CBO 8232-10 - Operadores de equipamentos de fabricação e beneficiamento de cristais, vidros, cerâmicas, porcelanas, fibras de vidro, abrasivos - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 8232-10 é o Código Brasileiro da Ocupação de operadores de equipamentos de fabricação e beneficiamento de cristais, vidros, cerâmicas, porcelanas, fibras de vidro, abrasivos que pertence ao grupo dos trabalhadores de instalações e equipamentos de material de construção, cerâmica e vidro, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Operadores de equipamentos de fabricação e beneficiamento de cristais, vidros, cerâmicas, porcelanas, fibras de vidro, abrasivos CBO 8232-10 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 8232-10

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Trabalhadores de instalações siderúrgicas e de materiais de construção.
      • Trabalhadores de instalações e equipamentos de material de construção, cerâmica e vidro.
        • Operadores de equipamentos de fabricação e beneficiamento de cristais, vidros, cerâmicas, porcelanas, fibras de vidro, abrasivos.

Descrição dos cargos da categoria Operadores de equipamentos de fabricação e beneficiamento de cristais, vidros, cerâmicas, porcelanas, fibras de vidro, abrasivos

Os Operadores de equipamentos de fabricação e beneficiamento de cristais, vidros, cerâmicas, porcelanas, fibras de vidro, abrasivos CBO 8232-10 preparam e operam fornos para processamento de minerais não- metálicos. Preparam máquinas, equipamentos e insumos de conformação dos produtos. Controlam processos de produção e especificações do produto e do processo. Informam e registram ocorrências setoriais tais como parada de máquinas, parâmetros do processo, preenchimento de ordens de serviços e outras. Trabalham seguindo normas de segurança, higiene, qualidade e proteção ao meio ambiente.

Condições de trabalho

Operadores de equipamentos de fabricação e beneficiamento de cristais, vidros, cerâmicas, porcelanas, fibras de vidro, abrasivos atuam no segmento da construção e na fabricação de equipamentos de instrumentação, produtos de metal, produtos alimentares e bebidas, materiais eletrônicos e de comunicação. São empregados com carteira assinada, organizam-se em células de trabalho e linhas de produção, sob supervisão permanente. Trabalham em ambiente fechado, no sistema de rodízio de turnos (diurno/noturno). Eventualmente, podem permanecer expostos a ruído intenso e altas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho

Para o exercício dessas ocupações requer-se ensino fundamental concluído e curso básico de qualificação profissional com até duzentas horas-aula. O pleno desempenho das atividades ocorre entre três e quatro anos de experiência profissional.

Funções dos Operadores de equipamentos de fabricação e beneficiamento de cristais, vidros, cerâmicas, porcelanas, fibras de vidro, abrasivos CBO 8232-10

Operadores de equipamentos de fabricação e beneficiamento de cristais, vidros, cerâmicas, porcelanas, fibras de vidro, abrasivos devem:

  • informar ocorrências setoriais;
  • operar fornos para processamento de minerais não-metálicos;
  • controlar especificações do produto e do processo;
  • controlar processo de produção;
  • trabalhar com segurança;
  • preparar fornos para operação;
  • preparar máquinas, equipamentos e insumos de conformação de produtos;
  • demonstrar competências pessoais;
  • Atividades dos cargos CBO 8232-10

    Entre as principais atribuições dos Operadores de equipamentos de fabricação e beneficiamento de cristais, vidros, cerâmicas, porcelanas, fibras de vidro, abrasivos CBO 8232-10 estão as de:

    • avaliar qualidade do produto;
    • ajustar moldes em máquinas;
    • controlar abaulamento do produto;
    • demonstrar capacidade de organização;
    • controlar recozimento do produto;
    • propor melhorias;
    • resolver problemas;
    • relatar condições e atos inseguros;
    • relatar ocorrências do turno de trabalho;
    • agir com segurança nas atitudes e decisões;
    • evidenciar senso de cooperação;
    • utilizar equipamentos de proteção individual e coletiva, de acordo com a operação;
    • controlar têmpera do produto;
    • isolar locais de risco;
    • realizar testes e ensaios de resistência;
    • inspecionar condições de fornos;
    • controlar empenamento do produto;
    • preencher ordem de serviço;
    • controlar peso e dimensões do produto;
    • relatar defeitos corrigidos em máquinas e equipamentos;
    • verificar condições de funcionamento de fornos;
    • organizar local de trabalho;
    • requisitar material e ferramentas;
    • monitorar sistema supervisório;
    • tomar iniciativa;
    • inspecionar o produto visualmente;
    • atuar em situações de emergência;
    • registrar parâmetros de processo;
    • trabalhar em equipe;
    • preservar a limpeza de máquinas e do local de trabalho;
    • analisar ordem de produção;
    • utilizar recursos de informática;
    • relacionar-se com outras pessoas;
    • controlar temperatura de fornos;
    • substituir componentes de máquinas;
    • montar moldes em máquinas;
    • inverter operação de equipamentos;
    • regular máquinas;
    • acompanhar manutenção de máquinas e equipamentos;
    • cumprir normas de segurança;
    • controlar curvatura do produto;
    • identificar falhas e defeitos de operação;
    • identificar causas de defeitos em máquinas;
    • providenciar primeiros socorros;
    • controlar fragmentação do produto;
    • substituir moldes em máquinas;
    • seguir procedimentos de processo;
    • comunicar-se com setor de manutenção;
    • comunicar-se com clareza e objetividade;
    • controlar parâmetros do processo de produção;
    • acondicionar materiais tóxicos para descarte;
    • vistoriar funcionamento de fornos;
    • emitir informações referentes à necessidade de limpeza;
    • interpretar normas de segurança;
    • realizar operações de acordo com métodos seguros;
    • regular velocidade de esteiras;
    • mostrar-se receptivo a informações e inovações;
    • verificar sinais de alerta de equipamentos e do forno;
    • verificar condições de funcionamento de máquinas;
    • ser proativo;
    • acompanhar funcionamento de máquinas;
    • monitorar testes de alarme;
    • verificar registro da ficha de instrução operacional;
    • identificar desgaste do refratário do forno;
    • controlar distorções ópticas do produto;
    • demonstrar capacidade de adaptação;
    • emitir informações sobre parada de equipamentos e máquinas;
    • corrigir falhas e defeitos de operação;

