CBO 7241-30 - Instalador de tubulações de gás combustível (produção e distribuição) - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos encanadores e instaladores de tubulações

O profissional no cargo de Instalador de tubulações de gás combustível (produção e distribuição) CBO 7241-30 monta, instala e repara tubulações, para implantação e manutenção de sistemas de geração e distribuição de gás combustível Prepara e organiza o trabalho, interpretando projeto.

Realiza testes operacionais e teste de estanqueidade Executa manutenção de primeiro nível de máquinas e equipamentos usados durante os serviços Cumpre procedimentos, normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e de segurança no trabalho e de preservação ambiental.

CBO 7241-30 é o Código Brasileiro da Ocupação de encanadores e instaladores de tubulações que pertence ao grupo dos trabalhadores da transformação de metais e de compósitos, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Instalador de tubulações de gás combustível (produção e distribuição), atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Encanadores e instaladores de tubulações CBO 7241-30 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 7241-30

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Encanadores e instaladores de tubulações.
      • Trabalhadores da transformação de metais e de compósitos.

O que faz um Instalador de tubulações de gás combustível (produção e distribuição)

O Instalador de tubulações de gás combustível (produção e distribuição) CBO 7241-30 prepara e organiza o trabalho, interpretando projeto de implantação de sistema de geração e distribuição de gás combustível Estabelece cronograma para execução do serviço.

Seleciona máquinas, equipamentos, ferramentas, instrumentos e materiais, para a realização das atividades.

Pode elaborar orçamento do serviço Pode usar BIM - Modelagem da Informação da Construção (Building Information Modeling), para conhecimento do projeto e para posterior registro das atividades executadas.

Examina e marca o local definido para instalação, conforme projeto Abre paredes, lajes, pisos ou valas e fixa suportes, para encaixar as tubulações de gás combustível.

Separa materiais conforme medidas e tipos, para o processo de pré-montagem de tubulações.

Corta e encurva tubos Abre roscas, encaixa conexões e ponteia tubulações.

Pinta as tubulações, identificando-as com cores, conforme finalidade.

Usa processos de corte e de união por soldagem, brasagem forte e brasagem fraca Distribui, assenta e veda tubulações, interligando redes a ramais em pontos de centrais de suprimento de gás combustível Combina uso de sistemas de tubagens com ou sem bombas de pressão, identificando e regulando pressão do transporte de gás combustível.

Instala acessórios, peças e equipamentos, tais como tanques, válvulas e atuadores Realiza testes operacionais de pressão de gás combustível, regulando pressão e drenando tubulações Realiza teste de estanqueidade, para assegurar que não existe vazamento nas redes canalizadas.

Monitora teste no manômetro e na rede Quando necessário, corrige falhas na vedação e refaz o teste.

Libera rede para uso Instala sistemas de combate a incêndio, com extintores, mangueiras e sprinklers Executa manutenção em centrais de suprimento e redes de transporte e distribuição de gás combustível, identificando falhas e defeitos.

Desativa o sistema de distribuição, levanta causa do problema identificado, substitui componentes e equipamentos defeituosos, estanca vazamentos, testa os reparos realizados e reativa o sistema de distribuição Preenche relatórios de serviços Pode emitir recibos e notas fiscais de serviços.

Realiza manutenção de primeiro nível de máquinas e equipamentos usados durante os serviços, limpando-os e os lubrificando Pode requisitar manutenção corretiva Mantém ferramentas e instrumentos de trabalho limpos, organizados, acondicionados e em plenas condições de uso e funcionamento.

Controla estoque de materiais, podendo requisitar reposição Controla desperdícios de materiais, selecionando os reutilizáveis Faz o descarte de resíduos, de acordo com as normas ambientais Zela pela segurança, identificando e sinalizando áreas de risco e prevenindo acidente e incêndio Utiliza Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC).

Pode prestar primeiros socorros.

Funções do cargo

O funcionário CBO 7241-30 deve demonstrar competências pessoais, operacionalizar projeto de instalações de tubulações, proteger instalações, redigir documentos, instalar tubulações, realizar testes operacionais, realizar manutenção de equipamentos e acessórios, preparar local para instalação, pré-montar tubulações, realizar teste de alta pressão - estanqueidade.

