CBO 8621-20 - Operadores de máquinas a vapor e utilidades - Salário 2020, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 8621-20 é o Código Brasileiro da Ocupação de operadores de máquinas a vapor e utilidades que pertence ao grupo dos operadores de utilidades, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Neste página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Operadores de máquinas a vapor e utilidades CBO 8621-20 em todos os estados e cidades do Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 8621-20

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Operadores de produção, captação, tratamento e distribuição (energia, água e utilidades).
      • Operadores de utilidades.
        • Operadores de máquinas a vapor e utilidades.

Descrição dos cargos da categoria Operadores de máquinas a vapor e utilidades

Os Operadores de máquinas a vapor e utilidades CBO 8621-20 preparam máquinas e equipamentos para operação e controlam o funcionamento das caldeiras e a qualidade da água ou do combustível. Operam sistemas de bombeamento e compressores de ar e controlam o funcionamento de máquinas e instalações fixas. Efetuam atividades para produção de gás de hulha e distribuem utilidades, identificando redes de distribuição, interpretando fluxograma de distribuição, elaborando procedimentos operacionais. Realizam operações de abastecimento e destanqueio de aeronaves. Realizam manutenção de rotina em máquinas e equipamentos e trabalham segundo normas e procedimentos de segurança.

Condições de trabalho

Operadores de máquinas a vapor e utilidades atuam na fabricação de produtos de madeira, de pastas, papel e derivados, de minerais não-metálicos e de fabricação de coque, refino de petróleo, elaboração de combustíveis nucleares e produção de álcool. Atuam no recebimento, armazenamento, controle de qualidade e distribuição de combustível de aviação. São empregados com carteira assinada, trabalham em equipe, sob supervisão ocasional, em ambiente fechado ou a céu aberto ou em veículos, nos períodos diurno e noturno e em rodízio de turnos. Permanecem em posições desconfortáveis durante longos períodos, trabalham sob pressão e podem atuar em condições especiais de trabalho tais como em grandes alturas, ambiente subterrâneo ou confinado. No desenvolvimento de algumas atividades podem permanecer expostos à ação de materiais tóxicos, radiação, ruído intenso e altas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho

Para o exercício dessas ocupações requer-se, predominantemente, ensino médio incompleto e curso básico de qualificação profissional com até duzentas horas-aula. Para as ocupações operador de estação de bombeamento, maquinista de embarcações e operador de abastecimento de combustível de aeronave requer-se ensino médio concluído. Ao operador de estação de bombeamento e ao maquinista de embarcações, é exigido curso técnico em áreas correlatas requer- se curso básico de mais de 400 horas, curso de Brigada de Incêndio e curso MOPP para o operador de abastecimento de combustível de aeronave. O pleno desempenho das atividades pode ocorrer entre um e quatro anos de experiência profissional, dependendo da ocupação.

Funções dos Operadores de máquinas a vapor e utilidades CBO 8621-20

Operadores de máquinas a vapor e utilidades devem:

  • trabalhar com segurança;
  • controlar o funcionamento de caldeiras;
  • operar sistemas de bombeamento;
  • controlar qualidade da Água ou combustível;
  • demonstrar competências pessoais;
  • realizar manutenção de rotina;
  • controlar o funcionamento de máquinas / instalações fixas;
  • preparar máquinas e equipamentos para entrar em operação;
  • Atividades dos cargos CBO 8621-20

    Entre as principais atribuições dos Operadores de máquinas a vapor e utilidades CBO 8621-20 estão as de:

    • demonstrar senso de organização;
    • trabalhar em equipe;
    • identificar defeitos;
    • controlar nível de água no tanque de alimentação;
    • limpar tubulações da caldeira;
    • demonstrar iniciativa;
    • controlar entrada de ar nos queimadores;
    • medir ph, condutividade e índice de sílica da água;
    • controlar quantidade de combustível na fornalha;
    • trocar filtros de óleo;
    • verificar vazão da água;
    • demonstrar predisposição para atualização profissional;
    • demonstrar capacidade de cumprir normas e procedimentos;
    • controlar tiragem de vapor da caldeira;
    • elaborar relatórios de funcionamento;
    • avaliar tensão das correias;
    • vistoriar tubulações da caldeira;
    • identificar condições inseguras;
    • armazenar resíduos em condições seguras;
    • inspecionar máquinas e equipamentos;
    • interpretar relatórios da produção;
    • auxiliar na análise preliminar de riscos;
    • coletar amostras;
    • efetuar descarga de fundo;
    • zelar pelo patrimônio da empresa;
    • demonstrar senso de responsabilidade;
    • completar nível de água e óleo;
    • interpretar normas de segurança e de meio ambiente;
    • realizar preaquecimento de máquinas e equipamentos;
    • monitorar manutenção de máquinas e equipamentos;
    • anotar dados sobre sistema de bombeamento;
    • acionar máquinas e equipamentos;
    • limpar fornalhas;
    • controlar pressão da caldeira;
    • registrar dados sobre funcionamento da caldeira;
    • controlar vazão do sistema de bombeamento;
    • preparar soluções de produtos químicos, conforme orientações do fornecedor e responsável técnico.;
    • controlar temperatura e pressão;
    • limpar queimadores;
    • realizar pequenos reparos;
    • demonstrar capacidade de concentração;
    • testar o funcionamento de máquinas e equipamentos;
    • extrair ar do sistema de bombeamento;
    • controlar temperatura do vapor superaquecido;
    • trabalhar com atenção;
    • controlar dosagem de soluções de produtos químicos;
    • controlar tiragem de gases da fornalha;
    • controlar a pressão e vazão de óleo nos queimadores;
    • abastecer fornalha com combustível;
    • usar equipamentos de proteção individual;
    • controlar distribuição de vapor;
    • inspecionar combustão da fornalha;
    • adaptar-se a situações adversas;
    • trabalhar sob pressão;
    • interpretar normas técnicas operacionais;
    • demonstrar capacidade de comunicação verbal e escrita;
    • solicitar a manutenção de máquinas e equipamentos;
    • bloquear equipamentos em situação de risco;
    • iniciar queima de combustível na fornalha;
    • verificar estoque de combustível;
    • manusear válvulas;
    • estar comprometido com a preservação do meio ambiente;
    • limpar filtros de óleo combustível e de óleos lubrificantes;

