CBO 2148-10 - Engenheiros agrimensores e engenheiros cartógrafos - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 2148-10 é o Código Brasileiro da Ocupação de engenheiros agrimensores e engenheiros cartógrafos que pertence ao grupo dos engenheiros, arquitetos, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Engenheiros agrimensores e engenheiros cartógrafos CBO 2148-10 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2148-10

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Profissionais das ciências exatas, físicas e da engenharia.
      • Engenheiros, arquitetos.
        • Engenheiros agrimensores e engenheiros cartógrafos.

Descrição dos cargos da categoria Engenheiros agrimensores e engenheiros cartógrafos

Os Engenheiros agrimensores e engenheiros cartógrafos CBO 2148-10 realizam atividades em topografia, geodésia e batimetria, levantando e calculando pontos topográficos e geodésicos. Elaboram documentos cartográficos, estabelecendo semiologia e articulação de cartas, efetuam levantamentos por meio de imagens terrestres, aéreas e orbitais. Gerenciam projetos e obras de agrimensura e cartografia. Assessoram na implantação de sistemas de informações geográficas, implementam projetos geométricos. Podem pesquisar novas tecnologias.

Condições de trabalho

Engenheiros agrimensores e engenheiros cartógrafos os profissionais podem trabalhar em áreas, tais como: agricultura e pecuária, silvicultura e exploração florestal, construção, extração de minerais metálicos, administração pública. Podem trabalhar em empresas de variados tamanhos, predominantemente privadas, como empregados registrados. Também são encontrados em órgãos e empresas públicas. Desenvolvem suas atividades em equipe, com supervisão ocasional. Em algumas atividades, podem manter-se em posições desconfortáveis por longos períodos e estar sujeitos a condições ambientais adversas.

Exigências do mercado de trabalho

Para o exercício das ocupações requer-se curso de Engenharia, nas áreas de agrimensura e cartografia, com registro no CREA. O mercado de trabalho, atualmente, tem valorizado profissionais com cursos de especialização e pós-graduação em geotecnologia e informática aplicada.

Funções dos Engenheiros agrimensores e engenheiros cartógrafos CBO 2148-10

Engenheiros agrimensores e engenheiros cartógrafos devem:

  • pesquisar tecnologias em agrimensura e cartografia;
  • assessorar na implantação de sistemas de informações geográficas;
  • gerenciar projetos e obras de agrimensura e cartografia;
  • realizar atividades em topografia, geodesia e batimetria;
  • efetuar levantamentos através de imageamento terrestre, aéreo e orbital;
  • demonstrar competências pessoais;
  • implantar cadastro técnico multifinalitário;
  • aplicar agrimensura legal;
  • implementar projetos geométricos;
  • elaborar documentos cartográficos;
  • comunicar-se;
  • Atividades dos cargos CBO 2148-10

    Entre as principais atribuições dos Engenheiros agrimensores e engenheiros cartógrafos CBO 2148-10 estão as de:

