CBO 2144-30 - Engenheiros mecânicos - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 2144-30 é o Código Brasileiro da Ocupação de engenheiros mecânicos que pertence ao grupo dos engenheiros, arquitetos, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Engenheiros mecânicos CBO 2144-30 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2144-30

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Profissionais das ciências exatas, físicas e da engenharia.
      • Engenheiros, arquitetos.
        • Engenheiros mecânicos.

Descrição dos cargos da categoria Engenheiros mecânicos

Os Engenheiros mecânicos CBO 2144-30 projetam sistemas e conjuntos mecânicos, componentes, ferramentas e materiais, especificando limites de referência para cálculo, calculando e desenhando. Implementam atividades de manutenção, testam sistemas, conjuntos mecânicos, componentes e ferramentas, desenvolvem atividades de fabricação de produtos e elaboram documentação técnica. Podem coordenar e assessorar atividades técnicas.

Condições de trabalho

Engenheiros mecânicos trabalham nos setores industrial e de serviços. Na indústria, são empregados principalmente na metalurgia básica, fabricação de máquinas, equipamentos e veículos automotores, mas podem atuar em outros ramos industriais, tais como alimentos, têxtil e confecções, entre outros. Trabalham em equipe multidisciplinar, sob supervisão ocasional. Seu vínculo mais comum é como assalariado de carteira assinada, nas esferas pública e privada. Também são encontrados em universidades e institutos de pesquisa e, nesses casos, são classificados como pesquisadores e professores.

Exigências do mercado de trabalho

O exercício das ocupações requer formação em curso superior de Engenharia Mecânica e Afins ou Tecnologia em Fabricação Mecânica (ou outra formação correlacionada), com registro no CREA. A tendência do mercado atualmente é valorizar profissionais com pós-graduação e cursos de especialização. Em média, para o exercício pleno das atividades, demanda-se uma experiência superior a cinco anos para os engenheiros e, no caso dos tecnólogos, de 1 a 2 anos.

Funções dos Engenheiros mecânicos CBO 2144-30

Engenheiros mecânicos devem:

  • projetar sistemas, conjuntos mecânicos, componentes e ferramentas;
  • coordenar atividades técnicas;
  • desenvolver processos de fabricação;
  • testar sistemas, conjuntos mecânicos, componentes e ferramentas;
  • implementar atividades de manutenção;
  • elaborar documentação técnica;
  • assessorar atividades técnicas;
  • demonstrar competências pessoais;
  • Atividades dos cargos CBO 2144-30

    Entre as principais atribuições dos Engenheiros mecânicos CBO 2144-30 estão as de:

    • calcular sistemas, conjuntos mecânicos, componentes e ferramentas;
    • contornar situações adversas;
    • realizar manutenções;
    • especificar materiais;
    • demonstrar orientação espacial;
    • aferir equipamentos de teste;
    • definir cronograma de trabalho;
    • participar de auditoria de qsms;
    • demonstrar capacidade de liderança;
    • prestar suporte técnico;
    • avaliar resultado de atividades;
    • administrar conflitos;
    • elaborar planos de manutenção preventiva e preditiva;
    • controlar qualidade de produto;
    • analisar viabilidade financeira do projeto;
    • usar epi;
    • gerir recursos financeiros;
    • prestar consultoria técnica;
    • consultar produtos similares;
    • demonstrar raciocínio analítico;
    • consultar literatura técnica;
    • ajustar equipamentos de teste (calibar);
    • pesquisar novas tecnologias;
    • demonstrar raciocínio lógico;
    • capacitar pessoal;
    • controlar processo produtivo;
    • coordenar equipe de trabalho;
    • definir escopo de trabalho;
    • indicar alterações de variáveis de processo produtivo;
    • medir variáveis durante operação;
    • elaborar teor técnico em contratação de bens e serviços;
    • elaborar metodologias de testes;
    • assessorar elaboração de aplicativos específicos (softwares);
    • codificar sistemas, conjuntos mecânicos e componentes e ferramentas;
    • elaborar especificações técnicas;
    • indicar alterações de instalações de fabricação (leiaute);
    • estabelecer condições operacionais de teste;
    • consultar fornecedores;
    • realizar perícia técnica em sistemas, conjuntos mecânicos, componentes e ferramentas;
    • avaliar resultados de teste de sistemas, conjuntos mecânicos, componenentes e ferramentas;
    • criar protótipos;
    • indicar alterações de sistemas, conjuntos mecânicas, componentes e ferramentas;
    • definir sistemas, conjuntos mecânicos, componentes e ferramentas;
    • coletar dados técnicos de funcionamento de sistemas, conjuntos mecânicos, componentes e ferramentais;
    • trabalhar em equipe;
    • demonstrar atenção difusa;
    • analisar impactos socioambientais de projeto;
    • desenhar sistemas, conjuntos mecânicos, componentes e ferramentas;
    • demonstrar capacidade retórica;
    • elaborar padrões e procedimentos técnicos e operacionais;
    • implantar sistemas de controle de desempenho de equipamento;
    • proferir palestras;
    • classificar manutenção por nível de complexidade;
    • instalar equipamentos de teste;
    • elaborar relatórios e laudos técnicos;
    • elaborar normas e manuais técnicos;
    • selecionar equipamentos de medição;
    • especificar limites de referência (premissas);
    • definir etapas de fabricação;
    • estabelecer variáveis e valores de controle;
    • inspecionar sistemas, conjuntos mecânicos, componentes e ferramentas;
    • coordenar logística de recursos;
    • especificar sistemas, conjuntos mecânicos, componentes e ferramentas;
    • definir equipe de trabalho;
    • demostrar capacidade de negociação;
    • elaborar artigos técnicos;

    Cargos e salários CBO 2144-30 - Engenheiros mecânicos

    Salário Engenheiro Naval

    Engenheiro Naval: Brasil

    • 297
    • Brasil
    • 10.344 - 20.453
    • 41h
    O profissional no cargo de Engenheiro Naval CBO 2144-30 trabalhando no Brasil, ganha entre 10.344 e 20.453 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 297 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2144-30.
    Salário Engenheiro de Construção Naval

    Engenheiro de Construção Naval: Brasil

    • 297
    • Brasil
    • 10.344 - 20.453
    • 41h
    O profissional no cargo de Engenheiro de Construção Naval CBO 2144-30 trabalhando no Brasil, ganha entre 10.344 e 20.453 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 297 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2144-30.