - Operadores de instalações de refrigeração e ar-condicionado - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 8625-15 é o Código Brasileiro da Ocupação de operadores de instalações de refrigeração e ar-condicionado que pertence ao grupo dos operadores de utilidades, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Operadores de instalações de refrigeração e ar-condicionado CBO 8625-15 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 8625-15

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Operadores de produção, captação, tratamento e distribuição (energia, água e utilidades).
      • Operadores de utilidades.
        • Operadores de instalações de refrigeração e ar-condicionado.

Descrição dos cargos da categoria Operadores de instalações de refrigeração e ar-condicionado

Os Operadores de instalações de refrigeração e ar-condicionado CBO 8625-15 operam sistemas de ar - condicionado, acionando motores, ventiladores, chillers para resfriamento de líquidos, fancoil para climatização de ambientes, dispositivos de controle pneumático e eletroeletrônico e condicionadores de ar. Operam sistemas de refrigeração convencional e de refrigeração com amônia. Controlam o funcionamento dos sistemas de refrigeração e ar - condicionado e realizam manutenção preventiva básica nesses sistemas. Utilizam equipamentos de comunicação, registram ocorrências operacionais e preenchem relatórios de rotina. Trabalham em conformidade a normas e procedimentos técnicos e de qualidade, segurança, higiene, saúde e preservação ambiental.

Condições de trabalho

Operadores de instalações de refrigeração e ar-condicionado atuam na extração de petróleo e serviços correlatos, na fabricação de produtos alimentícios e de bebidas, produtos químicos e nos serviços de saúde como empregados com carteira assinada. O trabalho é realizado de forma individual, sob supervisão ocasional, em ambiente fechado e no sistema de rodízio de turnos (diurno/noturno). Trabalham sob pressão, o que pode levá-los a situação de estresse e em posições desconfortáveis durante longos períodos. Podem atuar em grandes alturas, em ambiente subterrâneo ou confinado e permanecer expostos a materiais tóxicos, ruído intenso e altas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho

Para o exercício dessas ocupações requer-se ensino fundamental concluído e curso básico de qualificação profissional com até duzentas horas-aula. O pleno desempenho das atividades ocorre entre um e dois anos de experiência profissional.

Funções dos Operadores de instalações de refrigeração e ar-condicionado CBO 8625-15

Operadores de instalações de refrigeração e ar-condicionado devem:

  • comunicar-se;
  • operar sistemas de refrigeração com amônia;
  • controlar o funcionamento dos sistemas de refrigeração e ar condicionado;
  • operar sistemas de ar condicionado;
  • realizar serviços seguindo normas de segurança e meio ambiente;
  • demonstrar competências pessoais;
  • realizar manutenção preventiva básica nos sistemas de refrigeração e ar condicionado;
  • Atividades dos cargos CBO 8625-15

    Entre as principais atribuições dos Operadores de instalações de refrigeração e ar-condicionado CBO 8625-15 estão as de:

    • completar o nível de óleo da eletrobomba e dos compressores;
    • conferir tensão e corrente nos painéis elétricos;
    • evidenciar atenção concentrada;
    • preencher relatório de rotina operacional;
    • verificar concentração de anticongelante;
    • manobrar registro para by pass (reparo de parte do sistema e seleção de equipamento);
    • demostrar controle emocional;
    • acionar fancoil para climatização do ambiente;
    • localizar vazamento de amônia;
    • acionar motores, ventiladores e correlatos manualmente ou por computador;
    • monitorar visualmente ou por instrumentos parâmetros operacionais;
    • isolar o local do vazamento de amônia (na instalação e no ambiente);
    • manifestar flexibilidade;
    • zelar pelo equipamento de segurança individual;
    • ler as ocorrências do sistema do turno anterior;
    • evidenciar capacidade de comunicação verbal e escrita;
    • substituir gaxeta do registro do sistema de amônia;
    • acionar condicionadores de ar individual ou self contained;
    • acionar dispositivos de controle (pneumático, eletroeletrônico e outros);
    • demonstrar organização;
    • manifestar sociabilidade;
    • dar provas de acuidade auditiva e visual;
    • acionar equipe de manutenção corretiva;
    • sinalizar riscos operacionais e paradas dos equipamentos;
    • utilizar equipamentos (telefone, rádio etc.) de comunicação;
    • prestar atendimento de primeiros socorros;
    • verificar manualmente o nível de água, óleo e gás refrigerante;
    • acionar chiller para resfriamento de líquido (água gelada);
    • registrar ocorrências operacionais dos sistemas;
    • demonstrar raciocínio lógico;
    • completar manualmente o nível de água gelada e condensação;
    • lubrificar os equipamentos;
    • fornecer dados para elaboração do mapa de risco;
    • participar da brigada de incêndio (desligando o sistema de refrigeração e ar condicionado);
    • conferir parâmetros operacionais (vazões, temperatura e outros);
    • evidenciar iniciativa;
    • substituir filtros;
    • identificar não conformidade operacional dos sistemas de refrigeração e ar condicionado;
    • regular temperaturas dos ambientes condicionados;
    • manobrar equipamentos para manutenção (corretiva ou preventiva);
    • cumprir procedimentos de serviço;
    • orientar usuário quanto a utilização do equipamento de ar condicionado;
    • liberar amônia do reservatório para os evaporadores;
    • limpar externamente os equipamentos;
    • utilizar os equipamentos de segurança individual;
    • verificar visualmente ou por instrumentos, vazamento de gás refrigerante e óleo, evitando a poluição;
    • identificar vazamento de amônia;

    Cargos e salários CBO 8625-15 - Operadores de instalações de refrigeração e ar-condicionado

    Salário Operador de Instalação de Ar-Condicionado

    Operador de Instalação de Ar-Condicionado: Brasil

    • 1.853
    • Brasil
    • 1.537 - 2.707
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Instalação de Ar-Condicionado CBO 8625-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.537 e 2.707 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 1.853 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8625-15.
    Salário Operador de Sistema de Climatização

    Operador de Sistema de Climatização: Brasil

    • 1.853
    • Brasil
    • 1.537 - 2.707
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Sistema de Climatização CBO 8625-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.537 e 2.707 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 1.853 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8625-15.
    Salário Operador de Instalação de Ar-Condicionado

    Operador de Instalação de Ar-Condicionado: São Paulo

    • 742
    • São Paulo
    • 1.647 - 1.729
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Instalação de Ar-Condicionado CBO 8625-15 trabalhando em São Paulo, ganha entre 1.647 e 1.729 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 742 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8625-15.
    Salário Operador de Sistema de Climatização

    Operador de Sistema de Climatização: São Paulo

    • 742
    • São Paulo
    • 1.647 - 1.729
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Sistema de Climatização CBO 8625-15 trabalhando em São Paulo, ganha entre 1.647 e 1.729 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 742 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8625-15.