CBO 2011-15 - Geneticista - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos profissionais da biotecnologia

O profissional no cargo de Geneticista CBO 2011-15 Manipula material genético e expressão gênica, de acordo com normas éticas, técnicas e regulamentadoras Analisa genoma e identifica marcadores genéticos em aplicações na agricultura, saúde humana e animal, entre outras áreas.

Avalia dados genéticos por meio cálculos, análises matemáticas e estatísticas Aplica técnicas de reprodução e multiplicação de organismos Elabora projetos de pesquisas, avaliando o custo-benefício para o desenvolvimento.

Submete textos técnicos à publicação, apresentando-os em eventos Organiza cursos e eventos técnicos e científicos, orientando estudantes, estagiários e profissionais da área Emite laudos e solicita o registro de patentes.

Pode supervisionar equipe de trabalho Cumpre procedimentos e boas práticas de fabricação, normas técnicas, de qualidade, regulamentadoras de biossegurança, saúde e segurança no trabalho, de combate a incêndio e de preservação ambiental

CBO 2011-15 é o Código Brasileiro da Ocupação de profissionais da biotecnologia que pertence ao grupo dos pesquisadores e profissionais policientíficos, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Geneticista, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Profissionais da biotecnologia CBO 2011-15 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2011-15

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Profissionais da biotecnologia.
      • Pesquisadores e profissionais policientíficos.

O que faz um Geneticista

O Geneticista CBO 2011-15 manipula material genético e expressão gênica, sintetizando sequências de DNA, construindo vetores, modificando genes “in vitro” e “in vivo”, gerando organismos geneticamente modificados, de acordo com normas éticas, técnicas e regulamentadoras Analisa genoma, sequenciando-o, identificando-o e mapeando-o.

Identifica marcadores genéticos, analisando a variabilidade genética e a expressão gênica para aplicações nas áreas de agricultura, meio ambiente, saúde humana e animal, entre outras.

Avalia os dados genéticos por meio de cálculos e análises matemáticas e estatísticas, utilizando software analítico ou científico específico, software e bancos de dados de bioinformática, entre outros sistemas Cria e alimenta banco de dados com as informações das análises.

Utiliza tecnologias da comunicação e informação, “big data” e inteligência artificial Aplica técnicas de reprodução e multiplicação de organismos, cultivando organismos ou suas partes, clonando células e organismos, efetuando a fertilização “in vitro” e inseminação artificial e transferindo embriões.

Efetua a polinização controlada.

Produz compostos biológicos, extraindo-os, purificando-os e identificando-os, de acordo com as boas normas de fabricação Determina atividade biológica e química de compostos e sua aplicabilidade.

Modela biomoléculas, utilizando métodos computacionais.

Elabora e coordena projetos de pesquisas em genética, diagnosticando problemas, levantando hipóteses, definido objetivos, métodos de pesquisa e equipe técnica Avalia o custo-benefício do desenvolvimento de pesquisa Pesquisa literatura especializada e participa de eventos científicos para atualização tecnológica na área de genética.

Pode desenvolver conjuntos para diagnóstico, dispositivos e processos de uso biológico e testar protótipos visando a precisão e qualidade de resultados experimentais Divulga informações, redigindo textos e relatórios, submetendo textos à publicação, apresentando trabalhos em eventos, ministrando palestras e aulas Organiza cursos e eventos técnicos e científicos, orientando estudantes, estagiários e profissionais da área.

Emite laudos e requer registro de patentes Pode supervisionar equipe de manipulação de material genético e expressão gênica.

Cumpre procedimentos e boas práticas de fabricação, normas técnicas e de qualidade, e normas regulamentadoras de biossegurança, saúde e segurança no trabalho, de combate a incêndio e de preservação ambiental.

Funções do cargo

O funcionário CBO 2011-15 deve demonstrar competências pessoais, desenvolver equipamentos, dispositivos e processos de uso biológico, manipular material genético, aplicar técnicas de reprodução e multiplicação de organismos, divulgar informações, comunicar - se, produzir compostos biológicos, elaborar projetos de pesquisa em biotecnologia e bioengenharia, analisar genoma.

Condições de trabalho dessas profissões

Profissionais da biotecnologia o trabalho é exercido em ambientes fechados e controlados de laboratórios de serviços e pesquisa na área de saúde e em complexos hospitalares de excelência, na fabricação de equipamentos e instrumentos, de produtos químicos e biotecnológicos, produtos agrícolas e de pecuária e serviços relacionados. O trabalhador está sujeito a ruídos, a baixas temperaturas, a riscos biológicos e de manipulação de substâncias tóxicas e a radiações. As atividades são supervisionadas ocasionalmente. Os profissionais trabalham, majoritariamente, na condição de trabalho assalariado. O horário de trabalho é diurno e, eventualmente, há plantões em turno, no caso de laboratórios pesquisa.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 2011-15

Essas ocupações são exercidas por pessoas com formação universitária, geralmente pós-graduadas, após três ou quatro anos de exercício profissional, sob supervisão ocasional de profissional experimentado nas áreas de bioengenharia, biotecnologia e genética. Por tratar-se de área multidisciplinar, as formações que dão acesso à profissão são variadas, tais como ramos de engenharia que atuam na fabricação de equipamentos e na produção de materiais, biologia, medicina, bioquímica, agronomia, veterinária, zootecnia, dentre outras.

Atividades exercidas por um Geneticista CBO 2011-15

Um Geneticista (ou sinônimo) deve submeter textos a publicação, extrair compostos, demonstrar capacidade de ordenação de informação, analisar expressão gênica, desenvolver kits de diagnóstico, identificar marcadores genéticos, gerar organismos geneticamente modificados, manipular expressão gênica, analisar variabilidade genética, construir vetores, definir equipe técnica, definir objetivos, fazer polinização controlada, proferir palestras, purificar compostos, avaliar custo-benefício do desenvolvimento de pesquisa, demonstrar criatividade, organizar cursos, demonstrar senso de responsabilidade, fazer inseminação artificial, determinar aplicabilidade de compostos, emitir laudos, demonstrar capacidade de compreensão oral, demonstrar capacidade de compreensão escrita, modelar biomoléculas, levantar hipóteses, modificar genes in vivo, requerer registro de patentes, transferir embriões, organizar eventos técnico-científicos, definir métodos de pesquisa, orientar estudantes, estagiários e profissionais de biotecnologia e bioengenharia, diagnosticar problemas, trabalhar em equipe, modificar genes in vitro, demonstrar perseverança, cultivar organismos ou suas partes, determinar atividade biológica e química de compostos, fazer fecundação in vitro, identificar genes, demonstrar capacidade de organização, clonar células e organismos, mapear genoma, apresentar trabalhos em eventos técnico-científicos, identificar compostos, demonstrar senso crítico, tomar iniciativa, ministrar aulas, redigir textos e relatórios, demonstrar capacidade de expressão escrita, sintetizar seqüências de dna, testar protótipos, seqüenciar genoma.

Cargos e salários CBO 2011-15 - Profissionais da biotecnologia

Salário Geneticista

Geneticista: Brasil

  • 20
  • Brasil
  • 6.735 - 13.020
  • 40h
O profissional no cargo de Geneticista CBO 2011-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 6.735 e 13.020 para uma jornada de trabalho média de 40h semanais de acordo com dados salariais de 20 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2011-15.