CBO 3163-30 - Técnicos em mineração - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 3163-30 é o Código Brasileiro da Ocupação de técnicos em mineração que pertence ao grupo dos técnicos em mineralogia e geologia, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Técnicos em mineração CBO 3163-30 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 3163-30

  • Técnicos de nível médio.
    • Técnicos de nível médio das ciências físicas, químicas, engenharia.
      • Técnicos em mineralogia e geologia.
        • Técnicos em mineração.

Descrição dos cargos da categoria Técnicos em mineração

Os Técnicos em mineração CBO 3163-30 lavram jazidas minerais, supervisionam processos de beneficiamento de minério. Participam da prospecção e pesquisa de minerais. Coletam amostras de minerais, processam dados de prospecção, pesquisa e lavra, participam do planejamento de atividades de mineração. Controlam a movimentação da produção final de minério e analisam a qualidade e quantidade do produto mineral. Fiscalizam equipes de trabalho para cumprimento de normas de saúde e segurança e participam de projetos ambientais.

Condições de trabalho

Técnicos em mineração atuam em indústrias extrativas de carvão mineral, petróleo, gás natural, minerais metálicos e outros minerais e, também, em indústrias de captação, purificação e distribuição de água. Podem trabalhar em ambientes fechados, abertos ou em veículos em horários irregulares ou por rodízio de turnos. Estão sujeitos ao trabalho confinado ou em locais subterrâneos. Freqüentemente, trabalham em posições desconfortáveis, por longos períodos, expostos à radiação, altas ou baixas temperaturas, ruído intenso e material tóxico. São empregados assalariados, com carteira de trabalho assinada, que se organizam em equipes de cooperação, sob supervisão ocasional de engenheiros.

Exigências do mercado de trabalho

O exercício dos cargos de Técnicos em mineração requer curso técnico de nível médio em mineração de áreas afins. É desejável, ainda, que se faça um curso de especialização de até duzentas horas-aula. O desempenho pleno das atividades inerentes às ocupações ocorre entre um e dois anos de experiência. Os profissionais dessas ocupações estão aptos a executar, supervisionar e orientar atividades de prospecção de jazidas, de perfuração e desmonte em lavras e de tratamento de minérios, bem como controlar a programação de lavras via computação.

Funções dos Técnicos em mineração CBO 3163-30

Técnicos em mineração devem:

  • demonstrar competências pessoais;
  • prospectar e pesquisar minerais;
  • processar dados de pesquisa mineral, prospecção e lavra;
  • fiscalizar cumprimento de normas de segurança, saúde e meio ambiente;
  • coletar amostras de minerais;
  • planejar atividades de mineração;
  • lavrar e explorar jazidas;
  • supervisionar beneficiamento de minério;
  • movimentar produção final de minério;
  • Atividades dos cargos CBO 3163-30

    Entre as principais atribuições dos Técnicos em mineração CBO 3163-30 estão as de:

    • manusear explosivos;
    • demonstrar capacidade de liderança;
    • monitorar teor de minério;
    • ministrar palestras;
    • demonstrar capacidade de expressão escrita;
    • cubar reserva lavrável e corpo mineralizado;
    • analisar dados;
    • auxiliar na estimativa de vida útil de minas e de reservatórios de petróleo;
    • isolar áreas para detonação de rochas;
    • verificar demanda de minério de outros departamentos da empresa;
    • marcar malhas para perfuração;
    • demonstrar espírito de cooperação;
    • identificar áreas e fatores de risco de minas e poços de petróleo;
    • representar departamentos em inspeção ambiental e auditorias;
    • controlar custos e materiais;
    • auxiliar na interpretação de corpo mineralizado;
    • coletar amostras de produtos estocados e embarcados;
    • coordenar execução de drenagem de jazidas;
    • planejar alternativas de dosagem de teores de minério (blendagem);
    • participar da elaboração de projetos ambientais;
    • discutir condições de produção com outros setores;
    • gerar banco de dados de perfis elétricos, acústicos, radioativos e geológicos;
    • monitorar nível de sedimentos de bacia de contenção;
    • participar da elaboração de plano de custos operacionais;
    • monitorar perfuração, desmonte de rocha e desempenho de explosivos e acessórios;
    • controlar produção de minério, estéril e hidrocarbonetos;
    • participar da elaboração de planos de drenagem;
    • elaborar plano de fogo para cumprir programa de lavra;
    • fiscalizar nível de assoreamento de rios;
    • participar da escolha e implantação de aplicativos de mineração e beneficiamento;
    • fiscalizar cumprimento de exames periódicos de saúde da equipe de trabalho;
    • coordenar abertura de vias de acesso para áreas de pesquisa e lavra;
    • realizar levantamento topográfico de área de lavra e deposição de estéril;
    • dar provas de resistência física;
    • controlar ciclos de equipamentos e tempos de carregamentos de produto mineral;
    • assessorar em seleção de áreas e métodos de prospecção e pesquisa;
    • participar da elab. de projetos de locação de correias transp. de minerodutos, oleodutos e gasodutos;
    • monitorar nível de lençol freático;
    • selecionar equipe, equipamentos e processos de trabalho;
    • participar da programação de produção de minério e plano estratégico de empresa;
    • participar do planejamento de sequência de lavra e exaustão da mina;
    • demonstrar criatividade;
    • supervisionar processo de bombeamento de água;
    • demonstrar flexibilidade;
    • demonstrar capacidade de organização;
    • planejar movimentação de equipamentos de mina;
    • demonstrar capacidade de avaliação;
    • treinar equipe de trabalho;
    • fiscalizar emissão de poluentes;
    • providenciar construção de leiras em vias de acesso;
    • monitorar pistas de rolamento e movimentação de equipamentos em mina;
    • fiscalizar construção de diques;
    • elaborar padrões técnicos, procedimentos e instruções operacionais de trabalho;
    • participar da elaboração de requerimentos de alvará de pesquisa e lavra;
    • fiscalizar uso de equipamentos de proteção da equipe de trabalho;
    • registrar ocorrências de acidentes de trabalho;
    • participar da elaboração de programas de manutenção de equipamentos e instalações;
    • definir avanços de lavra;
    • calcular produção de poços, galerias, trincheiras e sondagens;
    • demonstrar capacidade de negociação;
    • confeccionar mapas e seções geológicas de prospecção, pesquisa e lavra;
    • determinar horários para detonação de rochas;
    • criar modelo de bloco baseado em modelo geológico;
    • coletar amostras de frentes de lavra;
    • demonstrar responsabilidade;

    Cargos e salários CBO 3163-30 - Técnicos em mineração

    Salário Técnico em Planejamento de Lavra de Minas

    Técnico em Planejamento de Lavra de Minas: Brasil

    • 94
    • Brasil
    • 3.153 - 6.485
    • 43h
    O profissional no cargo de Técnico em Planejamento de Lavra de Minas CBO 3163-30 trabalhando no Brasil, ganha entre 3.153 e 6.485 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 94 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3163-30.