CBO 8621-20 - Operador de caldeira - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos operadores de máquinas a vapor e utilidades

O profissional no cargo de Operador de caldeira CBO 8621-20 opera e controla caldeiras industriais, para produção de energia térmica Prepara as atividades, organizando o local de trabalho e selecionando instrumentos e ferramentas.

Executa a preparação da caldeira para entrar em operação Interage com painéis digitais para controle Realiza a manutenção básica dos equipamentos.

Cumpre normas e procedimentos de segurança e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

CBO 8621-20 é o Código Brasileiro da Ocupação de operadores de máquinas a vapor e utilidades que pertence ao grupo dos operadores de produção, captação, tratamento e distribuição (energia, água e utilidades), segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Operador de caldeira, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Operadores de máquinas a vapor e utilidades CBO 8621-20 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 8621-20

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Operadores de máquinas a vapor e utilidades.
      • Operadores de produção, captação, tratamento e distribuição (energia, água e utilidades).

O que faz um Operador de caldeira

O Operador de caldeira CBO 8621-20 prepara as atividades, organizando o local de trabalho e selecionando instrumentos e ferramentas, de acordo com especificações técnicas do processo Executa a preparação da caldeira para entrar em operação, interpretando normas técnicas operacionais.

Inspeciona a caldeira, para identificar e solucionar anormalidades.

Verifica e completa os níveis de água e de óleo do equipamento Controla estoque de combustível, com referência no planejamento das operações.

Abastece a fornalha com combustível, para iniciar a queima e geração do vapor Aciona a caldeira, realizando seu pré-aquecimento e testando o funcionamento.

Avalia a tensão das correias de transmissão do sistema de conversão de energia térmica para energia mecânica.

Opera e controla caldeiras industriais para produção de energia térmica Controla tiragem de gases e vapor, quantidade de combustível e efetiva combustão na fornalha.

Controla o nível de água no tanque de alimentação, entrada de ar, pressão e vazão nos queimadores e temperatura de distribuição do vapor aquecido.

Verifica e atua sobre vazão de água e tubulações da caldeira Controla a qualidade da água, coletando amostras, medindo PH, condutividade e índice de sílica Prepara e controla dosagem de produtos químicos - de acordo com orientações de fornecedores e responsáveis técnicos -, para manter a qualidade da água dentro de padrões adequados ao melhor rendimento da caldeira.

Interage com painéis digitais para controle Identifica as condições inseguras e bloqueia equipamentos em situação de risco Realiza a manutenção básica dos equipamentos, limpando queimadores, fornalhas, tubulações da caldeira e filtros de óleo combustível e de óleos lubrificantes.

Troca filtros de óleo Realiza pequenos reparos.

Identifica defeitos, solicitando manutenção preventiva e corretiva Preenche relatório, mantendo registros sobre funcionamento dos equipamentos Armazena resíduos em condições seguras, realizando o descarte de acordo com normas ambientais.

Conserva o local das atividades limpo e organizado Mantém ferramentas e instrumentos de trabalho limpos, organizados, acondicionados e em plenas condições de uso e funcionamento.

Funções do cargo

O funcionário CBO 8621-20 deve controlar o funcionamento de caldeiras, demonstrar competências pessoais, trabalhar com segurança, operar sistemas de bombeamento, controlar qualidade da Água ou combustível, preparar máquinas e equipamentos para entrar em operação, controlar o funcionamento de máquinas / instalações fixas, realizar manutenção de rotina.