    • implantar pontos geodésicos e topográficos;
    • projetar estudo de traçados (linha de transmissão e dutos);
    • realizar levantamentos cadastrais urbanos e rurais;
    • fiscalizar obras, projetos e serviços;
    • desenvolver raciocínio lógico;
    • reambular originais cartográficos;
    • definir logística de trabalho;
    • planejar cobertura por sensor orbital;
    • locar dados e informações georreferenciadas;
    • coletar dados cadastrais;
    • examinar documentos para processos jurídicos;
    • estabelecer sistemas de projeção cartográfica;
    • desenvolver expressão escrita (redação técnica e gráfica);
    • produzir informações geográficas espaciais e descritivas;
    • integrar bancos de dados e base cartográficas ao sistema de informação geográfica;
    • testar potencial de equipamentos de trabalho;
    • preparar original cartográfico para impressão;
    • desenvolver modelo topológico de sistema de informação geográfica;
    • demonstrar coordenação motora fina;
    • formular modelo matemático e algoritmo para desenvolvimento de programas computacionais;
    • identificar novas metodologias de trabalho;
    • realizar cálculos topográficos e geodésicos;
    • processar imagens fotográficas e orbitais;
    • elaborar processo de generalização cartográfica;
    • fornecer suporte técnico a projetos e obras correlatas;
    • representar levantamentos topográficos, geodésicos, batimétricos, geofísicos e gravimétricos;
    • interpretar imagens;
    • projetar assentamento;
    • desenvolver capacidade de liderança;
    • realizar levantamentos gravimétricos;
    • emitir laudos técnicos e memoriais descritivos;
    • demarcar propriedades, reservas legais e de preservação;
    • monitorar cronogramas físicos e financeiros;
    • trabalhar em equipe;
    • determinar apoio terrestre aos levantamentos através de sensores aéreos e orbitais;
    • planejar cobertura aerofotogramétrica;
    • verificar qualidade do documento cartográfico;
    • migrar dados entre programas computacionais;
    • selecionar métodos e equipamentos de projetos;
    • publicar resultados de pesquisa;
    • estabelecer articulação de cartas de projeto;
    • compatibilizar sistemas geodésicos;
    • evidenciar resistência à pressão;
    • gerar modelos digitais de terreno e elevação (mdt/mde);
    • efetuar aerotriangulação;
    • restituir imagens e fotos;
    • especificar base de dados geográficos;
    • editar restituições;
    • contratar serviços de terceiros;
    • controlar plana final (as-built) de obra;
    • estruturar banco de dados;
    • montar propostas e editais;
    • executar avaliações e perícias técnicas;
    • operar base de monitoramento contínuo de satélites posicionadores;
    • projetar loteamento;
    • avaliar ferramentas de sistema de informação geográfica disponível;
    • controlar estoques de materiais;
    • ortorretificar imagens;
    • demonstrar capacidade de síntese;
    • realizar levantamentos batimétricos;
    • estabelecer semiologia e semiografia do documento cartográfico;
    • identificar terras devolutas (ação discriminatória);
    • montar cronogramas físicos e financeiros;
    • desenvolver expressão oral;
    • orientar definição do cadastro;
    • definir metodologia de atualização de cadastro;
    • projetar estradas;
    • demonstrar adaptabilidade;
    • validar dados cadastrais;
    • ministrar palestras, seminários, cursos e treinamentos;
    • retificar e ratificar limites e áreas rurais e urbanas;
    • vistoriar propriedades rurais e urbanas em ações judiciais;
    • classificar objetos de sistema de informação geográfica;
    • realizar astronomia de posição;
    • realizar locações de máquinas, equipamentos e estruturas industriais;
    • prestar consultoria técnica em agrimensura e cartografia;
    • desmembrar e remembrar propriedades rurais e urbanas;
    • realizar levantamentos geofísicos;
    • definir base cartográfica;
    • supervisionar obras, projetos e serviços;
    • desenvolver acuidade visual;
    • fornecer planta topográfica para projetos de reflorestamento;
    • realizar levantamentos planialtimétricos;
    • controlar qualidade da elaboração do documento cartográfico;
    • examinar viabilidade técnica de projetos;
    • efetuar fotogrametria terrestre;

    Cargos e salários CBO 2148-10 - Engenheiros agrimensores e engenheiros cartógrafos

    Salário Engenheiro Cartografo

    Engenheiro Cartografo: Brasil

    • 93
    • Brasil
    • 6.066 - 14.089
    • 41h
    O profissional no cargo de Engenheiro Cartografo CBO 2148-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 6.066 e 14.089 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 93 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2148-10.
    Salário Cartógrafo

    Cartógrafo: Brasil

    • 93
    • Brasil
    • 6.066 - 14.089
    • 41h
    O profissional no cargo de Cartógrafo CBO 2148-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 6.066 e 14.089 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 93 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2148-10.
    Salário Engenheiro de Geodésia e Topografia

    Engenheiro de Geodésia e Topografia: Brasil

    • 93
    • Brasil
    • 6.066 - 14.089
    • 41h
    O profissional no cargo de Engenheiro de Geodésia e Topografia CBO 2148-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 6.066 e 14.089 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 93 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2148-10.