    Cargos e salários CBO 8232-10 - Operadores de equipamentos de fabricação e beneficiamento de cristais, vidros, cerâmicas, porcelanas, fibras de vidro, abrasivos

    Salário Operador de Extrusora (vidro)

    Operador de Extrusora (vidro): Brasil

    • 2.350
    • Brasil
    • 1.703 - 3.053
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Extrusora (vidro) CBO 8232-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.703 e 3.053 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 2.350 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8232-10.
    Salário Extrusor de Fios ou Fibras de Vidro

    Extrusor de Fios ou Fibras de Vidro: Brasil

    • 2.350
    • Brasil
    • 1.703 - 3.053
    • 44h
    O profissional no cargo de Extrusor de Fios ou Fibras de Vidro CBO 8232-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.703 e 3.053 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 2.350 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8232-10.
    Salário Ajudante de Extrusão de Fibras de Vidro

    Ajudante de Extrusão de Fibras de Vidro: Brasil

    • 2.350
    • Brasil
    • 1.703 - 3.053
    • 44h
    O profissional no cargo de Ajudante de Extrusão de Fibras de Vidro CBO 8232-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.703 e 3.053 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 2.350 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8232-10.
    Salário Fibrador (fabricação de Fibra de Vidro)

    Fibrador (fabricação de Fibra de Vidro): Brasil

    • 2.350
    • Brasil
    • 1.703 - 3.053
    • 44h
    O profissional no cargo de Fibrador (fabricação de Fibra de Vidro) CBO 8232-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.703 e 3.053 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 2.350 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8232-10.
    Salário Misturador de Fios de Fibras de Vidro

    Misturador de Fios de Fibras de Vidro: Brasil

    • 2.350
    • Brasil
    • 1.703 - 3.053
    • 44h
    O profissional no cargo de Misturador de Fios de Fibras de Vidro CBO 8232-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.703 e 3.053 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 2.350 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8232-10.
    Salário Extrusor de Fios ou Fibras de Vidro São Paulo

    Extrusor de Fios ou Fibras de Vidro: São Paulo, SP

    • 260
    • São Paulo, SP
    • 1.674 - 2.889
    • 44h
    O profissional no cargo de Extrusor de Fios ou Fibras de Vidro CBO 8232-10 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 1.674 e 2.889 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 260 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8232-10.
    Salário Ajudante de Extrusão de Fibras de Vidro São Paulo

    Ajudante de Extrusão de Fibras de Vidro: São Paulo, SP

    • 260
    • São Paulo, SP
    • 1.674 - 2.889
    • 44h
    O profissional no cargo de Ajudante de Extrusão de Fibras de Vidro CBO 8232-10 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 1.674 e 2.889 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 260 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8232-10.
    Salário Ajudante de Extrusão de Fibras de Vidro

    Ajudante de Extrusão de Fibras de Vidro: Santa Catarina

    • 386
    • Santa Catarina
    • 1.711 - 1.796
    • 44h
    O profissional no cargo de Ajudante de Extrusão de Fibras de Vidro CBO 8232-10 trabalhando em Santa Catarina, ganha entre 1.711 e 1.796 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 386 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8232-10.
    Salário Fibrador (fabricação de Fibra de Vidro) São Paulo

    Fibrador (fabricação de Fibra de Vidro): São Paulo, SP

    • 260
    • São Paulo, SP
    • 1.674 - 2.889
    • 44h
    O profissional no cargo de Fibrador (fabricação de Fibra de Vidro) CBO 8232-10 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 1.674 e 2.889 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 260 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 8232-10.