Condições de trabalho dessas profissões

Operadores de máquinas a vapor e utilidades atuam na fabricação de produtos de madeira, de pastas, papel e derivados, de minerais não-metálicos e de fabricação de coque, refino de petróleo, elaboração de combustíveis nucleares e produção de álcool. Atuam no recebimento, armazenamento, controle de qualidade e distribuição de combustível de aviação. São empregados com carteira assinada, trabalham em equipe, sob supervisão ocasional, em ambiente fechado ou a céu aberto ou em veículos, nos períodos diurno e noturno e em rodízio de turnos. Permanecem em posições desconfortáveis durante longos períodos, trabalham sob pressão e podem atuar em condições especiais de trabalho tais como em grandes alturas, ambiente subterrâneo ou confinado. No desenvolvimento de algumas atividades podem permanecer expostos à ação de materiais tóxicos, radiação, ruído intenso e altas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 8621-20

Para o exercício dessas ocupações requer-se, predominantemente, ensino médio incompleto e curso básico de qualificação profissional com até duzentas horas-aula. Para as ocupações operador de estação de bombeamento, maquinista de embarcações e operador de abastecimento de combustível de aeronave requer-se ensino médio concluído. Ao operador de estação de bombeamento e ao maquinista de embarcações, é exigido curso técnico em áreas correlatas requer- se curso básico de mais de 400 horas, curso de Brigada de Incêndio e curso MOPP para o operador de abastecimento de combustível de aeronave. O pleno desempenho das atividades pode ocorrer entre um e quatro anos de experiência profissional, dependendo da ocupação.

Atividades exercidas por um Operador de caldeira CBO 8621-20

Um Operador de caldeira (ou sinônimo) deve controlar quantidade de combustível na fornalha, efetuar descarga de fundo, completar nível de água e óleo, limpar tubulações da caldeira, limpar fornalhas, trabalhar sob pressão, interpretar normas de segurança e de meio ambiente, adaptar-se a situações adversas, verificar estoque de combustível, controlar dosagem de soluções de produtos químicos, usar equipamentos de proteção individual, interpretar relatórios da produção, controlar tiragem de gases da fornalha, trabalhar com atenção, controlar nível de água no tanque de alimentação, trabalhar em equipe, limpar filtros de óleo combustível e de óleos lubrificantes, demonstrar capacidade de cumprir normas e procedimentos, identificar condições inseguras, anotar dados sobre sistema de bombeamento, demonstrar senso de responsabilidade, auxiliar na análise preliminar de riscos, controlar entrada de ar nos queimadores, abastecer fornalha com combustível, preparar soluções de produtos químicos, conforme orientações do fornecedor e responsável técnico., estar comprometido com a preservação do meio ambiente, manusear válvulas, inspecionar combustão da fornalha, identificar defeitos, demonstrar capacidade de concentração, interpretar normas técnicas operacionais, vistoriar tubulações da caldeira, controlar temperatura do vapor superaquecido, controlar temperatura e pressão, bloquear equipamentos em situação de risco, controlar pressão da caldeira, solicitar a manutenção de máquinas e equipamentos, realizar preaquecimento de máquinas e equipamentos, demonstrar capacidade de comunicação verbal e escrita, verificar vazão da água, registrar dados sobre funcionamento da caldeira, armazenar resíduos em condições seguras, inspecionar máquinas e equipamentos, testar o funcionamento de máquinas e equipamentos, avaliar tensão das correias, trocar filtros de óleo, controlar tiragem de vapor da caldeira, realizar pequenos reparos, controlar a pressão e vazão de óleo nos queimadores, monitorar manutenção de máquinas e equipamentos, elaborar relatórios de funcionamento, controlar vazão do sistema de bombeamento, acionar máquinas e equipamentos, demonstrar iniciativa, iniciar queima de combustível na fornalha, controlar distribuição de vapor, coletar amostras, extrair ar do sistema de bombeamento, zelar pelo patrimônio da empresa, demonstrar senso de organização, medir ph, condutividade e índice de sílica da água, demonstrar predisposição para atualização profissional, limpar queimadores.

