CBO 2143-60 - Tecnólogo em eletricidade - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos engenheiros eletricistas, eletrônicos

O profissional no cargo de Tecnólogo em eletricidade CBO 2143-60 executa serviços de aplicações técnicas da eletricidade e suas tecnologias no ambiente industrial e nos sistemas de distribuição de energia elétrica, controlando a produção dos equipamentos e monitorando os parâmetros de qualidade da energia Desenvolve sistemas e equipamentos.

Projeta sistemas de distribuição de energia elétrica urbana e rural Especifica equipamentos, serviços e sistemas Realiza atividades de construção, instalação e configuração de equipamentos e sistemas.

Faz vistoria, perícia e avaliação de equipamentos e sistemas Supervisiona serviços de manutenção no ambiente industrial e sistemas de tarifação e comercialização de energia Coordena e supervisiona equipes de trabalho.

Elabora documentação técnica Cumpre normas técnicas, normas de qualidade e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

CBO 2143-60 é o Código Brasileiro da Ocupação de engenheiros eletricistas, eletrônicos que pertence ao grupo dos profissionais das ciências exatas, físicas e da engenharia, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Tecnólogo em eletricidade, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Engenheiros eletricistas, eletrônicos CBO 2143-60 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2143-60

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Engenheiros eletricistas, eletrônicos.
      • Profissionais das ciências exatas, físicas e da engenharia.

O que faz um Tecnólogo em eletricidade

O Tecnólogo em eletricidade CBO 2143-60 desenvolve sistemas, equipamentos, ferramentas e técnicas, no contexto de projetos de sistemas e equipamentos elétricos, eletromecânicos e de eletrônica de potência Projeta sistemas de distribuição de energia elétrica urbana e rural.

Pode desenvolver projetos para melhoria da eficiência energética na indústria.

Realiza estudos de viabilidade técnica e econômica Especifica equipamentos elétricos, eletromecânicos e de eletrônica de potência, serviços e sistemas, determinando escopo da especificação, definindo aplicação de normas e regulamentos, de acordo com diretrizes de projetos.

Avalia tecnologias disponíveis, pesquisa novas tecnologias e associa tecnologias ao processo envolvido na especificação, incluindo tecnologias de automação aplicadas a sistemas elétricos Determina características técnicas e especifica valores de parâmetros.

Define parâmetros de segurança.

Especifica a utilização de materiais, equipamentos elétricos e procedimentos de segurança, segundo normas e padrões vigentes no setor de distribuição de energia e em conformidade com a legislação ambiental Avalia desempenho de equipamentos e sistemas.

Realiza serviços de instalação, configuração e inspeção de sistemas e equipamentos elétricos, eletromecânicos e de eletrônica de potência.

Interliga equipamentos, por meio de suas interfaces – analógicas ou digitais, ou por meio das tecnologias de rede e Internet das Coisas aplicadas na indústria Implanta serviços de construção, manutenção e operação de sistemas de distribuição de energia elétrica urbana e rural Executa serviços de aplicações técnicas da eletricidade e suas tecnologias no ambiente industrial - envolvendo equipamentos elétricos, eletromecânicos e de eletrônica de potência - e nos sistemas de distribuição de energia elétrica, utilizando técnicas e procedimentos específicos, consultando normas e especificações técnicas, e analisando propostas técnicas, tendo em vista o atendimento aos requisitos dos serviços prestados.

Controla a qualidade da energia e as condições de operação de dispositivos elétricos, eletromecânicos e de eletrônica de potência, no ambiente industrial Controla a qualidade da produção de equipamentos elétricos, eletromecânicos e de eletrônica de potência Avalia a qualidade e a confiabilidade de sistemas de distribuição de energia elétrica.

Faz vistoria, perícia e avaliação de equipamentos e sistemas Supervisiona a manutenção de máquinas e dispositivos eletromecânicos em linhas de produção, orientando a equipe de trabalho.

Pode planejar ou gerenciar os serviços de manutenção no ambiente industrial, utilizando combinação de tecnologias – tais como sistemas de processamento de grandes quantidades de dados (“Big Data”) e Inteligência Artificial – para melhor alcance de objetivos e metas Supervisiona sistemas de tarifação e comercialização de energia, podendo utilizar sistemas de supervisão para apoio às atividades Presta assistência técnica e realiza consultoria.

Controla alocação de recursos e participa da seleção de pessoal Monitora o cumprimento de cronogramas físicos e financeiros Coordena atividades de equipes de trabalho.

Supervisiona equipes, avaliando seu desempenho Ministra treinamentos Elabora documentação técnica, aplicando conhecimentos de produção de textos, desenhos e outras formas de comunicação e utilizando ferramentas convencionais e computacionais, para fornecer suporte à organização das atividades.

Elabora procedimentos técnicos, planos de manutenção e serviços, rotinas de inspeção e testes, e manuais de instalação, operação e manutenção Atualiza a documentação técnica Elabora relatórios Emite laudo e parecer técnico Cumpre preceitos de segurança, saúde e preservação ambiental, aplicando legislação e normas técnicas específicas.

