CBO 7243-15 - Trabalhadores de soldagem e corte de ligas metálicas - Salário 2020, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 7243-15 é o Código Brasileiro da Ocupação de trabalhadores de soldagem e corte de ligas metálicas que pertence ao grupo dos trabalhadores de montagem de tubulações, estruturas metálicas e de compósitos, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Trabalhadores de soldagem e corte de ligas metálicas CBO 7243-15 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 7243-15

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Trabalhadores da transformação de metais e de compósitos.
      • Trabalhadores de montagem de tubulações, estruturas metálicas e de compósitos.
        • Trabalhadores de soldagem e corte de ligas metálicas.

Descrição dos cargos da categoria Trabalhadores de soldagem e corte de ligas metálicas

Os Trabalhadores de soldagem e corte de ligas metálicas CBO 7243-15 unem e cortam peças de ligas metálicas usando processos de soldagem e corte tais como eletrodo revestido, tig, mig, mag, oxigás, arco submerso, brasagem, plasma. Preparam equipamentos, acessórios, consumíveis de soldagem e corte e peças a serem soldadas. Aplicam estritas normas de segurança, organização do local de trabalho e meio ambiente.

Condições de trabalho

Trabalhadores de soldagem e corte de ligas metálicas essas ocupações são desempenhadas tanto em fábricas como a céu aberto, em atividades de campo, majoritariamente na indústria de transformação, na construção civil e de estruturas metálicas e na prestação de serviços, decorrente da subcontratação de trabalhos de campo e de manutenção. Trabalham predominantemente como empregados registrados em carteira, em rodízios de turnos, sob supervisão permanente. As características pessoais de adaptabilidade ao trabalho diferem entre o trabalhador de campo e o de fábrica. O trabalhador de campo orgulha-se da variedade de obras e serviços que registrou em seu percurso profissional, com características nômades, distintas do trabalhador de fábrica. Os processos de soldagem se tipificam também pelas posições de soldagem para as quais o trabalhador tem habilidade. Há soldadores habilitados para determinadas posições, às vezes desconfortáveis, exercendo-as por longos períodos, podem estar sujeitos a trabalhar em grandes alturas, em ambientes subte

Exigências do mercado de trabalho

Espera-se que os profissionais da família tenham concluído, pelo menos a quarta série do ensino fundamental e cursos de qualificação profissional de duração variada, com até duzentas horas para a maioria das ocupações e mais de quatrocentas horas para brasador. As habilidades plenas para o exercício das atividades demandam uma experiência anterior em torno de um a dois anos. Algumas atividades de soldagem podem exigir qualificação ou certificação do soldador em organismo credenciado.

Funções dos Trabalhadores de soldagem e corte de ligas metálicas CBO 7243-15

Trabalhadores de soldagem e corte de ligas metálicas devem:

  • trabalhar com segurança;
  • organizar o local de trabalho;
  • preparar peças para soldagem;
  • soldar peças com eletrodo revestido, mig, mag, tig, oxigás, arco submerso;
  • soldar peças por brasagem;
  • preparar equipamentos e acessórios para soldagem e corte;
  • demonstrar competências pessoais;
  • Atividades dos cargos CBO 7243-15

    Entre as principais atribuições dos Trabalhadores de soldagem e corte de ligas metálicas CBO 7243-15 estão as de:

    • selecionar eletrodo de tungstênio;
    • identificar soldas através do sinete;
    • obedecer os procedimentos de manuseio dos consumíveis;
    • escovar peças;
    • empregar os equipamentos de proteção coletiva;
    • substituir acessórios de soldagem e corte;
    • limpar o bico do maçarico;
    • detectar condições desfavoráveis de trabalho;
    • isolar com anteparas o local de trabalho;
    • demonstrar criatividade;
    • controlar a velocidade de soldagem;
    • identificar posição de soldagem;
    • reagir às condições desfavoráveis;
    • manter-se atualizado;
    • goivar peças;
    • regular parâmetros de soldagem e corte de acordo com ieis;
    • posicionar a bobina no alimentador;
    • demonstrar responsabilidade;
    • utilizar equipamento de proteção individual;
    • aplicar removedores para retirada de óleos e gravar;
    • trocar o arame no circuito alimentador ou pistola;
    • reparar a solda (esmerilhando, goivando etc);
    • colaborar no trabalho;
    • eliminar o sopro magnético;
    • verificar visualmente condições da peça;
    • definir o bico (pena) do maçarico;
    • desenvolver acuidade visual;
    • manter abertura do arco;
    • informar falhas em máquinas e equipamentos;
    • consultar desenhos e especificações;
    • definir tipo de gás;
    • providenciar ferramentas;
    • demonstrar habilidade manual;
    • respeitar o fator de trabalho do equipamento (potência, tempo de uso, etc);
    • limpar bocal da pistola;
    • zelar pela limpeza no local de trabalho;
    • soldar em uma ou mais posições (vertical, horizontal, etc.);
    • chanfrar peças;
    • evidenciar iniciativa;
    • identificar a fonte (máquina de solda);
    • abrir o arco elétrico;
    • aquecer previamente a peça com maçarico;
    • controlar temperatura de interpasse;
    • regular maçarico;
    • soldar um ou mais materiais;
    • identificar o gás de acordo com o processo de soldagem;
    • desenvolver conhecimento de informática;
    • obedecer instruções, execuções de inspeção de soldagem (ieis);
    • regular manômetros;
    • verificar iluminação do ambiente;
    • desenvolver resistência física;
    • identificar material (consumível) a ser usado na obra;

