CBO 8413-15 - Trabalhadores na fabricação e refino de açúcar - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 8413-15 é o Código Brasileiro da Ocupação de trabalhadores na fabricação e refino de açúcar que pertence ao grupo dos operadores de equipamentos na preparação de alimentos e bebidas, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Trabalhadores na fabricação e refino de açúcar CBO 8413-15 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 8413-15

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Trabalhadores da fabricação de alimentos, bebidas e fumo.
      • Operadores de equipamentos na preparação de alimentos e bebidas.
        • Trabalhadores na fabricação e refino de açúcar.

Descrição dos cargos da categoria Trabalhadores na fabricação e refino de açúcar

Os Trabalhadores na fabricação e refino de açúcar CBO 8413-15 operam moendas e tratam o caldo para fabricação do açúcar, utilizando processos de decantação. Concentram o caldo para fabricação do açúcar, cristalizam, centrifugam e preparam o açúcar para embalagem. Tratam o licor do açúcar, medindo a dosagem de produtos químicos, clarificando e filtrando. Mantêm máquinas e equipamentos em funcionamento, identificando falhas, realizando pequenos consertos e auxiliando na manutenção programada. Trabalham em conformidade a normas e procedimentos técnicos e de qualidade, segurança, higiene, saúde e preservação ambiental.

Condições de trabalho

Trabalhadores na fabricação e refino de açúcar atuam na fabricação de produtos alimentícios, de bebidas e de álcool como empregados com carteira assinada. Organizam-se em equipe, sob supervisão permanente, em ambiente fechado e no sistema de rodízio de turnos (diurno/noturno). No desenvolvimento de algumas atividades podem permanecer expostos à ação de materiais tóxicos, ruído intenso e altas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho

Para o exercício dessas ocupações requer-se prática profissional no posto de trabalho. O pleno desempenho das atividades ocorre com a experiência profissional ao longo do tempo, dependendo da ocupação exercida: para o operado de tratamento da calda, até dois anos de atuação na refinação do açúcar para os operadores de equipamentos e de cristalização, entre três e quatro anos de prática na refinação do açúcar para o operador de moenda, entre quatro e cinco anos de experiência na fabricação do açúcar.

Funções dos Trabalhadores na fabricação e refino de açúcar CBO 8413-15

Trabalhadores na fabricação e refino de açúcar devem:

  • operar a moenda;
  • manter máquinas e equipamentos em funcionamento;
  • demonstrar competências pessoais;
  • Atividades dos cargos CBO 8413-15

    Entre as principais atribuições dos Trabalhadores na fabricação e refino de açúcar CBO 8413-15 estão as de:

    • identificar falhas no funcionamento das máquinas e equipamentos;
    • solicitar o conserto de máquinas e equipamentos;
    • obedecer normas da empresa;
    • controlar a velocidade da esteira transportadora com cana-de-açúcar desfibrada;
    • interpretar dados técnicos;
    • auxiliar na manutenção programada;
    • manter-se atualizado tecnicamente;
    • consultar informações de controle laboratorial para a operação da moenda;
    • monitorar a pressão hidráulica;
    • demonstrar iniciativa para o trabalho;
    • conservar máquinas e equipamentos;
    • realizar pequenos consertos;
    • registrar as ocorrências;
    • realizar pequenas lubrificações;
    • regular a vazão de água de embebição ao bagaço;
    • monitorar a temperatura dos mancais;
    • comunicar-se com facilidade;
    • acionar a moenda;
    • cumprir e fazer cumprir as normas de segurança;
    • trabalhar em equipe;
    • demonstrar criatividade;
    • acompanhar a rotação da moenda;

    Cargos e salários CBO 8413-15 - Trabalhadores na fabricação e refino de açúcar

    Salário Operador de Moenda na Fabricação de Açúcar

    Operador de Moenda na Fabricação de Açúcar: Brasil

    • 1.438
    • Brasil
    • 1.637 - 3.183
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Moenda na Fabricação de Açúcar CBO 8413-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.637 e 3.183 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 1.438 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8413-15.
    Salário Operador de Secador na Fabricação de Açúcar

    Operador de Secador na Fabricação de Açúcar: Brasil

    • 1.438
    • Brasil
    • 1.637 - 3.183
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Secador na Fabricação de Açúcar CBO 8413-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.637 e 3.183 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 1.438 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8413-15.
    Salário Parozeiro

    Parozeiro: Brasil

    • 1.438
    • Brasil
    • 1.637 - 3.183
    • 44h
    O profissional no cargo de Parozeiro CBO 8413-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.637 e 3.183 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 1.438 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8413-15.