CBO 8116-25 - Operador de exaustor (coqueria) - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos operadores de equipamentos de coqueificação

O profissional no cargo de Operador de exaustor (coqueria) CBO 8116-25 opera o sistema de exaustão no processo de coqueificação, acionando mecanismos de exaustores, resfriadores e bombas e regulando processamento por meio de painel de controle, para realizar captação, separação e circulação de gases, do licor amoniacal e do alcatrão Prepara o uso do sistema de exaustão, testando e ajustando mecanismos.

Controla o processo de exaustão, registrando os valores indicados nos medidores e operando os dispositivos regularizadores Cumpre normas técnicas, normas de qualidade e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de prevenção contra incêndios e de preservação ambiental

CBO 8116-25 é o Código Brasileiro da Ocupação de operadores de equipamentos de coqueificação que pertence ao grupo dos trabalhadores em indústrias de processos contínuos e outras indústrias, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Operador de exaustor (coqueria), atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Operadores de equipamentos de coqueificação CBO 8116-25 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 8116-25

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Operadores de equipamentos de coqueificação.
      • Trabalhadores em indústrias de processos contínuos e outras indústrias.

O que faz um Operador de exaustor (coqueria)

O Operador de exaustor (coqueria) CBO 8116-25 prepara o uso do sistema de exaustão, testando e ajustando os mecanismos de exaustores, bombas e resfriadores, a fim de prepará-los para serem operados no processo de coqueificação Opera os equipamentos de exaustão, acionando seus dispositivos de comando, adicionando ou retirando água de resfriadores, e controlando temperatura em painel de controle, para realização dos tratamentos primários nos subprodutos do processo de coqueificação.

Realiza a operação do sistema de sucção do gás produzido pelos fornos de coque, controlando a sucção e resfriando o gás nos tubos de ascensão e resfriadores primários.

Opera equipamentos para captação e circulação - pelo sistema de distribuição - do licor de amônia e de alcatrão Controla a separação de alcatrão e de licor amoniacal, manipulando as válvulas apropriadas para assegurar que o processo no tanque de decantação ocorra de forma adequada.

Atua no processo de limpeza do COG-Gás de Coqueria, usando precipitadores eletrostáticos para retirar as partículas de alcatrão que ainda estão em suspensão no interior da massa do gás Controla o processo de exaustão, registrando os valores indicados nos medidores e operando os dispositivos regularizadores, para manter as condições de operação nos limites prefixados.

Monitora o funcionamento dos equipamentos, comunicando avarias e requisitando serviços de manutenção.

Cumpre a política ambiental da empresa, usando sistemas de controle de emissões atmosféricas, como o constituído de filtro de mangas Trabalha de acordo com as normas de segurança e saúde ocupacional, utilizando os equipamentos de proteção individual apropriados para cada atividade e prevenindo acidentes.

Identifica situações de risco, auxiliando na proposição de medidas preventivas ou mitigadoras.

Combate princípios de incêndio Presta primeiros socorros.

Funções do cargo

O funcionário CBO 8116-25 deve realizar tratamentos primários nos subprodutos do carvão, controlar o processo de coqueificação, preparar o processo de coqueificação, processar os subprodutos da coqueificação, demonstrar competências pessoais, desenfornar o coque.

Condições de trabalho dessas profissões

Operadores de equipamentos de coqueificação atuam na fabricação de coque, refino de petróleo, fabricação de combustíveis, álcool e produtos químicos como empregados com carteira assinada. Trabalham em equipe sob supervisão ocasional, em ambientes fechados, a céu aberto ou em veículos. Atuam no sistema de rodízio de turnos (diurno/noturno) ou em horários irregulares. Em algumas atividades permanecem durante longos períodos em posições desconfortáveis, trabalham em grandes alturas, em ambiente subterrâneo ou confinado. Podem, ainda, permanecer expostos à ação de materiais tóxicos, ruído intenso e altas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 8116-25

Para o exercício dessas ocupações requer-se ensino médio concluído. A qualificação profissional ocorre com a experiência prática no próprio local de trabalho e o pleno desempenho das atividades é alcançado entre um e dois anos de experiência profissional.

Atividades exercidas por um Operador de exaustor (coqueria) CBO 8116-25

Um Operador de exaustor (coqueria) (ou sinônimo) deve fragmentar o coque de petróleo, acionar equipamento de transferência de produtos, separar, por decantação, alcatrão e licor de amônia, estar atento às condições de uso das máquinas, equipamentos e instalações, comunicar-se de maneira clara e objetiva, abastecer a máquina enfornadora, retirar alcatrão do gás, efetuar a limpeza do gás, realizar correções no processo, coletar amostras, destilar produtos químicos, operar a sucção de gás produzido pelos fornos de coque, trabalhar em equipe, aperfeiçoar-se profissionalmente, suportar altas temperaturas, acompanhar o resultado da análise, trabalhar com concentração, usar corretamente equipamentos de proteção individual e coletiva - epi e epc, vedar as bocas de carregamento, demonstrar aptidão para trabalhar em grandes alturas, resfriar o gás de coqueria, nos tubos de ascenção e resfriadores primários, enviar o gás, licor de amônia e alcatrão para as unidades de processamento, retirar, por gravidade, os subprodutos condensados na coqueificação, posicionar máquina enfornadora, obedecer normas e procedimentos de qualidade, segurança e meio ambiente.

Cargos e salários CBO 8116-25 - Operadores de equipamentos de coqueificação

Salário Operador de Exaustor (Coqueria)

Operador de Exaustor (Coqueria): Brasil

  • 8
  • Brasil
  • 2.351 - 4.380
  • 44h
O profissional no cargo de Operador de Exaustor (Coqueria) CBO 8116-25 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.351 e 4.380 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 8 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8116-25.