CBO 2232-44 - Cirurgião dentista - patologista bucal - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos cirurgiões-dentistas

O profissional no cargo de Cirurgião dentista - patologista bucal CBO 2232-44 executa exames laboratoriais - microscópicos, bioquímicos, entre outros – e interpreta seus resultados, bem como requisita exames complementares, para auxiliar no diagnóstico de patologias do complexo bucomaxilofacial e estruturas anexas Na realização dos exames, aplica técnicas laboratoriais, considera conhecimentos de origens e causas (etiologia) das doenças, e leva em conta informações recebidas do exame clínico de paciente.

Emite laudos anatomopatológicos Desenvolve atividades de ensino Supervisiona o trabalho de equipe.

Mantém-se atualizado na sua área de atuação Atua em equipes multidisciplinares Participa do desenvolvimento de pesquisas.

Atua com base em princípios de ética profissional Cumpre legislação, normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de biossegurança e de preservação ambiental

CBO 2232-44 é o Código Brasileiro da Ocupação de cirurgiões-dentistas que pertence ao grupo dos profissionais das ciências biológicas, da saúde, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Cirurgião dentista - patologista bucal, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Cirurgiões-dentistas CBO 2232-44 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2232-44

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Cirurgiões-dentistas.
      • Profissionais das ciências biológicas, da saúde.

O que faz um Cirurgião dentista - patologista bucal

O Cirurgião dentista - patologista bucal CBO 2232-44 planeja os trabalhos a serem realizados, normalmente em laboratórios Observa as condições para a execução de exames laboratoriais, conferindo disponibilidade de materiais de consumo e preparando equipamentos.

Verifica a chegada de solicitações, recebidas principalmente de cirurgiões-dentistas - clínico geral, estomatologista ou de outras especialidades, para realização de exame de material para diagnóstico e prognóstico de alterações do complexo bucomaxilofacial e estruturas anexas.

Confere se cada solicitação chegou acompanhada por descrição completa e correta do material encaminhado Faz checagem dos dados fornecidos em relação a cada tipo de exame, incluindo normalmente dados do paciente (como nome, idade, tabagismo e alcoolismo), dados do remetente (nome, instituição, telefone, entre outros), dados do material coletado (tais como tipo de material e como o material foi coletado), dados da lesão (como cor, tempo de evolução, tamanho e localização), entre outros.

Verifica imagem de lesões intraósseas Controla fatores que podem interferir no resultado do exame, resultando em um falso-negativo ou falso-positivo, tais como medicamentos utilizados por paciente e tempo de jejum, calibração e manutenção dos equipamentos, e modo de transporte do material.

Realiza exames laboratoriais - microscópicos, bioquímicos, entre outros -, aplicando técnicas laboratoriais, levando em conta informações coletadas durante o exame clínico de paciente, e considerando conhecimentos das origens e causas (etiologia) das doenças, que podem ser infecciosas (por vírus, bactérias, fungos e protozoários), neoplásicas (neoplasias benignas ou malignas), por injúrias teciduais (físicas ou químicas), imunológicas ou autoimunes (processos alérgicos e autoimunes), ou outras.

Faz estudo das alterações estruturais e funcionais das células, de tecidos e de órgãos que estão ou podem estar sujeitos a doenças Executa o exame histopatológico, que permite a análise microscópica dos tecidos, a fim de informar a natureza, a gravidade e a extensão das lesões, além de sugerir ou confirmar o diagnóstico de determinada doença.

Realiza o exame imunoistoquímico, usado para definir o nome e as características do tumor que acomete paciente.

Utiliza um pedaço da lesão, para fazer a análise Pode usar também esse método para definir a gravidade da lesão e, em alguns casos, excluir a hipótese de tumor Verifica os resultados e a gravidade para indicar o melhor tipo de tratamento.

Efetua exames bioquímicos, tais como albumina sérica, contagem total de linfócitos ou linfocitometria, índice creatinina-altura (ICA) e colesterol sérico Analisa dados clínicos e requisita exames complementares, para complementar sua análise Faz a interpretação dos resultados dos exames realizados, auxiliando no estabelecimento de diagnósticos e contribuindo para definição dos melhores tratamentos e das cirurgias indicadas para cada situação.

Pode realizar exames patológicos durante cirurgia, em casos que demandem diagnóstico em tempo real Emite laudos anatomopatológicos.

Realiza atividades de ensino, lecionando sobre os conteúdos da patologia geral e da patologia oral e maxilofacial Participa do desenvolvimento de pesquisas, descobrindo marcadores que auxiliam no diagnóstico e que possam prever a evolução clínica do paciente Supervisiona equipe, avaliando e orientando seu desempenho.

Atua em equipes multidisciplinares, analisando desvios da saúde bucal e suas repercussões sobre a saúde geral, bem como as implicações das alterações da saúde geral na cavidade oral Mantém-se atualizado na sua área de atuação, analisando inovações tecnológicas relacionadas à microscopia, à macroscopia e a outras tecnologias aplicadas à patologia oral e maxilofacial Orienta o descarte de resíduos de acordo com normas ambientais.

Aplica princípios de biossegurança conforme as normas vigentes, promovendo o autocuidado e a prevenção de acidentes de trabalho e de doenças ocupacionais.

