CBO 2112-15 - Estatístico teórico - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos profissionais de estatística

O profissional no cargo de Estatístico teórico CBO 2112-15 Estrutura modelos para análise estatística, justificando matematicamente os métodos que os profissionais da estatística aplicada utilizam Prova, com rigor científico, a confiabilidade dos métodos aplicados na estatística, por meio de matemática teórica, probabilidade, métodos descritivos de desempenho, inferências e construção de modelos.

Investiga teorias das probabilidades, da inferência, variância, entre outras, além de provas matemáticas Desenvolve e testa projetos experimentais, técnicas de amostragem e métodos analíticos, elaborando recomendações sobre sua utilização em pesquisas estatísticas, experimentos e testes Elabora padronizações estatísticas, faz perícias, assina laudos e emite pareceres no campo da estatística.

Exerce função pautada em preceitos éticos, observando sigilo das informações e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

CBO 2112-15 é o Código Brasileiro da Ocupação de profissionais de estatística que pertence ao grupo dos profissionais das ciências exatas, físicas e da engenharia, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Estatístico teórico, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Profissionais de estatística CBO 2112-15 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2112-15

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Profissionais de estatística.
      • Profissionais das ciências exatas, físicas e da engenharia.

O que faz um Estatístico teórico

O Estatístico teórico CBO 2112-15 planeja a estruturação de modelos de análise estatística para utilização na estatística aplicada Conduz pesquisas voltadas a teorias matemáticas e provas que formam a base da ciência da estatística, para verificar a frequência com que os diversos fenômenos analisados acontecem.

Investiga teorias de probabilidade e inferência com o intuito de aprimorar a obtenção e avaliação de dados numéricos e as técnicas estatísticas.

Participa de grupos nacionais e internacionais que estudam estatística de vanguarda, para contribuir no desenvolvimento e nas explicações de temas como detecção de comunidades em redes sociais, estatísticas robustas de alta dimensão algorítmica, objetos simbólicos arquetípicos, desenvolvimento de modelos complexos, entre outros temas que não visam solucionar problemas de aplicabilidade imediata Desenvolve metodologia estatística, testa projetos experimentais, técnicas de amostragem e métodos analíticos, além de preparar recomendações sobre sua utilização em pesquisas estatísticas, experimentos e testes e processos de tomada de decisão.

Elabora e testa novos métodos estatísticos, de amostragem e técnicas analíticas em ciência de dados, desenvolvendo fórmulas e sistemas de cálculo Presta apoio na utilização de métodos e técnicas usados para fins especiais, fazendo recomendações sobre as pesquisas e levantamentos.

Elabora sistemas e métodos de entrada de dados e programas de processamento e tabulação.

Constrói indicadores e critica dados, averiguando sua validade, consistência e estatística Define processo de tabulação e prepara apresentação dos resultados.

Produz sínteses numéricas e gráficas dos dados, por meio da construção de índices, mapas e gráficos.

Avalia métodos estatísticos utilizados por outros especialistas, analisando e testando princípios e técnicas de investigação, para comprovar sua validade e adequação aos objetivos de cada campo específico Pode desenvolver e implementar técnicas e aplicativos de análise para transformar grandes conjuntos de dados brutos (“big data”) em informações úteis, usando linguagens de programação orientadas a dados e software de visualização Pode minerar e modelar dados, estruturados e não estruturados, utilizando processamento de linguagem natural e aprendizado de máquina (“machine learning”).

Orienta a estruturação e armazenagem de dados e o desenvolvimento de aplicativos ou programação para modelagem estatística e análise gráfica Realiza adaptação de métodos estatísticos para aplicação em pesquisa de áreas técnicas e científicas específicas Faz análise e elabora relatórios especiais sobre questões de metodologia, planejamento, execução e resultados das investigações.

Sugere mudanças em processos a partir da análise de dados Analisa componentes de bancos de dados e avalia sua qualidade e aderência ao modelo estatístico proposto.

Avalia e prepara relatórios sobre aplicabilidade, eficiência e precisão de métodos estatísticos Elabora padronizações estatísticas e efetua perícias na área, assinando laudos e emitindo pareceres Pode fazer exposições, ministrar palestras e aulas.

.

Funções do cargo

O funcionário CBO 2112-15 deve demonstrar competências pessoais, processar dados, analisar dados.

Condições de trabalho dessas profissões

Profissionais de estatística atuam em três grandes áreas da estatística: a industrial, a aplicada às ciências biológicas e da saúde e a aplicada às ciências humanas e sociais. No exercício das suas atividades se utilizam da estatística como ferramenta de trabalho. Podem trabalhar em institutos de pesquisa, planejamento e estatística, instituições de ensino, empresas e fundações públicas ou privadas. Organizam-se em equipe e também de forma individual (Estatístico teórico). Atuam com supervisão permanente e também ocacional, dependendo da ocupação. Trabalham em ambientes fechados, no período diurno. Em algumas de suas atividades, podem trabalhar em posições desconfortáveis por longos períodos, bem como estar expostos à radiação dos monitores de computadores.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 2112-15

Para o acesso às ocupações requer-se curso superior completo, sendo desejável curso superior de tecnologia (tecnólogo), cursos de especialização ou de pós-graduação. O exercício pleno das atividades, em média, ocorre no período que pode variar de três a quatro anos de experiência profissional.

Atividades exercidas por um Estatístico teórico CBO 2112-15

Um Estatístico teórico (ou sinônimo) deve construir indicadores, demonstrar objetividade, demonstrar capacidade de negociação, demonstrar capacidade de comunicação, demonstrar capacidade de trabalhar em equipe, demonstrar capacidade de flexibilidade, desenvolver capacidade analítica, demonstrar empatia, demonstrar raciocínio lógico, desenvolver perspicácia, demonstrar raciocínio matemático, elaborar métodos de imputação de dados, aprimorar técnicas estatísticas, matemáticas e/ou computacionais, utilizar técnicas estatísticas, matemáticas e/ou computacionais, demonstrar capacidade de síntese, selecionar métodos para análise estatística, demonstrar capacidade de observação, demonstrar organização.

Cargos e salários CBO 2112-15 - Profissionais de estatística

Salário Estatístico Teórico

Estatístico Teórico: Brasil

  • 25
  • Brasil
  • 7.105 - 16.784
  • 41h
O profissional no cargo de Estatístico Teórico CBO 2112-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 7.105 e 16.784 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 25 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2112-15.