CBO 8611-20 - Operadores de instalações de geração e distribuição de energia elétrica, hidráulica, térmica ou nuclear - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 8611-20 é o Código Brasileiro da Ocupação de operadores de instalações de geração e distribuição de energia elétrica, hidráulica, térmica ou nuclear que pertence ao grupo dos operadores na geração e distribuição de energia (centrais hidrelétricas, termelétricas e nucleares), segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Operadores de instalações de geração e distribuição de energia elétrica, hidráulica, térmica ou nuclear CBO 8611-20 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 8611-20

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Operadores de produção, captação, tratamento e distribuição (energia, água e utilidades).
      • Operadores na geração e distribuição de energia (centrais hidrelétricas, termelétricas e nucleares).
        • Operadores de instalações de geração e distribuição de energia elétrica, hidráulica, térmica ou nuclear.

Descrição dos cargos da categoria Operadores de instalações de geração e distribuição de energia elétrica, hidráulica, térmica ou nuclear

Os Operadores de instalações de geração e distribuição de energia elétrica, hidráulica, térmica ou nuclear CBO 8611-20 controlam a produção de energia elétrica, monitoram sistemas de geração de energia elétrica, manobram equipamentos de geração elétrica e executam atividades para manter máquinas e equipamentos em condições de operação. Realizam atividades de distribuição de energia elétrica, analisando ordens de manobra, controlando o nível de energia programada, acionando equipamentos auxiliares de distribuição, liberando ou bloqueando linhas e equipamentos de transmissão e distribuição. Interagem com outros setores e instituições e trabalham segundo procedimentos de segurança, proteção ao meio ambiente e saúde ocupacional.

Condições de trabalho

Operadores de instalações de geração e distribuição de energia elétrica, hidráulica, térmica ou nuclear atuam nas empresas dos serviços de eletricidade, gás e água quente como empregados com carteira assinada. Organizam-se em equipes de trabalho cooperativo, sob supervisão permanente ou ocasional. Atuam em locais fechados ou a céu aberto e no sistema de rodízio de turnos. Em algumas usinas hidrelétricas a operação do quadro de distribuição de energia é feita à distância, por meio de um centro de operações. Podem trabalhar em grandes alturas e permanecer expostos à ação de materiais tóxicos, radiação, ruídos, altas temperaturas, poeira e riscos elétricos.

Exigências do mercado de trabalho

Para o exercício dessas ocupações requer-se ensino médio concluído e curso básico de qualificação profissional em torno de quatrocentas horas-aula, ministrado em escolas especializadas. O pleno desempenho das atividades ocorre entre um e dois anos de experiência profissional. Há indícios de que as empresas já estão exigindo profissionais com curso técnico de eletrotécnica ou de processos de geração de energia elétrica, ministrados em escolas especializadas, para o exercício da ocupação de operador de usina (elétrica e termonuclear).

Funções dos Operadores de instalações de geração e distribuição de energia elétrica, hidráulica, térmica ou nuclear CBO 8611-20

Operadores de instalações de geração e distribuição de energia elétrica, hidráulica, térmica ou nuclear devem:

  • realizar distribuição de energia elétrica;
  • manobrar equipamentos de geração de energia elétrica;
  • demonstrar competências pessoais;
  • executar atividades para manter máquinas e equipamentos em condições de operação;
  • interagir com outros setores e instituições;
  • controlar a produção de energia elétrica;
  • monitorar sistemas de geração de energia elétrica;
  • trabalhar segundo procedimentos de segurança, proteção ao meio ambiente e saúde ocupacional;
  • Atividades dos cargos CBO 8611-20

    Entre as principais atribuições dos Operadores de instalações de geração e distribuição de energia elétrica, hidráulica, térmica ou nuclear CBO 8611-20 estão as de:

    • identificar defeitos;
    • sincronizar unidade geradora;
    • inspecionar funcionamento de reatores nucleares;
    • anotar dados monitorados;
    • liberar linhas e equipamentos de transmissão e distribuição;
    • limpar máquinas e equipamentos;
    • liberar equipamentos de geração para funcionamento;
    • trabalhar em equipe;
    • acionar turbinas e geradores;
    • interpretar gráficos, esquemas e fluxogramas;
    • regular variação de potência no reator nuclear;
    • isolar linhas e equipamentos de transmissão e distribuição;
    • solicitar manutenção de máquinas e equipamentos;
    • efetuar controle para manter o nível de tensão nos sistemas de transmissão e distribuição;
    • bloquear funcionamento de equipamentos de geração de energia;
    • controlar variação de velocidade da turbina;
    • restabelecer sistemas de distribuição de energia;
    • controlar liberação de rejeitos sólidos, líquidos, gasosos;
    • isolar áreas de riscos;
    • descarregar núcleo de combustível nuclear;
    • testar equipamentos;
    • realizar ações proativas;
    • inspecionar funcionamento de turbinas e geradores amostras;
    • acionar reatores nucleares;
    • registrar número de horas de funcionamento dos equipamentos em operação;
    • demonstrar iniciativa;
    • acionar equipamentos auxiliares de geração de energia elétrica;
    • monitorar pressão, temperatura, nível e vazão de sistemas de geração;
    • ajustar parâmetros dos equipamentos de produção de energia elétrica;
    • redigir relatórios;
    • acionar caldeiras;
    • armazenar rejeitos radioativos em condições seguras;
    • simular situações de emergência;
    • determinar número de geradores em operação;
    • demonstrar capacidade de decisão;
    • testar equipamentos de segurança;
    • cumprir normas, procedimentos e metas;
    • registrar dados sobre condições dos equipamentos;
    • utilizar equipamentos de segurança;
    • monitorar tensão, potência, corrente e frequência no sistema de geração;
    • analisar ordem de manobra de geração de energia elétrica;
    • acompanhar manutenção de máquinas e equipamentos;
    • comunicar-se de forma clara e objetiva;
    • carregar núcleo de combustível nuclear;
    • operar instrumentos de comunicação;
    • monitorar sistemas radiológicos;
    • controlar vazão de vapor nas turbinas;
    • preencher formulários;
    • interpretar leiaute da planta de geração;
    • demonstrar capacidade de questionamento;
    • manter-se atualizado;
    • demonstrar senso de organização;
    • interpretar procedimentos, normas e manuais;
    • identificar atos e condições inseguras;
    • analisar plano de isolamento;
    • participar de programas de segurança do trabalho, proteção ao meio ambiente e saúde ocupacional;
    • inspecionar funcionamento de equipamentos auxiliares;
    • otimizar cargas entre geradores;
    • efetuar controle para manter o nível de distribuição de energia programada;
    • controlar queima de combustível na caldeira;
    • ajustar níveis de tensão;
    • controlar queima de combustível no reator nuclear;
    • controlar nível de abastecimento de combustível na caldeira;
    • participar de reuniões e discussões técnicas;
    • demonstrar rapidez de raciocínio;
    • desacoplar unidade geradora do sistema;

    Cargos e salários CBO 8611-20 - Operadores de instalações de geração e distribuição de energia elétrica, hidráulica, térmica ou nuclear

    Salário Operador de Reator Nuclear

    Operador de Reator Nuclear: Brasil

    • 17
    • Brasil
    • 2.83 - 6.948
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Reator Nuclear CBO 8611-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.83 e 6.948 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 17 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8611-20.
    Salário Operador de Central Termonuclear

    Operador de Central Termonuclear: Brasil

    • 17
    • Brasil
    • 2.83 - 6.948
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Central Termonuclear CBO 8611-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.83 e 6.948 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 17 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8611-20.
    Salário Operador de Usina Termonuclear

    Operador de Usina Termonuclear: Brasil

    • 17
    • Brasil
    • 2.83 - 6.948
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Usina Termonuclear CBO 8611-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.83 e 6.948 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 17 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8611-20.