Funções do cargo

O funcionário CBO 2232-44 deve interagir com profissionais de outras Áreas, praticar ações de saúde coletiva, preparar pacientes, comunicar-se, realizar procedimento odontológico, desenvolver pesquisas na Área odontológica, estabelecer diagnóstico e prognóstico, aplicar medidas de prevenção e promoção de saúde, planejar tratamento de pacientes, administrar local e condições de trabalho, demonstrar competências pessoais.

Condições de trabalho dessas profissões

Cirurgiões-dentistas atuam nas áreas de odontologia legal e saúde coletiva, dentística, prótese e prótese maxilofacial, odontopediatria e ortodontia, radiologia, patologia, estomatologia, periodontia, traumatologia bucomaxilofacial e implantologia. Trabalham por conta própria ou como assalariados em clínicas particulares, cooperativas e empresas de atendimento odontológico e na administração pública. Exercem suas atividades individualmente e em equipe. Podem permanecer em posições desconfortáveis por longos períodos, estar expostos a radiações, materiais tóxicos, ruído intenso contaminações e aos riscos de lesões por esforços repetitivos e de distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (ler-dort).

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 2232-44

As ocupações requerem, para seu exercício, formação em odontologia e registro no cro e atualização constante.

Atividades exercidas por um Cirurgião dentista - patologista bucal CBO 2232-44

Um Cirurgião dentista - patologista bucal (ou sinônimo) deve emitir laudos técnicos e atestados, utilizar terapias integrativas e complementares, demostrar paciência, avaliar perfil do paciente - psicológico, clínico, socioeconômico, realizar exames complementares, indicar recomendações pré e pós operatórias, informar paciente sobre diagnóstico e prognóstico, integrar equipes multidisciplinares, dar apoio técnico às ações odontológicas, periciar serviços e tratamentos odontológicos, encaminhar pacientes para tratamento médico, outras especialidades e áreas afins, legalizar documentação para funcionamento de consultório e clínica, orientar sobre hábitos alimentares e dieta cariogênica, demostrar percepção visual, demonstrar capacidade de trabalhar em equipe, realizar tratamento paliativo oral, firmar contrato entre as partes, prescrever fármacos - medicamentos, captar fontes de financiamento de pesquisa, registrar situação odontológica atual do paciente, elaborar projetos de pesquisa, coordenar ações odontológicas, demostrar capacidade motora fina, definir níveis de complexidade do atendimento e do paciente, realizar radiografias, demonstrar capacidade de contornar situações adversas, anestesiar pacientes, contratar consultorias técnicas especializadas, demonstrar sensibilidade, trocar informações sobre quadro clínico, diagnóstico, prognóstico, tratamento com outros profissionais, recepcionar paciente, analisar documentação, supervisionar equipe de trabalho, registrar procedimentos executados no prontuário odontológico, publicar artigos científicos, paramentar paciente e equipe odontológica, realizar anamnese, pesquisar materiais, medicamentos e equipamentos odontológicos, demonstrar capacidade de inovação, programar visitas periódicas de retorno, adotar medidas ergonômicas, tratar alterações de tecidos da cavidade oral, solicitar exames complementares, realizar procedimentos domiciliares, prestar consultorias externa e interna, demonstrar receptividade, participar de ações comunitárias, preencher formulários de planos de saúde de convênios, elaborar regulamentos internos de consultórios e clínicas, participar de equipe multiprofissional para avaliação de riscos ambientais, coletar dados epidemológicos, realizar exame clínico, planejar ações odontológicas, arquivar documentação dos pacientes, informar ao paciente riscos/limites inerentes ao tratamento, interpretar exames, demonstrar senso estético, demonstrar criatividade, adotar medidas de prevenção a dor crônica, adotar rotinas de trabalho, acompanhar ações de orgãos públicos e privados na área de saúde oral, estimar duração do tratamento, fornecer informações sobre quadro odontológico do paciente, definir prioridades e opções de tratamento, qualificar equipe de trabalho, controlar estoque de material de consumo, medicamentos, instrumental e equipamentos, disponibilizar acesso para pacientes especiais, propor plano de tratamento, detectar expectativas do paciente, demonstrar habilidade manual, estimar custos de tratamento, manter equipamentos em condições de trabalho, auditar serviços e tratamentos odontológicos, compor comissões internas de práticas de saúde e segurança, registrar dados pessoais do paciente, levantar dados, desenvolver técnicas operatórias, demonstrar capacidade de efetuar atendimento humanizado, definir formas de pagamento, orientar sobre técnicas de higiene oral, demonstrar capacidade de saber ouvir, documentar informações sobre opções de tratamento, demonstrar segurança, esclarecer ao paciente sobre co-responsabilidade no sucesso do tratamento, demonstrar organização, demostrar empatia, participar de equipes de programas de saúde, praticar medidas de biossegurança, realizar procedimentos conservadores, orientar sobre hábitos nocivos a saúde oral.

Cargos e salários CBO 2232-44 - Cirurgiões-dentistas

Salário Cirurgião Dentista - Patologista Bucal

Cirurgião Dentista - Patologista Bucal: Brasil

  • 0
  • Brasil
  • 0 - 0
  • 0h
O profissional no cargo de Cirurgião Dentista - Patologista Bucal CBO 2232-44 trabalhando no Brasil, ganha entre 0 e 0 para uma jornada de trabalho média de 0h semanais de acordo com dados salariais de 0 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2232-44.