CBO 7522-05 - Trabalhadores da transformação de vidros planos - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 7522-05 é o Código Brasileiro da Ocupação de trabalhadores da transformação de vidros planos que pertence ao grupo dos vidreiros, ceramistas, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Trabalhadores da transformação de vidros planos CBO 7522-05 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 7522-05

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Joalheiros, vidreiros, ceramistas.
      • Vidreiros, ceramistas.
        • Trabalhadores da transformação de vidros planos.

Descrição dos cargos da categoria Trabalhadores da transformação de vidros planos

Os Trabalhadores da transformação de vidros planos CBO 7522-05 planejam as atividades de corte e acabamento de vidros e cristais analisando informações das áreas de interface, selecionando ferramentas, requisitando matérias primas, preparando máquinas, equipamentos e materiais para movimentação na linha de produção. Controlam os processos de corte e acabamento em vidros e cristais, inspecionando e classificando matérias-primas e produtos, corrigindo anomalias no processo, monitorando cumprimento de metas de produção. Cortam, lapidam, dão polimento e decoram vidros e cristais. Trabalham seguindo normas de segurança, higiene, qualidade e proteção ao meio ambiente.

Condições de trabalho

Trabalhadores da transformação de vidros planos atuam na fabricação de produtos minerais não-metálicos. São empregados com carteira assinada ou autônomos. Trabalham de forma individual ou em equipe, com supervisão permanente, em ambientes fechados e em rodízio de turnos diurno/noturno. Eventualmente, o aplicador serigráfico em vidros e o gravador de vidro estão expostos a materiais tóxicos.

Exigências do mercado de trabalho

Para o exercício dessas ocupações requer-se ensino fundamental excetuando-se o lapidador de vidros e cristais e o cortador de vidros, para os quais exige-se o ensino fundamental incompleto (quarta série, para o primeiro, e entre quarta e sétima séries, para o segundo). Todos devem passar por cursos básicos de qualificação em torno de duzentas horas, exceto o gravador de vidro a esmeril, cujo curso de qualificação gira em torno de quatrocentas horas. O pleno desempenho das atividades ocorre entre um e quatro anos de experiência profissional, conforme a ocupação.

Funções dos Trabalhadores da transformação de vidros planos CBO 7522-05

Trabalhadores da transformação de vidros planos devem:

  • polir vidros e cristais;
  • demonstrar competências pessoais;
  • trabalhar com segurança;
  • decorar vidros e cristais;
  • lapidar vidros e cristais;
  • controlar processos de corte e acabamento em vidros e cristais;
  • planejar atividades de corte e acabamento de vidros e cristais;
  • Atividades dos cargos CBO 7522-05

    Entre as principais atribuições dos Trabalhadores da transformação de vidros planos CBO 7522-05 estão as de:

    • comunicar-se;
    • operar equipamentos de acordo com as especificações técnicas;
    • identificar necessidade de manutenção corretiva em máquinas e equipamentos;
    • produzir conforme especificações;
    • realizar manutenção primária em máquinas e equipamentos;
    • demonstrar capacidade de concentração;
    • avaliar condições operacionais de máquinas e equipamentos;
    • identificar causas de não-conformidades;
    • demonstrar capacidade de relacionamento interpessoal;
    • posicionar telas para aplicação de tintas;
    • demonstrar dinamismo;
    • selecionar ferramentas manuais de trabalho;
    • desligar equipamentos em situações de emergência;
    • abastecer máquinas com materiais para polimento;
    • secar peças serigrafadas;
    • demonstrar flexibilidade;
    • utilizar epi;
    • selecionar materiais e ferramentas abrasivas;
    • lavar peças lapidadas;
    • armazenar produtos acabados e semiacabados;
    • preparar máquinas e equipamentos;
    • transportar matérias-primas e produtos de vidro e cristal de acordo com especificações;
    • requisitar matérias-primas;
    • regular máquinas de lapidação conforme espessura do vidro e do cristal;
    • interpretar procedimentos de segurança;
    • lustrar superfícies de peças de vidro e cristal;
    • informar sobre desempenho de máquinas e equipamentos para o turno posterior;
    • aplicar decalques em peças de vidro e cristal;
    • aplicar tintas em peças de vidro;
    • classificar matérias-primas e produtos de acordo com especificações;
    • demonstrar destreza manual;
    • emitir relatórios e boletins de produção;
    • demonstrar criatividade;
    • dosar material para polimento;
    • analisar informações das áreas de interface;
    • preparar superfícies de peças de vidro e de cristal para polimento;
    • corrigir anomalias no processo;
    • monitorar produção para cumprimento de metas;
    • demonstrar senso de responsabilidade;
    • preparar vidros e cristais para movimentação na linha de produção;
    • sequenciar atividades de trabalho;
    • desbastar bordas;
    • autodesenvolver-se;
    • solucionar problemas;
    • inspecionar matérias-primas e produtos;
    • avaliar condições de uso dos equipamentos de proteção individual (epi);
    • secar peças lapidadas;
    • estocar matérias-primas em locais apropriados;
    • demonstrar agilidade;
    • preparar máquinas com ferramentas e acessórios específicos para polimento;
    • sugerir implementações em processos;
    • comunicar sobre condições de riscos;
    • separar peças para gravação;
    • demonstrar iniciativa;
    • reciclar material abrasivo;
    • selecionar tintas de acordo com o projeto;

    Cargos e salários CBO 7522-05 - Trabalhadores da transformação de vidros planos

    Salário Impressor Serigráfico em Vidros

    Impressor Serigráfico em Vidros: Brasil

    • 595
    • Brasil
    • 1.471 - 2.636
    • 44h
    O profissional no cargo de Impressor Serigráfico em Vidros CBO 7522-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.471 e 2.636 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 595 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7522-05.
    Salário Impressor Silk Screen em Vidros

    Impressor Silk Screen em Vidros: Brasil

    • 595
    • Brasil
    • 1.471 - 2.636
    • 44h
    O profissional no cargo de Impressor Silk Screen em Vidros CBO 7522-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.471 e 2.636 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 595 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7522-05.
    Salário Serigrafista em Vidros

    Serigrafista em Vidros: Brasil

    • 595
    • Brasil
    • 1.471 - 2.636
    • 44h
    O profissional no cargo de Serigrafista em Vidros CBO 7522-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.471 e 2.636 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 595 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7522-05.
    Salário Aplicador Serigráfico em Vidros

    Aplicador Serigráfico em Vidros: Brasil

    • 595
    • Brasil
    • 1.471 - 2.636
    • 44h
    O profissional no cargo de Aplicador Serigráfico em Vidros CBO 7522-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.471 e 2.636 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 595 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7522-05.