Cargos e salários CBO 8621-20 - Operadores de máquinas a vapor e utilidades

Salário Operador de Caldeira

Operador de Caldeira: Brasil

  • 12.940
  • Brasil
  • 2.162 - 3.900
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.162 e 3.900 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 12.940 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Abastecedor de Caldeira

Abastecedor de Caldeira: Brasil

  • 12.940
  • Brasil
  • 2.162 - 3.900
  • 43h
O profissional no cargo de Abastecedor de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.162 e 3.900 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 12.940 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Caldeirista

Caldeirista: Brasil

  • 12.940
  • Brasil
  • 2.162 - 3.900
  • 43h
O profissional no cargo de Caldeirista CBO 8621-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.162 e 3.900 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 12.940 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Controlador de Caldeira

Controlador de Caldeira: Brasil

  • 12.940
  • Brasil
  • 2.162 - 3.900
  • 43h
O profissional no cargo de Controlador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.162 e 3.900 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 12.940 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Operador de Caldeira a Vapor

Operador de Caldeira a Vapor: Brasil

  • 12.940
  • Brasil
  • 2.162 - 3.900
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Caldeira a Vapor CBO 8621-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.162 e 3.900 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 12.940 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Operador de Caldeira Rio de Janeiro

Operador de Caldeira: Rio de Janeiro, RJ

  • 84
  • Rio de Janeiro, RJ
  • 2.326 - 3.708
  • 41h
O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Rio de Janeiro - RJ, ganha entre 2.326 e 3.708 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 84 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Operador de Caldeira

Operador de Caldeira: Santa Catarina

  • 1.205
  • Santa Catarina
  • 2.293 - 3.660
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Santa Catarina, ganha entre 2.293 e 3.660 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 1.205 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Operador de Caldeira Teresina

Operador de Caldeira: Teresina, PI

  • 15
  • Teresina, PI
  • 1.360 - 2.031
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Teresina - PI, ganha entre 1.360 e 2.031 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 15 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Operador de Caldeira Sorocaba

Operador de Caldeira: Sorocaba, SP

  • 16
  • Sorocaba, SP
  • 1.869 - 2.656
  • 44h
O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Sorocaba - SP, ganha entre 1.869 e 2.656 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 16 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Operador de Caldeira Sete Lagoas

Operador de Caldeira: Sete Lagoas, MG

  • 24
  • Sete Lagoas, MG
  • 1.945 - 2.854
  • 42h
O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Sete Lagoas - MG, ganha entre 1.945 e 2.854 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 24 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Operador de Caldeira

Operador de Caldeira: Paraná

  • 1.457
  • Paraná
  • 2.146 - 3.306
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Paraná, ganha entre 2.146 e 3.306 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 1.457 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Operador de Caldeira Campinas

Operador de Caldeira: Campinas, SP

  • 23
  • Campinas, SP
  • 2.929 - 5.833
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Campinas - SP, ganha entre 2.929 e 5.833 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 23 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Operador de Caldeira

Operador de Caldeira: Rio de Janeiro

  • 294
  • Rio de Janeiro
  • 2.122 - 3.533
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Rio de Janeiro, ganha entre 2.122 e 3.533 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 294 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Operador de Caldeira Curitiba

Operador de Caldeira: Curitiba, PR

  • 51
  • Curitiba, PR
  • 2.351 - 3.547
  • 42h
O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Curitiba - PR, ganha entre 2.351 e 3.547 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 51 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Operador de Caldeira Guarulhos

Operador de Caldeira: Guarulhos, SP

  • 43
  • Guarulhos, SP
  • 2.649 - 4.165
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Guarulhos - SP, ganha entre 2.649 e 4.165 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 43 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Operador de Caldeira

Operador de Caldeira: Mato Grosso

  • 916
  • Mato Grosso
  • 2.350 - 3.776
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Mato Grosso, ganha entre 2.350 e 3.776 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 916 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Operador de Caldeira São Bernardo do Campo

Operador de Caldeira: São Bernardo do Campo, SP

  • 21
  • São Bernardo do Campo, SP
  • 2.704 - 5.078
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em São Bernardo do Campo - SP, ganha entre 2.704 e 5.078 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 21 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.
Salário Operador de Caldeira

Operador de Caldeira: Rio Grande do Sul

  • 915
  • Rio Grande do Sul
  • 2.150 - 3.375
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Caldeira CBO 8621-20 trabalhando em Rio Grande do Sul, ganha entre 2.150 e 3.375 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 915 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8621-20.