CBO 8623-10 - Operador de forno de incineração no tratamento de água, efluentes e resíduos industriais - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos operadores de instalações de captação e esgotos

O profissional no cargo de Operador de forno de incineração no tratamento de água, efluentes e resíduos industriais CBO 8623-10 opera fornos de incineração, acionando e monitorando equipamentos auxiliares, para queimar resíduos Inspeciona o recebimento de resíduos industriais e urbanos.

Realiza a manutenção básica dos equipamentos Controla materiais e produtos utilizados e documenta dados do processo Aplica normas técnicas relacionadas ao tratamento de resíduos.

Cumpre normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de proteção ao meio ambiente

CBO 8623-10 é o Código Brasileiro da Ocupação de operadores de instalações de captação e esgotos que pertence ao grupo dos operadores de produção, captação, tratamento e distribuição (energia, água e utilidades), segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Operador de forno de incineração no tratamento de água, efluentes e resíduos industriais, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Operadores de instalações de captação e esgotos CBO 8623-10 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 8623-10

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Operadores de instalações de captação e esgotos.
      • Operadores de produção, captação, tratamento e distribuição (energia, água e utilidades).

O que faz um Operador de forno de incineração no tratamento de água, efluentes e resíduos industriais

O Operador de forno de incineração no tratamento de água, efluentes e resíduos industriais CBO 8623-10 monitora e inspeciona o recebimento de resíduos industriais e urbanos, classificando-os de acordo com normas técnicas Providencia o acondicionamento e a destinação dos resíduos, conforme normas vigentes.

Prepara a operação de fornos de incineração, analisando características físicas dos resíduos, verificando plano de queima e controlando parâmetros operacionais.

Compara o volume de resíduos com o plano de queima Abastece o forno com resíduos.

Configura o forno para operação, de acordo com especificações Calcula e ajusta a quantidade de resíduos a serem carregados no forno, conforme necessário para condições específicas.

Providencia o carregamento dos resíduos, orientando o despejo no interior do forno, para possibilitar a queima.

Põe o forno em funcionamento, acionando o equipamento de injeção de ar e as válvulas de admissão do combustível líquido ou gasoso, acendendo os maçaricos, ou providenciando o abastecimento com carvão ou outro combustível e sua queima, para incinerar os resíduos Controla o funcionamento do forno, observando e regulando os mecanismos de combustão para assegurar o andamento normal do processo de incineração.

Monitora a operação do equipamento – por meio de medidores e luzes do painel ou outras informações em tempo real, para detectar desvios dos padrões.

Abre as grelhas, acionando os mecanismos apropriados, para retirar as cinzas Acondiciona e descarta cinzas Pode operar diferentes tipos de incineradores, tais como incineradores de fornos de injeção líquida, de grades móveis ou fixas, de múltiplos estágios e de plasma, dentre outros.

Opera equipamentos auxiliares – eletromecânicos convencionais ou que incorporam tecnologia microeletrônica digital de automação e controle, acionando dispositivos de comando e de controle dos equipamentos e controlando parâmetros para operação de fornos de incineração de resíduos Inspeciona os equipamentos e monitora as condições operacionais – por meio de medidores – para determinar os requisitos de carga e detectar defeitos Realiza a manutenção básica dos equipamentos, limpando depósitos, lubrificando os elementos das máquinas auxiliares e executando pequenos reparos e regulagens, para conservá-los em perfeito estado de funcionamento.

Substitui peças do equipamento, gastas ou com defeito, usando ferramentas manuais Solicita serviço de manutenção corretiva de equipamentos, quando necessário.

Controla materiais e produtos utilizados Solicita, quando necessário, materiais e produtos, realizando a inspeção – por ocasião do recebimento e outras circunstâncias, de acordo com procedimentos internos de controle Quantifica, separa e armazena materiais e produtos.

Documenta dados do processo, preenchendo formulários de controle operacional Registra leituras de medidores em formulários específicos Avalia dados do processo, informa anomalias e repassa informações para pessoal do turno posterior.

Conserva o local de trabalho limpo e organizado Mantém a organização dos instrumentos de trabalho e do material, rotulando os produtos químicos Trabalha com segurança, utilizando equipamentos de proteção individual e de proteção coletiva.

.

Funções do cargo

O funcionário CBO 8623-10 deve monitorar recebimento de resíduos industriais e urbanos, demonstrar competências pessoais, trabalhar com segurança, documentar dados do processo de tratamento, operar forno de incineração, controlar materiais e produtos utilizados na estação de tratamento de Água, efluentes e resíduos industriais., operar equipamentos eletromecânicos.