Condições de trabalho dessas profissões

Encanadores e instaladores de tubulações atuam na construção civil, em empresas de eletricidade, gás e água quente, de captação, purificação e distribuição de água e de transporte aéreo e aquaviário. São empregados assalariados, com carteira assinada e, trabalham em equipe, sob supervisão permanente. Trabalham em horários diurnos, em locais fechados ou a céu aberto. Freqüentemente, são expostos a materiais tóxicos, altas temperaturas e ruídos.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 7241-30

Para atuar na maioria dessas ocupações requer-se de quarta a sétima série do ensino fundamental. Para os instaladores de tubulações de aeronaves a exigência é a conclusão do ensino médio. Os trabalhadores, também, devem ter cursos básicos profissionalizantes que variam de duzentas a quatrocentas horas-aula, dependendo da ocupação. A experiência para o pleno exercício das atividades também varia. Os encanadores, assentadores de canalização e instaladores de tubulações estão aptos com menos de um ano de experiência. Os instaladores de tubulações de embarcação, gás combustível e de vapor, exige-se de três a quatro anos de prática anterior. Para os instaladores de tubulações de aeronaves necessitam comprovar mais de cinco anos de experiência na área para o pleno exercício da profissão.

Atividades exercidas por um Instalador de tubulações de gás combustível (produção e distribuição) CBO 7241-30

Um Instalador de tubulações de gás combustível (produção e distribuição) (ou sinônimo) deve marcar local definido para instalação, pintar tubulações, identificar tubulações, fixar suportes, revestir tubulações, interligar redes a ramais - pontos de consumo, pressurizar a rede, liberar rede para uso, trabalhar em equipe, identificar com cores as tubulações conforme finalidade, distribuir tubulações, inspecionar materiais visualmente, regular pressão nas tubulações, utilizar equipamentos de proteção individual, testar equipamentos operacionais, pontear tubulações, instalar manômetros na rede, redigir relatórios de serviços, isolar tubulações, separar materiais conforme medidas e tipos, encurvar tubos, preencher requisições de materiais, corrigir falhas na vedação, elaborar orçamentos e propostas, testar reparos dos acessórios ou equipamentos, tomar decisões rápidas, montar kits, dimensionar tubulações, substituir acessórios e equipamentos defeituosos ou fora do prazo de validade, refazer teste, encaixar conexões, analisar minúcias, reativar sistemas de distribuição, instalar proteção contra choque, abrir paredes, lajes, pisos ou valas, isolar local de trabalho, inspecionar local, identificar falhas ou defeitos, executar projeto, drenar tubulações, unir tubulações, cortar tubos, assentar tubulações, estudar projeto, desativar sistemas de distribuição, monitorar teste no manômetro e na rede, vedar saídas das tubulações, identificar pressão do fluído, abrir roscas nas tubulações, demonstar iniciativa, definir traçados das tubulações, demonstrar habilidades numéricas, quantificar materiais, especificar materiais, conferir validade dos materiais, vedar tubulações, manter-se atualizado com novas técnicas de instalações, comunicar-se, analisar causa das falhas ou defeitos, identificar materiais, equipamentos e instrumentos utilizados na solução das falhas ou defeitos, acondicionar materiais no local de instalação, alinhar tubos conforme ângulo especificado, instalar acessórios e equipamentos, fixar redes.

Cargos e salários CBO 7241-30 - Encanadores e instaladores de tubulações

Salário Ajudante de Gasista

Ajudante de Gasista: Brasil

  • 2.651
  • Brasil
  • 2.005 - 3.636
  • 43h
O profissional no cargo de Ajudante de Gasista CBO 7241-30 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.005 e 3.636 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 2.651 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7241-30.
Salário Duteiro

Duteiro: Brasil

  • 2.651
  • Brasil
  • 2.005 - 3.636
  • 43h
O profissional no cargo de Duteiro CBO 7241-30 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.005 e 3.636 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 2.651 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7241-30.
Salário Gasista

Gasista: Brasil

  • 2.651
  • Brasil
  • 2.005 - 3.636
  • 43h
O profissional no cargo de Gasista CBO 7241-30 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.005 e 3.636 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 2.651 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7241-30.
Salário Instalador de Tubulações de Gás Combustível (Produção e Distribuição)

