CBO 5172-05 - Policiais, guardas-civis municipais e agentes de trânsito - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 5172-05 é o Código Brasileiro da Ocupação de policiais, guardas-civis municipais e agentes de trânsito que pertence ao grupo dos trabalhadores nos serviços de proteção e segurança, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Policiais, guardas-civis municipais e agentes de trânsito CBO 5172-05 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 5172-05

  • Trabalhadores dos serviços, vendedores do comércio em lojas e mercados.
    • Trabalhadores dos serviços.
      • Trabalhadores nos serviços de proteção e segurança.
        • Policiais, guardas-civis municipais e agentes de trânsito.

Descrição dos cargos da categoria Policiais, guardas-civis municipais e agentes de trânsito

Os Policiais, guardas-civis municipais e agentes de trânsito CBO 5172-05 investigam, reprimem e previnem infrações penais contra interesses da nação e das casas legislativas, como contrabando, tráfico de drogas, crimes fazendários e previdenciários e crimes eleitorais, controlam bens e serviços da união e das casas legislativas, buscam manter a ordem e segurança nas dependências das casas legislativas, prestam assessoria à Presidência das CPI, patrulham ostensivamente rodovias federais, mantêm a fluidez e a segurança do trânsito urbano e rodoviário, fiscalizam o cumprimento das leis de trânsito, colaboram com a segurança pública, protegem bens públicos, serviços e instalações.

Condições de trabalho

Policiais, guardas-civis municipais e agentes de trânsito trabalham em entidades públicas de defesa, segurança e trânsito. Os agentes de trânsito trabalham como assalariados celetistas, sob supervisão permanente. Os policiais federais, policiais legislativos, rodoviários e os guardas-civis municipais são estatutários, organizam- se em equipe, sob supervisão ocasional. Trabalham em ambiente fechado, a céu aberto ou em veículos, em horários diurnos e noturnos, em revezamento de turno e em horários irregulares. Estão sujeitos a trabalho sob pressão, levando-os a situação de estresse. Permanecem em pé por longos períodos. Com exceção do policial legislativo, podem ser expostos a materiais tóxicos e ruído intenso. Os agentes de trânsito podem trabalhar em grandes alturas.

Exigências do mercado de trabalho

Requer-se ensino médio completo, com exceção do agente da polícia federal, que tem como pré-requisito de concurso o ensino superior completo. Complementam a escolaridade formal com curso profissionalizante de duzentas a quatrocentas horas-aula. Para ingressar como policial legislativo, não é necessário comprovar experiência. O exercício pleno das atividades ocorre após quatro a cinco anos de experiência.

Funções dos Policiais, guardas-civis municipais e agentes de trânsito CBO 5172-05

Policiais, guardas-civis municipais e agentes de trânsito devem:

  • fiscalizar o cumprimento das leis de trânsito;
  • patrulhar ostensivamente rodovias federais;
  • reprimir infrações contra interesses da união e casas legislativas;
  • demonstrar competências pessoais;
  • comunicar-se;
  • investigar infrações penais contra interesses da nação;
  • prevenir infrações contra interesses da união e casas legislativas;
  • colaborar com a segurança pública;
  • controlar bens e serviços da união e casas legislativas;
  • Atividades dos cargos CBO 5172-05

    Entre as principais atribuições dos Policiais, guardas-civis municipais e agentes de trânsito CBO 5172-05 estão as de:

    • checar veracidade de informações e fatos;
    • analisar documentação do condutor e do veículo;
    • escoltar veículos e cargas especiais;
    • demonstrar sensatez;
    • executar operações especiais;
    • apurar infrações contra ordem política e social;
    • reprimir crimes fazendários;
    • demonstrar polidez;
    • comunicar-se por códigos;
    • apoiar fechamento de rádios piratas;
    • desenvolver percepção para análise visual de pessoas e situações;
    • demonstrar criatividade;
    • reprimir tráfico de drogas;
    • redigir relatórios;
    • realizar operações de combate ao crime em geral;
    • abordar veículos para fiscalização;
    • obter provas;
    • efetuar prisões em flagrante;
    • proferir palestras;
    • transportar vítimas de acidentes;
    • deter infratores para a autoridade competente;
    • controlar a operação de equipamentos de vistoria de bagagens e pessoas;
    • revistar pessoas;
    • cumprir mandado de busca e apreensão;
    • demonstrar disciplina;
    • cuidar de armamento e munição;
    • controlar empresas de segurança privada;
    • cumprir mandado de condução coercitiva;
    • levantar dados;
    • demonstrar descrição;
    • emitir passaportes;
    • preservar local do crime;
    • efetuar registro de armas;
    • realizar proteção de testemunhas;
    • custodiar presos não condenados;
    • reprimir crimes previdenciários;
    • escoltar autoridades;
    • promover segurança aos funcionários federais no desempenho de suas funções;
    • combater crimes contra a fauna e flora;
    • trabalhar em equipe;
    • acionar autoridades competentes de acordo com cada ocorrência;
    • prestar assistência aos transeuntes;
    • prestar assistência à população em casos de calamidades públicas;
    • arrecadar bens, mercadorias e documentações que comprovem o crime;
    • evidenciar iniciativa;
    • consultar banco de dados;
    • autuar infratores;
    • expedir porte de armas federal ou do policial legislativo;
    • intimar indivíduos;
    • reprimir crimes eleitorais;
    • inspecionar cargas;
    • controlar produtos químicos utilizados como insumos na fabricação de entorpecentes;
    • controlar permanência de estrangeiros no país;
    • demonstrar segurança;
    • realizar segurança de dignitários;
    • demonstrar discernimento;
    • prevenir crimes fazendários;
    • prevenir uso de entorpecentes;
    • participar de bloqueios na via pública para fiscalização;
    • revistar bagagens;
    • demonstrar capacidade de trabalhar sob pressão;
    • demonstrar responsabilidade;
    • credenciar empresas de escolta de cargas excedentes;
    • emitir registro nacional de estrangeiro;
    • abordar pessoas com fundadas suspeitas;
    • dialogar com usuário;
    • demonstrar assiduidade;
    • demonstrar capacidade de contornar situações adversas;
    • controlar entradas e saídas de pessoas no país;
    • demonstrar auto controle;
    • entrevistar pessoas;
    • combater crimes contra a funai;
    • fiscalizar transporte de produtos perigosos e controlados;
    • conferir documentos;
    • fiscalizar serviços de escolta;
    • trabalhar em parcerias com outros órgãos para fiscalização;
    • preencher formulários;
    • utilizar epi;
    • cumprir mandado de prisão;
    • combater invasão de prédios públicos federais ou casas legislativas;

    Cargos e salários CBO 5172-05 - Policiais, guardas-civis municipais e agentes de trânsito

    Salário Agente de Policia Federal

    Agente de Policia Federal: Brasil

    • 2
    • Brasil
    • 1.595 - 0
    • 44h
    O profissional no cargo de Agente de Policia Federal CBO 5172-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.595 e 0 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 2 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5172-05.