.

Funções do cargo

O funcionário CBO 2143-60 deve planejar sistemas e equipamentos elétricos, eletrônicos, de telecomunicações, de energia e/ou instrumentação biomédica, elaborar documentação técnica e científica, demonstrar competências pessoais, desenvolver sistemas e processos, administrar empreendimentos, executar serviços elétricos, eletrônicos, de telecomunicações, de energia e/ou em instrumentação biomédica, especificar serviços, sistemas e equipamentos elétricos, eletrônicos, de telecomunicações, de energia e/ou instrumentação biomédica.

Condições de trabalho dessas profissões

Engenheiros eletricistas, eletrônicos trabalham em ramos de atividade econômica variados. Na área industrial, encontram-se na fabricação de máquinas, aparelhos e materiais elétricos e eletrônicos e de equipamentos de telecomunicação. É expressiva a presença desses profissionais na atividade de serviços de apoio à indústria, tais como empresas de manutenção, na geração, distribuição e transmissão de energia elétrica, água e gás, na construção civil e no setor hospitalar. Trabalham nas áreas pública e privada, como empregados ou prestadores de serviços. Suas atividades costumam se desenvolver em equipe multidisciplinar com supervisão ocasional em horário diurno. Em algumas atividades, podem estar sujeitos a condições especiais de trabalho, como grandes alturas, trabalho subterrâneo, altas temperaturas, ruído intenso, exposição a material tóxico e de risco biológico, alta tensão e radiação.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 2143-60

O exercício profissional requer formação em uma das áreas de Engenharia: elétrica, eletrônica, telecomunicações, de energia, engenharia biomédica ou curso de tecnólogo em uma das áreas, com registro no CREA. O exercício pleno das atividades para alguns engenheiros ocorre em até 1 ano de exercício profissional, para outros após 4 anos e de 1 a 2 anos para os tecnólogos, incluindo tempo de estágio. A manutenção do emprego neste domínio requer de seus profissionais atualização constante.

Atividades exercidas por um Tecnólogo em eletricidade CBO 2143-60

Um Tecnólogo em eletricidade (ou sinônimo) deve trabalhar em equipe, aprovar projetos, elaborar manuais de operação e manutenção, demonstrar capacidade de raciocínio indutivo, realizar manutenção - preditiva, preventiva e corretiva em sistemas e equipamentos, inspecionar sistemas e equipamentos, elaborar planos de manutenção e serviços, demonstrar capacidade de negociação, executar testes e ensaios, demonstrar capacidade de administrar conflitos, demonstrar raciocínio lógico, controlar cumprimento do cronograma financeiro, aprovar serviços, demonstrar capacidade de raciocínio dedutivo, avaliar planejamento de sistemas e equipamentos, analisar processos, determinar escopo da especificação, definir cronograma financeiro, implementar novas tecnologias, avaliar desempenho de sistemas e equipamentos, elaborar relátorios, demonstrar capacidade de tomar decisões, elaborar manual de instalação, demonstrar capacidade de liderança, elaborar procedimentos técnicos, controlar cumprimento de normas e diretrizes de segurança, associar tecnologias ao processo, desenvolver visão espacial, avaliar tecnologias disponíveis, instalar produtos, sistemas, aparelhos e equipamentos, demonstrar criatividade, capacitar equipes, atualizar documentação técnica, elaborar rotinas de inspeção e testes, criar fluxo do processo, demonstrar capacidade de síntese, estudar mercado, controlar cumprimento do cronograma físico, propor implementação de sistemas e equipamentos, estudar viabilidade técnica, especificar valores dos parâmetros, demonstrar pró-atividade, configurar sistemas e equipamentos, elaborar estudo preliminar de planejamento, estudar viabilidade econômica, pesquisar novas tecnologias, estudar viabilidade socio ambiental, determinar características técnicas, demonstrar espírito empreendedor, coordenar atividades das equipes, operar sistemas e equipamentos, definir parâmetros de segurança, analisar propostas técnicas, determinar aplicabilidade de normas e regulamentos, demonstrar raciocínio analítico, demonstrar atenção focada, prestar consultoria, definir critérios e metodologias de planejamento, definir cronograma físico, administrar modificações no projeto original, prestar assistência técnica, controlar alocação de recursos, participar da seleção de pessoal.

Cargos e salários CBO 2143-60 - Engenheiros eletricistas, eletrônicos

Salário Tecnólogo em Eletricidade

Tecnólogo em Eletricidade: Brasil

  • 249
  • Brasil
  • 2.651 - 5.985
  • 43h
O profissional no cargo de Tecnólogo em Eletricidade CBO 2143-60 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.651 e 5.985 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 249 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2143-60.
Salário Engenheiro Operacional em Eletrotécnica

Engenheiro Operacional em Eletrotécnica: Brasil

  • 249
  • Brasil
  • 2.651 - 5.985
  • 43h
O profissional no cargo de Engenheiro Operacional em Eletrotécnica CBO 2143-60 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.651 e 5.985 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 249 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2143-60.