    Cargos e salários CBO 8621-20 - Operadores de máquinas a vapor e utilidades

    Salário Caldeirista

    Caldeirista: Brasil

    • 10.418
    • Brasil
    • 1.615 - 3.150
    • 43h
    O profissional no cargo de Caldeirista CBO 8621-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.615 e 3.150 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 10.418 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Controlador de Caldeira

    Controlador de Caldeira: Brasil

    • 10.418
    • Brasil
    • 1.615 - 3.150
    • 43h
    O profissional no cargo de Controlador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.615 e 3.150 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 10.418 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Operador de Caldeira a Vapor

    Operador de Caldeira a Vapor: Brasil

    • 10.418
    • Brasil
    • 1.615 - 3.150
    • 43h
    O profissional no cargo de Operador de Caldeira a Vapor CBO 8621-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.615 e 3.150 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 10.418 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Operador de Caldeira

    Operador de Caldeira: Brasil

    • 10.418
    • Brasil
    • 1.615 - 3.150
    • 43h
    O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.615 e 3.150 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 10.418 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Abastecedor de Caldeira

    Abastecedor de Caldeira: Brasil

    • 10.418
    • Brasil
    • 1.615 - 3.150
    • 43h
    O profissional no cargo de Abastecedor de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.615 e 3.150 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 10.418 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Operador de Caldeira Uberlândia

    Operador de Caldeira: Uberlândia, MG

    • 55
    • Uberlândia, MG
    • 1.558 - 2.620
    • 43h
    O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Uberlândia - MG, ganha entre 1.558 e 2.620 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 55 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Operador de Caldeira São Paulo

    Operador de Caldeira: São Paulo, SP

    • 353
    • São Paulo, SP
    • 1.717 - 3.074
    • 43h
    O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 1.717 e 3.074 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 353 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Operador de Caldeira São Leopoldo

    Operador de Caldeira: São Leopoldo, RS

    • 21
    • São Leopoldo, RS
    • 1.667 - 2.792
    • 43h
    O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em São Leopoldo - RS, ganha entre 1.667 e 2.792 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 21 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Operador de Caldeira Rio de Janeiro

    Operador de Caldeira: Rio de Janeiro, RJ

    • 69
    • Rio de Janeiro, RJ
    • 2.069 - 3.893
    • 42h
    O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Rio de Janeiro - RJ, ganha entre 2.069 e 3.893 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 69 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Operador de Caldeira Teresina

    Operador de Caldeira: Teresina, PI

    • 20
    • Teresina, PI
    • 1.263 - 2.044
    • 43h
    O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Teresina - PI, ganha entre 1.263 e 2.044 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 20 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Operador de Caldeira Sorocaba

    Operador de Caldeira: Sorocaba, SP

    • 32
    • Sorocaba, SP
    • 1.715 - 2.762
    • 42h
    O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Sorocaba - SP, ganha entre 1.715 e 2.762 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 32 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Operador de Caldeira Sete Lagoas

    Operador de Caldeira: Sete Lagoas, MG

    • 11
    • Sete Lagoas, MG
    • 1.257 - 2.082
    • 42h
    O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Sete Lagoas - MG, ganha entre 1.257 e 2.082 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 11 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Operador de Caldeira

    Operador de Caldeira: Brasil

    • 1.331
    • Brasil
    • 1.600 - 1.753
    • 43h
    O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.600 e 1.753 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 1.331 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Operador de Caldeira Campinas

    Operador de Caldeira: Campinas, SP

    • 48
    • Campinas, SP
    • 2.320 - 4.295
    • 43h
    O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Campinas - SP, ganha entre 2.320 e 4.295 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 48 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Operador de Caldeira Curitiba

    Operador de Caldeira: Curitiba, PR

    • 86
    • Curitiba, PR
    • 1.671 - 2.782
    • 42h
    O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Curitiba - PR, ganha entre 1.671 e 2.782 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 86 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Operador de Caldeira Guarulhos

    Operador de Caldeira: Guarulhos, SP

    • 37
    • Guarulhos, SP
    • 1.904 - 3.094
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Guarulhos - SP, ganha entre 1.904 e 3.094 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 37 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Operador de Caldeira São Bernardo do Campo

    Operador de Caldeira: São Bernardo do Campo, SP

    • 24
    • São Bernardo do Campo, SP
    • 2.079 - 4.002
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em São Bernardo do Campo - SP, ganha entre 2.079 e 4.002 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 24 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
    Salário Operador de Caldeira Sinop

    Operador de Caldeira: Sinop, MT

    • 19
    • Sinop, MT
    • 2.500 - 5.612
    • 43h
    O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Sinop - MT, ganha entre 2.500 e 5.612 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 19 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.