Condições de trabalho dessas profissões

Operadores de instalações de captação e esgotos atuam na fabricação de produtos químicos, alimentícios e de bebidas e nos segmentos de limpeza urbana, esgoto e atividades conexas, metalurgia básica, saúde e serviços sociais. São empregados com carteira assinada, trabalham individualmente ou em equipe, sob supervisão permanente, em locais fechados ou abertos e no horário diurno ou em rodízio de turnos. Freqüentemente permanecem expostos à ação de materiais tóxicos, ruído intenso, altas temperaturas, odores, intempéries e riscos biológicos.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 8623-10

Para o operador de estação de tratamento requer-se ensino médio concluído e, para o operador de fornos de incineração, ensino fundamental incompleto. Nos dois casos, exige-se curso básico de qualificação profissional em torno de duzentas horas-aula. O pleno desempenho das atividades ocorre com aproximadamente um ano de experiência profissional.

Atividades exercidas por um Operador de forno de incineração no tratamento de água, efluentes e resíduos industriais CBO 8623-10

Um Operador de forno de incineração no tratamento de água, efluentes e resíduos industriais (ou sinônimo) deve demonstar responsabilidade, comparar volume de resíduos com plano de queima, cumprir normas de higiene, segurança, saúde e meio ambiente, armazenar materiais e produtos, quantificar materiais e produtos, identificar equipamentos de segurança, acondicionar cinzas, analisar características físicas de resíduos, utilizar equipamentos de proteção - individual e coletivo, demonstar confiabilidade, descartar cinzas, destinar resíduos conforme normas vigentes, demonstrar dinamismo, comprometer-se com as questões de proteção ambiental, acionar equipamentos, verificar condições de uso dos equipamentos de proteção - individual e coletivo, cumprir procedimentos operacionais, classificar os resíduos de acordo com as normas técnicas, inspecionar o recebimento de resíduos, controlar parâmetros operacionais, receber materiais e produtos, demonstar disciplina, avaliar dados do processo de tratamento de água, efluentes e resíduos industriais, solicitar materiais e produtos, inspecionar equipamentos da estação de água, efluentes e resíduos industriais, informar anomalias no processo, abastecer o forno com resíduos, preencher formulários de controles operacionais, acondicionar resíduos industriais e urbanos, autodesenvolver-se, solicitar manutenção de equipamentos, controlar parâmetros operacionais dos equipamentos eletromecânicos, separar materiais e produtos, demonstrar sociabilidade, verificar a programação de recebimento de resíduos, inspecionar materiais e produtos, manter organizado o ambiente de trabalho, rotular produtos químicos, demonstrar iniciativa, repassar informações para turno posterior, verificar plano de queima.

Cargos e salários CBO 8623-10 - Operadores de instalações de captação e esgotos

Salário Operador de Forno de Incineração no Tratamento de Agua Efluentes e Resíduos Industriais

Operador de Forno de Incineração no Tratamento de Agua Efluentes e Resíduos Industriais: Brasil

  • 396
  • Brasil
  • 2.063 - 4.176
  • 42h
O profissional no cargo de Operador de Forno de Incineração no Tratamento de Agua Efluentes e Resíduos Industriais CBO 8623-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.063 e 4.176 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 396 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8623-10.
Salário Operador de Co-processamento de Resíduos

Operador de Co-processamento de Resíduos: Brasil

  • 396
  • Brasil
  • 2.063 - 4.176
  • 42h
O profissional no cargo de Operador de Co-processamento de Resíduos CBO 8623-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.063 e 4.176 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 396 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8623-10.
Salário Operador de Forno de Incineração no Tratamento de Água

Operador de Forno de Incineração no Tratamento de Água: Brasil

  • 396
  • Brasil
  • 2.063 - 4.176
  • 42h
O profissional no cargo de Operador de Forno de Incineração no Tratamento de Água CBO 8623-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.063 e 4.176 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 396 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8623-10.
Salário Operador de Incinerador

Operador de Incinerador: Brasil

  • 396
  • Brasil
  • 2.063 - 4.176
  • 42h
O profissional no cargo de Operador de Incinerador CBO 8623-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.063 e 4.176 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 396 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8623-10.
Salário Operador de Instalação de Incineração de Resíduos

Operador de Instalação de Incineração de Resíduos: Brasil

  • 396
  • Brasil
  • 2.063 - 4.176
  • 42h
O profissional no cargo de Operador de Instalação de Incineração de Resíduos CBO 8623-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.063 e 4.176 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 396 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8623-10.