CBO 2342-05 - Professor de física (ensino superior) - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos professores de ciências físicas, químicas do ensino superior

O profissional no cargo de Professor de física (ensino superior) CBO 2342-05 Exerce atividades didáticas, elaborando plano de ensino, preparando material didático, ministrando aulas de física e disciplinas afins no ensino superior na modalidade presencial ou a distância Desenvolve atividades de pesquisa e extensão, formulando, executando e coordenando projetos de pesquisa e divulgando conhecimento científico.

Coordena cursos de física, de graduação e/ou pós-graduação, propondo, executando e avaliando o projeto pedagógico Atualiza seus conhecimentos por meio de literatura científica, participação em congressos, seminários, simpósios e pesquisas experimentais e intercâmbios Atua em políticas públicas.

Participa do processo de avaliação institucional Atua na administração de instituições de ensino superior Cumpre e faz cumprir normas técnicas, regulamentadoras, de saúde e segurança no trabalho e de proteção ao meio ambiente.

CBO 2342-05 é o Código Brasileiro da Ocupação de professores de ciências físicas, químicas do ensino superior que pertence ao grupo dos profissionais do ensino, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Professor de física (ensino superior), atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Professores de ciências físicas, químicas do ensino superior CBO 2342-05 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2342-05

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Professores de ciências físicas, químicas do ensino superior.
      • Profissionais do ensino.

O que faz um Professor de física (ensino superior)

O Professor de física (ensino superior) CBO 2342-05 exerce atividades didáticas, elaborando plano de ensino, planejando aulas teóricas e experimentais, ministrando aulas de física e disciplinas afins às áreas de física no ensino superior na modalidade presencial e a distância, empregando tecnologias da informação e comunicação Elabora instrumentos de avaliação e avalia o processo ensino-aprendizagem.

Atende alunos em atividades de recuperação e extraclasse.

Coordena as disciplinas teóricas, as atividades dos laboratórios de ensino e disciplinas intercursos ou interunidades Prepara material didático, elaborando e avaliando textos, preparando demonstrações experimentais para uso aulas, introduzindo e atualizando experimentos, elaborando roteiros de práticas laboratoriais, escrevendo apostilas e livros.

Desenvolve atividades de pesquisa, formulando, executando e coordenando projetos de pesquisa, desenvolvendo instrumentação científica, gerando conhecimento e patentes Divulga os resultados das pesquisas, publicando artigos em revistas científicas, apresentando trabalhos em eventos científicos, proferindo conferências, organizando eventos científicos, prestando consultoria ad-hoc.

Realiza atividades de extensão, ministrando cursos de especialização e de aperfeiçoamento, realizando atividades de educação continuada, interagindo com o ensino médio e fundamental, organizando atividades de extensão, prestando serviços técnico-científicos para a comunidade onde atua.

Forma profissionais para a área da física e afins, tutorando alunos, orientando atividades de iniciação científica, dirigindo trabalhos de conclusão de curso, orientando alunos em projetos de especialização e programas de pós-graduação, orientando monografias, dissertações de mestrado e teses de doutorado, participando em bancas examinadoras Supervisiona estágios.

Incentiva a participação de alunos em eventos e congressos.

Participa de congressos, simpósios, conferências e debates sobre física e desenvolvimento científico, bem como pesquisa, estuda e acompanha estado da arte dos conhecimentos em física, por meio da literatura atual Pode vincular-se a programas de professor visitante em outras universidades Atua na administração de instituições de ensino superior, chefiando departamentos, dirigindo unidades e instituições, coordenando cursos, participando em comissões e colegiados, produzindo pareceres, participando do planejamento do quadro de pessoal.

Coordena cursos, propondo, executando, avaliando e adequando o projeto pedagógico, propondo ementas, elaborando e executando a estrutura curricular Define a infraestrutura necessária ao ensino e pesquisa, planejando salas de aula, laboratórios de ensino e de pesquisa e salas de instrumentos, elaborando orçamentos, acompanhando a instalação de equipamentos Atua em políticas públicas, assessorando órgãos públicos, participando de sociedades científicas nacionais, divulgando método científico e definindo diretrizes curriculares que atendam às necessidades de inovação do ensino superior.

Estrutura processos seletivos de professores, elaborando normas, definindo procedimentos, preparando e corrigindo provas, participando em bancas de concurso, entrevistando candidatos, selecionando professores e avaliando estágio probatório Participa do processo de avaliação institucional, produzindo instrumentos de avaliação, coletando e organizando dados, produzindo relatórios, elaborando prestação de contas.

.

Funções do cargo

O funcionário CBO 2342-05 deve atualizar conhecimentos, demonstrar competências pessoais, participar do processo de avaliação institucional, definir a infra-estrutura pertinente, formar profissionais, exercer atividades didáticas, agir na administração de instituições de ensino superior, atuar em políticas públicas, coordenar cursos, desenvolver atividades de pesquisa, realizar atividades de extensão, preparar material didático, estruturar processos seletivos.