    Cargos e salários CBO 7243-15 - Trabalhadores de soldagem e corte de ligas metálicas

    Salário Soldador

    Soldador: Brasil

    • 171.993
    • Brasil
    • 2.023 - 3.963
    • 44h
    O profissional no cargo de Soldador CBO 7243-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.023 e 3.963 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 171.993 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Soldador Mecânico

    Soldador Mecânico: Brasil

    • 171.993
    • Brasil
    • 2.023 - 3.963
    • 44h
    O profissional no cargo de Soldador Mecânico CBO 7243-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.023 e 3.963 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 171.993 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Montador Soldador

    Montador Soldador: Brasil

    • 171.993
    • Brasil
    • 2.023 - 3.963
    • 44h
    O profissional no cargo de Montador Soldador CBO 7243-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.023 e 3.963 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 171.993 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Operador de Banho de Solda

    Operador de Banho de Solda: Brasil

    • 171.993
    • Brasil
    • 2.023 - 3.963
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Banho de Solda CBO 7243-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.023 e 3.963 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 171.993 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Operador de Máquina de Solda a Ultrassom

    Operador de Máquina de Solda a Ultrassom: Brasil

    • 171.993
    • Brasil
    • 2.023 - 3.963
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Máquina de Solda a Ultrassom CBO 7243-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.023 e 3.963 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 171.993 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Operador de Máquina de Solda Eletrônica

    Operador de Máquina de Solda Eletrônica: Brasil

    • 171.993
    • Brasil
    • 2.023 - 3.963
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Máquina de Solda Eletrônica CBO 7243-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.023 e 3.963 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 171.993 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Operador de Máquina de Soldar

    Operador de Máquina de Soldar: Brasil

    • 171.993
    • Brasil
    • 2.023 - 3.963
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Máquina de Soldar CBO 7243-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.023 e 3.963 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 171.993 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Operador de Máquina de Soldar Automática

    Operador de Máquina de Soldar Automática: Brasil

    • 171.993
    • Brasil
    • 2.023 - 3.963
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Máquina de Soldar Automática CBO 7243-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.023 e 3.963 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 171.993 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Soldador Autógeno

    Soldador Autógeno: Brasil

    • 171.993
    • Brasil
    • 2.023 - 3.963
    • 44h
    O profissional no cargo de Soldador Autógeno CBO 7243-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.023 e 3.963 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 171.993 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Soldador de Oficina Mecânica

    Soldador de Oficina Mecânica: Brasil

    • 171.993
    • Brasil
    • 2.023 - 3.963
    • 44h
    O profissional no cargo de Soldador de Oficina Mecânica CBO 7243-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.023 e 3.963 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 171.993 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Soldador de Solda Branca

    Soldador de Solda Branca: Brasil

    • 171.993
    • Brasil
    • 2.023 - 3.963
    • 44h
    O profissional no cargo de Soldador de Solda Branca CBO 7243-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.023 e 3.963 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 171.993 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Soldador de Solda Elétrica e Oxiacetileno

    Soldador de Solda Elétrica e Oxiacetileno: Brasil

    • 171.993
    • Brasil
    • 2.023 - 3.963
    • 44h
    O profissional no cargo de Soldador de Solda Elétrica e Oxiacetileno CBO 7243-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.023 e 3.963 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 171.993 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Soldador Belém

    Soldador: Belém, PA

    • 652
    • Belém, PA
    • 2.053 - 3.959
    • 44h
    O profissional no cargo de Soldador CBO 7243-15 trabalhando em Belém - PA, ganha entre 2.053 e 3.959 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 652 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Soldador Cubatão

    Soldador: Cubatão, SP

    • 202
    • Cubatão, SP
    • 1.905 - 3.183
    • 44h
    O profissional no cargo de Soldador CBO 7243-15 trabalhando em Cubatão - SP, ganha entre 1.905 e 3.183 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 202 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Soldador Anápolis

    Soldador: Anápolis, GO

    • 365
    • Anápolis, GO
    • 1.792 - 3.238
    • 44h
    O profissional no cargo de Soldador CBO 7243-15 trabalhando em Anápolis - GO, ganha entre 1.792 e 3.238 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 365 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Soldador Sinop

    Soldador: Sinop, MT

    • 473
    • Sinop, MT
    • 1.703 - 3.057
    • 44h
    O profissional no cargo de Soldador CBO 7243-15 trabalhando em Sinop - MT, ganha entre 1.703 e 3.057 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 473 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Soldador Barra Mansa

    Soldador: Barra Mansa, RJ

    • 212
    • Barra Mansa, RJ
    • 1.983 - 3.243
    • 43h
    O profissional no cargo de Soldador CBO 7243-15 trabalhando em Barra Mansa - RJ, ganha entre 1.983 e 3.243 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 212 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.
    Salário Soldador Uberlândia

    Soldador: Uberlândia, MG

    • 575
    • Uberlândia, MG
    • 2.120 - 3.981
    • 44h
    O profissional no cargo de Soldador CBO 7243-15 trabalhando em Uberlândia - MG, ganha entre 2.120 e 3.981 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 575 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7243-15.