Instalador de Tubulações de Gás Combustível (Produção e Distribuição): Brasil

  • 2.651
  • Brasil
  • 2.005 - 3.636
  • 43h
O profissional no cargo de Instalador de Tubulações de Gás Combustível (Produção e Distribuição) CBO 7241-30 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.005 e 3.636 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 2.651 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7241-30.
Salário Instalador de Tubulações de Gás Combustível (Produção e Distribuição) Rio de Janeiro

Instalador de Tubulações de Gás Combustível (Produção e Distribuição): Rio de Janeiro, RJ

  • 329
  • Rio de Janeiro, RJ
  • 1.869 - 2.945
  • 42h
O profissional no cargo de Instalador de Tubulações de Gás Combustível (Produção e Distribuição) CBO 7241-30 trabalhando em Rio de Janeiro - RJ, ganha entre 1.869 e 2.945 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 329 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7241-30.
Salário Instalador de Tubulações de Gás Combustível (Produção e Distribuição) São Paulo

Instalador de Tubulações de Gás Combustível (Produção e Distribuição): São Paulo, SP

  • 388
  • São Paulo, SP
  • 2.320 - 3.519
  • 43h
O profissional no cargo de Instalador de Tubulações de Gás Combustível (Produção e Distribuição) CBO 7241-30 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 2.320 e 3.519 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 388 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7241-30.
Salário Ajudante de Gasista São Paulo

Ajudante de Gasista: São Paulo, SP

  • 388
  • São Paulo, SP
  • 2.320 - 3.519
  • 43h
O profissional no cargo de Ajudante de Gasista CBO 7241-30 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 2.320 e 3.519 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 388 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7241-30.
Salário Ajudante de Gasista

Ajudante de Gasista: São Paulo

  • 707
  • São Paulo
  • 2.240 - 3.515
  • 44h
O profissional no cargo de Ajudante de Gasista CBO 7241-30 trabalhando em São Paulo, ganha entre 2.240 e 3.515 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 707 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7241-30.
Salário Duteiro

Duteiro: São Paulo

  • 707
  • São Paulo
  • 2.240 - 3.515
  • 44h
O profissional no cargo de Duteiro CBO 7241-30 trabalhando em São Paulo, ganha entre 2.240 e 3.515 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 707 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7241-30.
Salário Duteiro São Paulo

Duteiro: São Paulo, SP

  • 388
  • São Paulo, SP
  • 2.320 - 3.519
  • 43h
O profissional no cargo de Duteiro CBO 7241-30 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 2.320 e 3.519 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 388 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7241-30.
Salário Duteiro Rio de Janeiro

Duteiro: Rio de Janeiro, RJ

  • 329
  • Rio de Janeiro, RJ
  • 1.869 - 2.945
  • 42h
O profissional no cargo de Duteiro CBO 7241-30 trabalhando em Rio de Janeiro - RJ, ganha entre 1.869 e 2.945 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 329 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7241-30.
Salário Gasista Rio de Janeiro

Gasista: Rio de Janeiro, RJ

  • 329
  • Rio de Janeiro, RJ
  • 1.869 - 2.945
  • 42h
O profissional no cargo de Gasista CBO 7241-30 trabalhando em Rio de Janeiro - RJ, ganha entre 1.869 e 2.945 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 329 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7241-30.
Salário Gasista São Paulo

Gasista: São Paulo, SP

  • 388
  • São Paulo, SP
  • 2.320 - 3.519
  • 43h
O profissional no cargo de Gasista CBO 7241-30 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 2.320 e 3.519 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 388 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7241-30.
Salário Gasista

Gasista: Rio de Janeiro

  • 581
  • Rio de Janeiro
  • 1.899 - 3.025
  • 42h
O profissional no cargo de Gasista CBO 7241-30 trabalhando em Rio de Janeiro, ganha entre 1.899 e 3.025 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 581 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7241-30.
Salário Gasista

Gasista: São Paulo

  • 707
  • São Paulo
  • 2.240 - 3.515
  • 44h
O profissional no cargo de Gasista CBO 7241-30 trabalhando em São Paulo, ganha entre 2.240 e 3.515 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 707 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7241-30.