Condições de trabalho dessas profissões

Professores de ciências físicas, químicas do ensino superior trabalham nas áreas de física, química e astronomia, lecionando em faculdades e universidades públicas e privadas, como estatutários ou assalariados com carteira assinada. O trabalho é individual, com supervisão ocasional, realizado em ambiente fechado, com horários irregulares. Permanecem durante longos períodos em posições desconfortáveis. Os professores de física, em algumas atividades, ficam expostos à radiação, os professores de química podem estar expostos à radiação e à material tóxico.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 2342-05

O exercício dessas ocupações requer ensino superior em física ou química e títulos de pós-graduação ou especialização na área. É comum o ingresso e a progressão na carreira por intermédio de concursos, principalmente, na área pública. O pleno desempenho das atividades, como professor-titular, geralmente ocorre após cinco anos de experiência.

Atividades exercidas por um Professor de física (ensino superior) CBO 2342-05

Um Professor de física (ensino superior) (ou sinônimo) deve respeitar ética profissional, avaliar o processo ensino-aprendizagem, planejar aula teórica, executar estrutura curricular, orientar alunos em projetos de especialização, dirigir instituições, planejar aula experimental, reconhecer as relações do desenvolvimento da química, física e astronomia com outras áreas do saber, comunicar-se com eficiência, desenvolver instrumentação, elaborar instrumento de avaliação, adequar projeto pedagógico, selecionar professores, utilizar demonstrações experimentais em aulas teóricas, introduzir experimentos, organizar eventos, aprender de forma autônoma e contínua, executar projetos de pesquisa, participar em comissões, cursar especialização, apresentar trabalhos em eventos científicos, tutorar alunos, corrigir provas, ministrar aulas em disciplinas afins às áreas de física e química no ensino superior, familiarizar-se com novas tecnologias de ensino, definir procedimentos, participar em bancas examinadoras, orientar monografias, elaborar normas, escrever livros, produzir mídia eletrônica, saber expressar-se em público, ministrar aulas de física no ensino superior, orientar dissertação de mestrado, avaliar estágio probatório, manter atualizada a cultura geral, gerar patentes, ministrar cursos de aperfeiçoamento, gerar conhecimento, coletar dados, elaborar prestação de contas, preparar provas, participar de atividades de extensão, ministrar cursos de especialização, incentivar a participação de alunos em eventos e congressos, atuar em colegiados, atualizar curriculum vitae, organizar eventos científicos, participar de congressos, divulgar os resultados em revistas científicas, dominar os conteúdos pertinentes a área, atuar inter, multi e transdisciplinarmente, orientar iniciação científica, coordenar disciplinas teóricas, participar de sociedades científicas nacionais, prestar consultoria ad-hoc, realizar atividades de educação continuada, elaborar estrutura curricular, propor ementas, planejar laboratório de ensino, planejar laboratório de pesquisa, coordenar projetos de pesquisa, organizar atividades de extensão, paticipar do planejamento do quadro de pessoal, atualizar experimentos, planejar salas de aula, realizar estágios de pós-doutorado, produzir pareceres, demonstrar senso crítico, avaliar o projeto pedagógico, coordenar disciplinas, definir diretrizes curriculares, divulgar método científico, interagir com o ensino médio e fundamental, propor projeto pedagógico, organizar dados, panejar salas de instrumentos, produzir instrumentos de avaliação, divulgar resultados de pesquisa para o grande público, elaborar plano de ensino, prestar consultoria, executar o projeto pedagógico, formular projetos de pesquisa, demonstrar curiosidade, produzir relatórios, chefiar departamentos, atender aluno extraclasse, demonstrar espírito empreendedor, participar em bancas de concurso, orientar tese de doutorado, escrever roteiros de laboratório, atender aluno em atividade de recuperação, realizar estágios exógenos, proferir conferências, coordenar cursos, coordenar disciplinas intercursos ou interunidades, prestar serviços técnico-científicos, elaborar orçamento, avaliar textos, entrevistar candidatos, cursar pós-graduação lato senso, participar de seminários, coordenar laboratório de ensino, orientar alunos em pós-graduação, dirigir unidades, assessorar órgãos públicos, supervisionar estágios, formar recursos humanos, planejar bibliotecas, dirigir trabalho de final de curso, participar de cursos de aperfeiçoamento, acompanhar a instalação dos equipamentos, cursar pós-graduação estrito senso.

Cargos e salários CBO 2342-05 - Professores de ciências físicas, químicas do ensino superior

Salário Professor de Física (Ensino Superior)

Professor de Física (Ensino Superior): Brasil

  • 138
  • Brasil
  • 4.054 - 11.192
  • 33h
O profissional no cargo de Professor de Física (Ensino Superior) CBO 2342-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 4.054 e 11.192 para uma jornada de trabalho média de 33h semanais de acordo com dados salariais de 138 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2342-05.